Nota da CNBB

closeAtenção, este artigo foi publicado 9 anos 2 meses 26 dias atrás.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil emitiu uma nota sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de permitir a destruição de embriões humanos em pesquisas científicas:

Sendo uma vida humana, segundo asseguram a embriologia e a biologia, o embrião humano tem direito à proteção do Estado. A circunstância de estar in vitro ou no útero materno não diminui e nem aumenta esse direito. É lamentável que o STF não tenha confirmado esse direito cristalino, permitindo que vidas humanas em estado embrionário sejam ceifadas.

Alegramo-nos por nossos pastores, que levantam a voz de maneira clara em defesa dos mais fracos e desprotegidos.

A CNBB continuará seu trabalho em favor da vida, desde a concepção até o seu declínio natural.

Fazemos nossas as palavras da CNBB, e assumimos particularmente o mesmo compromisso. Que Nossa Senhora Aparecida Se compadeça do Brasil.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page
Tagged on: ,