Curtas sobre assuntos completamente diversos

closeAtenção, este artigo foi publicado 9 anos 7 dias atrás.

Santo, Santo é,
Santo, Santo é,
Deus do Universo,
Ó Senhor Iahweh!

Sempre me incomodei com esta música cantada no Sanctus da Missa. Primeiro, pelo fato gritante do “Deus duas vezes santo” ser colocado no lugar do Deus três vezes Santo que a Igreja sempre cantou. E, segundo, por causa do “Iahweh”, que não consta em absolutamente nenhuma oração da Igreja que eu conheça.

Meu “feeling” estava correcto. Em um recente documento da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos reproduzido pelo Fratres in Unum, é dito o seguinte:

Nas celebrações litúrgicas, hinos e orações, o nome de Deus na forma do tetragrammaton YHWH não é para ser usado ou pronunciado.

Quão bom seria que ele não fosse letra morta!

* * *

Ainda mais sacrilégios: uma senhora chamada Carol Castro resolveu posar para a PLAYBOY com um terço! Disse ela que “[n]ão quis ofender ninguém e nem criar polêmica”. Concedendo que seja verdade, é simplesmente impossível que NINGUÉM (entre fotógrafos, editores, pessoal de publicidade, etc) tenha sequer cogitado que a foto seria ofensiva para a maioria da população brasileira. Esta sanha por profanações só pode ser satânica, pois não consigo encontrar outra explicação.

* * *

Excelente post n’O Possível e o Extraordinário: Laico e Católico. Recomendo enfaticamente. Quando a laicidade é cavalo de guerra dos ateus, importa que ela seja bem compreendida.

Mais leituras recomendadas:

  1. Estado Laico, Nação Católica! – Rafael Vitola Brodbeck
  2. O laico e o laicismo – D. Eugenio Sales
  3. Estado laico não é Estado ateu e pagão – Ives Gandra Martins e Antonio Carlos do Amaral
  4. Laicidade e Laicismo – Pe. Francisco Faus, Opus Dei (EM CACHE)
Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Curtas sobre assuntos completamente diversos

  1. wagnermoura

    Nao libera. Eu li teu comentario no blog evangelico: “Antes do mais, o leão de madeira em casa não é uma atitude idêntica a uma imagem de um santo em casa.”

    Jorge, na verdade a situacao nao e’ meramente ter um leao de madeira. E te-lo, dizer que e uma imagem de Cristo e ainda por cima afirmar que ele ministra so de olhar.

    Foi esse ministra so de olhar que iguala o leao da Ana Paula a uma imagem religiosa, sacra.

    1) O leao e’ Cristo. Ela diz sempre isso.
    2) O leao ministra. A imagem aproxima Ana Paula de Deus pq remete ao proprio Cristo.

    Foi isso.

    Abraco.

  2. Gustavo

    Sobre a questão do Sanctus,

    Eu diria que 90% ou mais dos Sanctus cantados em missas dominicais não são litúrgicos.

    Mas, no caso em voga, a condenação não é diretamente a esse Sanctus mutilado, e sim a pronúncia do nome de Deus, que ofende aos judeus.

    Pior ainda são os sanctus coreografados…

    Sou mais “O Senhor é Santo, o Senhor é Santo, o Senhor é Santo…Bendito o que vem…”

    Gustavo

  3. Pingback: O nome de Deus « Deus lo vult!

  4. Pingback: Deus lo vult!

  5. Pingback: Justiça feita contra a Playboy « Deus lo vult!