Ainda os templários

closeAtenção, este artigo foi publicado 9 anos 1 dia atrás.

Saiu em ZENIT: uma pesquisadora chamada Bárbara Frale chegou à conclusão – após analisar os documentos que constam no Arquivo Secreto do Vaticano – que os templários não foram hereges. É certo que a história é controversa e é igualmente certo que supressões de Ordens Religiosas não pertencem ao Depositum Fidei, não exigindo obviamente adesão de Fé – embora exijam obediência, pois é uma atitude de Governo do Papa, que não obstante pode ser revogada por um Papa posterior, como no conhecido caso dos Jesuítas -, mas não entendo o porquê do revisionismo histórico agora. Aposto um doce como vai ser usado para atacar a Igreja.

Parece que, a despeito das acusações de “heresia” serem infundadas, havia problemas morais com a Ordem; são palavras da pesquisadora reproduzidas por ZENIT:

Segundo a pesquisadora, «graças a afortunados descobrimentos das atas conservadas no Arquivo Secreto Vaticano, hoje sabemos que a disciplina primitiva do Templo e seu espírito autêntico se haviam corrompido com o passar do tempo, caindo na decadência e deixando aberta a difusão dos maus costumes».

Espero que isto não seja usado pelos malucos auto-intitulados “herdeiros” da Ordem do Templo que querem processar o Papa

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Ainda os templários

  1. Guaraci Celso Primo

    Isto posto, o Papa Clemente na época teria procedido como Pilatos (lavando as “patas”). Consta que Jacques de Molay e seus companheiros foram executados sumariamente na fogueira. Como teria, o rei francês, Felipe o Belo, ignorado tal sentença!?