Aborto – más notícias

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 11 meses 20 dias atrás.

Foi com pesar que recebi hoje as duas notícias abaixo.

Primeiro, o Ministro do Ataúde, José Gomes Temporão, disse que a anencefalia de Marcela de Jesus era uma farsa:

O ministro José Gomes Temporão (Saúde) disse que a avaliação de médicos de que Marcela Ferreira não era anencéfala desvenda uma farsa.

Segundo, a Corte Suprema de Justiça mexicana julgou ontem que o aborto no país é constitucional:

A Corte Suprema de Justiça do México considerou ontem, por oito votos a três, constitucional a lei vigente desde abril de 2007 na capital, Cidade do México, que permite o aborto até a 12ª semana de gestação.

Rezemos. Para que Deus tenha misericórdia de nós todos.

Acaso será eterna contra nós a vossa cólera? Estendereis vossa ira sobre todas as gerações?
Não nos restituireis a vida, para que vosso povo se rejubile em vós?
Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia, e dai-nos a vossa salvação.
[Sl 84, 6-8]

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Aborto – más notícias

  1. Eduardo Araújo

    Pois é, Jorge, infelizmente o que está por trás dessa truculência abortista, incluindo fortunas bilionárias e o concurso da ONU, faz com que a farsa ocupe o lugar do bom senso e da justiça.

    Somente pela farça o aborto se impõe. Essa notícia mexicana pode ser considerada pelo prisma da aprovação do assassinato de fetos nos EUA, também imposto “democraticamente” pelo Supremo Tribunal americano. Usou-se até a mentira esfarrapada da gravidez por estupro de Jane Roe, hoje militante pró-vida.

    E o pior é que tudo isso parece ser a ilustração do que está por vir em nosso país. Tudo caminha nesse sentido, as questões envolvendo a vida de seres humanos na barriga da mãe estão sendo decididas pelo STF, com apoio de uma mídia comprometida que deinforma e manipula informações em seu favor.

  2. João Bosco

    A saúde pública de nosso país está muito bem. O nosso respeitado ministro tem tempo e dinheiro de sobra para gastar com cirurgias de mudanças de sexo pelo SUS, bancar campanhas pró-aborto, distribuir camisinhas de graça e instalar máquinas de camisinha em escolas publicas. Pena que pessoas ainda sofram diariamente em filas de hospitais, epidemias de dengue são comuns e hospitais sucateados são grandes fontes de contamição por microorganismos letais. Que Deus tenha piedade de nós.