Oração em defesa da vida indefesa

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA PROTETORA DOS NASCITUROS EM DEFESA DA VIDA INDEFESA

Ó Senhora Nossa, Maria Santíssima! Carregados de imperfeições, pecados e vícios, ousamos comparecer diante de Vosso trono de bênçãos. Não viemos aqui para pedir-Vos nem ouro, nem prata, nem riqueza alguma. Nem sequer viemos falar de nossas necessidades espirituais.

Viemos tão somente para apresentar-Vos a nossa súplica em favor daqueles a quem é negado o direito sagrado de nascer; em favor dos que têm a vida ameaçada por aqueles que a deveriam defender.

Senhora, iluminai as mulheres que têm o poder de gerar; mostrai-lhes quanto é maravilhoso ser mãe. Despertai a consciência dos médicos, para que jamais cortem essas flores em botão, sob o falso pretexto de proteção à vida das mães.

Ó vencedora das grandes batalhas de Deus! Fazei compreender aos homens que não é a fecundidade humana que torna o mundo pequeno, e sim as injustiças e a ambição desenfreada.

Ó Senhora Protetora dos Nascituros! Fazei valer a Vossa onipotência suplicante diante do trono do divino Salvador, a quem protegestes contra a perseguição de Herodes, fugindo para o Egito.

Finalmente Vos pedimos, Senhora: multiplicai os apóstolos da vida como as estrelas do céu e as areias das praias, para que os partidários do aborto e as mães e pais indignos deste nome, se sintam confundidos e humilhados, e, reconhecendo a sua crueldade, se voltem para Deus, fonte da vida. Fazei que, quanto antes, seja proclamada a vitória da vida sobre a morte e o sorriso das crianças seja a alegria de todos os lares.

Isto Vos pedimos por Cristo Nosso Senhor. Amém.
(Com aprovação eclesiástica)

Telefone para contato: (48) 3275-0357

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

3 thoughts on “Oração em defesa da vida indefesa

  1. Dani Acioli

    EM DEFESA DE NOSSA SENHORA CONTRA O FANATISMO RELIGIOSO

    UM CHUTE NA IDOLATRIA DE ALGUNS EVANGÉLICOS AO PASTOR VON HELDER

    RESPOSTA AO INDIFERENTE CACP

    Von Helder chutou a santa. Fato púbico e notório. E pode ser visto em larga escala na Internet.

    Sugestões:
    Em 28/09/2015, no endereço eletrônico: https://www.youtube.com/watch?v=WPIoxanOkxI
    Em 30/10/2015: http://noticias.gospelmais.com.br/chutar-santa-bispo-von-helde-retorna-brasil-70683.html

    O gesto de Von Helder foi uma espécie de “libertação” para muitos grupos evangélicos.

    É verdade que alguns condenaram a bravata de Von Helder. Felizmente, a maior parte dos evangélicos prega o respeito a fé alheia.

    Entretanto, alguns grupos encheram-se de orgulho e satisfação por conta da suposta ousadia.

    E outros que não tiveram coragem de bater palmas, face ao clamor público, calaram-se de forma vergonhosa ou fizeram ainda pior escrevendo e publicando artigos com aprovação ou apoio disfarçados.

    Através de uma das páginas do inacreditável “Ministério” “Apologético” Evangélico CACP podemos observar a indiferença para a violência sofrida pelos católicos:

    PUBLICAÇÃO DO CACP EVANGÉLICO: http://www.cacp.org.br/um-chute-na-idolatria-o-caso-von-helde/
    Disponível em 30/10/2015

    Não é difícil concluir que ao integrar a página do dito CACP, naturalmente, que os responsáveis pela publicação concordam com o teor do artigo que nem mesmo tem autoria definida.

    E neste sentido, não se conhecendo a autoria, não há como ignorar que a estrela ali é o texto.

    É óbvio que o CACP não quer destaque para o autor, mas sim para o que foi escrito.

    O título do artigo exposto no site do CACP não só é uma aprovação tácita do seu teor, mas é também sugestivo: “Um chute na idolatria”

    Aliás, comentando sobre o livro do “herói” evangélico Von Helder que leva o mesmo nome, o próprio site confessa que o título “Um chute na idolatria” é de fato sugestivo

    Texto exposto no CACP: “O livro por sinal leva um título bem sugestivo : “UM CHUTE NA IDOLATRIA” – Von Helde – Universal Produções.”

    Não há como o CACP negar que o título “UM CHUTE NA IDOLATRIA” e a exposição do artigo naquele site indicam uma indisfarçável bajulação ao Pastor Von Helder e sua abominável empreitada.

    Até aí nenhuma surpresa. Afinal de contas estamos falando do CACP.

    E, neste caso, CACP é sem dúvida alguma um nome ainda mais sugestivo.

    O texto é recheado de “pérolas”, ao estilo de outros “’super super” pastores evangélicos, especialmente aqueles que costumam agir como Pop Stars na TV.

    Em uma destas observações “preciosas” constantes do texto, podemos notar o seguinte comentário:

    “…o “chute na santa”, onde o bispo da IURD, pregando contra a idolatria bateu numa imagem da “santa”, comprada por ele mesmo, a fim de provar que aquele objeto não passava de um ídolo de barro. A ICR achou isso uma ofensa e então seguiu-se todo um alvoroço, erigido pela mídia televisiva liderada pela Rede Globo. O episódio do pastor que “chutou” a santa foi o álibi esperado pela Igreja católica para desencadear uma campanha de “desagravo” e promoção da imagem no país.”

    Nosso comentário:

    Pelo que se lê nas entrelinhas, percebe-se com clareza que o texto não condena Von Helder em momento algum.

    Pelo contrário, o texto zomba da justa indignação Católica.

    Em uma total inversão de valores, o texto não faz qualquer menção ao desatino do pastor.

    E de forma dissimulada, mostra-se contrário a reação católica.

    Texto exposto no site CACP condenando a reação católica:

    “A ICR achou isso uma ofensa e então seguiu-se todo um alvoroço erigido pela mídia televisiva liderada pela Rede Globo. O episódio do pastor que “chutou” a santa foi o álibi esperado pela Igreja católica para desencadear uma campanha de “desagravo” e promoção da imagem no país.

    O texto repugnante cita ainda que:

    “Passados nove anos, certos padres começaram (como sempre acontece na Igreja Católica) a criar lendas mentirosas para tirar vantagens daquele episódio.”

    E nós perguntamos:

    Os padres ? Quais padres ? Os padres mentindo como sempre ? Mas quem são eles ? São todos os padres ? No mundo inteiro ? Todos os padres mentiram em 2.000 anos de história ?

    De fato, trata-se de um autêntico texto com o marca do CACP.

    Um texto que não prova o que diz.

    Um texto que não cita nomes.

    Um texto sempre genérico.

    Um texto que se cala diante da vileza.

    Um texto que não socorre o agredido.

    Um texto que faz pouco caso da justiça.

    Um texto que se deleita com Von Helder.

    Sem adentrar em todo o texto publicado pelo CACP, que é um verdadeiro lixo do ponto de vista moral, é de se notar o orgulho e a soberba que ali desfilam absolutos:

    “E o pior de tudo é que o autor ou autores destas barbaridades irresponsáveis não levou em conta que este mesmo pastor, após 4 anos daquele incidente, escreveu um livro arrasador contra as imagens e a idolatria católica. Inclusive narrando toda a história daquele episódio. O livro por sinal leva um título bem sugestivo : “UM CHUTE NA IDOLATRIA” – Von Helde – Universal Produções. Agora, como ele voltaria para o catolicismo, se após 4 anos escreveria um livro contra esta mesma igreja? Aliás, isto foi muito bem explicado pelo pastor Didini, quando disse que atualmente o pastor Helde dirige uma igreja bem sucedida nos EUA.”

    O texto flui com toda sua inerente auto-suficiência quase que colocando Von Helder no pedestal “…escreveu um livro arrasador contra as imagens e a idolatria católica.”

    E o texto ainda cita mais de uma vez outro “ícone” produzido por Macedo:

    “Se não bastasse foi chamado o pastor Ronaldo Didini, na época pastor da Igreja Universal.”

    E, outra vez:

    “…., isto foi muito bem explicado pelo pastor Didini quando disse.”

    Honestamente, é preciso falar mais alguma coisa sobre o CACP, que tem toma como referência os ajudantes de Edir Macedo ???

    Finalmente, o CACP expõe uma verdade.

    Depois de acusar genericamente os padres, naturalmente, sem citar nomes como é sua rotina, eis a confissão: “E o pior de tudo é que o autor ou autores destas barbaridades irresponsáveis…”

    Ou seja, quem escreveu o texto apadrinhado pelo CACP, admite que não se conhece a autoria do texto supostamente católico.

    O autor diz que não sabe se é autor ou se são autores do suposto texto católico.

    E embora não saiba quem escreveu, soube sugerir quer foram os “Padres”.

    E ainda conclui que está prática mentirosa é rotina entre católicos.

    Curiosos ainda, mas não surpreendente em se tratando de CACP, é a classificação que deram ao texto como “barbaridades irresponsáveis”, ao mesmo tempo que se calaram para o ato de Von Helder.

    O site se mostrou afrontado para o texto cuja autoria ele mesmo confessa que desconhece.

    E calou-se para a investida do pastor cuja origem e DNA todos conhecem.

    E, sendo assim, exatamente porque o texto em questão é arrogante, pretensioso e impreciso é que está exposto no site do CACP.

    Literalmente feitos um para o outro.

    O texto exposto no site do CACP diz ainda que: “Mas o propósito deste artigo não foi defender ninguém, ou justificar a ação tomada pelo bispo, mas tão somente mostrar que os padres católicos não mudaram.”

    Entendemos perfeitamente.

    Ora, não se pode exigir que galinha forneça leite ou que vaca ponha ovo.

    Cada qual produz o que lhe é próprio.

    E conhecemos a árvore pelos frutos.

    Sem dúvida, o texto do CACP realmente não poderia condenar o ataque de Von Helder pois….

    FALTA-LHE CORAGEM: “Mas o propósito deste artigo não foi defender ninguém, ou justificar a ação tomada pelo bispo.”

    FALTA-LHE APREÇO PELO O QUE É RETO E JUSTO: “…mas tão somente mostrar que os padres católicos não mudaram.”

    FALTA-LHE SINCERIDADE QUANDO ele próprio se esforça em dizer que todas as denominações evangélicas são parecidas. Vejam os esforços do site para defender uma improvável “unidade” entre evangélicos. Disponível em 26/10/2015 – http://www.pr.gonet.biz/kb_read.php?pref=htm&num=3564

    Mas o que diz a Bíblia afinal ?

    “Porque atentou na baixeza de sua serva; Pois eis que desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada.” Lucas 1:48

    A PROFECIA BÍBLICA INDICA: “…todas as gerações me chamarão bem-aventurada.” E COMO SABEMOS, TAL PROFECIA SE CUMPRE NA IGREJA CATÓLICA.

    Testemunhos de Santa Isabel: “Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Lucas 1, 41-42

    SANTA ISABEL REPLETA DO ESPÍRITO SANTO AO OUVIR A SAUDAÇÃO DE MARIA !!!.

    Testemunho de Santa Isabel: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.” Lucas 1, 42

    MARIA BENDITA ENTRE TODAS AS MULHERES !!!

    Testemunho de Santa Isabel: “E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor?” (Lucas 1, 43)

    SANTA ISABEL HONRADA PELA VISITA DE MARIA !!!

    Testemunho de São João Batista narrado por Santa Isabel: “Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre.” Lucas 1,44

    A CRIANCINHA SALDOU DE ALEGRIA NO VENTRE DE ISABEL COM A VOZ DE MARIA !!!

    E O SENHOR JESUS ?

    QUAL FOI SUA ÚLTIMA DETERMINAÇÃO ?

    DE QUEM ELE LEMBROU EM SEU ÚLTIMO MOMEMNTO ?

    O QUE ELE DISSE A SÃO JOÃO EM SEU MOMENTO DE MAIOR SOFRIMENTO ?

    “Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.
    Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.
    Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede.
    Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja, e, pondo-a num hissopo, lha chegaram à boca.
    E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.” João 19, 26-30

    E MUITO DIFERENTE DE VON HELDER e do CACP, João, o discípulo mais amado, e, obediente, levou Maria para sua casa.

    E que Von Helder e CACP não se esqueçam que mesmo antes do cristianismo, as imagens consagradas já mereciam respeito:

    Lv 22,1-3: “ O Senhor disse a Moisés: “Dize a Aarão e a seus filhos. que respeitem as coisas santas que os israelitas me consagram e não profanem o meu santo nome. Eu sou o Senhor.” Dir-lhes-á:. Todo homem de vossa linhagem e de vossa descendência, que se aproximar das coisas santas consagradas ao Senhor pelos israelitas, com uma imundície, será cortado de diante de mim. Eu sou o Senhor”.
    Lv 22,9: “Observarão minhas leis, para que não caiam em pecado e não morram por ter PROFANADO AS COISAS SANTAS. Eu sou o Senhor que as santifica”.
    Js 7,11: “ Israel pecou. Violou a aliança que eu lhe ordenei. Apossou-se de coisas consagradas, roubou-as, escondeu-as e as colocou junto de seus bens”.

    Conclusão:

    Para o CACP já não é mais “Só a Bíblia” ou Sola Scriptura. Vale também o livro do pastor.

    Para o CACP não servem o Catecismo da Igreja Católica ou os Concílios de Trento ou Eféso. Mas serve a bravata de Von Helder.

    Para o CACP são desprezíveis os testemunhos dos cristãos primitivos. Mas são relevantes os ensinos de Didini.

    Para o CACP devem ser descartados a tradição e o magistério da Igreja. Mas devem ser assimiladas as publicações da Universal Produções.

    E eles do CACP se acham gente grande, professores e “doutores” que querem ser levados a sério. Querem ensinar sem nunca terem aprendido.

    Portanto,

    “Deixai-os; são cegos condutores de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova.” Mateus 15:14

    Em relação a Santíssima Virgem, permaneçam os súditos, discípulos, admiradores e aduladores de Von Helder fazendo as obras de Von Helder.

    E, permaneçam os nossos irmãos católicos fazendo as obras de Santa Isabel, São João Batista e São João.

    O texto evangélico deve ser consultado antes que o CACP o tire do Net: http://www.cacp.org.br/um-chute-na-idolatria-o-caso-von-helde/
    Disponível ainda em 06/11/2015

    Não admitimos ataques pessoais ou à honra e à dignidade de qualquer pessoa Não toleramos o cerceamento religioso. Repudiamos deboches ou zombarias.Acreditamos na liberdade de expressão e limitamos o debate às questões de fé e doutrina. Concordamos que é lícito e justo ao CACP aderir a fé que lhe pareça mais conveniente, inclusive assimilar, divulgar, ensinar e apoiar as doutrinas de Von Helder, Didini e de quem mais lhe parecer adequado.

    Autor: André Melkis– Autorizada a divulgação com os devidos créditos

  2. Asilva

    DESMASCARANDO AS IMPRECISÕES DE RENATO VARGENS E PAULO CRISTIANO SOBRE A DOUTRINA CATÓLICA

    Alguém disse e não fui eu que a força da Igreja de Jesus Cristo é tão grande que seus inimigos não conseguem viver fora de sua órbita.

    O pastor Renato Vargens e o professor Paulo Cristiano de fato atendem ao contexto.

    Apontamento de Paulo Cristiano da Silva: “Hoje, cogita-se em colocar Maria junto à Trindade divina, formando assim uma quaternidade.”

    Disponível em 01/10/2015 – http://www.cacp.org.br/jesus-teve-irmaos/

    Obviamente que Paulo Cristiano não citou um só nome de católico expoente ou com cargo na igreja que tenha defendido tal aberração.

    Jogou no ar como é a rotina de alguns “professores” evangélicos.

    Através do mesmo texto, Paulo Cristiano ainda teve a pachorra de dizer que teólogos católicos(sem citar nomes e fontes) defendem que Maria teve outros filhos: “A mesma defesa é feita atualmente por uma maioria esmagadora de protestantes e também por alguns teólogos católicos.”

    Apontamento de Renato Vargens: “O que nitidamente se percebe é que o Papa e sua igreja há muito fizeram da mãe de Cristo um ser divino.

    Disponível em 30/09/2015

    Renato Vargens também sem citar concretamente o nome de pelo menos um papa que tivesse feito da mãe de Cristo um ser divino e sem transcrever um texto que comprovasse sua acusação, agiu de acordo com o costume dos pastores televisivos e suas respectivas bravatas.

    Acusações sem provas.

    Argumentações genéricas e imprecisas.

    Doutrina católica, desconhecida ou ignorada propositalmente por aqueles que querem ensinar quando deveriam aprender:

    São Luís Maria Grignion de Montfort em seu Tratado da verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, 14:

    “Com toda a Igreja confesso que Maria, não sendo mais que uma simples criatura saída das mãos do Altíssimo, é menor que um átomo, ou antes, não é nada em comparação com a sua majestade infinita, visto que só Deus é “Aquele que é” (Ex 3,14). Por conseguinte, este grande Senhor, sempre independente e bastando-se a si mesmo, não teve nem tem absoluta necessidade da Santíssima Virgem para o cumprimento dos Seus desígnios e para a manifestação da sua glória. Basta-lhe querer para tudo fazer.”

    CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA

    432. O nome de Jesus significa que o próprio nome de Deus está presente na pessoa do seu Filho, feito homem para a redenção universal e definitiva dos pecados. Ele é o único nome divino que traz a salvação e pode desde agora ser invocado por todos, pois a todos os homens Se uniu pela Encarnação, de tal modo que «não existe debaixo do céu outro nome, dado aos homens, pelo qual possamos ser salvos» (Act 4, l2).
    Comentário: As crianças católicas aprendem desde cedo que não há salvação fora de Jesus Cristo. Só alguém mal intencionado poderia afirmar que na Igreja Católica se ensina salvação através de Maria ou em qualquer outro nome além de Jesus Cristo.

    480. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, na unidade da sua Pessoa divina; por essa razão, Ele é o único mediador entre Deus e os homens.

    PALAVRA DO SENHOR PARA OS SENHORES VARGENS E PAULO CRISTIANO:

    “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.” Êxodo 20:16

    Não admitimos ataques pessoais ou à dignidade e à honra de qualquer pessoa.
    Limitamos o debate às questões de fé e doutrina. Repudiamos cerceamento religioso ou de liberdade de expressão. Reconhecemos o direito de cada homem, mulher e oponentes na adesão a fé ou religião que lhes pareça mais adequadas. Repudiamos ainda deboches e zombarias de qualquer espécie.

    Autor: André Melkis – Livre divulgação mencionando-se o autor

  3. A.Silva e Dani Acioli

    SOLANO PORTELA E CIRO ZIBORDI FATIANDO A BÍBLIA PARA ATACAR A VIRGEM MARIA

    É público e notório que parte dos pregadores evangélicos usa palavras soltas e fora de contexto para atacar a doutrina católica, quase sempre modificando o real sentido das Escrituras.

    Uma das questões que geram mais indignação e raiva por parte dos pastores evangélicos é a veneração católica à Santíssima Virgem Maria.

    Desejando mais uma vez atacar a figura da mãe de Jesus Cristo, e imaginando que seriam notados apenas por seus súditos habituais, dois destes pregadores desta época tenebrosa produziram textos contra o catolicismo, senão vejamos:

    Solano Portela disse:

    “o papa deveria considerar é rejeitar os mediadores. “Não acatar a mediação de Maria, e muito menos a designação dela como co-redentora, lembrando que o ensino da Palavra é o de que ‘há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem’”.
    Disponível em 08/10/2015 – http://noticias.gospelprime.com.br/reverendo-cinco-pontos-mudar-igreja-catolica/

    Pastor Ciro Zibordi disse:

    “A Palavra de Deus diz claramente que só existe um Mediador: Jesus Cristo.”
    Disponível em 08/10/2015 – http://pastorciroresponde.blogspot.com.br/2008/08/pedro-foi-o-primeiro-papa-maria-teve.html

    Solano Portela e Ciro Zibordi citaram apenas uma pequena parte do texto para não fugirem da regra evangélica que consagra doutrinas permeadas com meias verdades, sofismas, textos fora do contexto e imprecisões.
    No texto em questão eles só foram até a parte que diz que Jesus Cristo é o único mediador, “esquecendo-se” de citar o restante do texto, que revela que a MEDIAÇÃO ali descrita não faz menção à intercessão para se pedir um emprego ou saúde, mas se trata da redenção do gênero humano, que só é possível por Cristo Jesus.

    O texto completo e fatiado por Solano Portela e Ciro Zibordi:
    “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.” 1 Timóteo 2:5,6

    Qual é a parte do texto que Solano Portela e Ciro Zibordi fingiram não conhecer ?
    “O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo;“

    A pergunta que não quer calar é se a omissão e citação de texto fora do contexto se deu por ignorância ou má-fé.
    Se tivesse partido de Marinho Lutero, Pai dos evangélicos, já teríamos a resposta:

    Martinho Lutero: “Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da igreja (luterana). (Grisar, Hartmann, S.J., Martin Luther, His life & work, The Newman Press, 1960- pág 522).”

    Ora, se não há intercessores, o que faz o pastor orando pelos seus súditos ou pedindo orações para seus pares ?
    Por que não vão todos a Jesus Cristo ?

    O que ensina a Igreja Católica, sobre a mediação única de Jesus Cristo, que Solano Portela e Ciro Zibordi ainda não sabem ?

    CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA
    432. O nome de Jesus significa que o próprio nome de Deus está presente na pessoa do seu Filho, feito homem para a redenção universal e definitiva dos pecados. Ele é o único nome divino que traz a salvação e pode desde agora ser invocado por todos, pois a todos os homens Se uniu pela Encarnação, de tal modo que «não existe debaixo do céu outro nome, dado aos homens, pelo qual possamos ser salvos» (Act 4, l2)..
    480. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, na unidade da sua Pessoa divina; por essa razão, Ele é o único mediador entre Deus e os homens.

    Ao que tudo indica, considerando suas peculiares “interpretações” bíblicas, os pastores Solano Portela e Ciro Zibordi têm Martinho Lutero como referência.
    Será mesmo ?
    Pois então diferente do que fazem com a Bíblia, onde escolhem apenas o texto ou a parte que gostam, deveriam uma vez na vida optar pela coerência e abraçar o reformador, não somente nas bravatas empreendidas pelo herege contra o catolicismo, mas também nas situações onde o mesmo fortaleceu as crenças católicas, se não vejamos:

    Martinho Lutero, pai do protestantismo:
    Lutero: “Peçamos a Deus que nos faça compreender bem as palavras do Magnificat… Oxalá Cristo nos conceda esta graça por intercessão de sua Santa Mãe! Amém.” (Martinho Lutero, “Comentário do Magnificat”)

    Entenderam o que Lutero disse sobre a intercessão de Maria Santíssima ?

    Mas fiquem tranquilos, senhores Solano Portela e Ciro Zibordi.
    Vocês não estão sós.
    Outros pregadores também “interpretam” a Bíblia como vocês.

    Silas Malafaia: “A bíblia diz que só existe um Deus e um único mediador entre ele e o homem; JESUS CRISTO Jo 14.6 |Tm 2.5 Jo17.3 em qualquer edição da bíblia.”
    Disponível em 08/10/2015 –https://twitter.com/pastormalafaia/status/361262370879832064

    Ana Paula Valadão: “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus.”
    Disponível em 08/10/2015 – https://pt-br.facebook.com/anapaulavaladaodtoficial/posts/832843840133890

    Reverendo Moon: “Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem.”
    Disponível em 08/10/2015 –http://sgvindadomessias.blogspot.com.br/2010/12/visao-do-reverendo-moon-sobre-jesus.html
    Todos os citados acima “interpretam” o texto do jeitinho de Solano Portela e Ciro Zibordi.
    Todos fazem apenas a leitura parcial do texto que, pronunciado fora do contexto, muda seu sentido e passa a ser usado para atacar a doutrina católica.

    E deve ser por conta destas “interpretações” peculiares, que sabiamente a palavra de DEUS condena a interpretação privada.
    “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.” 2 Pedro 1, 20

    E deve ser também por isto que Jesus Cristo fundou uma só Igreja, e somente a ela deu poderes para ensinar e guardar o depósito da fé.
    “Todavia, se eu tardar, quero que saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade.”1 Timóteo 3:15

    Conclusão:
    Permaneçam os discípulos de Jesus na fidelidade à Igreja que ele fundou na Terra.
    E permaneçam os demais fazendo as obras de Moon.
    Autor: Bel Dantas com a colaboração de A.Silva – Divulgação autorizada com os devidos créditos