A vida depende do seu voto!

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 10 meses 23 dias atrás.

Com um pouco de atraso – já que estamos às vésperas das eleições -, faço eco à excelente campanha lançada pelo Movimento Brasil Sem Aborto: A vida depende do seu voto.

Todos sabemos a desproporcional luta que a causa pró-vida trava no Brasil; todos sabemos o compromisso que muitos partidos políticos têm com a cultura da morte, atacando-nos em diversas frentes (destruição de embriões humanos, aprovação do aborto, do “casamento” gay, etc). Não é necessário dar mais munição ao inimigo; é fundamental que não coloquemos, entre os nossos representantes, pessoas contra as quais teremos que combater no futuro, que defenderão o contrário dos nossos interesses, que se utilizarão do voto do povo brasileiro para trabalhar na destruição do país.

A campanha consiste em tentar conseguir o compromisso do maior número possível de candidatos, para que defendam a vida e combatam a cultura da morte, nos moldes do “Termo de Compromisso” abaixo.

No site Brasil sem Aborto há material para divulgação da campanha. Reproduzo, abaixo, o email enviado pela presidente do movimento, a Dra. Lenise Garcia. E disponibilizo os dois documentos anexos dos quais ela fala, em .pdf, para download e divulgação.

Comunicado “Brasil Sem Aborto”
Termo de Compromisso

Aux armes!

* * *

Anexo: email recebido

Caros,

A campanha saiu com bastante atraso, por problemas de tempo nosso [com o assunto do STF entrando justamente agora também, junto com a Marcha e com isso…], técnicos e financeiros. Mas, finalmente, está no ar.

Peço que ajudem a divulgar, junto a candidatos pró-vida e depois junto aos eleitores. Envio, adaptada, a correspondência que foi enviada aos nossos comitês locais. Sintam-se à vontade para redistribuir.

Abraços,

Lenise

Seguem, anexo, o Termo de Compromisso e o Comunicado aos Partidos Políticos sobre a Campanha “Por um Município em Defesa da Vida – A VIDA depende do seu VOTO”.

O importante é que o maior nº possível de candidatos e candidatas aos cargos de vereador e prefeito tomem conhecimento desta campanha e os que quiserem dela participar terá que assinar o TERMO DE COMPROMISSO com o Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil Sem Aborto.

Os Termos de Compromissos assinados e com firma reconhecida deverão ser entregues ao Comitê Brasil Sem Aborto do Estado (se existir) ou enviados para a Sede Nacional do Movimento Brasil Sem Aborto, via fax, noº (61)32152626 (automático) e os originais permanecem com o Comitê Brasil Sem Aborto do Estado ou serem remetidos ao Comitê Nacional por correio. De posse destes termos de compromissos o nome do candidato com todos os dados serão colocados em nosso site e o próprio candidato deverá fazer a divulgação do site para que o eleitor saiba que ele assinou um compromisso de defender a vida – desde a concepção.

O “Comunicado aos Partidos Políticos” deve ser enviado o mais rápido possível e, dado a urgência do tempo, por email aos diretórios municipais de cada partido e Estaduais também se for possível. Os Diretórios Nacionais faremos aqui por Brasília.

Chamo a sua atenção para o fato de termos menos de 15 dias para a eleição que será no dia 05 de outubro. Por isso, urge fazermos tudo que é possível para a divulgação desta Campanha que é supra-partidária como é o Movimento Brasil Sem Aborto.

No site, no link download, têm as 4 peças desta campanha que poderão ser reproduzidas por vocês para tornar a campanha conhecida. Outras informações estão no site www.brasilsemaborto.com.br

Gratos pela sua atenção.

Drª Lenise Garcia
Presidente Nacional do
Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil Sem Aborto!

Jaime Ferreira Lopes
Vice-Presidente Nacional Executivo
Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil Sem Aborto!

(61)3345-0221 e (61)8117-9107

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “A vida depende do seu voto!

  1. Eduardo Araújo

    Jorge, esse assunto é importantíssimo.

    Penso que nós católicos devemos analisar cuidadosamente todo e qualquer candidato a todo e qualquer cargo eletivo – de vereador a presidente da república. De cargos dos Legislativos municipais, estaduais e federais a cargo dos Executivos municipais, estaduais e federais.

    Seria muito interessante pesquisar o ponto de vista do candidato sobre assuntos como aborto, eutanásia, células-tronco (enfim, bioética em geral); sobre laicismo X laicidade; sobre homossexualismo; sobre MST, UNE e outras entidades contaminadas pelo marxismo.

    E a preocupação não se restringiria à eleição dos indivíduos cujo pensamento se coadunasse com os católicos. A partir daí viria a segunda fase, tão relevante quanto á primeira: a do acompanhamento “pari passu” das ações e dos votos dos candidatos eleitos, sabendo-se que muitos deles – a exemplo do próprio atual presidente da república – mentem às pampas nas campanhas, para fazerem precisamente o contrário uma vez conseguido o cargo.

    Esta é que deve ser a nova postura política do bom católico. Postura de engajamento, nem que seja apenas nas questões fundamentais envolvendo os nossos valores e princípios.

    Abraços

  2. Jorge Ferraz

    Caríssimo Eduardo,

    A tua intervenção é exata. Reconheço que a atual situação política brasileira é um desestímulo completo à participação ativa dos eleitores católicos, mas isso não nos exime do grave dever de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para escolher o mal menor – mesmo que o nosso trabalho não seja (como as mais das vezes, vai acabar não sendo) mais do que gotas para apagar um incêndio.

    Em particular – já que estamos muito em cima do pleito -, imagino que é possível e desejável fazermos um acompanhamento “pós-eleição” dos nossos candidatos.

    Abraços, em Cristo,
    Jorge Ferraz

  3. Alberi Bitencourt

    Japão, agora é a nossa vez!!

    Taro Oso, Católico, acaba de ser Primeiro Ministro japonês. É um marco para o catolicismo romano na história do japão:

    http://news.aol.com/article/japan-elects-catholic-conservative/182714

    Precisamos alfinetar o Vaticano para que se lance um pacote de medidas no intuito da salvar almas japonesas! VAMOS APROVEITAR!!

    Que se toque os sinos do mundo, que se disperte missionários, que o Papa acorde para novas missões, que a mídia católica não deixe o bonde da oportunidade de evangelização passar. Bonde este, que pode ser único na história do japão. Aproveitemos!

    Se São Paulo estivesse vivo: Oba! Seria um prato cheio, sem barreiras. Aproveitemos o ano paulino no Japão!