Sacrilégio em Santo André

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 6 meses 28 dias atrás.

Fui informado ontem, por email, sobre o roubo de um sacrário em uma Igreja de Santo André. O sr. Vladimir Sesar, de São Bernardo do Campo, foi quem entrou em contato comigo e com o Fratres in Unum. Também aqui no Deus lo vult! foi deixado ontem um comentário do sr. Alessandro, no qual ele afirma que aconteceu a uma coisa parecida (“roubaram apenas as hóstias”) na cidade dele – como ele não informou a cidade, não sei se se trata do mesmo caso de Santo André. E, ainda, procurando na internet, encontrei uma notícia do dia 25 de agosto na qual é denunciado o roubo do “sacrário da Paróquia Nossa Senhora dos Anjos, na noite desta segunda-feira (25 [de agosto]), em Ribeirão Preto”.

Tais atitudes configuram um gravíssimo delito canônico, que faz incorrer em excomunhão latae sententiae reservada à Sé Apostólica, conforme tipicado no CDC (cân. 1367) e relembrado pela Instrução Redemptionis Sacramentum:

Ninguém leve a Sagrada Eucaristia para casa ou a outro lugar, contra as normas do direito. Deve-se considerar, além disso, que roubar ou reter as sagradas espécies com um fim sacrílego, ou jogá-las fora, constitui um dos «graviora delicta» (atos graves), cuja absolvição está reservada à Congregação para a Doutrina da Fé.

As normas para os delitos reservados à Congregação para a Doutrina da Fé estão estabelecidas no Motu Proprio Sacramentorum sanctitatis tutela, de João Paulo II (em latim, em inglês).

Tantos sacrilégios causam profunda angústia em nós, católicos, pois atingem diretamente o Santíssimo Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo. Rezemos em desagravo.

Santíssima Trindade,
Pai, Filho, Espírito Santo,
adoro-Vos profundamente
e ofereço-Vos o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo,
presente em todos os sacrários da terra,
em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido.
E pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração
e do Coração Imaculado de Maria,
peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.
Amen.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page