Sobre o apoio a Marta em São Paulo

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 10 meses 4 dias atrás.

Comentei aqui no início da tarde, furioso, sobre uma notícia segundo a qual alguns padres estavam preparando uma carta para tentar convencer os católicos a apoiarem a Marta Suplicy, em São Paulo. No entanto, no orkut, acabei de tomar conhecimento de uma resposta da Arquidiocese, a um email enviado por alguém, nos seguintes termos:

A resposta da arquidiocese
Prezada,
Em relação ao seu e-mail, esclareço que tão logo soubemos da notícia pelos jornais começamos imediatamente um grnde esforço para desmenti-la. A notícia veiculada pelos jornais e internet é mentirosa e não tem o menor fundamento. Deixamos claro para todos que a Igreja não apóia nenhum candidato e nem fará carta ou manifestação em favor de canditados. Quero pedir encarecidamente, principalmente aos cristãos-católicos que amam e zelam pela sua Igreja, que não acreditem e nem distribuam mensagens, principalmente e-mails, sem antes comprovar a autenticidade dos mesmos. Qualquer procunciamento oficial da Igreja de São Paulo terá sua origem nos seus meios (Nota Oficial do Cardeal, Jornal O São Paulo, Rádio 9 de Julho, site oficial da arquidiocese: www.arquidiocesedesaopaulo.org.br)somente assim poderemos evitar a disseminação de inverdades que só prejudicam a nossa Igreja.

Deus os abençoe sempre.

Arquidiocese de São Paulo
Vicariato da Comunicação / Secretário-Geral

Rezemos para que seja mesmo verdade, e não haja lobos vestidos de padre tramando alguma coisa às escondidas da Arquidiocese.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Sobre o apoio a Marta em São Paulo

  1. sandra nunes

    sandra nunes

    Jorge, esse rapaz é contumaz em “barrigada”.
    Ele no seu fanatismo religioso, não averigua a veracidade da notícia.
    A regra número um do bom jornalista é apurar com a pessoa atacada antes de repercutir a notícia.
    Jorge, o fato que nos aproximou foi a nota falsa dele, que o VATICANO estava revendo se permitiria a DOAÇÃO DE ÓRGÃO.
    O Marcio Antonio, como jornalista com J trouxe luz à matéria difamatória do “barriga”.
    Novamente, ele repercute uma matéria, sem averiguar, ( caluniando, difamando um Bispo ) com D.Pedro Luiz ou com o Vicariato.
    Como alguém pode se considerar um profissional de respeito, se não respeita pessoa que está noticiando, com um simples contato para confirmar a notícia.
    O profissional necessita de caráter, não só de títulos, ( No Brasil, No Canadá ou em qualquer lugar do mundo).
    O estudo nos dá a técnica, não o caráter, esse vem de berço.

  2. sandra nunes

    Me desculpe, a pessoa que repercutiu a noticia no BLOG dele a que “divulgou” a NOTA MENTIROSA, se diz JORNALISTA FORMADO e não confere com a a pessoa acusada, antes de passar a nota.
    Se fosse um leigo, como você e eu, seria até normal, ( errado mas aceitável ) mas uma pessoa que se diz jornalista formado, é imperdoável. Totalmente anti-ético.
    Hoje em dia, você pode estar em São Paulo, em Recife, no Canadá, no Japão, que com um simples e.mail., pode obter a veracidade da nota, sem necessitar caluniar ninguém.
    D. Pedro Luiz, não merece ser caluniado, nem difamado dessa maneira, sem antes ter sido consultado.
    Ontem fui na Pastoral do Belém, depois que vi as estranhas notas aqui e verifiquei que se trata de intriga política.
    Usaram a Região Episcopal Belém, de maneira covarde.
    E pessoas oportunistas, a fim de difundir seus ódios
    e intolerâncias, se aproveitaram para propaga-las

  3. Pingback: Está consumado « Deus lo vult!