Um email “católico”

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 6 meses 25 dias atrás.

Acabei de receber (junto com mais não sei quantas pessoas, já que a lista dos destinatários estava em bcc) um email de uma certa “católica” amiga nossa. O título era “Papa Bento XVI azedou o dia internacional do Holocausto”, e reproduzia o artigo estúpido que já comentei aqui de manhã. Além do artigo, uma única frase da lavra da remetente:

Os queridos Papas Paulo VI e João Paulo II devem estar chorando de tristeza, de ver os infiéis excomungados serem perdoados apesar de continuarem no erro.

Vivemos tempos cruéis…

P.S.: a identidade da remetente é óbvia, mas é desnecessário dizê-lo. Trago o exemplo somente para ilustrar as atitudes de certos “católicos”, diametralmente opostas àquilo que se esperaria de um filho da Igreja. Saibamos que a Esposa de Cristo sofre ataques por dentro e por fora; rezemos em desagravo, e empenhemo-nos no combate com um ardor renovado, por nós e pelos outros, uma vez que parte considerável do exército é desertora e prefere cerrar fileiras com o inimigo.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Um email “católico”

  1. Rodrigo

    Nem me atrevo a perguntar quem foi a “católica” remetente, mas pelo teor das palavras num estilo bem conhecido pelo blog, dava até para arriscar, mas…cala-te boca!

  2. Marcio

    Ninguém manda deixar o e-mail à vista de todo mundo aí na coluna da direita. Acaba recebendo esse tipo particularmente desagradável de spam…