Soldados de Cristo na França

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 4 meses 26 dias atrás.

Um grupo de comunistas em Paris resolveu protestar contra a Igreja, distribuindo camisinhas na frente de Notre Dame, após a Santa Missa dominical, e com cartazes onde estava escrito “Bento XVI assassino”. A notícia pode ser lida [em francês] no Le Monde. Não pude deixar de lembrar-me da defesa da Catedral

Vejam o vídeo que está no site do jornal francês [e que está disponível também no youtube]. Notem o absurdo: os comunistas e ecologistas desgraçados, que obviamente não são católicos, vão para a frente de uma Igreja, na saída de uma missa, chamar o Papa de assassino; e quando um católico, em bastante razoável e compreensível atitude de legítima defesa, toma os cartazes ofensivos ao Santo Padre, é prontamente derrubado pela polícia que veio em socorro dos pobres manifestantes!

Sinceramente, é muita canalhice. E os jornais ainda lançam sobre os católicos que nada fizeram a não ser defender-se de uma acusação gratuita a pecha de… serem de “extrema-direita”. Militants d’extrême droite! Católicos provavelmente saindo da Missa (já que os seus “cartazes” – ao contrário daqueles ostentados pelos comunistas – são evidentemente improvisados), que não gostaram de ver o Papa ser ofendido, que foram agredidos pela polícia quando tentaram tomar os cartazes ofensivos, são transformados em militantes de extrema-direita!

Touche pas à mon pape, como disseram os católicos “de extrema direita”: não toquem no meu Papa, ou deixem o meu Papa em paz! Aqui no Brasil o Estado de São Paulo disse que os terríveis católicos de extrema-direita – eram cerca de vinte – “partiram para cima” dos pobres manifestantes. Engraçado; no vídeo, eu só vejo os católicos cantando alguma música à Sainte Marie

P.S.: a despeito das lamentáveis manifestações dos bispos franceses contra Dom José Cardoso Sobrinho, parece que – graças a Deus! – há católicos na França dispostos a oferecerem um desagravo a Nosso Senhor. Na saída de Notre Dame, foi bonita a atitude dos jovens; fizeram muito mais pela Igreja do que os excelentíssimos purpurados que destilaram o seu veneno contra um seu irmão no episcopado…

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

12 thoughts on “Soldados de Cristo na França

  1. Laís

    Vamos ter nossa chance também, de defender a vida e o Santo Padre.

    Todos nós estamos convocados para o Ato Público em defesa da vida no próximo dia 28/3, sábado, às 10:00 hs, na Praça da Sé.

    Não podemos ficar de braços cruzados diante de um horror desses.

  2. Sidnei

    Também assisti o vídeo, e observei que havia uns gatos pingados no chão e apenas um se revoltou a tal ponto de arrancar os cartazes dos manifestantes e o restante ficou cantando alguma música, na minha opinião o rapaz que arrancou o cartaz não deveria ter feito aquilo, é claro que até eu ficaria revoltado com aquilo, perderia a cabeça e partiria para cima daquelas babacas, mas é isto que os inimigos da igreja querem, que nós católicos perdemos a paciência e partimos para ignorância, devemos ficar calmos e passíveis nestes momentos, se não vai acontecer o que esta mídia nojenta faz, de um sardinha fazem uma baleia, de uma mosca um cavalo, por causa de alguém que se revolta com um protesto destes e daí para dizer que todos que estão ao se redor, que acabaram de sair da missa de chamarem de católicos de extrema direita, nazistas, intolerantes e outros adjetivos jogados na cara contra aqueles católicos que se esforçam para seguir os ditames da Igreja é um passo.

  3. Lício Cataldi

    Os tempos são maus…
    Mas, Deus suscita corações ardorosos no meio de Seu Povo para defenderem Sua Igreja e lutarem até a última gota de seu sangue pela dilatação do Reino de Deus.

  4. Lucas

    Pelo menos foi um protesto passífico, eles estavam no chão e não tentaram entrar na catedral.
    Não entendi a sua raiva pela manisfestação, você sempre defendeu a liberdade de expressão por parte da Igreja, mas será que as pessoas também não direito a essa mesma liberdade?

  5. Ângela

    Sr. Roberto Quintas,

    “e quem vai fazer a legítima defesa da humanidade contra essa Igreja Totalitária?”(sic!)

    Quem sabe não seria o senhor a pessoa indicada para fazê-lo?

  6. Lício Cataldi

    Totalitarismo só se for o de quinta categoria que o Quintas prega. Aliás, a pregação dele é bem senil dado que a desinformação desse senhor é notória e a repetição de chavões sua única argumentação.

  7. João Cadete

    Santa Mãe de Deus, como o Santo Padre precisa das nossas orações e dos nossos testemunhos!

    Chega de “católicos” que o são só de nome! Sejamos soldados de Cristo A SÉRIO, sem medos, combater por Deus, pela Doutrina e pela integridade da Fé Católica, contra os militantes de Satanás, dar a vida se necessário!

    Chega de remelosises e sentimentalismos nauseantes! Ser misericordiosos, amar, acolher quem se quer arrepender e procura emendar-se, mas intransigentes com os obstinados no erro, ensinado-os e dando o nosso testemunho, sem tretas da “paz, amor e respeitos humanos”.

    Santa Maria, rogai por nós e pelo Santo Padre.

  8. Renato Lima

    Eu acho que devemos criar uma nova ”Guarda Suiça” para proteger o Santo Papa Bento XVI.

  9. Esteban

    Jorge,
    pq Deus não desceu do céu e não cuidou dos manifestantes??

  10. Jorge Ferraz

    Esteban,

    Por que motivo Deus desceria dos Céus? Se Nosso Senhor, que era o Filho e era justo, foi crucificado sem que os anjos “descessem” para ajudá-Lo, por que motivo Deus deveria descer para cuidar de miseráveis filhos adotivos pecadores?

    O que tu não queres entender – pois já foi explicado diversas vezes, e tu insistes nas mesmas perguntas sem sentido – é que Deus existe não para “eximir” os Seus filhos dos sofrimentos na terra, mas para dar sentido aos sofrimentos pelos quais todos nós, necessariamente, passamos.

    Abraços,
    Jorge