Debate sobre o aborto – próxima quarta

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 4 meses 18 dias atrás.

[Divulgando conforme email que recebi.]

Debate sobre o ABORTO

No Programa Jurídico News, na quarta-feira, dia 08/04/2009, às 22:00 horas.

O programa é exibido ao vivo e pode ser assistido pelos internautas (que podem enviar perguntas no ar), no site

www.justtv.com.br

Convidados:

Dr. Cicero Harada – advogado, conselheiro da OAB-SP, presidente da Comissão de Defesa da República e da Democracia da OAB-SP, foi Procurador do Estado de São Paulo. ([email protected]; http://tamarmatar.wordpress.com/)

Dra. Elizabeth Kipman Cerqueira – Médica ginecologista-Obstétrica; integrante da Comissão de Ética e Coordenadora do Depto. de Bioética do Hospital São Francisco, em Jacareí, São Paulo, Diretora do Centro Interdisciplinar de Bioética da Associação “Casa Fonte da Vida”; especialista em Logoterapia e Logoteoria aplicada à Educação.

Dr. Luiz Riccetto Neto – entrevistador.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

5 thoughts on “Debate sobre o aborto – próxima quarta

  1. Lampedusa

    Essa senhora – Elizabeth K. Cerqueira – participou recentemente de um debate similar (com uma procuradora de justiça) na TV Bandeirantes e – do (muito) pouco que assisti – deu um “show”.

  2. Alien

    Mas o correto não deveria ser também a presença de um representante da Igreja Católica?

  3. Priscila Dantas Barbosa

    Olá gostaria de saber mais sobre o assunto, aborto pois este é o tema que escolhi para meu trabalho de conclusão de curso, estou no 3º ano de direito, e esse é um tema que sempre chamou minha atenção, assisti o programa, na Band, e simplismente fiquei fascinada, com a atuação da Dr. Elisabeth sobre o tema,gostaria do email, dela se possível, quando fazia o 1ºano de direito, fiz um trabalho sobre o tema e tirei a nota máxima, quero que este que já tenho na mente seja ainda, melhor e que defenda a vida, como coisa primordial e indispensável,eu apóia a Dr. Elisabeth em tudo que falou, e não vejo a hora de ter mais informações…Grata Priscila

  4. sergioCBJ

    Ola, eu gostaria de saber se todos esses homens vão discutir isso do ponto de vista religioso ou científico?

    Eu escrevi a pouco tempo sobre o aborto, o que acabou fazendo tres pessoas me adicionarem no msn para discutir meu ponto de vista(dois eram médicos e um estudante de direito), mas todas elas acabaram sendo a favor da minha opnião.
    Mas como eu sou contra o aborto, eu queria escutar algumas opniões contrárias as minhas, o que só um cientista faria.
    Eu só consigo ter certeza que estou certo quanto à alguma coisa, quando eu tenho argumentos que refutem os argumentos contrários completamente.
    Se eu não tiver, vou ter que começar a estudar sobre o assunto mais ainda.

  5. Jorge Ferraz

    Sérgio,

    As únicas pessoas interessadas em discutir o aborto “do ponto de vista religioso” são os abortistas, para terem um boneco de palha mais facilmente atacável e, enganando e manipulando a opinião pública, “vencerem” o debate simplesmente por meio da estigmatização da opinião contrária, sob a proteção do “Estado Laico” invocado como se fosse um Deus ao qual é necessário se curvar sem que se lhe possa exigir explicações.

    Não existem argumentos a favor do aborto, e os católicos sabem muito bem disso. O aborto não é uma questão mais religiosa do que a proibição do furto ou do homicídio. Católicos, protestantes, espíritas, hinduístas, budistas, agnósticos e ateus, todos podem e devem ser contra o aborto.

    Antecipando, portanto, este debate, aposto que ele vai ser igual a todos os outros [e também às audiências públicas sobre anencefalia, células-tronco embrionárias, etc]: os pró-vida vão falar do ponto de vista científico e racional e, os pró-morte, do ponto de vista ideológico preconceituoso cego, com quase toda a certeza acusando os pró-vida de “obscurantistas” e evocando o “estado laico” como se isso lhes eximisse de defender racionalmente as suas posições.

    Abraços,
    Jorge