Exemplo de argumentação abortista

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 2 meses 16 dias atrás.

Pra mim, é caso de exorcismo…

P.S.: Não sei se todos perceberam, mas este vídeo faz as vezes de uma espécie de parábola dos tempos modernos, ou – melhor dizendo, já que se trata de um fato e não de uma história inventada – de um apoftegma hodierno, onde o sentido transparece claramente: é “no grito”, “na marra”, “na violência” que os abortistas – privados de argumentos sustentáveis – querem empurrar goela abaixo a sua visão de mundo assassina.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

8 thoughts on “Exemplo de argumentação abortista

  1. Blog Mallmal

    Ahnnnnn… Se a legenda dissesse:

    “Cristã histérica tem chilique frente a abortistas”

    Afinal de contas, não há nada que identifique um ou outro.

    Qual seria o seu comentário?

    “Precisa de exorcismo.”?

  2. Jorge Ferraz Post author

    Mallmal,

    Sim, na inverossímil hipótese de ser o contrário (uma cristã encapetada e um abortista meditando serenamente), o comentário seria precisamente o mesmo.

    – Jorge

  3. Alex A.B.

    Primeiramente, ninguém no uso da razão age da forma como a moça que grita no vídeo.
    Depois, alguém gritar dessa maneira pelo assassinato das crianças por nascer é de suspeitar estar possessa.
    Pobre moça!
    Onde estão os exorcista?! Eis uma necessidade também para os tempos de hoje: padres exorcistas! O ministério de exorcismo que os padres exorcistas exercem é uma forma de exercer a caridade e a misericórdia. É a manifestação da bondade e da misericórdia de Deus!
    “PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU, NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRAI-NOS DO MAL”!

  4. Lucas

    Nunca tinha visto algo parecido ! Se é caso de “encapetamento” não sei, mas como se costuma dizer: “Se no e vero e bene trovato” ou coisa parecida…

  5. Pingback: Deus lo Vult! » Exemplo de argumentação ateísta

  6. Pingback: #Acampadavida em Madrid | Deus lo Vult!