Honduras – dois curtas

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 1 mês 2 dias atrás.

Testimonio de un Hermano Marista que reside en Honduras. “¡No hay peor ciego que el que no quiere ver. Pero ¿por qué? Y ya el eminente Hugo Chávez ha amenazado con invadirnos con su ejército para derrocar al nuevo Gobierno. ¿Y esa amenaza pública por la T.V. pasa desapercibida? ¿Quién le da el poder y el derecho de amenazar con una guerra a un país con el que EN PRINCIPIO él no tiene nada que ver? ¿O empieza a ver las orejas al lobo y que este ‘mal ejemplo de Honduras’ pueda cundir y se le hundan sus ansias imperialistas?”.

Kerenkismo obamista, Honduras e abismo chavista. “No momento em que escrevo estas linhas, o destituído presidente Zelaya ameaça retornar a Honduras com o qual, segundo advertência do Cardeal desse país, se tornará responsável pelo sangue fratricida que possa correr. Diante da resistência hondurenha, até o presidente-ditador Chávez olha para o presidente Obama e espera que este quebre as resistências hondurenhas. Também no momento em que escrevo estas linhas, sai a notícia de que a secretária de Estado Hillary Clinton acaba de telefonar ao presidente interino de Honduras, e correm versões de que lhe teria dado um ultimatum. A mesma secretária Clinton que em Honduras, na recente reunião da OEA, aprovou a absolvição da sanguinária ditadura castrista a mesma que, junto com o presidente Obama, está disposta a dialogar com o governo pró-terrorista iraniano, abre seus braços aos comunistas cubanos, e se reúne e ri com o presidente-ditador Chávez, bateu com a porta na cara da delegação civil hondurenha que chegou a Washington simplesmente para explicar sua versão dos fatos”.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

9 thoughts on “Honduras – dois curtas

  1. Mehmet

    Jorgete… lave sua boca ante chamar o Iran de terrorista… pois você tem telhado de vidro…. você é baba-ovo da igreja romana… uma organização corrupta, intolerante, mafiosa etc. que teve ótimas relações com o nazifascismo e tem ainda boas relaçõe$ com a máfia.
    Não defendo Cuba e Venezuela.. mas te digo que Chavez e Castro são + dignos ke vossa igreja e você…

  2. Pedro M

    A Escolha de Hillary Clinton como secretária de Estado foi um dos maiores erros de Obama.

    Também acho. Que diferença da Condie e do Colin (e não apenas de pauta de PE). Mais de seis meses de governo democrata, após oito anos de republicano, e ainda está apagada…

  3. Francisco

    Mehmet é um esquerdista. Vê-se pela linguagem grosseira, pelo gosto de acusar sem discernimento e pelo fato de não assumir que ama Chavez e Fidel a ponto de ficar indignado quando a verdade lhe é esfregada nas fuças… Como são ridículos esses esquerdinhas!

  4. João de Barros

    Eu diria que o maior erro foi a escolha do Obama. Obama é fraquinho até para o padrão do partido democrata. Minha única dúvida é se Obama vai conseguir superar Kennedy e Carter em termos de mediocridade. Tudo indica que sim.

  5. Mehmet

    “a ponto de ficar indignado quando a verdade lhe é esfregada nas fuças”

    olha qm tá dalando!!!! E quando alguém mostra as evidencias da cumplicidade da igreja romana com nazifascismo, guerras,genocidios,mafia etc…

    os papistas se desacabelam todos… hahahahahaha!!!

  6. Mehmet

    Condenando… sei… essa encíclica falsificada!!

    Se nãoi fosse o Duce… a igreja jamais ganharia do Estado Vaticano!!!
    Conta outra!!!

    E se a igreja realmente fosse antipatica ao nazifascismo.. deveria ter excomungados todos os seus padres e fieis envolvidos com essa corrente politica… mas nao fez…

    alias..o mesmo vaticano nao excomungha padres metidos em pedofilia, mafia etc.