“Minha Batina”

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 11 meses 2 dias atrás.

[Fonte: Associação Cultural Santo Tomás, via Fratres in Unum. Vejam também, neste último, diversas fotos de sacerdotes em seus trajes clericais, em situações as mais diversas possíveis.]

Minha Batina

Com que alegria e juvenil transporte
Eu te vesti, batina tão querida!…
Nessa cor preta, que relembra a morte,
Com voz tão clara, só me dizes – Vida!…

O teu pesado e desejado porte
À epopéia de Cristo me convida!…
E eu, que era fraco, já me sinto forte;…
Era medroso, e só desejo a lida!…

Dentro de ti eu sinto-me guardado,
Tal qual se fora intrépido soldado
A combater de um forte baluarte!…

E eu juro a Deus, perante os céus e a Terra,
Pois que a batina o meu futuro encerra:
Minha santa batina, eu juro honrar-te!…

Padre Manuel Albuquerque

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page