Passando a vista por duas notícias

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 10 meses 16 dias atrás.

Supositório-bomba é nova arma da Al -Qaeda, diz ‘Figaro’. Eu juro que achei que era piada, quando vi no Twitter de manhã. “As investigações revelaram que o ativista islâmico não usava explosivos amarrados em um cinto, como ocorre normalmente. Ele carregava a bomba no interior de seu corpo, algo até então inédito, ressaltam os especialistas franceses”.

É algo parecido com o que faz o Coringa, no último Batman (O Cavaleiro das Trevas). A diferença é que, no filme, a barriga do infeliz havia sido aberta e costurada com os explosivos dentro. E, lá, o sujeito não parecia nem um pouco à vontade com o ideal suicida…

* * *

Em nome da doutrina da proteção integral à criança, Justiça impede homossexual de adotar menina de 4 anos. No meio do patrulhamento ideológico gayzista em que vivemos, é uma decisão surpreendente. “O empresário Jonathas Ste­phen Barros Júnior foi habilitado para a adoção, mas com a condição de que a criança tivesse mais de 12 anos para dizer se está de acordo ou não em ter um pai que vive união estável com outro homem. Há quem diga que este pré-requisito é inconstitucional”.

Inconstitucional, inconstitucional, blá-blá-blá-blá-blá. Pra começo de conversa, onde é que a Constituição Federal estabelece as regras para adoção de crianças? Também não está prevista a “adoção homossexual” nem no Código Civil, e nem no Estatuto da Criança e do Adolescente. Qual o motivo da histeria?

Impeachment para o presidente Lula e Celso Amorim, no entanto, pela palhaçada que está sendo feita em Honduras, ninguém ousa pedir…

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

2 thoughts on “Passando a vista por duas notícias

  1. Renato

    Paciente Terminal Contra o Relativismo

    Este é um vídeo do episódio de um seriado onde um paciente terminal recusa o discurso relativista de uma pseudo-capelã que bem poderia simbolizar uma carismática da RCC ou outro seguidor do Concílio Vaticano II. Este concílio quer o relativismo religioso do ecumenismo, quer o diálogo da “verdade que encontraram ou julgam ter encontrado”(DH3). Essas doutrina pueril desaba na hora da morte. Lá o moribundo quererá a verdade edificada na rocha da Verdade, não no barro do subjetivismo.

    Acho que cabe a cada um de nós interpretar o que Deus quer, diz a mulher no vídeo. Começa por afirmar a sua incerteza com um vago “acho”, depois afirma a verdade de “cada um”. O católico deve afirmar a fé universal, comum a todos, clérigos e leigos. Ela não é indivudal, mas universal. O paciente diz que tudo o que tem ouvido é sobre a “nova era”. O concílio veio fazer o aggiornamento para agradar ao mundo, é um concílio dessa “nova era”, da consciência indivudal de cada um, da religião que pessoalmente julga ser verdadeira.

    “Sim, ele sabia. Absolutamente.”

    http://www.istoecatolico.com.br/index.php/Videos/Diversos/paciente_contra_o_relativismo.html

  2. Guilherme

    uma pseudo-capelã que bem poderia simbolizar uma carismática da RCC ou outro seguidor do Concílio Vaticano II.

    Tipo o Bento XVI?