CNBB e MST

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 10 meses 14 dias atrás.

Mais escândalos. Não surpreende, mas angustia e machuca.

“A Imprensa falada e escrita noticiou amplamente nos últimos dias as cenas de vandalismo, barbárie, de integrantes do MST que invadiram a Empresa Cutrale, produtora legal de suco de laranja, destruindo criminosamente uma plantação de laranja da melhor qualidade e produtividade” – escreveu o professor Felipe Aquino no seu blog. O professor linka inclusive um vídeo disponível no site da Folha de São Paulo, que mostra um trator conduzido por integrantes do MST derrubando os pés de laranja.

Desgraçadamente, hoje é noticiado que a Comissão Pastoral da Terra (CPT) criticou “a divulgação pela imprensa da ação de integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) na ocupação da fazenda Santo Henrique, na divisa dos municípios de Iaras e Lençóis Paulista, em São Paulo”.

Até onde me consta, a CPT é uma pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, como pode ser visto no site da Conferência. Aliás, clicando-se no link da Pastoral da Terra que se encontra na página supracitada, chega-se a esta outra, onde se pode ler que a CPT foi “convocada pela memória subversiva do Evangelho” e busca “ser fiel ao Deus dos pobres”. Na minha catequese, aprendi que nem o Evangelho é “subversivo” e nem muito menos Deus faz distinção de pessoas. Qual é a fé da CPT? Obviamente não é a Fé Católica.

A Nota Pública da Comissão pode ser lida na íntegra aqui.

“Como entender, então, que ainda hoje, alguns padres, e até mesmo alguns bispos, apóiem esse nefasto movimento e suas ações depredadoras?”, pergunta o professor Felipe no seu blog acima linkado. “Que alguém nos responda”. Faço coro: que alguém nos responda! Já estamos cansados. Não agüentamos mais. Senhor, até quando?

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page
Tagged on: , , , ,

11 thoughts on “CNBB e MST

  1. Portal União

    “Como entender, então, que ainda hoje…alguns bispos, apóiem esse nefasto movimento e suas ações depredadoras?”,

    Desculpe-me Jorge mas essa é uma interrogação tipicamente ignorante e extremamente idiota!

    E o pior: Envolve o nome de Deus nesse absurdo!

    Como entender que o comitê nacional dos bispos do Brasil apóiem um movimento ligado ao comunismo/socialismo.

    Como né?

    (Desculpa a ironia mas as vezes se faz necessário. Tô cansado!)

  2. Renato Lima

    Mais uma vez Felipe Aquino se faz de desentendido!

    Engraçado que para atacar os católicos tradicionalistas o Felipe Aquino se refugia nessa Conferência comunista.

    É só ver como até o movimento que ele pertence (carismático) é apoiado pela CNB do B.

    As críticas desse senhor Felipe para a CNB do B não vai passar disso.

  3. Sandra

    Olá Jorge Ferraz,

    Os Padres estão submetidos, às vezes voluntariamente, como homens-bombas. Como desarmar??!!

    Oremos por essa Graça.

  4. Renato Felipe

    “Somos a maioria absoluta da nação. Direitos inconcussos nos assistem com relação à sociedade civil e política, de que somos a maioria. Defendê-los,reclamá-los, fazê-los acatados, é dever inalienável.

    E nós não o temos cumprido.

    Na verdade, os católicos, somos a maioria do Brasil e, no entanto, católicos não são os princípios e órgãos da nossa vida política. Não é católica a lei que nos rege. Da nossa fé prescindem os depositários da autoridade.

    Leigas são nossas escolas; leigo, o ensino. Na força armada da República, não se cuida de Religião. Enfim, na engrenagem do Brasil oficial não vemos uma só manifestação de vida católica.
    O mesmo se pode dizer de todos os ramos da vida pública.

    Anticatólicas ou indiferentes são as obras da nossa literatura.

    Vivem a achincalhar-nos os jornais que assinamos.

    Foge de todo à ação da Igreja a industria, onde no meio de suas fábricas inúmeras a religião deixa de exercer a sua missão moralizadora. […]”

    Carta Pastoral de Olinda – 1916 (Dom Sebastião Leme)

  5. Renato Felipe

    “O comércio de que nos provemos parece timbrar em fazer conhecido que não respeita as leis sagradas do descanso festivo.

    Hábitos novos, irrazoáveis e até ridículos, vai introduzindo no povo o esnobismo cosmopolita.

    Carnavais transferidos para tempos de orações de Penitência, danças exóticas e tudo o mais que o morfinismo inventou para distração de raças envelhecidas na saturação do prazer.

    Que maioria católica é essa, tão insensível, quando leis, governos, literaturas, escolas, imprensa, indústria, comércio e todas as demais funções da vida nacional se revelam contrárias ou alheias aos princípios e práticas do catolicismo?

    É evidente, pois, que, apesar de sermos a maioria absoluta do Brasil, como nação, não temos e não vivemos vida católica. Quer dizer: – somos uma maioria que não cumpre os seus deveres sociais.

    Obliterados em nossa consciência os deveres religiosos e sociais, chegamos ao absurdo máximo de formarmos uma grande força nacional, mas uma força que não atua e não influi, uma força inerte.

    Somos, pois, uma maioria ineficiente.

    Eis o grande mal. Grande mal, não há dúvida, porque importa no menosprezo inadmissível dos nossos deveres para com Deus, a sociedade e a pátria, deveres religiosos e sociais.”

    Carta Pastoral de Olinda – 1916 (Dom Sebastião Leme)

  6. Pingback: Pastoral da Terra apoiando o MST: Lamentável ! « Filha Pródiga

  7. Marcelo

    Jorge,
    esse pessoal da CPT congelou a atividade cerebral em 1968. De lá para cá, nada de novo aprenderam. Estão soterrados pelos escombros do muro de Berlim e da URSS, que nem existe mais. O pior é que levam o nome da Santa Igreja para o lodo, arrastando fileiras de incautos. Nós, católicos brasileiros, precisamos nos ligar diretamente ao Papa Bento XVI. Chega de ouvir cnbb, cpt e outras coisas estranhas à fé. São uns “católicos pelo direito de decidir”…
    Sds.,
    de Marcelo.

    P.S.: Jorge, nós não temos como reclamar diretamente ao Vaticano?

  8. Renato Lima

    Jorge e demais visitantes deste blog.

    Peço que entrem neste endereço para desmascarar um protestante chamado Paulo Pires.

    Como muitos sabem (já mencionei isso aqui) passei muitos anos no ateísmo, mais quero defender a minha Santa Igreja das artimanhas protestantes. Acontece que o senhor Paulo Pires usa a velha tática do ”agitprop” protestantes.

    Se alguém entrar, peço que leiam os meus comentários e o do protestante Paulo Pires (reconheço que exagerei em muitos pontos).

    Estou pedindo ajuda porque estou com problemas no meu computador, e como não quero que o protestante pense que estou fugindo do debate peço ajuda para os católicos.

    O endereço é esse aqui:

    http://www.midiasemmascara.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8840:extraordinaria-intervencao-divina&catid=104:outros&Itemid=122#yvComment8840

  9. Emerson

    Infelizmente esses religiosos dão de ombro para o que diz a Igreja.
    Tem ódio mortal de Roma e cospem no prato que comem.

    Para eles o povo de Deus precisa se unir e lutar contra os opressores, por uma terra sem injustiça social e comida para todos. Discurso azedo de quem não sabe mais porque que Cristo se fez homem.

    Da luta espiritual contra o pecado? Mas o que é o pecado senão a falta de moradia, de comida e de educação? Distorcem tudo com a cruz na mão esquerda.

    Deus, nos livrai desses esquerdistas disfarçados de padres e nos deixai ficar a sua direita no dia do Juizo.