Nossa Senhora, Mãe de Deus – pe. Júlio Maria

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 10 meses 11 dias atrás.

Nossa Senhora, Mãe de Deus.

Resumidamente, podemos dizer que Nossa Senhora é Mãe de Deus e não da divindade. Ou seja, Ela é Mãe de Deus por ser Mãe de Nosso Senhor, pois as duas naturezas (a divina e a humana) estão unidas em Nosso Senhor Jesus Cristo.

A heresia de negar a Maternidade Divina de Nossa Senhora é muito anterior aos protestantes. Ela nasceu com Nestório, então Bispo de Constantinopla. Os protestantes retomariam a heresia que havia sido sepultada pela Igreja de Cristo.

Mas, afinal, por que Nossa Senhora é Mãe de Deus?

(…)

A Pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Se perguntarmos a alguém se ele é filho de sua mãe, se esta verdadeiramente for a mãe dele, de certo nos lançará um olhar de espanto. E teria razão.

O homem, como sabemos, é composto de corpo e alma, sendo esta a parte principal do seu ser, pois comunica ao corpo a vida e o movimento.

A nossa mãe terrena, todavia, não nos comunica a alma, mas apenas o corpo. A alma é criada diretamente por Deus. A mãe gera apenas a parte material deste composto, que é seu ser. E como é que alguém pode, então, afirmar que a pessoa que nos dá à luz é nossa mãe?

Se fizéssemos essa pergunta a um protestante sincero e instruído, ele mesmo responderia com tranqüilidade: “é certo, a minha mãe gera apenas o meu corpo e não minha alma; mas a união da alma e do corpo forma este todo que é a minha pessoa; e a minha mãe é mãe de minha pessoa, composta de corpo e alma, é realmente minha mãe”.

Apliquemos, agora, estas noções de bom senso ao caso da Maternidade Divina de Maria Santíssima. Há em Jesus Cristo “duas naturezas”: a natureza divina e a natureza humana. Reunidas, constituem elas uma única pessoa, a Pessoa de Jesus Cristo.

Nossa Senhora é Mãe desta única Pessoa que possui ao mesmo tempo a natureza divina e a natureza humana, como a nossa mãe é mãe de nossa pessoa. Ela deu a Jesus Cristo a natureza humana; não lhe deu, porém, a natureza divina, que vem unicamente do Padre Eterno.

Maria deu, pois, à Pessoa de Jesus Cristo a parte inferior – a natureza humana – como a nossa mãe nos deu a parte inferior de nossa pessoa, o corpo. Apesar disso, nossa mãe é, certamente, mãe de nossa pessoa, e Maria é a Mãe da Pessoa de Jesus Cristo.

Notemos que em Jesus Cristo há uma só Pessoa, a Pessoa divina, infinita, eterna, a pessoa do Verbo, do Filho de Deus, em tudo igual ao Padre e ao Espírito Santo. E Maria Santíssima é a Mãe desta Pessoa divina. Logo, Ela é a Mãe de Jesus, a Mãe do Verbo Eterno, a Mãe do Filho de Deus, a Mãe da Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, a Mãe de Deus, pois tudo é a mesma e única Pessoa, nascida do Seu Seio Virginal.

A alma de Jesus Cristo, criada por Deus, é realmente a alma da Pessoa do Filho de Deus. A humanidade de Jesus Cristo, composta de corpo e alma, é realmente a humanidade do Filho de Deus. E a Virgem Maria é verdadeiramente a mãe deste Deus, revestido desta humanidade; é a Mãe de Deus feito Homem.

Ela é a Mãe de Deus – “Maria de qua natus est Jesus”: “Maria de quem nasceu Jesus” (Mt I, 16).

Note-se que Ela não é a Mãe da divindade, como nossa mãe não é mãe de nossa alma; mas é a Mãe da Pessoa de Jesus Cristo, como a nossa mãe é mãe de nossa pessoa.

A Pessoa de Nosso Senhor é divina, é a pessoa do Filho de Deus. Logo, por uma lógica irretorquível, Ela é a Mãe de Deus.

(Extraído, com alguns pequenos acréscimos, do Pe. Júlio Maria, “A Mulher Bendita”, editora “O Lutador”, 1949, Manhumirim, MG). O texto sobre a Mãe de Deus foi basicamente copiado, por se tratar de uma das mais belas páginas de defesa da Maternidade Divina de Nossa Senhora.

Anúncio (informativo da Diocese de Presidente Prudente/SP) – Ano XIII, nº 410, Outubro 2009

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

10 thoughts on “Nossa Senhora, Mãe de Deus – pe. Júlio Maria

  1. Loredana

    O homem, como sabemos, é composto de corpo e alma, sendo esta a parte principal do seu ser, pois comunica ao corpo a vida e o movimento.

    Alguns ACHAM.

  2. FireHead

    Infelizmente ela, Nossa Senhora, não só não é venerada como também é constantemente insultada por muita gente. Os protestantes acusam-nos de a idolatrarmos. Se eles ao menos não fosse tão ignorantes e compreendessem o real significado que as nossas mães têm por nós, quanto mais a mãe do próprio Deus! Pensarão os protestantes que ao ofenderem ou simplesmente pôrem de parte a Santíssima Mãe de Deus, Jesus ficará feliz? Nenhum filho pode ficar contente por a sua mãe ser desprezada! Os protestantes erram, como em tudo…
    Santa Maria, Mater Dei, ora pro nobis!

  3. Pingback: Fique por dentro Deus » Blog Archive » Deus lo Vult! » Nossa Senhora, Mãe de Deus - pe. Júlio Maria

  4. Sem. Márcio

    O Pe. júlio Maria foi muito perseguido pela Maçonaria, onde tenho um livro biográfio dele, que me foi dado por uma religiosa da congregação fundada por ele…
    É um exemplo de sacerdote que lutou pela fé e não se deixou vender.

  5. Matheus Garbazza

    Perseguido não só pela Maçonaria, mas pelos protestantes, espíritas e tantos quantos odiavam (e odeiam) o Esplendor da Doutrina da Igreja.
    .
    O Pe. Júlio foi um missionário incansável por onde quer que tenha passado. Viveu e se consumiu no seu “Amor e Sacrifício”, deixando sublime exemplo para todos os seus filhos espirituais.
    .
    -Pro Catholica Societate-

  6. Gilberto

    Aos conterrâneos de Manhumirim, Pe. Júlio Maria foi um grande homem sim… fez muito pela nossa tão amada cidade, porém ele não era santo. Ele perseguia maçons e Protestantes e chegou a declarar “Os maçons e os protestantes são filhos do diabo!”, digo isto com base em pessoas que o ouviram pronunciar isto ao público. Concluindo, foi sim um grande homem, como foi um grande preconceituoso e perseguidor da Maçonaria e dos Protestantes. E um detalhe engraçado… ele celebrava a missa com uma garrucha embaixo da batina. Um abraço a todos e que Deus abençõe.

  7. Pingback: Nossa Senhora da Maternidade | O Amor Te Chama

  8. José Adebaldo Xavier

    Não sou protestante, o que não entendo é Deus nao tem mãe, a igreja católica tem mais de 300 marias, o jesus representado pelo catolicismo e loiro dos olhos azuis e Aparecida e negra, por falta de conhecimento o meu povo perecerá, católicos leiam a bíblia.

  9. Jorge Ferraz (admin) Post author

    Seu José Adebaldo, muito me espanta que o senhor cite a «falta de conhecimento» pela qual perece o povo de Deus e, ao mesmo tempo, destile uma ignorância tão caricata da Igreja Católica!

    Não, a Igreja jamais está «do lado do poder». É o poder que, às vezes, está do lado da Igreja; mas isso é bem raro. Geralmente César persegue os cristãos e atraiçoa a Igreja. Foi assim na Roma Antiga, foi assim no Brasil Colônia (veja, v.g., como os bandeirantes tratavam os jesuítas das missões), foi assim na Idade Média (estude as relações turbulentas entre a França Cristianíssima e o Papado), é assim nos dias de hoje.

    Sim, N. Sra. de Aparecida é negra. E daí? É uma imagem. É uma representação, e não a descrição científica e estrita do biótipo da Mãe de Nosso Senhor.

    E, sim, Deus tem Mãe. Tá lá no Evangelho de S. Lucas, Cap. I, v. 43. Leia a Bíblia, seu Adebaldo!