Curtas

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 9 meses 19 dias atrás.

– Desta vez, o filme existe. Chama-se “Anticristo”, tem trailler no youtube, página na wikipedia e, a confiar na IMDb, estreou no Brasil quarta-feira passada (28 de outubro). Em Recife, ainda não chegou.

Infelizmente, só hoje recebi um email informando sobre um abaixo-assinado eletrônico (vejam aqui) pedindo que o filme receba uma classificação mais severa pela Motion Picture Associates of America. Segundo o email, o filme “não só inclui cenas de sexo explícito e pornográfico, deliberadamente, ele também contém close-ups graficos de mutilação sexual e de violencia brutal e assassina”.

Bom… o que dizer? A julgar pelo trailler e pela sinopse que li, parece ser alguma coisa tipo Evil Dead, só que mais pesada, acrescida de conteúdo pornográfico explícito e cenas de tortura aos moldes de Jogos Mortais. Não entendo por que são produzidas essas porcarias; uma vez que elas existem, no entanto, o mínimo esperado seria que elas recebessem as classificações adequadas. Um filme que contém satanismo, pornografia e sadismo obviamente não pode ser chamado de diversão saudável para a juventude.

* * *

– O Notalatina traduziu um documento importantíssimo: o primeiro manifesto internacional contra o comunismo. Trata-se de uma petição “que pede a condenação do comunismo por crimes de lesa-humanidade”. Recomendo fortemente a leitura.

O texto é muito bom. “[A]s sociedades que esquecem seu passado carecem de futuro”; “a ideologia comunista é diretamente responsável por crimes contra a humanidade”; “a reconciliação definitiva de todos os povos europeus não é possível sem um esforço potente para estabelecer a verdade e para restaurar a memória”! Já era tempo de alguém fazer alguma coisa.

É um absurdo que este texto só tenha quatro mil e seiscentas assinaturas. Vale a pena ser divulgado. Para assiná-lo (em inglês), cliquem aqui.

* * *

– Seria uma piada de péssimo gosto, se não fosse verdade: Chávez defende terceiro mandato de Lula e o compara a Jesus Cristo. “Lula veio como Cristo anunciando o Evangelho. Só faltou o cabelo comprido”. Isto é um caso de ignorância, de devaneio ou de cretinismo mesmo?

E, como não poderia deixar de ser, o presidente venezuelano alfinetou: “Que ninguém acredite neste conto do ditador Chávez que persegue jornalista. Em Honduras sim, há ditadura. Lá matam gente, perseguem jornalistas e fecham canais. Aqui não”.

Falando em Honduras, Chávez perdeu lá, como diz o Reinaldo. “O tigre bolivariano de Tegucigalpa foi reduzido àquilo que é: um rato”.

* * *

Falando em Reinaldo, o que foi aquilo na Uniban? Tem vídeo no youtube, e tem comentários do articulista da Veja. Uma menina foi para a faculdade com um vestido curto e provocou um caso que parece ser de possessão em massa por algum demônio da luxúria: os estudantes às dezenas, quiçá centenas, filmando a garota, nos corredores, subindo na janela da sala onde ela estava, gritando, assobiando, xingando-a em coro, até que foi necessário chamar a polícia (!) para retirar a estudante da faculdade.

Em uma faculdade! A menina usar uma roupa daquelas é algo escandaloso, mas a lascívia da turba é muito mais perturbador. Barbárie universitária. Aposto que nunca antes na história do Brasil se viu algo assim.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

4 thoughts on “Curtas

  1. Francisco

    Jamais apoiando a forma como a turma reagiu…mas talvez o fato tenha ocorrido para mostrar que roupas sensuais produzem seus efeitos e os que desta abusam colhem o que semeiam. Principalmente se o fazem em lugares impróprios. Até nas igrejas muitas mulheres, principalmente as jovens, perderam o sendo do decoro

  2. Alex A.B.

    Jorge, sobre o caso da “menina [que] foi para a faculdade com um vestido curto”, o levatamento da hipótese de possessão demoníaca em massa que você faz é surpreendente, quero dizer, é uma possibilidade na qual pouquíssimos terão pensado. Lendo essa notícia pela primeira vez em seu site, fiquei supreso com essa possibilidade, além de chocado, é claro, com barbárie que ocorreu naquela faculdade. Penso que você faz bem em falar repetidas vezes sobre o fenômeno da possessão demoníaca. Com efeito, é algo esquecido, senão menosprezado, mas real. O Pe. Gabriele Amorth ,exorcista, falava disso em uma entrevista (http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/485/O-Pe-Gabriele-Amorth-famoso-exorcista-reflete-sobre-a-nova-onda-satanica).
    Você poderia indicar alguma bibliografia sobre fenômenos demoníacos?

  3. Michele Oliveira

    Realmente foi uma reação absurda dos universitários. Mas parece que há algo mais que um simples vestido curto.

    “Segundo relato dos seguranças da unidade, um grupo de estudantes homens passou a provocar a aluna assim que ela entrou no prédio. A menina teria respondido levantando parte do vestido, o que deu início à confusão.”

    http://oglobo.globo.com/cidades/sp/mat/2009/10/30/aluna-hostilizada-por-usar-minissaia-em-universidade-de-sao-paulo-914432972.asp

    Ou seja, não foi uma roupa apenas, ela levantou o vestido, por isso que começou tanta coisa. De qualquer modo, foi uma reação extremamente exagerada. Pelo menos acho que deve servir para algumas pessoas escolherem melhor a roupa que irão usar na faculdade.

  4. Pingback: Deus lo Vult! » Mais sobre a garota da Uniban