Boris Casoy e os garis

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 8 meses 20 dias atrás.

Sem querer usar um clichê mas já usando, uma cena dessas é realmente vergonhosa. Eu vi no Yahoo! notícias, no correio do Brasil e no Mídia Independente. Se procurasse, provavelmente encontraria em vários outros lugares: o assunto sem dúvidas provocou indignação.

E o frustrante não é que tenha sido “um vazamento de áudio”, como disse o apresentador: o que é degradante é que o sujeito pense realmente esse tipo de coisa. Obviamente, ninguém pode ser “proibido de pensar”, por mais estúpida que seja a coisa pensada: o ponto não é esse. O ponto é que dói constatar a falta que o Cristianismo faz na vida das pessoas. E o Boris Casoy, com toda a sua educação e cultura, inteligência e erudição, não entende que as pessoas não podem ser menosprezadas em razão daquilo que fazem.

Alguém comentou numa lista de emails que, provavelmente, o sorriso dos dois garis tinha mais valor do que a carreira inteira do Boris Casoy. Eu acho bem possível. Não se trata, evidentemente, de fechar os olhos para a realidade e postular que é “a mesma coisa” trabalhar nas ruas sob um sol escaldante recolhendo lixo ou trabalhar em um estúdio jornalístico com roupas elegantes e ar condicionado. O que interessa, no entanto, é que a dignidade de um trabalho está na honestidade e no empenho nele aplicados, e não no “conforto” com o qual ele é executado!

A sociedade é naturalmente desigual. Exige naturalmente que sejam desempenhadas atividades desiguais por pessoas desiguais. Mas estas pessoas devem saber que são mutuamente importantes e – principalmente! – que cabe àquelas pessoas cuja vida é “mais fácil” tornar menos dura a vida dos que passam por maiores dificuldades. Semelhante harmonia é fundamental para a vida em sociedade; como encontrá-la, no entanto, fora do Cristianismo, onde quem quiser ser o primeiro deve ser aquele que serve a todos?

E constatar a falta que faz o Cristianismo ao apresentador da Record Bandeirantes é doloroso, mas tem ainda uma outra coisa que é bastante incômoda. Boris Casoy pode ser facilmente associado à “direita” brasileira, uma vez que ele foi um dos únicos a quebrar a cortina de silêncio sobre o Foro de São Paulo, ou a ter coragem de escrever um artigo pedindo o Impeachment do presidente Lula. Prato cheio para os esquerdistas: já posso até ver o discurso raivoso de como o Casoy deu a prova definitiva do modo como “as elites” enxergam o povo.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

27 thoughts on “Boris Casoy e os garis

  1. Pingback: Tweets that mention Deus lo Vult! » Boris Casoy e os garis -- Topsy.com

  2. Sidnei

    Apenas duas correções, Boris Casoy é judeu e não cristão e ele não trabalha mais na TV Record e sim na TV Bandeirantes.

  3. Jorge Ferraz Post author

    Sidnei,

    Sim, eu sei que ele é judeu, e por isso eu disse que o Cristianismo fazia falta para ele. Quanto à emissora, vou corrigir, obrigado!

    Abraços,
    Jorge

  4. Rodrigo

    Independente de os judeus estarem em erro, eles mesmos devem condenar o tipo de declaração do Boris Casoy.
    Infelizmente, como bem disse o Jorge, esse é um prato cheio para os esquerdistas dizerem que todos os conservadores pensam da mesma forma que o Boris Casoy, o que é UMA VERGONHA.

  5. karina

    Pratinho cheio para Dilminha PAC e Aborto…

    De qualquer forma, lamentável que ainda haja pessoas que pensem dessa forma.

  6. Renato

    Jorge, você sabe que este Mídia Independente é de esquerdopatas? Não sabe?

  7. Sidnei

    Mesmo que o Boris Casoy tenha quebrado a cortina de silêncio sobre o fórum de São Paulo e tenha tinha a coragem de escrever um artigo pedindo o Impeachment do presidente Lula, me lembro dele quando apresentava o jornal da Record da TV do Edir Macedo, que talvez por influência do mesmo ou para paparicar seu patrãozinho adorava baixar lenha na Igreja Católica coisa aliás que outros repórteres daquela emissora como o Celso Freitas, Ana Paula Padrão, Paulo Henrique Amorim e outros comparsas fazem atualmente, e por ele ter dito estas coisas por ser judeu, sei lá, conheço muitos cristãos que adoram também desdenhas os outros por causa da condição humilde em que vivem ou no que trabalham, o caso aqui é que ele desdenhou os garis não por ele ser judeu, mas porque ele haja que está acima de tudo e de todos e por isto pode pisar e humilhar os outros como bem entender, coisa que se vê quer seja entre judeus, cristãos, ateus, e por aí vai, isto não é falta de fé, ou por seguir uma religião ou nenhuma, isto é falta de caráter mesmo.

  8. Mike

    “A sociedade é naturalmente desigual.”

    Oh… não são todos iguais…. perante Ele??

  9. Jonas

    Prezado Mike

    Os homens são iguais por sua origem, natureza e destino. No entanto, a vida social implica em desigualdade. Como definiu Aristóteles, sociedade é a divisão dos ofícios e a convergência dos esforços. E tanto uma como outra exigem desigualdade: cada pessoa na sociedade desempenha funções diferentes que devem convergir para o mesmo escopo geral, o bem comum.

  10. Renato

    Sidnei, a Ana Paula Padrão já falou alguma coisa contra a Santa Igreja no jornal da Record?

  11. Pedro M

    “A sociedade é naturalmente desigual.”

    Oh… não são todos iguais…. perante Ele??

    Me explique como a igualdade em dignidade humana implica necessariamente em igualdade de fato.

  12. MARINA

    “ONDE ABUNDOU O PECADO, SUPERABUNDOU A GRAÇA”, PORTANTO, HÁ ESPERANÇA PARA ESSE TIPO DE PECADO QUE O BORIS COMETEU, SIM.
    O PROBLEMA É QUE PARA HAVER PERDÃO É PRECISO HAVER ANTES O ARREPENDIMENTO SINCERO.

    NO CASO EM COMENTO, BORIS, DO ALTO DA SUA ARROGÂNCIA, NÃO CONSEGUIU CONVENCER NINGUEM DE QUE REALMENTE TENHA SE ARREPENDIDO. ATÉ SUAS DESCULPAS FORAM DITAS COM ARROGÂNCIA. ATÉ PORQUE UMA PESSOA QUE PENSA DESSA FORMA NÃO DEIXA DE PENSAR ASSIM DE UM DIA PARA O OUTRO.

    OUTRO DIA FOI O DATENA QUE FOI ‘PEGO’ FALANDO BOBAGENS, OU SEJA, JUSTAMENTE AQUELES QUE SE ‘ACHAM’.

    COMO JÁ DITO POR UM INTERNAUTA: “O SORRISO DOS GARIS VALE MUITO MAIS DO QUE A CARREIRA INTEIRA DO BÓRIS.”

  13. Artur

    Eu vou fazer uma breve defesa ao Boris Casoy. Bem. Analisando bem a atitude do mesmo, todos nós estamos passíveis a soltar gafes sem querer em meio público, ou fazer humor negro sem querer. Declarações infelizes às vezes saem, mesmo aquilo não sendo a opinião da pessoa. Não acredito que o Boris Casoy tenha realmente esse menosprezo pelos garis. Essa deve ter escapulido sem querer. É bem possível e provável isso. É a mesma coisa que um jornalista bem intencionado se referir ao Flamengo como Hexacampeão(todo mundo sabe que é Penta, não Hexa), menosprezando o título que é do Sport de direito! Ah! Essas coisas infelizmente escapolem de vez em quando. E obviamente é irritante ser mal interpretado publicamente. Até entendo a cara do Boris ao se retratar. Embora ele não tenha sido muito elegante.

  14. Renato Felipe

    A mídia hoje, e sobretudo a internet, consegue acabar com a carreira e a reputação de um indivíduo em segundos.

    Entre conhecidos, na proteção dos nossos, somos capazes das piadas mais idiotas e bestas, movidos pela vaidade de uma tirada supostamente inteligente. A piada que o Boris fez sobre a pobre profissão dos garis, muitos de nós já fizemos sobre a mendacidade dos advogados e a desonestidade dos políticos, ainda que ninguém ponha a questão da necessidade e honradez das profissões em si.

    O Boris disse por piada uma tolice entre conhecidos, que escapou para todo o Brasil, e as pessoas o atacam como se ele sustentasse a coisa com seriedade, como se ele pensasse que os garis são inúteis e não valem nada. E ainda se queixam da retratação…

    O Cristianismo, Jorge, talvez não pudesse evitar que o Boris soltasse a piada, mas, se o professasse, pelo menos ele agradaria a Deus e aumentaria suas chances de salvação.

    Abraço!

  15. Sidnei

    Renato, a Ana Paula Padrão se ainda não falou nada contra a Igreja Católica no jornal da Record e só uma questão de tempo, em breve veremos alguma coisa vindo da boca dela falando algo contra a Igreja Católica porque daquela emissora e daqueles jornalistas que a servem só que se ouve da Igreja Católica são coisas ruins pois eles fazem isto por dois motivos como já disse, ou por ordem de Sr. Edir Macedo ou por para paparicar o patrãozinho deles, e não me venham com esta conversa que só a Rede Record é a única emissora a denunciar crimes de pedofilia envolvendo padres, isto ou aquilo que já vi inúmeras vezes as mesmas matérias em outras emissoras de TVs porém na Rede Record a coisa as vezes passam dos limites, chegam a exagerar como querendo dizer que todos os padres são pedófilos, que a Igreja Católica não presta e os católicos bubão que não se tocam que isto os acusam indiretamente que nós também não prestamos por serem católicos, ainda dão audiência assistindo aquela emissora.

  16. Renato

    Sidnei , eu sei que hoje em dia, devido a Rede Record pertencer a um inimigo declarado da Santa Igreja Católica (Edir Macedo), nós temos é que tomar muito cuidado em relação a essa emissora.

    E se possível boicotá-la também!

  17. Renato

    E também nã odúvido que essa Ana Paula Padrão comece a falar mal da Igreja Católica!

    Pois se ela mesma já demonstrou como foi falsa ao dizer que não queria mais fazer ”jornalismo de bancada”, e hoje está sentadinha lá no jornal da Record

  18. MOURA BRASIL

    – E agora “Dr.” Boris Casoy?! Onde ficará sua já tão “impoluta credibilidade”?
    – E como será de agora em diante usado (se conseguir ainda usá-lo depois de tudo) a sua tão celebre e famosa (e agora CAPENGA) frase “ISSO É UMA VERGONHA!”?!
    – São Incríveis como as máscaras dos ditos “intocáveis” e “puros arcanjos” da “ÉTICA e MORAL BRASILEIRA” neste início de século 21 e juntamente com o advento da comunicação e a informação midiática fazem cair por terra hipócritas desse naipe!
    – É… Os tempos realmente mudaram “Dr.” Casoy! A interatividade, agora globalizada, é a maior e mortal das armas que uma sociedade cercada por pessoas do seu tipo pode ter!
    – E viva a internet! E viva os meios de comunicação que a cada dia estão mais interativos (YouTube), que é para onde transbordam todas as calhordices de pessoas do “seu tipo”!
    – Como posso classificar esse tipo de comentário? Nojento? Repulsivo? Desprezível? Preconceituoso? Arrogante? Discriminador? Podre? Cretino? Estúpido? Imbecil? Vil? Falso? Vergonhoso? Odioso? mal educado? Desprezível? Burro? Infeliz? Inconseqüente? Palerma? Cruel? Opressor? … Bem, dentre tantos outros adjetivos que poderiam ser usados, estes, porém, são apenas descrições e não julgamento, desse ato/atitude, transformado no áudio/fala em rede nacional!
    – Que pena “Dr.” Boris que só agora sua máscara caiu… E viva os lixeiros! “…que do alto de suas vassouras…”! Fizeram cair por terra mais um DRAGÃO da Mídia Nacional!
    – Rabino que rouba loja chique no exterior, políticos que ficam impunes de suas roubalheiras e jornalistas que falam o que quer, também ouvem o que não quer!
    – E no final, afinal, o que nos resta? Que atirem a primeira pedra quem nunca errou/pecou!?
    – Quem somos nós?! Somos todos hipocritamente humanos ao julgarmos e emitir juízo de valor?!
    – Em fim, todos nós merecemos perdão! Mas infelizmente, o perdão não faz apagar (do YouTube e de nossas mentes) as marcas que ficarão registradas para a posteridade!
    – Um lobo na pele de cordeiro?! Quem diria, heim “Dr.” Casoy?! Quem diria…Bem, eu diria! Você realmente nunca foi um Miss Simpatia, pelo contrário, do alto de seu pedantismo, qualquer comentário feito por vossa senhoria, se tornava imediatamente populista, falso e antipático.
    – Que me desculpem o juízo de valor e a crucificação de um “arauto” das comunicações em massa! Mas pelo menos esse, realmente culpado o é! Como todos perceberam em seu vídeo de desculpas formal e deveras esfarrapadas…
    – Sejamos então práticos nessas horas senhores! Solução?! Hora de apagar as luzes da ribalta e se aposentar “Dr.” Casoy! Não espere muito mais de nós após tamanha transparência em rede nacional! Sinta-se DEMITIDO e PROIBIDO de adentrar nossos lares.

  19. Eduardo Araújo

    Ao Sidnei e ao Renato, e também aos demais,

    Dia desses, ao passar os canais no controle remoto, sintonizei a Record no exato momento em que um desses “pastores” afirmava que a Igreja Católica era a responsável pela Guerra do Iraque!

    Esse é o nível. Não se pode esperar, pois, nada de positivo em relação à Igreja vindo daquela emissora.

  20. João Batista

    Não sei porquê todos ficaram tão melindrados.
    O que o Boris disse foi que a profissão de lixeiro é a mais baixa na escala do trabalho. Além dessa declaração não ser mentira, não tem nada a ver com a pessoa dos lixeiros.
    A verdadeira hipocrisia é tentar convencer os trabalhadores, que tem um verdadeiro lixo de emprego, que existe dignidade na miséria e que é melhor se conformar com a realidade que a vida lhes propiciou.
    A meu ver, a pobreza é uma doença social que deve ser curada.
    A profissão de lixeiro só vai deixar de ser a mais baixa na escala do trabalho quando as pessoas não forem mais obrigadas a aceitar o primeiro trabalho que lhes aparece. Nesse dia o lixeiro vai ter um salário maior que o do Boris Casoy.

  21. Rodrigo

    João Batista,

    A profissão de gari não é um lixo de emprego e a forma como o Boris falou foi totalmente debochada. Ele quis menosprezar as pessoas sim e não somente o emprego. Creio que caiba um processo contra ele que aliás já está sendo feito pelo sindicato dos garis. Bem que a pena dele poderia ser trabalhar de gari por uns dias para saber do valor dessa profissão que recolhe os lixos jogados pelos “porcos” que supostamente tem uma profissão mais alta na escala de trabalho.
    NENHUMA PROFISSÃO EXERCIDA DE FORMA HONESTA E CORRETA É LIXO. Todas tem seu valor e seu lugar na sociedade. Como católicos devemos reconhecer o valor de todas as profissões e das pessoas que as exercem e não dar uma de superior e arrogante.

  22. João Batista

    Caro Rodrigo.
    Os seus argumentos funcionam perfeitamente. Para um formigueiro ou uma colméia.
    Os serviços insalubres devem ser feitos, mas delegar estas funções a camada mais pobre da população e pagando salários ridículos, não tem nada de Cristão.

  23. Rodrigo

    “Os seus argumentos funcionam perfeitamente. Para um formigueiro ou uma colméia.”
    Será? Creio que isso se aplique ao seu argumento abaixo:
    “A verdadeira hipocrisia é tentar convencer os trabalhadores, que tem um verdadeiro lixo de emprego, que existe dignidade na miséria e que é melhor se conformar com a realidade que a vida lhes propiciou.”
    Foi você mesmo quem disse que é um lixo de emprego, não eu. Gari é um lixo de emprego? Claro que eles mexem com lixo, mas é no mínimo uma falta de respeito se referir a profissão de gari dessa forma.

  24. Renato

    Será que esse João Batista é um daqueles ”direitistas” incompetente que não sabe enfrentar os assassinos socialistas desentemente, e com inteligencia, agora quer defender um desses representantes dessa ”direita” burra e incompetente?