Com atraso, mas registrando

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 5 meses 11 dias atrás.

Reinaldo I. “E, se estamos falando de escravidão, não podemos deixar de mencionar os dois movimentos totalitários que a recriaram em partes do mundo que já haviam se livrado dessa instituição: o nazismo e o comunismo. Ambos escravizaram parcelas imensas das populações sobre as quais reinaram ou, em alguns casos, ainda reinam, como na Coréia do Norte e Cuba, país caribenho cuja população pertence ao estado ditatorial marxista e à família de capitães-de-mato que o chefia. É curioso, portanto, ver aqueles que ou fazem a apologia ou simplesmente fecham os olhos à escravização de toda a população cubana culparem pessoas inocentes pela escravização de gente morta há mais de um século”.

* * *

Reinaldo II. “Imaginem Lula como o presidente do Brasil nas décadas de 30 e 40 do século passado. Quando lhe dissessem que na Alemanha — e, depois, nos países ocupados — judeus eram presos, confinados em guetos, assassinados, o valente diria: ‘Temos de respeitar a determinação da Justiça e do governo da Alemanha de prender as pessoas em função da legislação da Alemanha, como quero que respeitem a do Brasil’. Getúlio, outro grande herói das nossas desditas, chegou bem perto disso, é verdade”.

* * *

Escola católica de Denver não permite rematrícula de filhas de casal lésbico e arquidiocese apoia. “A organização de gays e lésbicas católicos dos Estados Unidos DignityUsa afirma que a Arquidiocese de Denver agiu de maneira injusta”. No Fr. Z: aux armes! Votem aqui.

* * *

Pe. Edson e a liberdade de expressão. “Se todos têm direito de defender suas convicções, por que criticar de forma tão insistente á Igreja Católica? Não teria ela também liberdade de opinião? Não poderia ela também expressar-se livremente sobre suas convicções, baseadas na Lei Natural e no Evangelho? Não estaríamos vivendo uma eclesiofobia? Bom pensar nisso”.

* * *

O sal em New York e a síndrome de Paulo Cintura em sua evolução natural. “Ortiz argumenta que banir o sal do preparo dos alimentos em restaurantes vai permitir que os consumidores controlem a quantidade de sódio que estão ingerindo e ainda incentivaria a opçãoschö por um estilo de vida mais saudável. O sódio está ligado ao aumento da pressão arterial e dos riscos de males do coração”.

* * *

Schönborn e o celibato sacerdotal. “El cardenal Christoph Schönborn, arzobispo de Viena, considera que el celibato de los sacerdotes, particularidad de la Iglesia católica, explica en parte los actos de pedofilia cometidos por religiosos, en una publicación de su diócesis este miércoles”. Haja paciência.

* * *

Um médico e o celibato sacerdotal. “Penso que é preciso prestar mais atenção ao imenso número de sacerdotes fiéis à sua vocação. A exceção também se dá na vida sacerdotal, mas é exceção. Ainda que no jornalismo seja muito correto focar a exceção, não podemos ser cegos aos muitíssimos sacerdotes que são leais, que vivem sua vocação plenamente, que são felizes e aos quais o mundo deve sua felicidade. Isso é que precisa ser enfatizado”.

* * *

CNBB prepara documento sobre Reforma do Estado – em plena Quaresma! Senhor, misericórdia. “A reunião do Conselho Permanente da CNBB prossegue até quinta-feira [ontem]. Um dos principais pontos da pauta é a elaboração de um documento sobre a Reforma do Estado que os bispos devem aprovar até o final da reunião”.

* * *

CNBB defende cotas para negros nas universidades. E outras aberrações: “Os bispos aprovaram documento oficial no qual apontam quais são os cinco principais desafios da Pastoral Afro-Brasileira. A CNBB também deu aval para que padres negros adotem, nas celebrações de missas, métodos e culturas utilizadas tradicionalmente por comunidades afro-brasileiras”. Cadê este documento?

A reunião do Conselho Permanente da CNBB prossegue até quinta-feira. Um dos principais pontos da pauta é a elaboração de um documento sobre a Reforma do Estado que os bispos devem aprovar até o final da reunião. Na conclusão, a presidência da CNBB concederá uma coletiva de imprensa. (BF-CNBB)
Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

11 thoughts on “Com atraso, mas registrando

  1. Willian

    Aproveito para anunciar meu novo blog, do qual vários seminaristas, do Brasil inteiro, contribuem com suas reflexões filosóficas e teológicas. Fizemos isso, movidos pelo pedido de nosso querido Pastor, Bento XVI que impulsiona a Evangelização pelos meios de comunicação. Agradeço as visitas. Também convido a todos anunciarem, a fim de que a Boa Nova de Jesus possa se expandir ainda mais pelos meios de comunicação.Aqui vai nosso blog: ecclesiammeam.blogspot.com

  2. Olegario

    A CNBB é um grande aterro sanitário.
    Quem passa perto, logo sente o mau cheiro.
    Se ali entrar, corre o risco de ser contaminado por doenças.

    Olegário.

  3. candido rubim rios

    Senhor Olegario estou estranhando a sua revolta contra a CNBB, não coloquem todos no mesmo saco. Logo o Senhor tão fino e elucidativo. A paz de Cristo.

  4. Olegario

    Prezado Candido,

    Sim e não.
    Sim. A CNBB enquanto instituição tem se revelado um zero a esquerda em questões morais e ortodoxas.
    É morna. Morníssima.

    Não. Considero que em alguns casos – bem raros – vemos algumas manifestações sensatas por um ou outro membro daquele clube.

    A minha crítica foi desferida contra a instituição, de maneira genérica.

    Só isso mesmo.

    Obrigado pela mensagem.

    Deus o abençoe.

    Olegário.

  5. Domingos

    Senhor Olegário, tenho pena de sua alma!

    O senhor deve se achar mais que o Cristo!

    Cadê o respeito às pessoas?

    Comparar a CNBB a um chiqueiro, claro deve fazer parte de sua formação humanística e cristã.

  6. olegário

    Sr. Domingos, Salve Maria.

    “Senhor Olegário, tenho pena de sua alma!”

    Filho, deixe que de minha alma cuida Deus.

    Muito obrigado pela mensagem.

    Deus o abençoe!

    Olegário.

  7. Domingos Assunção

    Com certeza, tudo deve ser entregue nas mãos de Deus, como fez o próprio Cristo no alto da cruz: “Pai em tuas mãos eu entrego o meu espírito”. Só espero que o senhor tenha respeito pelas pessoas, pois isso também é atitude de um autêntico cristão.

  8. Candido Rubim Rios

    Domingos o Sr. Olegário é sempre muito cortêz e de fino trato e a CNBB tem sido muito criticada, pode acreditar que ele tem sim muito respeito por todos.

  9. Michele Madalena Silva de Oliveira

    Não vi nada de errado no comentário que Olegário fez.
    Lembrem-se que muito pior é acobertar os inimigos da Igreja com palavras doces. São os famosos cristãos mornos.Eis o que diz deles Santo Ezequiel Moreno:
    “…muitos dos que se dizem católicos ajudam os revolucionários. São esses, sempre moderados, que estimam a tranquilidade pública como o bem supremo. Esses católicos tolerantes, condescendentes, brandos, doces, amáveis ao extremo com os maçons e furiosos inimigos de Jesus Cristo, guardam todo seu mal humor para os que gritam Viva a Religião! e a defendem sofrendo contínuas penalidades e expondo suas vidas. Para eles, esses últimos são exagerados e imprudentes, que tudo comprometem com prejuízo dos interesses da Igreja”

  10. Olegario

    Prezados Sr. Cândido e Sra. Michele Madalena.

    Agradeço de coração o abono por minha crítica feita a CNBB, que tem se revelado nos últimos tempos muito mais nociva a Igreja do que de fato boa.
    Se exagerei no comentário, que Deus me perdoe.
    Se não, que Deus me abençoe.

    Sr. Domingos Assunção: Larga d’eu homem de Deus!!

    Em Jesus e Maria.

    Olegário.