Notícias esparsas

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 5 meses 8 dias atrás.

Protesto contra emenda Ibsen chega ao Cristo Redentor. “A estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, passou hoje a servir de outdoor para os protestos do governo fluminense contra a “emenda Ibsen Pinheiro”, que redistribui os recursos de royalties e participações especiais da produção de petróleo e impõe uma perda de R$ 7 bilhões por ano para os cofres do Estado e de 90 cidades fluminenses”.

* * *

A ideologia inumana e totalitária do PNDH-3. “Na própria apresentação do Plano Nacional de Direitos Humanos, o Presidente Lula diz que o PNDH3 é uma ‘opção definitiva’, e um roteiro consistente e seguro, erguido ‘como bandeira’ e apresentado ‘como verdadeira política de Estado’, por suas diretrizes e objetivos estratégicos expostos – cabe ressaltar que eles não estão de brincadeira e irão fazer de tudo para enfiar goela abaixo esse pacote totalitário, com roupagem de democracia”.

* * *

Lefebvriano radical coloca fogo nos documentos do Vaticano II. “Dom Floriano Abrahamowicz – padre expulso da Fraternidade São Pio X – suscita outra polêmica ao colocar fogo no livro que traz os documentos do Concílio Vaticano II depois de uma missa”.

* * *

Austrália reconhece pessoa sem sexo pela primeira vez. “Norrie, de 48 anos, nasceu na Escócia e foi registrado como homem. Aos 23 anos, ele passou por um tratamento hormonal e cirurgias para mudar de sexo, e foi registrado na Austrália como mulher. No entanto, Norrie ficou insatisfeito com a mudança e interrompeu seu tratamento, preferindo denominar-se ‘neutro'”.

* * *

Yoani Sánchez, desencuba! “O povo cubano parece anestesiado, sem brilho no olhar, triste. Miséria não há, mas a pobreza está em toda a parte. As filas e a aparência dos mercados de racionamento são constrangedoras. Os carros antigos deixaram de ser charmosos e hoje circulam precariamente, exalando um forte cheiro de gasolina com querosene, que me fez pensar que bastaria riscar um fósforo para tudo explodir. Os edifícios e as casas carecem de conservação. O transporte público é ineficiente e à noite se vê muita gente pedindo caronas nas ruas escuras de Havana. O turista é visto como uma fonte de renda ambulante, e precisa driblar pequenos golpes ao longo do dia. Com salários mensais em torno de 35 dólares, ou o equivalente a 15 mojitos nos bares de Havana, fica difícil os turistas serem olhados de outra maneira. E a tudo isso, dá-se o nome de ‘ditadura do proletariado’,  termo que tinha ficado adormecido na minha memória, e que foi usado por um taxista que tentou me descrever o regime em Cuba”.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

15 thoughts on “Notícias esparsas

  1. Priscila

    Creio que essa questão da Australia poderia ser abordada aqui com maior profundidade em outro tópico..O tema é bem oportuno e vai de certa forma ao encontro de um dos pontos do nosso polemico PNDH3. Afinal a declaração de neutralidade com relação ao sexo da pessoa foi dada seguindo recomendação da Comissao de Direitos Humanos local..Infelizmente mais uma distorção do que seja direitos humanos.

  2. Canido Rubim Rios

    Quem diria, o Ibsen ainda está causando tumulto, um homem sem escrúpulos que já foi posto pra fora e teve a cara de pau a mesma dos seus pares de voltar a vida política e o pior é que os seus coleguinhas constituintes ainda aprovam uma lei discutível porém em cima da hora. Não há muito o que se dizer de uma lei desse tipo e muito menos que ela tenha sido aprovada pelos deputados e certamente será pelos senadores, resta saber se o presidente vetará.Se uma lei dessas fossem para ter validade daqui a alguns anos, vá lá, mas ser posta em prática imediatamente é ser irresponsável ao extremo. Para quem não lembra ele foi um dos responsáveis pelo afastamento do Collor de Melo, só que dias depois foi também afastado junto com vários deputados, um atrás do outro, pelos mesmos motivos, corrupção. Aguenta povo brasileiro.

  3. Alien

    Ibsen não foi absolvido depois? Não foi provado que as acusações contra ele eram calúnias de uma revista? Não estou afirmando, somente tenho esta dúvida…

  4. Canido Rubim Rios

    Publicidade

    País / Notícias

    ImprimirRSS Enviar para amigoCorrigir22/08/2004 às 00:00:09 – Atualizado em 19/07/2008 às 15:45:14

    Caso Ibsen Pinheiro: US$ 847 mil não explicados
    Redação O Estado do Paraná
    Brasília (AG) – Onze anos depois, a maioria dos personagens envolvidos na investigação que levou à cassação do mandato do ex-presidente da Câmara Ibsen Pinheiro repudia a versão de que eventuais erros cometidos pela imprensa contribuíram para a decisão. A convicção é de que a punição teve forte componente político, devido às relações de Ibsen com os chamados Anões do Orçamento. E, mais importante: os documentos da CPI do Orçamento mostram que a cassação deveu-se a provas de enriquecimento incompatível com seus rendimentos.

  5. Alien

    Não, Candido… é que estou me lembrando dos tempos que assistia “Casseta & Planeta” (atualmente não tenho mais paciência para assistir)…

  6. anônimo

    Você viu isso?

    http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1535695-5605,00-SP+TEM+MISSA+DE+DIA+EM+HOMENAGEM+A+GLAUCO+E+FILHO+RAONI.html

    Se o sujeito fundou sua própria religião, por que diabos não fizeram uma reunião em memória dele lá na sua seita?

    Não sei se há alguma norma da Igreja a respeito de Missas de Sétimo Dia para não católicos, mas o sujeito, sua família e seus amigos criaram a própria religião, escarnecem do nome da Santíssima Virgem, usam o nome da Mãe de Deus para designar um narcótico… Com Missa de Sétimo Dia numa Igreja dedicada a Nossa Senhora de Fátima, parece que tudo cabe na Igreja e todos são católicos…

  7. Sidnei

    Li também sobre a missa de sétimo dia do cartunista assassinado que nem católico era, e fiquei perplexo, se ele seguia outra religião o que tinha haver rezar missa de sétimo dia para ele, se ele nem acreditava o que seria a Santa Missa, o Sacrifício vicário de CRISTO na cruz que se torna presente em nossos altares, e nem neste sacrifício ele acreditava, caso contrário seria católico e não seguidor deste santo daime, baixar ripa na Igreja Católica o tempo todo, todo mundo sabe, mais depois vão querer que ela reze missa de sétimo dia para o sujeito que adorava malhar a Igreja enquanto era vivo, talvez não seja o caso do Glauco, porém sendo seguidor de uma outra religião, é controverso, mas me lembro de outras pessoas que só falavam da mau da Igreja e depois tiveram missas de sétimo dia como o falecido Deputado Clodovil Hernandes, a Derci Gonçalves, e por aí afora.

  8. Candido Rubim Rios

    Sidnei, isso se chama medo de Deus, literalmente. Lembro-me bem quando a cantora Clara Nunes faleceu e o Bispo do Rio de Janeiro, se a memória não me falha, recusou-se a celebrar e isso deu um quiprocó entre os artistas. Que incoerência, ela coitada frequentava o candomblé, era como se diz filha de santo, e depois querem rezar missa de sétimo dia, como? Eu já li aqui que missa agente assiste e não participa, novamente se a memória não falha(acho que estou ficando senil)missa agente participa e não assiste, o que agente assiste é teatro, cinema…Valeu a lembrança, mas eu não vi o programa.

  9. anônimo

    Pois é… Já não bastam os católicos-espíritas, os católicos-umbandistas, agora temos os católicos-daimistas… Depois os neopentecostais mais ignorantes, desses que vão à seita do edir macedo, se convencem de que isso tudo aí faz parte da Igreja Católica, como facilmente se convencem de que Nossa Senhora e iemanjá são a mesma pessoa.

  10. Roberto

    Bom dia, “Paz a esta casa.” São Mateus 10, 12.

    Vou ater-me a comentar somente a 1ª noticia e o seu foco: os royalties.
    A grosso modo o que são os royalties? Um “imposto” ou contribuição compulsória cobrado de todos os brasileiros!
    Sim, pois eles são embutidos nos custos da PETROBRAS e logicamente ela repassa nos seus produtos. E quem paga? Toda a sociedade. Portanto, nada mais justo que toda a sociedade se beneficie deste “imposto”. Estes Estados/municípios onde são extraídos o petróleo já recebem enormes benesses em infraestrutura, impostos indiretos e diretos gerados pela empregados e empresas que “circulam” ao redor de todo o processo de extração de petróleo. Tirem toda a economia que gira no petróleo, sem os royalies, para estes municípios e aí sim teremos igualdade entre todos, a grosso modo.
    o petróleo é uma riqueza nacional? Sim! Então que todo o país usufrua. Simples, né? Pois é…
    Alegam que é compensação. Pelo que? Por trazer empregos diretos e indiretos? Giro na economia local?
    Compensação pelo que mesmo?
    Conversa fiada. E tem gente que vai nela.
    É isso.
    Cristo Jesus, i Filho de Deus, os abençoem.

  11. Candido Rubim Rios

    Roberto, eu comentei que a divisão poderia ser discutida e não posta em prática imediatamente, porque todo o pais consome, não entrando no mérito da divisão e sim no imediatismo, o que prejudicaria em muito o estado que já recebe os royalies. Eu não acredito em nenhum político do norte, do sul ou de qualquer lugar e claro que o do Rio não é diferente e muito menos o Ibsen.