São José e Brasil Sem Aborto

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 5 meses 7 dias atrás.

Faço questão de republicar o soneto que pus aqui, ano passado, na festa de São José. Festa que a Igreja hoje comemora; o castíssimo esposo da Virgem Maria, o pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Este ano, na véspera da Grande Marcha da Cidadania pela Vida. Que São José interceda por nós, e providencie; para que o sangue de inocentes não manche esta Terra de Santa Cruz. Que a Virgem Santíssima livre o Brasil da maldição do aborto.

* * *

Os dois abraços
(Antônio Carlos Santini)

Inda se vê no céu a estrela matutina
A despedir seus raios sobre Nazaré
E já trabalha e sua o bom José:
Um tanto ferreiro, um tanto carapina

Inda é bem cedo: o galo da manhã clarina,
Convida o burgo pobre a se postar de pé.
Fina fumaça esfuma o céu, da chaminé
Da casa de Maria, aos fundos da oficina.

Entra o menino e abraça o pai devagarinho…
E a túnica do pai recende a cedro e pinho,
O cheiro da floresta quando a chuva cai…

Se um dia, no calvário, ele abraçou a cruz,
Por certo há de se lembrar, o salvador Jesus,
Que tinha esse perfume a túnica do pai…

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page