Ameaça ao Estado Laico!

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 4 meses 30 dias atrás.

Fonte: Diário Oficial de Pernambuco.

DIÁRIO OFICIAL

Estado de Pernambuco

Ano LXXXVII – Recife, terça-feira, 16 de março de 2010 – Nº 49

CASA CIVIL

Por determinação do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, o expediente nos dias 01 e 02 de abril, consagrados à Paixão de Cristo, será considerado ponto facultativo nas repartições públicas e entidades da administração indireta estadual, com exceção daqueles serviços cujo funcionamento seja indispensável, a juízo do chefe do órgão.

Recife, 15 de março de 2010.

RICARDO LEITÃO

Secretário da Casa Civil

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

26 thoughts on “Ameaça ao Estado Laico!

  1. Tamyres

    Mais uma tentativa de tirar o sagrado a vida pública. E não é a primeira vez que constato o quando nosso governador é herege!

  2. Renato Felipe

    Tamyres, conforme o entendi, o título do Jorge é uma ironia, pois o governador reconhece tais dias como “consagrados à Paixão de Cristo”.

  3. Messias

    Vamos ver como os defensores do Estado laico se comportarão:

    1. Levarão sua laicidade a sério e irão trabalhar, ou

    2. Serão laicos de conveniência, sendo contra a Igreja posando de moderninhos racionalistas e ao mesmo tempo não irão trabalhar no dia santo como se fossem católicos.

  4. Candido Rubim Rios

    O ideal é perguntar ao governador, seus secretários e respectivas famílias se eles irão trabalhar nos dias 1 e 2, espera-se que trabalhem arduamente como se fosse um dia comum, duvido.

  5. karina

    Tamyres, acho que você não leu o Decreto…

    Que linda frase, os dias CONSAGRADOS À PAIXÃO DE CRISTO! Não Conheço o governador do Recife, mas quanta ciência de que não é um feriado qualquer.

    Aqui no Espírito Santo também será ponto facultativo.

    Ahahaha, amei o desafio do Messias, será que os ateus vão trabalhar?

  6. Thi

    Esses ateus, defensores do estado laico, por coerência da irracionalidade deles, deveriam trabalhar sim u__U

    E bendita seja a Paixão do Senhor!! Que possamos viver esses dias assim como São João e Nossa Senhora, que estiveram com o Senhor até a morte!

  7. Angélica

    Perita denuncia “novo regime do terror” que busca destruir força moral da Igreja

    Elizabeth Lev
    ROMA, 24 Mar. 10 / 08:35 am (FONTE ACI).- Elizabeth Lev é uma historiadora americana que atualmente trabalha em Roma e que rechaça a campanha da mídia atual contra sacerdotes e religiosos. Ela a compara àquela do final do século XVIII na França quando os escândalos se magnificavam para fazer as pessoas acreditarem que isto era endêmico no clero, o que levaria anos mais tarde ao assassinato de muitos presbíteros. A partir da perspectiva de um analista protestante inglês dessa época, a perita explica que a intenção dos ataques é destruir a força moral da Igreja Católica.

    Em um artigo titulado “Em defesa do clero católico (ou queremos outro reino do terror?)” publicado no site Web Politics Daily, Lev se refere ao clima triunfalista em 1790 na França com a revolução e à postura de Edmund Burke, um protestante membro do Estado inglês, que nesse ano criticava a campanha anticlerical dos franceses que desenterravam escândalos de décadas e inclusive, séculos antes.

    “Vendo o estilo geral das últimas publicações, as pessoas poderiam pensar que o clero da França são uma espécie de monstros, uma horrível composição de superstição, ignorância, preguiça, fraude, avareza e tirania. Mas, é certo isto?”, questionava-se Burke.

    Depois de perguntar-se sobre o que Burke teria opinado ante as tentativas da mídia atual de vincular, a qualquer preço, o Papa com qualquer escândalo de pedofilia, Lev assinala que o protestante inglês comentava naquele tempo que “não escuto com muita credibilidade a quem fala do mal daqueles a quem vão saquear. Suspeito, ao invés, que os vícios aos que se referem são fingidos ou exagerados quando se busca apenas proveito no castigo que planejam”.

    Quando Burke escrevia isto, diz Lev, “os revolucionários franceses estavam preparando-se para a confisco massivo das propriedades da Igreja”.

    Atualmente, escreve a historiadora, “os luxuriosos informes sobre os abusos sexuais do clero (como se estivessem limitados somente ao clero católico) foram colocados por cima dos massacres de cristãos na Índia e Iraque. Além disso, a frase ‘abuso sexual do clero’ se equipara erroneamente com ‘pedofilia’ para avivar ainda mais a indignação. Não consideram a perspicácia política de um Edmund Burke que se pergunta por que a Igreja Católica é escolhida para ser tratada assim”.

    Logo depois de reconhecer que efetivamente é muito grave o mal produzido por uma pequeníssima minoria de sacerdotes católicos contra menores, Lev recorda que são muitíssimos mais os que “vivem santamente em suas paróquias, atendendo os seus paroquianos. Estes bons homens foram manchados pela mesma tinta venenosa” de muitos meios.

    Seguidamente assinala que nos Estados Unidos os abusos sexuais de clérigos não chegam ao 2 por cento e que este dado foi apresentado pelo New York Times. Mas ao “ler os jornais, pareceria que o clero católico tem um monopólio em acusações a menores”.

    “Se Burke estivesse vivo hoje em dia, talvez teria discernido outro motivo atrás dos ataques ao clero católico, além das propriedades da Igreja: principalmente destruir a credibilidade de uma voz moral capitalista no debate público” que se fez evidente, por exemplo, na reforma de saúde nos Estados Unidos.

    Ante a posição pró-vida dos prelados, precisa Lev, “e para silenciar a voz moral da Igreja, a opção preferida foi a de desacreditar a seus ministros”.

    “A três anos das reflexões do Burke, suas predições provaram ser corretas. O Regime do Terror chegou em 1793, levando centenas de sacerdotes à guilhotina e forçando o resto a jurar lealdade ao Estado por cima da Igreja. Para Burke estava claro que a campanha anticlerical de 1790 era ‘apenas temporal e preparatória para a abolição última… da religião cristã ao levar a seus ministros ao desprezo universal’”, prossegue a historiadora.

    “Espera-se que os americanos tenham o suficiente sentido comum para mudar de curso muito antes que cheguemos a este ponto”, conclui.
    ———————————————————————————-
    DISSE O CARDEAL CAMILO RUINI:
    Em uma entrevista concedida ao jornal liberal Il Foglio, dirigido pelo agnóstico Giuliano Ferrara, o Cardeal assinalou que “em minha opinião a campanha difamatória contra a Igreja católica e o Papa executada pelos meios de comunicação é parte da ESTRATÉGIA que está sendo executada há SÉCULOS e que Friedrich Nietzsche já teorizava com o gosto dos detalhes”.

  8. Leandro S.

    Sexta-feira Santa? Trabalhar!
    Natal? Trabalhar!
    Dia de Nossa Senhora Aparecida? Trabalhar!
    Domingo = Dia do Senhor? Trabalhar!
    Os ateus devem ser assim… ou não podem ser levados a sério!

    Um abraço fraternal!

  9. karina

    Ah, Leandro, aí é pedir demais.

    Eles querem apenas que seja um feriado sem motivo especial, mas que continue sendo feriado. Eles não são tão radicais assim …

  10. Candido Rubim Rios

    Deveriam baixar um decreto a nivel nacional, feriado santo só os católicos podem descansar e rezar, os demais trabalhar para impulsionar o progresso do Brasil.

    Jorge tem um comentário meu neste post para ser liberado, esqueceu?

  11. Valdir A. C.

    Aqui em SP Sexta-Feira do Paixão ainda é FERIADO e quinta-feira é ponto facultativo… VIVAS! Até o ateu Serra resolver fazer das suas!

    Estamos vivendo tempos bicudos e talvêz esteja próximo o tempo em que ser católico será crime! Talvêz tenhamos que nos reunir secretamente e nos comunicar em códigos… talvêz voltemos às catacumbas!!

    Em Jesus e Maria!

  12. karina

    Valdir, sabe que me toquei que o decreto coloca como ponto facultativo TAMBÉM a Sexta Feira da Paixão??

    Sexta Feira da Paixão é DIA SANTO, gente, não ponto facultativo. Continuo gostando do “consagrados”.

    Agora estou me lembrando que, aqui em Guarapari, os nossos universitários laicistas, modernos e progressistas, apesar de não admitirem a santidade do feriado, aproveitam a data para realizar o CONECADES (Congresso dos Estudantes de Administração).

    Os shows acontecem INCLUSIVE na sexta feira (para eles, com letra minúscula mesmo, pois é só um feriado).

    A cidade vira um banheiro e um motel a céu aberto, os comerciantes vêem suas lojas serem saqueadas por assaltantes de diploma, os moradores se revoltam, mas não adianta, o “evento” traz $$$$$ pra prefeitura e “visibilidade” pra cidade.

    Está na 7ª edição. Tem até site próprio:

    http://www.conecades.com.br/portal/home/home.asp

    Olha só o desrespeito dos organizadores (e participantes) do evento:

    “Na programação acadêmica terão as Palestras Principais, com temas gerais e direcionadas a todos os cursos, Workshops, com temas específicos de cada curso, e o divertido Quiz, para testar seus conhecimentos… Para descontrair, terão três festas noturnas e, NA TARDE DA SEXTA FEIRA, a famosa Chopada com bebida liberada, que é exclusiva para congressistas. E nessa 7ª edição, a VEM! preparou uma surpresa: A CHOPADA DO SÉCULO! … A data da Semana Santa é tradição por ser feriado nacional e minimizar a perda de dias letivos e de trabalho.”

    Deus tenha misericórdia!

  13. Candido Rubim Rios

    Karina, faça contato com a prefeitura local e peça para suspender o evento este sim diabólico, e diga ao prefeito que ninguém mais vota nele, nem para vereador distrital, cade o povo gente, o voto é nosso, feriado santo é para ser respeitado e não para bebedeiras e orgias e essa besta desse preeito ainda permite, reajam.

  14. Priscila

    Karina,
    Aconteceu algo desse tipo em SG/RJ ano passado ou algum ano atras(n lembro ao certo)..era uma micareta com uma grande cantora baiana e teve exortação nas homilias em várias paroquias com os padres esclarecendo acerca da gravidade deste evento numa Sexta Feira Santa!
    O evento nao deixou de ocorrer, mas o assunto provocou repercussao e a organização do evento se comprometeu a nao começar o show antes de 00:00.
    Enfim, não foi o ideal, mas nós temos força para colocar a boca no trombone..então faço coro com o Candido: cadê o povo gente!

  15. Candido Rubim Rios

    Reafirmo o que disse a Priscila, aconteceu sim esse evento e foi como ela narrou, as paróquias e o povo católico botaram a boca no trombone.Sou de Niterói Priscila. Abraços.

  16. Valdir A. C.

    Karina!

    Dia Santo de Guarda!!

    É como eu disse: Vivemos tempos bicudos… e vai piorar!!

    Vc com certeza se lembra que em Belém do Pará uma organização de GLBTetc fáz uma tal festa da diversidade justamente no Sirio de Nazaré e pleiteia junto ao governo do estado e prefeitura que o evento faça parte do calendário festivo do Sírio… E ainda vc deve lembrar-se do orgulho gay no Rio no mesmo dia da Procissão de Corpus Cristi (se não me engano!)!

    Na verdade devemos nos unir e pressionar nas urnas e no grito contra essa gente!

    E lembrar que Maria Santíssima chorou inconsolável e La Salete!!

    Mãe de Misericórdia… Olhe por nós!!!

  17. Carlos

    Os ateus querem fazer as pessoas trabalhar até nos dias santos porque eles mesmos não trabalham nem nos outros dias. Todo ateu que eu conheço é filhinho de papai, mimadinho e revoltadinho. Tem uma colega da minha filha que ficou atéia depois que uma amiga dela morreu. Quando morrem centenas de milhares nos tsunamis e terremotos, ela acha que tá tudo bem. Mas quando morre uma amiga dela, aí não! Deus não existe. Porque, pensem, se Deus existisse deixaria morrer uma amiga de uma mocinha mimadinha e revoltadinha? Nunca, né?

  18. Ilda Freitas de Araújo

    É como eu disse: Vivemos tempos bicudos… e vai piorar!!

    Vc com certeza se lembra que em Belém do Pará uma organização de GLBTetc fáz uma tal festa da diversidade justamente no Sirio de Nazaré e pleiteia junto ao governo do estado e prefeitura que o evento faça parte do calendário festivo do Sírio… E ainda vc deve lembrar-se do orgulho gay no Rio no mesmo dia da Procissão de Corpus Cristi (se não me engano!)!

    Na verdade devemos nos unir e pressionar nas urnas e no grito contra essa gente!

    E lembrar que Maria Santíssima chorou inconsolável e La Salete!!

    Mãe de Misericórdia… Olhe por nós!!!

    Os gays são na maioria, exceto alguns, candomblecistas ou umbandistas. Eu creio que não concordar com a homossexualidade é direito de cada pessoa, principalmente no que toca à Cristandade. O que não compreendo, é esta preocupação com uma parada gay em dia de Corpus Christi. O católico vai á procissão de Corpus Christi, o não-católico vai aonde quiser, seja em dia santo ou não. Seria apensa abusiva uma parada gay próxima a um loco de Missa ou Procissão da Festa do Corpo de Deus, porque atrapalharia a cerimônia, e seria um desrespeito para com a Religião, o culto divino e principalmente à Jesus Eucarístico.
    Em relação ao Sírio de Nazaré, e outras festas, muita das vezes a própria Igreja na pessoa de seus bispos e sacerdotes promovem coisas contrárias á Fé, com a celebração de missas carismáticas, etc..
    Existe a festa popular, sem a participação da Igreja. A CHAMADA FESTA PROFANA. EX: EXTRA, fora da Igreja. Muito comum após cerimônias em dias santos, como a malhação de judas, que nada tem haver com o rito romano.
    Leis que proíbam a s pessoas de terem opinião formada contrariamente à homossexualidade, seriam absurdas. Discordar, outrossim, não dá direito à “julgar, condenar e muito menos atirar pedra”

    Disse Nosso Senhor: QUEM NÃO TIVER PECADOS, ATIRE A PRIMEIRA PEDRA.

    NÃO JULGUEIS,PARA NÃO SERDES JULGADOS.

    É QUE MUITOS AO DISCORDAR, ÀS VEZES ATIRAM PEDRAS SIM, E, MAIS, JULGAM E EM CASOS EXTREMOS PARTEM PARA AGRESSÃO OU ÓDIO VELADO OU NÃO.

    Pautar-se na Palavra de Deus para afirmar que algo é pecado ou não, é de praxe. Isso não implica a ser rude ou discriminatório. Agora, ser tolido do direito de opinião sim. Seja quem for, e de qual lado estiver.

    Cada um faz o que quer desde que respeite o outro. Não seria lícito gays beijando-se em praça pública, não seria lícito ao Filho de Deus querer que todos pensem igual.

    Agora, há guetos, não necessariamente lugares de prostituição (venda do corpo, para ser preciso) gays. Passará por lá se quiser. Caso não concorde, simplesmente não pareça por lá.

    Ensine a doutrina de Jesus Cristo sem necessidade de criar um novo perseguidor repleto de ódio. Pois nosso telhados, de nós todos são de vidro vagabundo, que pode se quebrar com aforça dum golpe mais forte.

  19. Candido Rubim Rios

    É, mais acontece que a mídia só fala nisso. Estive pensando porque alguns religiosos não assistem certos tipos de programas de tv. É homem com homem, mulher com mulher, um traindo o outro e por aí vai, no fundo o que eles querem é anarquisar a moral. Eu sinto dó dos gays que naceram assim e não conseguem sair dessa, mas os que promovem passeatas e defendem direitos iguais não, se defender os seus direitos é permitir que invandam uma missa e promovam escandalos no decorrer com a igreja cheia, subir no altar e discutir com o padre que falou contra a passeata gay, então eu não os respeito, esse caso aconteceu em São Gonçalo-RJ. Como ousam exigir respeito se eles mesmo não respeitam os discordantes dessa aberração? E isso cresce a cada dia, tendo na minha opinião as redes de tv, como grandes incentivadoras
    e até produtoras desses eventos que insistem em dizer que são de direitos, eu vou protestar na próxima parada gey que tiver na minha cidade (Niterói)ou em São Gonçalo(cidade vizinha e colada) por enquanto não estou sabendo de nada, mas entrarei na justiça se for o caso e arrolarei a mitra arquidiocesana para que eu e todos as pessoas que ensinaram os seus filhos que só se pode casar com sexo diferente,só se namora com sexo diferente e só se consegue filhos com sexo diferente. Hoje nos programas de tv esses casos são comuns e para eles muito natural, uma ova que é natural, vou lutar pelos anos que levei e pelo dinheiro que gastei para ensinar os meus filhos o que é ser moral. Defender os diferentes é lutar pela igualdade dos portadores de doença mentais,dos portadores de paralisia física, dos incapazes de viver uma vida saudável, isso nada tem haver com promiscuidade sem falar que estão entrando dentro da minha casa e me insultando dizendo que orgias,são direitos.
    Hoje o homem não pode ir a certos banheiros porque são atacados por alguns homosexuais, tive um filho que teve que sair do emprego ” WEB NEGÓCIOS” no Rio de Janeiro, porque não aguentava as investidas de um homosexual dentro do ambiente de trabalho, é o fim. Abraços.

  20. karina

    Esse CONECADES, entra ano e sai ano, não conseguem barrá-lo. Como disse, são rios de $$$$ pra prefeitura, incrementa o “turismo”.

    A paróquia de Guarapari, até onde sei, também exorta aos jovens a não participarem desses eventos, mas é aquela coisa, tem jovem sem noção pra tudo…

    Como disse o Valdir, vivemos tempos bicudos, de índios catequizando católicos, de “padres” defendendo a morte, de “religiosos” “profetizando” o fim da Igreja, de políticos que representam as “minorias”, e não o povo.

    Só Deus mesmo para nos manter de pé.

  21. Valdir A. C.

    Cara Ilda!

    Vc diz:

    “Os gays são na maioria, exceto alguns, candomblecistas ou umbandistas. Eu creio que não concordar com a homossexualidade é direito de cada pessoa, principalmente no que toca à Cristandade. O que não compreendo, é esta preocupação com uma parada gay em dia de Corpus Christi. O católico vai á procissão de Corpus Christi, o não-católico vai aonde quiser, seja em dia santo ou não. Seria apensa abusiva uma parada gay próxima a um loco de Missa ou Procissão da Festa do Corpo de Deus, porque atrapalharia a cerimônia, e seria um desrespeito para com a Religião, o culto divino e principalmente à Jesus Eucarístico”
    – Seu entendimento sobre homossexuais e redutivo e preconceituoso ao afirmar que em sua maioria os homossexuais são candomblecistas ou umbandistas. Vc cai na caricatura imposta pelos movimentos GLBTs e sua agenda gaysista. Os homossexuais não são essa caricatura minoritária que desfila desnuda e ofensivamente nos Gays Days, em sua maioria (contrariando sua visão) eles querem sossego e apenas viver (em sua infelicidade) na sociedade… eles têm pai, mãe, irmãos e amigos e são gente e amados por Deus (Amar o pecador e odiar o pecado). A parada gay no rio era pra ser no mesmo horário e no mesmo trajeto da Procissão… se isto não é coordenado eu não sei mais o que é!
    – Sirio de Nazaré: O que bispos aprovam ou não em dias de festas religiosas é responsabilidade destes e cabe a nós denunciá-los e requerer retratação. Festas profanas não dizem respeito à Igreja e tem a sua condenação! Malhação de Judas é uma iniciativa popular e não tem, nem referendo e nem apoio da Igreja. O que se pretende em Belém do Pará e afrontar a Igreja, pois poderia se escolher inúmeras datas para o evento (Dia da Diversidade), que tal 07 de setembro?? Mas não, tinha de ser na festa do Sírio com palco montado na Praça da Matriz e com som alto e shows com dragqueens, beijaços e afins….

    “Leis que proíbam a s pessoas de terem opinião formada contrariamente à homossexualidade, seriam absurdas. Discordar, outrossim, não dá direito à “julgar, condenar e muito menos atirar pedra””
    – A Igreja não pretende leis para proibir os homossexuais de ser o que são, apenas quer garantir a eles a escolha de deixar o erro e o pecado. Ela tem o direito e o dever de alertar que isso é anti-natural e que existe outro caminho! Quem atira pedras, constrange, intimida, ameaça e condena são os “gaystapos” e não a Igreja, esta somente proclama a Verdade, sob pena da condenação eterna se não o fizer!

    “Disse Nosso Senhor: QUEM NÃO TIVER PECADOS, ATIRE A PRIMEIRA PEDRA.”
    “NÃO JULGUEIS,PARA NÃO SERDES JULGADOS.”
    “É QUE MUITOS AO DISCORDAR, ÀS VEZES ATIRAM PEDRAS SIM, E, MAIS, JULGAM E EM CASOS EXTREMOS PARTEM PARA AGRESSÃO OU ÓDIO VELADO OU NÃO.”
    – A quem a Igreja agrediu ao afirmar a Verdade??? Sua afirmação cabe à “gaystapo”, eles é que procedem de forma violenta e virulenta contra todos os que são contrários à suas torpezas e degradação! Cite um único caso em que a Igreja partiu para agressão de gays indefesos!! Peço que procure o vídeo (youtube) sobre Neuquen e a defesa da Catedral por jovens católicos e vc verá a violência da Igreja com os indefesos ateus e glbts abortistas!

    “Pautar-se na Palavra de Deus para afirmar que algo é pecado ou não, é de praxe. Isso não implica a ser rude ou discriminatório. Agora, ser tolido do direito de opinião sim. Seja quem for, e de qual lado estiver. “
    – Vc insiste nesse sofisma… por quê???

    “Cada um faz o que quer desde que respeite o outro. Não seria lícito gays beijando-se em praça pública, não seria lícito ao Filho de Deus querer que todos pensem igual.”
    – Vc não pode fazer o que quiser, vc não pode se transformar em uma mulher, isto é impossível… vc não pode viver eternamente, é impossível… vc não pode ter sexo com uma criança, é errado… vc não pode chamar dois homens e duas mulheres coabitando de casal, de matrimônio, pois é mentira! Ser livre é escolher os meios para se atingir a um fim. Fazer o que se quer é anti-liberdade. Cristo disse que: “Todos sejam um como Eu e o Pai Somos Um”. Então Cristo quer sim que pensemos como Ele

    “Agora, há guetos, não necessariamente lugares de prostituição (venda do corpo, para ser preciso) gays. Passará por lá se quiser. Caso não concorde, simplesmente não pareça por lá.”
    – Não entendi o objetivo desse argumento para a discussão. Se são gays ou o que quer que seja façam segundo suas consciências. Porquê em contrapartida elas não deixam a Igreja em paz… porquê querem ir a missa e comungar, porquê querem se “casar” na Igreja? Se não concordam não vão lá! Assim como se sentem no direito de mudar a Doutrina da Igreja a Igreja não pode fugir à pregação da Verdade onde quer que abunde a ignorância e o pecado!

    “Ensine a doutrina de Jesus Cristo sem necessidade de criar um novo perseguidor repleto de ódio. Pois nosso telhados, de nós todos são de vidro vagabundo, que pode se quebrar com aforça dum golpe mais forte.”
    – Nada somos…. Deus é tudo! Como Igreja militante nada somos! A Igreja de Cristo (triunfante) é que prevalece e a Ela obedecemos. Se existe um telhado de vidro somos nós! Cristo disse: “Não pensem que vim trazer a paz, mas vim trazer a espada!” Sob pretextos relativistas não podemos deixar de enfrentar os inimigos da Igreja (…até ao martírio se necessário).

    Deus nos livre do relativismo!
    Em Jesus e Maria!

  22. XKN

    vocês são um bando de Hipócritas
    eu fui no evento e acabei de chegar, estava maravilhoso, se vcs querem rezar tudo bem, façam isso, nois queremos beber e beijar muito na boca, não vejo mal nisso, pelo contrario, estou exercendo a liberdade que deus me deu

    então: caiam na real, e vão criticar e argumentar outras coisas, pois existe muita coisa pior em Guarapari do que o evento Conecades em si
    exemplo: a cidade que mais desrespeita os direto básicos do ser humano dentro de uma prisão

    hipocrisia