“Eles deram o testemunho mais forte de sua fé: seu sangue”

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 2 meses 4 dias atrás.

É da semana passada, mas vale muito a pena para quem ainda não leu: “Do comunismo ao catolicismo e ao sacerdócio”. “Educado na União Soviética comunista, Yurko Kolasa não sabia nada da fé católica até o início de sua adolescência”. No entanto, a Igreja estava viva, mesmo sob a terrível perseguição que sofria.

E dava o testemunho silencioso – porém eloqüente – do sangue dos Seus mártires. E aquilo que Tertuliano dizia nos primórdios do Cristianismo permanece verdade até os dias de hoje: o sangue dos mártires é semente de cristãos. O martírio – palavra que significa precisamente “testemunho” – é capaz de provocar milagres. Até mesmo de transformar um militante comunista em sacerdote do Deus Altíssimo. Em pastor de almas.

Sanguis martyrum, semen christianorum! Prodigioso florescimento, que atravessa a História e dá sinais de vitalidade até mesmo nos tempos ateus modernos. Porque também nos modernos tempos de hoje – aliás, principalmente nos tempos de hoje – há perseguição religiosa, e há os que dão ao Todo-Poderoso o supremo testemunho do próprio sangue.

No moderno e evoluído século XXI – pois sim! Mas não é em vão. Os cristãos multiplicam-se quando são perseguidos. O sangue dos mártires fortalece a Fé dos que ficam. As suas orações diante do Altíssimo redundam em nosso favor. Semen christianorum! Deus não permitiria o mal se, dele, não pudesse tirar alguma coisa ainda melhor – diz Santo Agostinho. E o martírio é um exemplo bem claro desta verdade postulada pelo Bispo de Hipona. Da perseguição religiosa, do assassinato covarde, Deus tira o testemunho supremo do martírio: e permite que, desta radical fidelidade, nasçam outros cristãos.

Certa vez, alguém me disse que a única vantagem de se morar em Cuba era crescer escutando os gritos de “Viva Cristo Rei!” que os católicos davam no Paredón ao serem fuzilados. De fato, esta vantagem existe: a de forjar a própria Fé com base no testemunho vivo dos que dão o sangue por Cristo Nosso Senhor. Bendita seja a Igreja em Seus mártires! Que o sangue deles derramado possa aumentar em nós a Fé, e congregar na Igreja Imaculada de Cristo cada vez mais homens – criados por Deus para a santidade.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

3 thoughts on ““Eles deram o testemunho mais forte de sua fé: seu sangue”

  1. Cristão Nacionalista

    Caro Jorge….
    http://www.granma.cu/espanol/cuba/17junio-cuba-vaticano.html
    Quem diria… o Vaticano trocando beijos com Cuba!!!! Meu Deus do Céu!!!! É assim que a igreja se porta?? Onde está o anticomunismo ferrenho dela ???? Parece que a igreja sofre de dupla moral!!!
    Graças a Deus não sou de igreja alguma!!! A igreja romana (e as demais) tão longes da Palavra!!!

  2. Pingback: Tweets that mention Deus lo Vult! » “Eles deram o testemunho mais forte de sua fé: seu sangue” -- Topsy.com