Fim da Playboy em Portugal

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 2 meses 19 dias atrás.

Ontem eu vi que a Playboy portuguesa publicou uma edição com uma capa blasfema, em “homenagem” a José Saramago, mostrando Nosso Senhor ao lado de uma mulher nua. Agressão absurda e gratuita aos católicos, ofensa – indiscutível – ao sentimento religioso de milhões e milhões de pessoas no mundo afora.

[Também ontem, na mesma hora, não pude evitar o comentário: por que esses cretinos não têm cojones para fazer uma capa “bombástica” dessas com uma foto de Maomé? Por que só ofendem os católicos?]

Hoje, acabei de ler uma notícia que, se for realmente verdade, louvado seja Deus. A Playboy encerrou a edição portuguesa por causa da capa cretina. Na notícia:

Em declarações ao site norte-americano Gawker, Theresa Hennessy, vice-presidente da Playboy Entertainment, não poupou críticas à capa que pretende homenagear o livro ‘Evangelho Segundo Jesus Cristo’: “Não vimos nem aprovámos a capa e restantes fotografias do número de Julho da ‘Playboy Portugal’. Trata-se de uma violação chocante das nossas normas e não teria sido permitida a publicação se tivessemos conhecimento antecipado. Devido a esta e a outras questões com os editores portugueses, estamos prestes a rescindir o nosso acordo.”

Queira Deus que seja verdade. Seria menos pornografia e menos blasfêmias em Portugal.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

122 thoughts on “Fim da Playboy em Portugal

  1. Sidnei

    E só para lembrar que o costume de queimar a viúva com o falecido marido, e nunca o contrário, na Índia era o Sati

  2. Messias

    “ao contrário do arcebispo, que deu o pitaco em rede pública, dando pareceres que não convinham, meu comentário aqui pode ser filtrado. se o jorge não quer comentários críticos, ele pode apagar.”

    Foram ongueiros quem deram pitaco na rede pública

    Messias:
    “a Igreja está cheia de santas que foram brutalmente martirizadas por pagãos”

    então por causa disso tua Igreja tem se autorizado a fazer o mesmo? puxa, como o Cristianismo é “melhor”, mais “civilizado”, mas “humano”…

    Deixe de ser burro. Eu não disse nada disso. Seu problema é esse: critica o que você acha que dissemos