Aborto, PT, PSDB

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 27 dias atrás.

Recomendo a extraordinária profusão de artigos importantes sobre as atuais conjunturas políticas brasileiras que o Taiguara disponibilizou no seu blog neste final de semana. As eleições de outubro próximo provavelmente serão dramáticas. É possível (aliás, provável) que cheguemos a um segundo turno entre a cruz e a espada, Satanás contra Belzebu, ou – como genialmente disseram na lista do Carlos Ramalhete – Alien vs. Predador. Que a Virgem Aparecida, padroeira do Brasil, tenha misericórdia de nós.

1. Em questão de aborto, não há “meio termo”. “Com o uso destes estratagemas, o PT tem comprado apoio à sua guerra contra as crianças brasileiras, em prol do abortismo e da morte. Cúmplices de uma autêntica política de pão e circo, católicos brasileiros se contentam com migalhas de dinheiro para a venda e prostituição de sua consciência. A situação mostra a que ponto chegou o materialismo: um reajuste salarial é suficiente para dar apoio ao morticínio de milhares de crianças indefesas, como o PT quer que se realize no Brasil”.

2. A hipocrisia do PT em questão de aborto e os idiotas úteis. “Mais que burro e estúpido, quem acredita e vota no PT é cúmplice de suas práticas criminosas e  será cúmplice do assassínio de crianças se este Partido da Morte – que Deus nos livre – conseguir aprovar o aborto no Brasil. Pronto, falei”.

3. José Serra e a Norma Técnica do aborto. “Assim, pois, a promessa do Sr. José Serra de que não tomaria a iniciativa pelo aborto se estivesse no Executivo é a priori inválida, dado que Serra já está em dívida com a sociedade e com as crianças brasileiras pela edição da Norma Técnica do Aborto. A pergunta que deve ser feita ao Sr. José Serra não é se ele vai tomar a iniciativa pelo aborto. A pergunta que deve ser feita é: se a Lei do Aborto for aprovada no Congresso, o senhor veta? […] Mais que isso, Serra deveria se comprometer – além de vetar qualquer Lei do Aborto – a reformular a Norma Técnica que ele editou e que facilitou o aborto no país. Porque, até o momento, em questão de aborto, o Sr. José Serra não está num nível melhor que a Sr.a Dilma Rousseff…”.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

15 thoughts on “Aborto, PT, PSDB

  1. Pingback: Tweets that mention Deus lo Vult! » Aborto, PT, PSDB -- Topsy.com

  2. João Marcelo Silva Zigurate

    Prezado Jorge, Salve Maria.
    Prezados irmãos, Paz em Cristo.

    O que vai relatado aqui é fora de tópico, mas urge divulgar em toda a blogsfera católica, para que fiquemos avisados do que pode acontecer aqui, no nosso país, na eventual implantação de uma legislação afirmativa para gays e lésbicas, levada a cabo por um governo progressista e liberal (leia-se: anticristão). No presente link (http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2010/07/universidade-de-illinois-demite.html) tomamos conhecimento de uma aberração ocorrida numa universidade pública norte-americana, em Urbana, estado de Illinois (EUA). Um professor católico foi demitido da universidade e proibido de ensinar, por ter explicado, num curso de doutrina católica, a correta posição do Magistério da Igreja sobre o tema do homossexualismo. Isso numa nação majoritariamente cristã e fundada sob a égide do cristianismo. Lá, naquela universidade, funciona um tal “Gabinete de Questões Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneras” que decidiu pela demissão do acadêmico de forma sumária, em nome do “respeito à diversidade”. Coisa semelhante ocorreu na Alemanha Nazista, com os professores judeus, que não raro eram mortos nas escadarias das universidades alemãs pelo simples fato de serem judeus. Vejam, meus amigos, a que ponto poderemos chegar se permitirmos que tal estado de coisas continue crescendo, inclusive aqui no Brasil. Se nada fizermos, logo chegará o dia que, por sermos fiéis a Cristo, seremos novamente perseguidos, cobertos de ignominia e vergonha – como nos tempos do Circo Máximo.

    Que Deus nos livre das hordas infernais!

    João Marcelo Zigurate

  3. Clauber

    “Caso Serra se comprometa formalmente a vetar qualquer Lei do Aborto que, porventura, seja aprovada no Congresso, então é possível pensar em confiar.”
    Eu não confio de jeito algum. Lembro-me que ele prometeu com todas as letras que cumpriria o mandato de prefeito até o fim, e saiu para ser governador.
    O problema agora é que o Brasil não terá candidatos, e o que nós católicos iremos fazer? anular o voto?

  4. Cesar Augusto

    Na última eleição votei no candidato do PSDC que está concorrendo de novo. Seria ele realmente uma opção? Caso contrário, sou a favor do anulamento do voto!

  5. Jones

    Amigos, sinceramente, penso em nem comparecer ao local de votação.
    Vou pagar a multa (entre R$3,50 e R$35,00, a ser fixado pelo juiz eleitoral, se não me engano…). No Brasil o voto é obrigatório, mas pode-se ficar quite com a justiça eleitoral através do pagamento dessa multa…

    Só vou pesquisar mais um pouco, para ver se a informação procede…

    Que Deus os abençoe,

    Jones.

  6. Karina

    “Em questão de aborto, não há meio termo.” – onde assino?

    Entre Serra e Dilma, pula-se da frigideira para o fogo. Marina é filiada ao PV, que tem a legalização do aborto e das drogas como bandeira.

    Está difícil demaaaais escolher esse ano.

  7. Carlos

    O bispo de Guarulhos, D. Luiz Bergonzini, está firme como uma rocha em sua condenação ao voto católico em Dilmaborto. Mas parece que sofre grande pressão da CNBB e tem recebido muitas mensagens contrárias, algumas até ameaçadoras, conforme diz numa recente entrevista à Folha de São Paulo.
    Não sei se já fizeram isso, mas convido a todos os participantes a mandarem mensagem de apoio à Diocese de Guarulhos:
    http://www.diocesedeguarulhos.org.br/miolo.asp?fs=emails&id=0
    Um abraço.
    Carlos.

  8. Carlos

    PS. Podem encaminhar as mensagens também diretamente ao senhor Bispo:

    [email protected]

    Carlos.

  9. Valderi da Silva

    Realmente a escolha daquele que deveria ser o representante civil máximo da nação brasileira vai ser quase impossível para um cristão verdadeiro…

    Que Deus pouse Sua mão sobre esta nação!

  10. Taiguara Fernandes

    Clauber,

    Tbm não considero o Serra confiável, por isso falei no texto em “é possível pensar em confiar” – pensar ainda. Até porque duvido que o Serra se comprometa tão veementemente contra o Aborto.

    Eu vou votar no Eymael no primeiro turno, que é homem cristão e tem boas bandeiras. Foi o responsável pelo nome de Deus no Preâmbulo da Constituição, que ainda deixa ateus de cabelo em pé.

    Se houver segundo turno, penso sinceramente em anular o voto e fazer o que dev ser feito em todo caso: preparar-me para o trabalho político real, no Bairro e na Paróquia, formando católicos.

    Não vejo futuro numa eleição entre uma comunista abortista e um socialista abortista…

    Abraços

  11. Clauber

    Taiguara,

    Talvez seja uma opção o Eymael. Ainda sim simpatizo com a Marina, que também já se posicionou ser contra o aborto, embora seu partido seja favorável.

    Entrei em contato com a assessoria da Marina e questionei a respeito da posição do partido, eles me informaram que o partido é a favor da legalização do aborto e a Marina é contrária, e que o Estatuto do Partido mudou após a chegada da Marina, justamente no ponto quanto a obrigação dos filiados em seguir o programa.

    Essa foi a resposta, mas entrei no site do partido e o Estatuto continua o mesmo, fiz novo questionamento a assessoria novamente e estou aguardando resposta.

    Deus abençoe o Brasil.