Padre Euteneuer e Human Life International

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 11 meses 19 dias atrás.

Como foi noticiado na semana passada, o pe. Thomas Euteneuer está deixando a presidência da Human Life International para retornar à sua diocese de origem, como pároco. Segundo (tradução livre do) email que ele próprio enviou, “um padre é um soldado de Cristo e da Igreja, e obediência é a primeira virtude do seu estado de vida”.

Achei estranho o fato não ter tido tanta repercussão por aqui, bem como achei estranha a atitude do pe. Euteneuer que se me afigurou como um relâmpago em céu claro. É um sacerdote corajoso, que “não tem papas na língua”, que estava fazendo um excelente trabalho à frente daquela importantíssima organização internacional pró-vida. Disse o padre que, para ele, esta era a coisa certa a ser feita neste momento. Difícil, no entanto, imaginá-lo dizendo coisa diferente, após louvar a obediência sacerdotal como ele o fez.

Ele pede orações, e as merece e delas precisa. Rezemos por ele. De sua parte, prometeu-nos lembrar-se sempre de nós, todos os dias, no Sacrifício Eucarístico, “fonte de toda unidade e VIDA”. Pode ser que tenhamos perdido um general que estava à frente da batalha pró-vida; mas sem dúvidas não perdemos o sacerdote que, mesmo tendo que se afastar um pouco das primeiras fileiras na liça contra a Cultura da Morte, lembra-se de nós no Santíssimo Sacrifício do Altar. E isso importa.

O LifeSiteNews.com publicou um justíssimo tributo ao padre Euteneuer. Lamento não ter tempo de traduzi-lo agora, mas para quem entende inglês vale a pena uma leitura. São alguns comentários sobre os últimos anos em que o pe. Euteneuer dedicou-se com afinco à batalha pró-vida. Talvez o mais famoso de seus corajosos feitos públicos tenha sido esta entrevista com Sean Hannity, em 2007 – infelizmente está em inglês. Hannity possui um talk show conservador e se apresenta como católico. Certa feita, no entanto, defendeu publicamente o controle de natalidade. O padre Euteneuer protestou. Convidado para uma entrevista, aceitou, e respondeu com tranqüilidade à crescente exaltação de Hannity. A pergunta final foi a mais chocante, e também a mais bonita para quem tem visão sobrenatural: “-o senhor me negaria a comunhão? -Sim, eu negaria. -Uau”. Bravo, padre Thomas. Bravo!

Rezemos pelo padre Thomas Euteneuer. Rezemos pelo Human Life International. E rezemos por todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, dedicam-se à defesa da vida.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

4 thoughts on “Padre Euteneuer e Human Life International

  1. Alex A.B.

    Caro Jorge

    A Paz do Ressuscitado!

    Que bom que você divulga também estas notícias menos populares, se assim posso me expressar.

    Salvo engano, a única coisa que sabia sobre o Pe. Euteneuer é que ele era presidente da Human Life International e fiquei sabendo no site do Júlio Severo.

    Provavelmente esse grande desconhecimento do Pe. Euteneuer por parte dos leitores de língua portugues aqui no Brasil se deve ao fato de que o site Human Life International é um site em língua inglesa e infelizmente a maioria de nós brasileiros não sabemos inglês. Sei que esse não é o caso da maioria de seus leitores que sabem inglês. Mas, eu, por exemplo, não sei outra língua que a portugues. Um dia se Deus quiser aprendo outras… (me desculpem pela divagação).

  2. Ricardo

    Rezemos pelo padre Thomas Euteneuer

    E as mulheres que ele estuprou, nada, claro, são apenas mulheres. O que são elas, perto de um padre…

    Será que ele usou camisinha?

    Cada dia vai ficando mais fácil derrubar essa porcaria chamada igreja católica

  3. wilson Ramiro

    O padre Euteneuer agiu muito mal, o fato de não ter ocorrido abuso sexual ou o ato, não o livra de sendo um sacerdote, manter a devida distância de uma risco à sua castidade.

    Mas é bom ver, que por menor que seja a infração cometida por sacerdote católico, gere tanta comoção, podemos ter certeza, ainda hoje em dia, que o respeito que se deve e se espera da igreja seja tão importante, o mesmo fato oriundo de lideres ateus ou de qualquer outra seita religiosa na mundo, não teria a menor importância.