Mensagem aos católicos do Brasil – Dom Antonio Keller

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 10 meses 20 dias atrás.

Vivemos tempos de confusão. Alguns partidos, com clareza meridiana, apresentam em seus programas princípios contrários à nossa Fé. Portanto, coerentemente, seus candidatos e candidatas não podem receber os nossos votos.

Dom Antonio Rossi Keller

Não deixem de assistir. O pleito é amanhã. Que o Deus Altíssimo ilumine e proteja os brasileiros.

Em tempo, hoje se completa o milheiro de ave-marias oferecidas à Virgem Aparecida pela salvação do Brasil. Estou certo de que Ela saberá ouvir estas orações que nós, pecadores miseráveis, dirigimos a Ela ao longo das últimas semanas. Que Ela se compadeça de nós. Que o Deus Altíssimo volte para nós a Sua face, e seremos salvos.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

41 thoughts on “Mensagem aos católicos do Brasil – Dom Antonio Keller

  1. Eduardo Araújo

    “A definição de “o que é o começo da vida” nada tem de cientifico, é uma definição filosofica”

    Essa pérola asinina foi dita pelo mesmo sujeito que afirmou o seguinte:

    “E o engraçado é que ao ir de encontro aos seus interesses, voce defende a teoria cientifica. Quando não, voce é contrário a ela.”

    Quem diria que ele estava falando de si próprio …

    E que conveniente! Não tendo o apoio da ciência, nem da ética, nem do bom senso, nem de coisa alguma, recorre-se fajutamente a “linhas de arbítrio” da filosofia (…) Bem típico do abortismo, essa pilantragem intelectual.

    Falando em pilantragem intelectual, deparei-me com esta outra pérola:

    “O que ocorre na concepção é apenas a conjugação de informações genéticas”

    Primeiro, mais uma artimanha abortista, na tentativa de desqualificar o fato singular da concepção, tratam-no como se a união dos gametas fosse algo tipo uma aglomeração de células num tecido qualquer.

    Mas o gozado é ver as contradições do sujeito:

    “não se pode AFIRMAR que a vida propriamente dita ali começou.”

    Isso, logo após ter afirmado;

    “uma linha de arbírio diz que é na concepção”

    Então, por favor, alguém avise a uma certa “linha de arbítrio” que eles estão afirmando o que não podem, porque no caso deles não é – como diríamos? … uma “linha de arbítrio” (rs)

    Como se isso já não fosse cômico o suficiente, ainda temos a tal “vida propriamente dita”, conceito (?) que só pode ter saído de uma mente fanatizada pelo abortismo.

    Por outro lado, tremo só de imaginar outras categorias de seres humanos que, num futuro não tão distante, os abortistas não consideraão ser “vida propriamente dita”. Idosos? Doentes? Religiosos? Torcedores do Íbis?

    Afinal, quando se quer eliminar um desafeto, nada mais apropriado que considerá-lo não ser “vida propriamente dita”, não é? São as tais “linhas de arbítrio” de quem relativiza a moral.

    Como se não bastasse, vem outra (pérola):

    “Se voce tem essa opinião – muito que bem, é a SUA (do mesmo modo que outros tem a mesma opinião). O que voce faz de errado é querer impô-la aos outros.”

    Hmmm… Paródia:

    “Se você e os demais abortistas têm essa opinião – muito bem, é a de VOCÊS (do mesmo modo que outros – tipo os católicos que você e os demais abortistas costumam desrespeitar – também têm a opinião deles). O que você e os demais abortistas fazem de errado é querer impô-la aos outros, até atropelando a ciência, inventando “teorias de início da vida” e invocando “linhas de arbítrio” da filosofia.”

    E que fique clara a vigarice intelectual dos abortistas: Aborto é crime, não nos esqueçamos! Enquanto vigorar o atual Código Penal, abortar é praticar crime, sim. Quem está querendo impor uma “opinião”, aqui, são os abortistas, inclusive tentando empurrar seu abortismo nojento numa sociedade que na sua ampla maioria o rejeita.

  2. Hermes Pompeu

    Clarissimo Sr. Jorge! Respondestes tudo, provaste mais uma vez como a sua Igreja vê o mundo, os bons, (católicos naturalmente e radicais) de um lado e do outro todos os demais de outras crenças e sem crença alguma, para estes o fogo do inferno, fico imaginando como o inferno deve estar lotado, pois desde o inicio do mundo, a maioria dos que morreram não eram católicos, e ainda hoje não são, e, foram bilhões, onde estava o seu Deus que não se revelou para eles, criou-os e os deixou a propia sorte, se não aparecesse um padre ou bispo para lhes informar que teriam que ser católicos estavam condenados mesmo sem saber porque, Por isto eu acho que vou acreditar no Deus dos católicos por uma questão prática, o céu deve estar com pouca gente!!!

  3. wilson Ramiro

    Aos Cátólicos

    ” Mensagem aos católicos do Brasil, irmãos e irmãs o tempo urge…”

    Que os bispos, verdadeiros pastores do povo de Deus, sejam voz ativa na condução do povo católico, que a luta, nunca seja contra pessoas mal preparadas, mas seja contra os ensinamentos satãnicos, que estas pessoas pensam ser delas. Que assassinos não sejam considerados “heróis da liberdade”, que a morte não seja lei.

    Espero que os bispos, dignos não fiquem ausentes nas causas que se seguirão, o objetivo maior na campanha contra a eleição de governantes maus, foi atingido, a conscientização de parte dos católicos, e continuando, quem sabe de todos.

    ” Mensagem aos Católicos do Brasil, irmãos e irmãs o tempo urge…”

  4. Jorge Ferraz Post author

    Caros,

    Sobre as (de novo) besteiras do sr. Pompeu, vale lembrar que quem, sem culpa própria, em ignorância invencível, desconhece a Igreja Católica pode se salvar com o cumprimento da Lei Natural, tendo assim aquilo que em teologia se chama “batismo de desejo”.

    Qualquer pesquisa em qualquer lugar (até mesmo aqui no blog) sobre estas duas expressões (“batismo de desejo” e “ignorância invencível”) explicaria estes conceitos minuciosamente. No entanto, há palhaços que preferem vir vomitar a própria ignorância por aqui, sem se preocupar nem um pouco em conhecer aquilo que criticam. Estes, prestam-se a um papel patético.

    Abraços,
    Jorge

  5. Paulo Ferreira

    Jrge,

    Me explica como é essa coisa de batismo de desjo. Quer dizer que a Igreja Católica consegue ver nos não católicos um desejo que nem eles mesmo sabem que tem?
    O batismo de desejo se aplicaria a quem? Somente para os que não tem conhecimento da Igreja Católica?
    Mesmo que remotamente é dificil encontrar um ser humando que nunca tenha ouvido falar em Catolicismo, Cristianismo ou pelo menos em Jesus Cristo. Será que o batismo de desejo se aplicaria também para aqueles chineses, indus, japoneses, asiáticos e africanos que tiveram conhecimento da religião católica apenas pelo estudo da história, viveram de acordo com a religião dos seus pais, contudo, nunca manifestaram o desejo de mudar de religião?

    Será que após ter conhecimento do catolicismo e até mesmo da doutrina da nossa Igreja Católica se um budista permanece fiel à sua religião ele estará condenado ao inferno por não ter se convertido?

  6. Hermes Pompeu

    Este Sr.Jorge é ferrenho, no meu intimo admiro pessoas assim, defendem o que acreditam com denodo e firmeza, e respeito as suas idéias, na minha juventude a quase meio século eu tambem fui assim, meus pais foram católicos até a morte, nós oito (e irmãs e irmãos), frequentamos a Igreja até a morte de ambos, mas nunca falavamos que nossa concepção de Deus era contraria ao que eles acreditavam na sua inocência, para não lhes causar tristeza, hoje, anos depois, estamos vendo as Igrejas em geral, com raras exeções, se mostrando como verdadeiramente são, instituições mais voltadas para coisas materiais e mundanas do que com coisas do espirito, liturgias com pompa e cerimoniarios imcompreensiveis para a maioria das pessoas, insistindo em interpretar a biblia como quem esta lendo uma história para crianças do jardim de infancia, se esquecem por exemplo de trazer para os dias de hoje o que significaria por exemplo o Sermão da Montanha (ou das bem aventuranças), o que é ser humilde,sofrer por causa da justiça, etc…( se não me engano é o evangelho de hoje,30/01/2011 domingo), preferem contar histórias e não interpretar corretamente o que de bom a religião tem´,e ainda o pior, fazer politica partidária dentro de igrejas, discutir temas que se para a igreja são importantes,( e são,) com fins politicos, como a questão do aborto, que acho eu é um direito da mulher, se é crime, então ela será reponsavel perante Deus,o que não se pode é abandonaruma coitada, que sabe-se lá por que chegou a este extremo, ou em que condições psicologicas se encontrava, fez aborto, em situações precarias como acontece com mulheres pobres, e precisando de ajuda por medo da policia não pode ir a um posto de saude e acaba morrendo. Descriminalizar o aborto não vai obrigar mulher nem uma a abortar, como certos Bispos e padres tentam fazer crer, até porque com lei ou sem lei abortos continuarão acontecendo desde que o mundo existe, a diferença está em que as mulheres ricas o farão em clinicas de alto luxo nos centros das cidades e as pobres em porões e fundos de quintais. A hipocrisia nisto tudo está em que o Serra tem as mesmas idéias do que a Dilma, só que as escondeu agora, inclusive sobre o tal casamento Gay, e quanto ao PT é um partido igual aos outros tem boas coisas e também menos boas igual ao PSDB. Sobre comunismo por favor, parem de criarem papais noeis, nem na China existe mais, e quando existia se a igreja não tivesse se posicionada contra e somente pregar a doutrina de Cristo nada teria acontecido, foi perseguida na Russia mais por estar aliada a nobreza e juntos escravizaram o povo do que por pregarem sua doutrina, nem um governo persegue uma igreja por perseguir, sempre tem um fator causador, o mal das irejas é querer impor a todos sua doutrina e sua visão de Deus, e buscar mais o poder temporal do que o transcedental. Sr. Jorge hoje cansei, agora vou levar minha mulher no santuario de Shoenstat, ela e mais umas amigas estão rezando para me converter, eu as admiro muito pela sua abnegação, que Deus nos console e ilumine!

  7. Paulo Ferreira

    Tenho impressão que o Sr. Jorge não tem todas as respostas, não é mesmo Hermes? Aliás, ser humando algum consegue responder todos os questionamentos a não ser que tenha uma fé cega e irracional que responda por ele….

  8. Jorge Ferraz Post author

    Bom, como eu nunca alardeei (aliás, nem nunca pretendi) ter “todas as respostas”, não entendo a razão do comentário supra.

    – Jorge

  9. Paulo Ferreira

    Jorge,

    Eis o que você não me respondeu ainda… Acho que você não tem mesmo respostas para qustionamentos mais aprofundados…

    Me explica melhor esta questão de BATISMO DE DESEJO:

    Me explica como é essa coisa de batismo de desejo. Quer dizer que a Igreja Católica consegue ver nos não católicos um desejo que nem eles mesmo sabem que tem?
    O batismo de desejo se aplicaria a quem? Somente para os que não tem conhecimento da Igreja Católica?
    Mesmo que remotamente é dificil encontrar um ser humando que nunca tenha ouvido falar em Catolicismo, Cristianismo ou pelo menos em Jesus Cristo. Será que o batismo de desejo se aplicaria também para aqueles chineses, indus, japoneses, asiáticos e africanos que tiveram conhecimento da religião católica apenas pelo estudo da história, viveram de acordo com a religião dos seus pais, contudo, nunca manifestaram o desejo de mudar de religião?

    Será que após ter conhecimento do catolicismo e até mesmo da doutrina da nossa Igreja Católica se um budista permanece fiel à sua religião ele estará condenado ao inferno por não ter se convertido?

  10. wilson Ramiro

    “Pecado Original”

    Caro Genivaldo Estigarribia (1º acima)

    Você ou sua mãe, jamais cometeram o pedado original e nem são culpados por ele, pecado não se transmite.
    Cada um deverá prestar contas de sua cota de erros e nada mais.

    Mas imagine que teu avô tivesse ganho na mega sena uma fortuna incalculável, seria ele portanto rico, seu pai seria rico, você e se bem administrado tua descendência seria beneficiada.

    (Adão e Eva possuiam um bem de valor inestimável)

    Agora imaginemos que seu pai, investiu de forma desastrosa toda a fortuna e a perdeu. Não apenas ele ficou pobre, mas também você e o efeito desta pobreza será sentida na sua descendência.

    Nós não cometemos o pecado original, apenas ficamos pobres da graça original.

    copiei de (www.padrepauloricardo.org)

  11. Eleutério Gasspodin

    Muitos dos problemas com relação a fé cristã que hoje aparecem foram causados por aulas de catecismo ministradas por padres e catequistas mal preparados, falavam de Deus como que fala de um personagem de histórias infantis, me recordo que no meu tempo de Ginásio, (hoje segundo gráu) um padre nos deu uma aula de religião, era de uma ordem religiosa da capital Porto Alegre, esperavamos que nos fosse ministrado o de sempre, Bilia,Genesis, novo testamento , milagres etc… as histórias que sabiamos desde o tempo de nossas avós, mas ele surpreendeunos com reflexões e interpretações de varios textos Biblicos relacionando-os com os dias atuais, foi muito bom!Dias depois nosso velho pároco soube do teor da palestra e ficou furioso, dizia ele que a biblia só o papa pode interpretar ou fazer reflexões sobre ela, que ela foi escrita por DEUS, e que tudo ali era verdadeiro e tinha que ser observado ao pé da letra, assim em muitos lugares acontecia algo parecido, hoje a juventude com o avanço da ciencia e as comunicações tendo acesso a cada vez mais informações já não mais leva a sério religiões, que estão se tornando mais uma referencia social ou de tradição para uso em cerimonias de batismo, casamentos, enterros etc… É uma pena!