Os votos que fazem a diferença

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 9 meses 17 dias atrás.

Faltando pouco menos de uma dezena de horas para o início do segundo turno, escrevo cansado. Muita coisa foi feita ao longo dos últimos meses. Muitos combates foram travados. Inimagináveis vitórias foram alcançadas. Terríveis traições vieram a lume. Importantes manifestações foram proferidas. Entre desânimos e esperanças, entre as dores de consciência e a prostração exausta ante a realidade inexorável, chegamos aqui. Ao último dia antes do pleito.

Não existe mais nada a ser discutido. Não há mais tempo, e estamos exaustos. Mas importa saber onde foi que chegamos: quais os frutos dos meses de trabalho intenso, de orações intensas. Eis a previsão para amanhã:

Não sei quem é este cara e nem de onde ele tira os números dele. Sei que ele twittou isto aqui, no dia 02 de outubro passado (véspera do primeiro turno), e acertou em cheio os três percentuais (Dilma, Serra e Marina) do dia seguinte – feito que nenhum dos institutos de pesquisa tradicionais conseguiu obter.

Ao contrário do que dizem as pesquisas, estas eleições não estão definidas. E a margem é mínima, tão assustadoramente pequena que cada voto individual faz, sim, diferença. O Peruzzo diz que o que vai definir este pleito são as abstenções, e isto é bizarro.

Tenho visto gente deixando de viajar no feriado para votar. Gente, ao contrário, pegando avião para votar. Gente que não ia votar mudando de idéia na última hora. Tenho visto de tudo, e tamanha mobilização assusta.

Faço coro ao professor de Curitiba: “acredite, nada está definido”. Assim, pelos motivos que já expus aqui, vou votar amanhã. Com uma angustiante sensação – pela primeira vez nos meus vinte e tantos anos – de que isso realmente faz diferença.

Como eu já disse, amanhã celebramos a festa de Cristo Rei no Calendário Tradicional. Que Ele possa reinar nesta pátria que é d’Ele. Que a Virgem Aparecida tenha compaixão desta Terra de Santa Cruz e, aconteça o que acontecer nas urnas, salve o Brasil. Da intercessão d’Ela dependemos, à Sua proteção é que recorremos neste momento difícil.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

32 thoughts on “Os votos que fazem a diferença

  1. Fabão

    Chuuuupaaaa cambada de vagabundos! Safados! Cretinos! Bem-feito! O povo demonstrou que não está nem aí para babacas recalcados como vocês! Viva a vitória da democracia e a derrota dos obscurantistas! Cadê as orações? Adiantou alguma coisa? [CENSURADO] babacas! E que [CENSURADO] eternamente!!!

  2. Pingback: Domingo, façamos história! | Deus lo Vult!