Escândalo em Maringá – Missa “pré-balada”!

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 9 meses 8 dias atrás.

Eu demorei a acreditar no vídeo abaixo, que vi no Fratres in Unum. Na verdade, acho que até agora eu não acredito totalmente; contudo é difícil arranjar um motivo plausível para não lhe dar crédito!

A reportagem tem realmente cara de reportagem. As músicas, são músicas comumente tocadas em Missa mesmo. O padre está realmente paramentado como a média dos sacerdotes se paramenta para celebrar a Missa. Mas as cenas exibidas são surreais.

“Missa pré-balada”? Procissão de entrada do Lecionário feita por um garoto de skate? Danças, gelo seco e globos de luzes giratórios? Banda de rock? E ainda têm a coragem de dizer que tudo isso é feito “[r]espeitando o Sagrado e todo o rito litúrgico”? Quem são as autoridades responsáveis por esta profanação?

É bastante óbvio para qualquer pessoa normal que a Missa não pode se parecer com uma balada. De quem foi esta idéia estúpida? Vamos então fazer a “missa pré-cinema”, com salas escuras e namorados abraçadinhos? A “missa pré-futebol”, com os fiéis divididos em dois times jogando contra si? Se a balada pode, como é que fica quem não gosta de balada?

Lamentável. E, depois, reclamam que as igrejas estão vazias… é óbvio que estão. Afinal, se a missa for uma imitação mal-feita de uma balada, por que razão as pessoas trocariam a balada original por uma sua versão cover? Há alguns meses, o Papa Bento XVI lembrou que a melhor catequese é a Eucaristia bem celebrada. Por qual insondável motivo isto é difícil de entender?

Enquanto isso, judeus pedem retirada de oração por conversão da Liturgia da Páscoa. Os inimigos da Igreja atacam o Sagrado por todos os lados, por dentro e por fora. Urge opôr resistência a estas terríveis ondas de profanação litúrgica. Porque, enquanto a Liturgia não for restabelecida em todo o seu esplendor, a batalha contra o mundo não poderá ser vencida.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

109 thoughts on “Escândalo em Maringá – Missa “pré-balada”!

  1. Sandra

    Lucio Clayton

    Um quer me mandar um homem bomba outro quer me mandar um “exorcista” muito muito significativo o modo que vcs expressam o seu comportamento “Católico”.

    Já disse e repito, espero que Nossa Senhora NUNCA me deixe ser “Católica” da forma que vcs são!

    Eu sei que não deixará, porque Ela me acompanha em todos os momentos da minha vida orientando meus passos e minhas atitudes.

    Nossa Senhora de Fátima Rogai por todos nós!

  2. Leandro F. Fiori

    Quem esta criticando, foi a missa pra poder julgar assim? o que é a fé cristã pra vcs??
    Foram gente como vcs que crucificaram Cristo a 2000 anos quando ele apareceu fazendo coisas que eram inovadoras pra época, como andar com prostitutas, pecadores, trabalhar aos sábados. A Igreja é lugar de jovens, de homossexual, de pecadores, pois eles são os que mais precisam de Deus! Deus é jovem, não aquele barbudo mal-humorado que fica sentado em sua nuvem procurando motivos para condenar e vendo se ninguém violou ritos sagrados ..

    “Precisamos de Santos sem véu ou batina.

    Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.

    Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.

    Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se “lascam” na faculdade.

    Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.

    Precisamos de Santos modernos, santos do século XXI, com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

    Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociais.

    Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.

    Precisamos de Santos que bebam coca-cola e comam hot dog, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem disc man.

    Precisamos de Santos que amem apaixonadamente a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer uma pizza no fim-de-semana com os amigos.

    Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.
    Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.

    Continuem assim sem trazer o jovem pra igreja, que logo nas próximas gerações serão todos ateus…

    PRÓXIMA MISSA SERÁ 21-11-2010, estão todos convidados.

  3. Eduardo Araújo

    Karina, Rafael, Lúcio Clayton, Olegário,

    Concordo inteiramente com vocês.

    Quanto ao que era vendido no Templo de Jerusalém, na época de Cristo, presume-se, hoje, com base em pesquisas arqueológicas e algumas (poucas, infelizmente) descrições de contemporâneos, que eram vendidos pombos – isso mesmo, pombos – para ser oferecidos a título de sacrifício.

    A respeito dos textos sagrados, era difícil, trabalhoso e extremamente custoso fazer uma cópia, portanto não se pode cogitar a existência de comércio varejista desses itens. Sem falar que provavelmente o mercado potencialmente ledor desses textos era bem reduzido.

    Por fim: reflitam bem sobre abandonar a internet. Ela é apenas um veículo e pode ser cada vez mais ocupada por pessoas de bem e verdadeiramente católicas. Além do mais, perderiam pérolas de suma raridade como um “devoto” dizer que Deus é jovem e não um velho barbudo … Falar nisso não resito a uma paródia desse comentário: continue-se a trazer os jovens à Igreja, assim desse jeito, para assistir a missas “pré-balada”, que logo nas primeiras gerações, aí sim, pelo menos uma boa parte deles será atéia.

  4. olegario

    Dona Sandra,

    A senhora é uma pessoa curiosa de se analisar:

    Faz brincadeiras com coisas sagradas e leva a sério comédias de internet.
    Com a missa, a fé católica e Nosso Senhor, a senhora brinca, profana e luta contra.
    Por uma brincadeira que fiz do “homem bomba” a senhora, leva o tema bem a sério.
    A senhora pensa que eu sou algum católico xiita?
    Francamente…
    Vou confessar-lhe algo. E isto agora é sério. Preste atenção.
    Todos por aqui a espinafraram das mais variadas formas…
    E quer saber, com boas razões.
    Eu nunca a maltratei porque sempre acreditei que parte de seu discurso fosse uma trama que a senhora usava para fazer tipo.
    Escrevia bobagens com o intuito de provocar uma situação surreal.
    Por isso nunca antes havia contestado suas teses atrapalhadas.
    Vejo que me enganei.
    A senhora é mesmo um tanto alucinada.
    Falta parafuso na cachola.
    Suas ultimas mensagens falando do frei Beto, missa afro e outras aberrações dão-me a certeza de que suas intenções fogem de um personagem caricato que a senhora criou para irritar os comentaristas, e permanece de fato consolidado e sedimentado no seu intelecto.

    Passar bem, dona Sandra.

    Em tempo: Esqueça minha visita a sua paróquia carismática…

    Olegário

  5. Leniéverson Azeredo Gomes

    Precisamos de Santos sem véu ou batina.

    Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.
    Meu caro Leandro Fiori, veja o que vc transcreveu?
    Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.

    Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se “lascam” na faculdade.

    Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.

    Precisamos de Santos modernos, santos do século XXI, com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

    Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociais.

    Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.

    Precisamos de Santos que bebam coca-cola e comam hot dog, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem disc man.

    Precisamos de Santos que amem apaixonadamente a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer uma pizza no fim-de-semana com os amigos.

    Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.
    Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.

    Continuem assim sem trazer o jovem pra igreja, que logo nas próximas gerações serão todos ateus…

    Eu disse transcreveu, pois, esse é um trecho de um livro chamado “Santos de Calça Jeans, escrito pelo Adriano
    Gonçalves da Canção Nova, aquela comunidade da RCC conhecida pelas suas missas anti-liturgicas, aquela que tem programas apresentados pelo Padre Fábio, Gabriel Chalita, entre outros personagems alegóricos.Então, vc usou um referencial discursivo ruim.Olha cara, vou dizer a vc a mesma coisa que poderia dizer a Sandra, a Vc, a Lia, ao Roberto Quintas e outros: Não é a Igreja que tem de adaptar as nossas vontades e a nossa vontade que tem de se adaptar a doutrina.
    Vejamos o mundo ao nosso redor, cheio de corrupção, miséria, fome, egoismo e falta de gentileza.É esse mundo moderno que vcs querem que a Igreja se adapte, assim não dá.
    *********************************************************
    Agora Sandra, vc diz assim:

    Se vcs assisterem uma Missa aqui para relembrar o sofrimento dos Negros ( com atabaques e roupas afros ) ou uma Missa para denunciar os excluídos ( Pastoral do Povo da Rua )ou a Missa dos Jovens, com certeza vc excomungaria o Arcebispo.

    Quanto a missa para lembrar dos sofrimentos dos negros, vc deve estar fazendo uma referência ao sincretismo religioso em alguns lugares, principalmente a Arquidiocese de Salvador.Em minha cidade,Campos/RJ, há muitos missionários baianos, inclusive da própria RCC.Eu conheço alguns e eles me falam que tentar demover o sincretismo seria algo impossível (Será?).Não podemos culpar o Dom Geraldo Agnello pela omissão, ele está de mãos atadas (embora ele tenha tido um trunfo ao afastar do exercício do sacerdócio o Padre Pinto (lembram?).Quanto a outros “tipos” de missa, prefiro dizer que, com todo o respeito, missa é missa e missa é única.Aqui no Brasil, na Austrália, na Noruega, na India, todos nós vivendo a mesma liturgia, o mesmo jeito, a mesma maneira e a mesma moção do Espirito Santo.Essa é a riqueza da Igreja: Ser Católica buscando a unidade na diversidade, sem desfigurarmos a doutrina e nas formas de se conduzir à liturgia.

  6. Sandra

    olegario

    Em momento algum e o maltratei, muito pelo contrário, te dei o endereço da Paróquia que eu frequento para q vc me conhecesse e a Missa dos Jovens.

    Mas, sinceramente, fiquei com medo de sua “brincadeira”.

    É um tipo de coisa que não se diz nem por brincadeira.

    Aliás, nossa Paróquia NÃO É CARISMÁTICA, muito pelo contrário, como diz o povo aqui somos mas para a TL.

    Se eu tivesse mesmo levado a sério sua brincadeira, com certeza eu denunciaria a ameaça.

    Acho interessante o Sr, poder “brincar” que levará um homem bomba na minha Paróquia e eu que sou considerada a maluca!

    Então tá!

  7. Lucio Clayton

    como parece que a Dona Sandra e demais argumentadores do mesmo naipe não se deram conta que a discussão foi pra outro tópico :http://www.deuslovult.org/2010/11/17/a-missa-pre-balada-reloaded/

    peço licença e faço aqui meu comentário que lá está:

    existem pessoas mesmo quando postas diante de argumentos incontestáveis, mesmo quando postas diante da verdade praticamente palpável, mesmo quando tudo está provado e o óbvio ululante está em sua própria face, preferem apagar as luzes para não enxergarem a realidade!

    fazem isso, apenas para não darem o braço a torcer, para poderem se conformarem com suas próprias razões e seus fetiches, coisas que suas fantasias já criaram e por assim dizer, ganharam vida própria. Criam assim suas próprias verdades, suas próprias regras e suas próprias leis.

    por conta do sentimentalismo que tomam conta de si mesmos e do mundo a sua volta, não se preocupam mais com o que é real ou meramente ilusório, preocupam-se somente com o que sentem e pronto! e ninguém, nem um bom Padre, um professor, a Razão, o Papa ou mesmo o próprio Deus, poderiam fazê-los mudarem de idéia.

    o problema desses é a idéia que fazem das coisas segundo eles mesmos, sem utilizarem paramêtros para isso!
    digo, paramêtros racionais e lógicos!

    isso é um problema psicológico grave, é uma idéia-fixa, quase uma paranóia.

    e não adianta lhes mostrar a verdade que (nesse caso) a Igreja ensina, os documentos feitos, as normas estabelecidas, não, não adianta, o orgulho desses não deixarão que assumam que erraram e que estão em erro!

    como satanás, dirão sempre: “Não servirei!”

    digo isso para todos os seres prepotentes e orgulhosos que se colocaram aqui para contestar a Igreja, digo a Igreja com todos os seus ensinamentos sobre liturgia e sacralidade, contestam tudo, veementemente contestam tudo! muitos sem nem se dar conta de quem ou o quê estão a contestar…

    falo especialmente para a Dona Sandra que sei, lerá esse comentário (ela não se aguenta), para os meninos que organizaram e/ou participaram da missa sacrílega, para o Padre que a celebrou e para o Rodrigo que contestou não o que o Jorge disse, o que eu digo, o que os bons católicos dizem, pois o que dizemos ou achamos, pouco importa, como bem disse o Jorge, mas contestam e afrontam um grande documento da Igreja, uma norma uma instrução sobre a liturgia, desobedecem, escamoteiam , rasgam-na e remoldam-na a sua própria vontade!

    por favor, esclareçam isso vcs todos:
    Dona Sandra,
    Rodrigo,
    Bibi,
    Padre baladero,
    e demais,
    como fica agora?
    para que serve uma ordem da igreja se os ditos católicos como vcs as desrrespeitam descaradamente?

    como fica a Redemptionis Sacramentum para vcs?

    respondam por favor, não nos deixem esperando!

  8. Bibi

    brigado VAVA
    E o “no” nao eh ruim nada se vcs podem reparar eh um skate de 2 rodas muito dificil de andar
    venham p/ esssa missa dia 20/11
    grata !

  9. Talita

    LSNSJC!
    Fico muito triste, pois infelizmente cada um que postou seus coméntários, pretende mostrar que são melhores uns para com os outros.
    Isso que a Igreja Católica tenta unir mais as pessoas. Como podemos esperar que o nosso mundo venha a ter unidade e paz? Sendo que cada um aqui conseguiu criar discórdia e inimizade de pessoas que nem conhecem? Quando fazemos algo que mexe com as pessoas, é pq deu resultado, e é assim que as pessoas crescem com a troca de idéias com o diálogo e comunicação, e nao com agreções verbais e discórdia. Como sempre se diz, religião, nao se discute, cada um cria seus próprios conceitos no decorrer da sua vida, conforme seus costumes e o meio em que vive e ele pode vir a ser modificados ou nao.O ser humano é diverso e na diversidade devemos nos unir.

    Abraços a todos…..

  10. Bibi

    mto obrigada Sandra sei q nada disso me deixara abalar pq o amor de deus eh mto maior q todas as criticas e eh isso q me prende a igreja nada mais

  11. Bibi

    Espero q como eu todos q criticam tbm fazem o mesmo e nao somente para se aparecer .Como o leandro diz precisamos de santos de calças jeans essa geraçao de vcs q me criticaram ( aposto q sao mais velhos q eu , mto mais velhos ) vai passar e qm vai ficar p/ assumis as pastorais e movimentos somos nos , nós somos o futuro da igreja qr vcs queiram quer nao queiram.

  12. Bibi

    nao tenho raiva de vcs, apenas rezo por vcs (tomara q alem de me criticar façam o mesmo por mim )para q algum dia vcs entendam q o q acontece aqui eh algo somente p/ Deus , eh serio queria saber o q ele diria ( nao quero ouvir da boca de vcs , mas sim da dele ) por q na missa eu sinto uma paz , sinto mais q em qualquer lugar q ele eh q me faz resistir a tudo q eh ruim a tudo q eh mal e olha q aqui nao eh um dos lugares q vcs vivem, tem uma parte de drogados q minha mae neem deixa eu chegar perto! a situaçao eh precaria, infelismente a vida nao deu os mesmos privilegios q eu ter uma falilia mto religiosa e participar de tantas pastorais (canto, dança , …)sew vcs vivessem aqui teriam uma visao completamente diferente (por favor nao comentem se teriam ou nao pq mtos de vcs me criticariam se foosse possivel ate em 4000000000000000000 de paginas) pensem um pouco , pq tanta discussao por causa de uma missa ?
    pq nao ficamos todos amigos ? pq nao fazemos como disse jesus “amai uns aos outros como eu vos amei” ? Porque ?
    isso nao nos leva a nada somente a piorar a nossa situaçao espiritual nos leva a ter raiva dos outros , pessoas q nos so conhecemos pela internet , peço desculpa a todos q eu ofendi (gostaria q me respodessem o pedido de desculpas , boom eu fiz minha parte e se quiserem continuar a me criticar continuem ai ja eh da consciencia de vcs mas nem todos tem as mesmas opinioes , queria pelo menos q compreendessem a nossa. Gostaria q todos recebessem Jesus neste natal de coração aberto e de mente limpa sem ressentimentos por ter ofendido a varias pessoas se nao nos comunicarmos mais gostaria de desejar UM FELIZ NATAL E UM PROSPERO ANO NOVO ( e aqles q me criticaram obrigada pois usarei cada critica para meu crescimento espiritual e moral e caso pedirem desculpas estão todos desculpados.Tenho absoluta certesa q se cada um fizer como eu Deus ficara feliz ao ver q isso nao tornara o nosso natal menos santo )
    Obrigada

  13. Pedro Henrique

    Olá amigos, sobre todos estes acontecidos pessoas que não conhecem a realidade dessa paróquia querendo excomunhão do padre e tudo mais, vejo da seguinte forma: represento uma linha de instrumentos e caixas para sonorização, o que eu vejo de outras igrejas fazendo investimentos gigantescos nesses equipamentos em iluminação dentre outros para chamar a atenção de nossos jovens para o caminho de Deus seja com instrumentos com teatro com danças com iluminação e tem dado resultado só para temos uma idéia melhor o numero de jovens católicos em atividade hoje em nossas paróquias como está já que fazemos tantas análises sobre imagens, qual analise estamos fazendo em nossas paróquias para trazer nossos jovens que cada vez mais cedo o mundo as tira de nossas mãos? Muito tempo perdido em pequenas coisas e nada investido em solução! Acho que é a hora de um basta nesses comentários maliciosos sobre a celebração que este achou conveniente para atrair mais jovens a participar do caminho do pai e nos concentrar em nossas paróquias em que temos feito para resgatar nossos jovens? Ou nosso tempo esta sendo gasto na vida alheia e não sobra tempo para ver nossos vizinhos nossa paróquia será que fazer toda essa manifestação vai trazer mais jovens a nossa igreja ou vai colocar mais dúvidas ainda em suas cabeças?
    Grande abraço amigos e rezem por todos estes que participaram dessa ridícula manifestação sobre a forma que os jovens estão celebrando e exaltando o nome de Deus.
    Rezem por suas paróquias!!!

  14. Aninha Davanço

    é o seguinte galereee , eu to com a bibi ,nós devemos ser santos nos dias de hj, com a modernidade de hj, agr, pra vcs q estãO criticando a missa eu diria : que Cristo , quando viveu na forma de pessoa humana no meio de nós, não disse , como é que deveria ou não deveria ser realizada uma missa e tem mais,nós celebramos um Cristo ressuscitado e alegre nós celebramos a alegria do Cristo vivo, e tudo que for feito em prol de trazer os jovens pra igreja é bem vindo pois apartir do momento que temos esses jovens participando temos tbm a oportunidade de evangeliza-los.
    Quando digo,jovens, não são aqueles que ja partiçipam da igreja, mais aqueles que nunca foram e que se sentiram motivados a partiçipar dessa celebração a qual vcs estão criticando.
    Não hajam como os fariseus …
    Tenho 14 anos e amei essa celebração.

  15. carlos laia

    E tem quem diga que os Arautos do Evangelho surgiu para restaurar a Igreja.Eles estão é compactundo com tudo isso.

  16. leo

    SOU CATÓLICO, OU PELO MENOS ME DECLARO CATÓLICO. SABE O QUE EU ACHO DISSO TUDO? QUE A NOSSA RELIGIÃO É A ÚNICA QUE REZA PARA QUEM NÃO PRECISA DE ORAÇÃO… O DIA QUE OS IDOSOS MORREREM TODOS, NÃO SOBRARÃO FIÉIS PARA A IGREJA… NÃO VI O VÍDEO PQ FOI RETIRADO, TO FALANDO NO GENÉRICO. QUEM NÃO TÁ DOENTE NÃO PRECISA DE MÉDICO. CRISTO PREGOU EM MEIO AOS PECADORES. HOJE ALGUNS POUCOS CATÓLICOS QUEREM UMA IGREJA PARTICULAR… O DIABO, SE É QUE ELE EXISTE, DEVE ESTAR FELIZ PRÁ DEDÉU, COMEMORANDO UMA BARBARIDADE.

  17. Pingback: O Glossário de Pandora « Sentinela no escuro