CESEP, CNBB, CTEH’s, “orientação sexual” – onde andam os responsáveis?

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 6 meses 30 dias atrás.

Por email, uma amiga me envia a divulgação do curso “A vida: desafio à ciência, bíblia e bioética – do genoma às células tronco”, promovido pelo CESEP – “Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular”. Neste blog há uma divulgação com o cartaz do evento.

O problema aparece quando entramos na página do CESEP que apresenta este curso de verão. Lá, em “conteúdo”, podemos encontrar a seguinte palestra:

A revolução científica na biologia e genética. O projeto genoma e as células tronco embrionárias – uma nova fronteira na pesquisa genética: seus dilemas científicos, éticos e jurídicos.
Lygia da Veiga Pereira – Livre docente e pesquisadora na área de genética humana-USP – São Paulo – SP

Para quem não lembra da sra. Lygia Pereira, trata-se de pesquisadora da USP favorável ao uso de embriões humanos em pesquisas científicas. Oras, cabe perguntar: em quê, exatamente, esta senhora pode contribuir para uma formação “à luz da Bíblia, Teologia, Pastoral e do compromisso cristão na sociedade” – que é a forma como se apresenta o curso de verão do CESEP?

O curso foi divulgado. Está no site do CNLB, está também no site da PJMP. E ninguém vê problemas em uma pesquisadora que afronta totalmente a posição da Igreja referente ao uso de CTEH’s em pesquisas cientícas ser convidada para palestrar em um evento que, teoricamente, é direcionado também para o povo católico – uma vez que está sendo divulgado em meios católicos? O que é isso, vamos chamar Hitler para dar uma palestra sobre respeito ao povo judeu? Bruna Surfistinha para explicar a moral sexual católica? Por que raios, então, uma pesquisadora que trabalha com embriões humanos – em frontal discordância, repita-se, com o que ensina a Igreja – é convidada para fazer parte de um evento (teoricamente, repita-se) direcionado a católicos? Ou, então: por que meios de comunicação católicos divulgam um evento onde vai ser dada uma conferência por uma pesquisadora que discorda da posição da Igreja sobre o emprego de CTEH’s em pesquisas? Será que é pedir demais um mínimo de coerência?

O evento ocorreu entre os dias 09 e 16 de janeiro de 2011. Ao seu término, foi divulgado no site da CNBB um texto contendo os “Compromissos do Curso de Verão 2011”. No texto, não é feita nenhuma menção ao singelo fato de que a Igreja não admite pesquisas com células-tronco embrionárias humanas. Nem é apresentada a menor explicação para que a presença da Lygia Pereira neste evento. No entanto, encontro lá, entre os compromissos assumidos, a necessidade de se “superar[em] discriminações de gênero, cor, raça, deficiência física, orientação sexual” (!). Agora expliquem-me como é que a “discriminação” por “orientação sexual” foi parar entre os compromissos firmados num curso cujo tema era “do genoma às células-tronco”!

A própria existência das pesquisas da sra. Lygia Pereira é, de per si, um fato já bastante lamentável. Que esta senhora seja conferencista em um curso de bioética ecumênico, já se transforma em um terrível escândalo. Agora, que meios de comunicação católicos – incluindo aí o próprio site da CNBB – divulguem e elogiem esta palhaçada, aí já ultrapassa todos os limites do tolerável. Repito-me: será que é pedir demais um pouco de coerência? Será que os católicos não podem se ocupar simplesmente em divulgar o que é católico e criticar o que é contrário à Igreja? Quem são os responsáveis por semear a confusão no meio do povo de Deus? E onde estão as sentinelas responsáveis por zelar pela doutrina da Igreja, que parecem não fazer nada?

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

44 thoughts on “CESEP, CNBB, CTEH’s, “orientação sexual” – onde andam os responsáveis?

  1. Alien

    EU não estou pregando NADA aqui. É VOCÊ que está aparecendo aqui.
    Conhece aquela máxima: “os incomodados que se retirem”? Alguém o obrigou a aparecer aqui? Te colocaram na frente do computador com uma arma na cabeça e o obrigarama a acessar o blog? Chispa! Desinfeta!

  2. Alien

    Lembrando que o Jorge não aparece em blogs ateus para “pregar”. Por que vocês vem aqui então? Sentem-se incomodados? Sentem que “algo” no que se fgala aqui os incomoda? Então os errados são VOCÊS!!! Um ateu “asutêntico” e “ético” (existe isso?) nem viria aqui e nem se incomodaria, pois estaria em paz consigo mesmo.

  3. lucio

    “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. (São Marcos 16,15)”

    Jesus disse essa frase aos seus discípulos…

    sim, Jesus disse isso. e ainda disse mais :”Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. (São Marcos 16,16)”

    Jesus é Deus… e isso não é opinião,
    ofendê-lo, chamando-o de “palhaço”, como fez o Ricardo acima, é uma Blasfêmia terrível. muito me adimira alguém que diz querer respeito pelas suas “opiniões”, não respeitar a Fé dos outros.

    Gostaria de ver esses ateus idiotas, fazerem protestos contra o deus Alá dos mulçumanos, gostaria de ver esses ateus que vomitam blasfêmias contra Nossso Senhor, vomitar a mesma coisa contra Maomé e Alá, e ainda mostrar a cara para a turba Islâmica. Seria interessante, se dirigissem essa raiva também para tacar pedras na Meca, com toda essa fúria que tacam na Cruz de Nosso Senhor. Porquê não o fazem? Falta-lhes uma coisa, coragem! Todo ateu é um covarde!

    e também muito me adimira, que um blog como esse, o qual gosto muito, permita que um ateu venha aqui, blasfemar e ter seu comentário aprovado.

    é certo que por vezes, os comentários por aqui se excedem nos ataques pessoais, mas até aí não se trata de Blasfêmia…

    Jorge, vc vai deixar tal ataque a pessoa de Nosso Senhor passar em branco? vai rebater? ou o que seria o mais certo a fazer: apagar tamanha ofensa!

    Peço que olhe com atenção não ao que digo, mas ao que o Ricardo disse. Um herege proferir uma blasfêmia, permitir que ele o faça é outra, e os fatos aqui mostram Jorge, que ao aprovar o comentário infeliz desse infeliz ateu, que vc permitiu. espero que isso tenha sido por um engano de sua parte.

  4. lucio

    corrigindo:

    Peço que olhe com atenção não ao que digo, mas ao que o Ricardo disse. Um herege proferir uma blasfêmia,é uma coisa, permitir que ele o faça é outra, e os fatos aqui mostram Jorge, que ao aprovar o comentário infeliz desse infeliz ateu, que vc permitiu. espero que isso tenha sido por um engano de sua parte.

    pense na Santa Mãe de Nosso Senhor!

  5. Jorge Morais

    Um grande problema com a internet é que não sabemos a idade dos postadores…

    Esse Ricardo tem cara de adolescente revoltado/desajustado.

  6. Alien

    O problema é que hoje é “modinha” ser ateu… se antes (mas ainda vale!) o jovem para se revoltar contra a família, sociedade, instituições/autoridades, etc. partia para as drogask, a marginalidade, etc. hoje em dia também se diz ateu…

  7. Eduardo Araújo

    Isso mesmo, Alien.

    Além disso, outra fonte desse modismo é o deslumbramento infantilóide (aqui no Ceará a gente chamaria de “brega”) de quem topa com textos de “divulgação científica”. Coloco entre aspas, porque amiúde esses textos, conquanto divulguem um pouco de ciência, costumam ser repletos de idiossincrasias de seus autores – nada objetivamente científicos. E dentre estas idiossincrasias, pulula alegremente o RECALQUE ANTI-RELIGIOSO, repleto de referências a lendas negras, de críticas imbecis à Bíblia e à religião em geral, de preconceitos positivistas e marxistas no tocante à fé religiosa.

    Pode observar. Experimente, por exemplo, folhear livros de astronomia numa livraria. Digamos que o livro trata de Astrofísica, tema bastante específico, não é? Ah, mas o autor tem que passear pela história, para depois de ter espasmos de prazer falando das mitologoias primitivas chegar ao clímax esculhambando a Idade Média e a Igreja, mostrada sempre como a vilã que se opôs a Copérnico e a Galileu, impedindo o progresso da ciência. Depois disso, após enxugar as lágrimas de crocodilo, vai o autor à abordagem proposta pelo tema específico.

  8. Eduardo Araújo

    Caros,

    Quanto a esse sujeito que atende por “Ricardo”, ele não é só um palhaço, como também um cretino de marca.

    Já vinha acompanhando há algum tempo suas participações aqui, destilando suas asneiras e seu imenso recalque anti-religioso.

    Inicialmente, lembremos o que ele escreveu em resposta à Maria das Mercedes, no post “Mensagem aos católicos do Brasil – Dom Antônio Keller”:

    ““Eh, eh, parece um título de filme:
    “Quando se extinguem os argumentos..
    (…apela-se para a agressão”)
    Uma frase ótima para voce:
    ‘A violência é o último refúgio dos incompetentes’”

    (http://www.deuslovult.org/2010/10/02/mensagem-aos-catolicos-do-brasil-dom-antonio-keller/#comment-26722)

    Ora, ora! Até parece que temos aqui uma pessoa que prima pelo bom debate, respeitando as pessoas de seus oponentes, não?

    Contudo, não é o que se vê no post “Ainda o escândalo em Goiás – A resposta da Diocese”. Confiram a pose do “tolerante” e “educado” Ricardo:

    ““Francamente… Por que voces não se retiram da sociedade, e vão viver como eremitas? Ah, e bem distante dos índios, tá? Para não conspurcá-los…”

    (http://www.deuslovult.org/2010/12/15/ainda-o-escandalo-em-goias-a-resposta-da-diocese/#comments)

    “A única coisa da qual reclamo é de intolerantes como o senhor. Dos “santinho”, como os que pululam por aqui e por ali, tal qual ervas daninhas.”

    (http://www.deuslovult.org/2010/12/15/ainda-o-escandalo-em-goias-a-resposta-da-diocese/#comments)

    Pois é … Grande “tolerante” esse que deseja que nos retiremos da sociedade! Muito “educado” quem nos compara a ervas daninhas!

    As citações acima já dão uma boa amostra de um sério recalque e de um subterrâneo nível de civilidade. Mas vale lembrar que uma agressão à nossa crença, no mesmo patamar reptício do comentário neste post, foi feita aqui:

    ““Não amo em nada ao afogador de criancinhas chamado Jeová e me conheço profundamente bem”

    (http://www.deuslovult.org/2011/01/25/eu-nao-tenho-orgulho-nenhum-de-ser-gay/#comment-26730)”

    Então: xinga Deus e o Seu Filho Jesus Cristo, em que acreditamos; sente-se incomodado com nossa simples presença; compara-nos a ervas daninhas e ainda quer posar de vítima de agressão, tolerante e educado!?

    Por tudo isso, ele é um palhaço, sim, mas além disso, um recalcado dos mais cínicos. E se ele, no seu infinito cinismo achar que é MINHA OPINIÃO, rebato antecipado: não é minha opinião, não, senhor! É uma constatação facílima de demonstrar como fiz acima. E se ele, ainda na sua incontida cretinice, reclamar de “ad hominem”, antecipo, também, que ele mostrou, com sobras, não ter reserva moral para acusar ninguém aqui de ser agressivo.

    Concluo, com uma ótima frase para o Ricardo:

    “A violência é o último refúgio dos incompetentes”

    Uma frase escrita por ele mesmo!

    Experiência própria, com certeza!

  9. lucio

    Ricardo… jovem ricardo…

    Deus o Ama… Deus o quer…

    deixa de ser rebelde,pois meninos como vc conheci um montão, ou se deram mal, e ainda estão se dando muito mal mesmo, ou entenderam que Deus os ama, e aprenderam amar a Deus. Caíram do cavalo e entenderam…

    eu fui um desses assim, como vc,
    jovem, rebelde, blasfemador… e imbencil, igualzinho a vc…

    então, pense que vc vai crescer, as coisas mudarão, vc não é o dono do mundo, e por mais que vc pense que tenha razão em seus argumentos, vc não tem razão alguma! Aliás, teus argumentos não se sustentam com um mínimo de estudo apurado, muito menos em um debate como os que são travados nesse blog. O que só mostra que vc não fala nada com conhecimento de causa e sim, com ódio e muita cegueira. Então filho, acorda, tire a venda dos olhos…e pára de repetir os bordões anticlericais das revistas super-interessantes da vida, e vai estudar que vc ganha mais….

  10. Alien

    Tenhamos pena, e não ódio, do pobre Ricardo (e de tantos outros)…

  11. Amado Russo

    Leiam a entrevista que a biologa Mayana Zatz concede as Paginas Amarelas da VEJA que esta chegando aos leitores para assinantes . Sim na coluna a esquerda deste blog ha um link para a sua pagina da VEJA.com.