“Lei da Marta x Lei de Deus”

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 1 mês 13 dias atrás.

[Divulgando iniciativa do IPCO (não deixem de verificar o link), conforme recebi por email. O assunto – como todos sabem – é sério, sendo provavelmente a maior ameaça que paira atualmente sobre esta Terra de Santa Cruz. Que jamais desistamos de combater o bom combate – e que São Miguel Arcanjo nele nos defenda sempre.]

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

30 thoughts on ““Lei da Marta x Lei de Deus”

  1. Lúcio Clayton

    Angel, essa aqui também é bem oportuna:

    http://juliosevero.blogspot.com/2008/01/epidemia-entre-os-homossexuais-verdade.html

    os três 1°s páragrafos já valem a atenção :

    Dá para sentir um pouco de pena de Amanda Beck. Ela é a jornalista do serviço noticioso Reuters que estava entre os primeiros a cobrir um novo estudo conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, San Francisco, que alertava acerca de um surto de uma variante perigosa, resistente a drogas e potencialmente mortal de infecção estafilococa afligindo certos segmentos da comunidade homossexual.

    Embora surtos de MRSA (Staphylococcus aureus resistente à meticilina) tenham sido confinados principalmente aos hospitais no passado, o estudo apurou que, devido a “condutas de alto rico” de fora dos hospitais — tais como “sexo anal” — homens que têm sexo com homens agora têm uma probabilidade 13 vezes maior de contrair a infecção.

    Pelo fato de que essa variante específica pode ser transmitida por meio de contato de pele, os pesquisadores temem que o surto “tenha o potencial para disseminação nacional rápida” e se espalhará para “a população geral”. Com a disseminação, eles dizem que será “impossível detê-la”.

  2. roberto quintas

    Não há essa tal lei de Deus. Apenas uma leitura tendenciosa de um livro, cuja autenticidade e originalidade são discutíveis.

  3. Cristiane Pinto

    Quintas, lei de Deus existe sim, existem os dez mandamentos, agora se você não acredita nisto e acha que deve obedecer somente às leis dos homens, é outra história…

  4. Jorge Ferraz Post author

    Exatamente, Quintas.

    Favor não confundir a tua própria e manifesta ignorância com o critério para existência das coisas no mundo real.

    – Jorge

  5. Jorge Ferraz Post author

    Só na tua cabeça.

    Ou a gente crê naquilo que já existe ou, se a gente crê em algo que não existe, ele não passa a existir pelo fato da gente crer.

    – Jorge

  6. Cristiane Pinto

    Ateísmo também é uma crença, senhor Rafael. Os ateus é que não querem admitir isso.

  7. Leniéverson Azeredo

    Em programas como Hebe, na Rede Tv e o Agora é Tarde, na Band, a Senadora Martha Suplício, ops, Suplicy, disse que a sociedade civil organizada acolheu a causa gay.Mas vem uma pergunta, mas de qual sociedade civil organizada, Martha se refere? O que eu mais vejo nas ruas são insatisfaçoes sobre as ultimas “conquistas” do movimento gay.Esse povo só sabe fazer estelionato ideológico.

  8. Lúcio Clayton

    sr. Quintas,

    alguém já lhe disse que o sr tem cara de bocó?

    vc tem as feições não muito agradaveis se de olhar, mas espero que apesar disso o sr tenha uma boa saúde, digo saúde física mesmo, pois não creio que gozas de boa saúde mental.

    mas, fazer o quê né?
    ninguém é perfeito.

    vc nos disse que fazemos uma leitura tendenciosa,
    mas eu te pergunto:

    qual a sua “tendência”?

  9. Olegario

    “Em programas como Hebe, na Rede Tv e o Agora é Tarde, na Band, a Senadora Martha Suplício, ops, Suplicy, disse que a sociedade civil organizada acolheu a causa gay”

    Uma ova!!
    Essa Marta é uma dissimulada!
    Ela sabe que tanto a PL 122 quanto a “marcha da bixarada” não passa pelo crivo da sociedade.
    O brasileiro é assim:
    Quer bagunçar; bagunce.
    Quer foliar; folie.
    Quer marchar pela maconha; marche
    Quer ser gay de passeata; seja!
    Mas não conte com meu voto prá esse “troço” virar LEI.
    Tenho como exemplo uma amigo meu, que tem comércio na 25 de Março com um quadro de mais de 50 funcionários.
    Disse-me ele:

    – Olegário, não tenho qualquer preconceito em admitir um homossexual, desde que ele seja capacitado, honesto, tenha POSTURA social e profissional.
    Agora, aquela gente desordeira que vai à Paulista fazer desordem com a b.. de fora; não quero nem na porta!

    E o PT sabe disso.
    Só os gays que não…
    Ô gente besta!

    Olegario.

  10. Leniéverson Azeredo

    Eu concordo com você, Olegário, acho que a mídia vem fazendo um verdadeiro estelionato ideológico no tocante essa questão.Quando me refiro a mídia, estou me dirigindo a mídia secular que quando aborda essa questão, chama-se líderes religiosos, mas não dão o espaço igual para debater e demonstrar a visão da Igreja.Frequentemente esses programas ridicularizam o debatedores cristãos.Se observar, programas da MTV, os de Stand Up comedies da Band e Rede TV!, tem feito quadros onde coloca os padres, pastores como os arautos de uma visão atrasada da sociedade.E a miriam rios que só falta o ABGLTXYZZZ querem casar o mandato dela de deputada, e o silas malafaia que querem cassar o registro de psicólogo dele?
    A questão é muito mais que mordaça, é uma intimidação das mais pesadas.
    Eu queria que o Jorge e os demnais debatedores me ajudassem numa coisa.Vivem nos chamando de atrasados, de obscurantistas, de retrógrados, conservadores, etc.Se é assim, será que o mundo progressista de fato salvará a humanidade?Gera mais felicidade que Deus?Alguem me responderia?

  11. rafael

    Exatamente, as coisas não existem só porque tem gente que crê nelas. Vide efeito placebo e boatos sobre o estouro de Tapacurá. =)

  12. Alien

    O roberto quintas é divertido: ele é o verdadeiro “saco de pancadas” do Deus lo Vult! :)

  13. Ygor

    É Rafael,

    Nem deixam de existir só porque tem gente que não crê nelas.

  14. rafael

    Certíssimo! Logo, a crença ou a não crença não é suficiente para provar nada. Porém a crença é suficiente para provocar efeitos reais, novamente, vide efeito placebo e o pânico causado por boatos do estouro de Tapacurá.

  15. Jorge Ferraz Post author

    Pois é, mas nem o efeito placebo faz a balinha de açúcar ser verdadeiro medicamento e nem o pânico dos recifenses na década de setenta faz Tapacurá estourar.

    – Jorge

  16. Ygor

    Rafael,

    Esta tua última conclusão é óbvia e um pouco equivocada. O homem, em geral, procura realizar aquilo que crê, ou pelo menos tenta, na medida de sua capacidade, por em prática suas crenças. Ora, Hitler, Stalin, Bush, entre outros de destaque, não puseram, de algum modo, suas crenças em prática? Evidente que sim!

    Pensando no acima citados, e retificando a tua frase, “a crença é NECESSÁRIA para provocar efeitos reais”, não SUFICIENTE. Por exemplo, quando li seu comentário, pensei: O Rafael não está correto! Acreditei nisso para lhe responder. Mas veja que foi necessário crer nisso para vir até aqui e postar uma resposta. Eu poderia ler, pensar o que pensei e nada responder. Logo, não é suficiente que eu creia para vir aqui lhe responder, mas tão somente necessário.

    Certamente crença ou não crença nada prova pois é algo pessoal. E é exatamente por isso que o mundo apresenta tantos casos escandalosos causados por homens(como os acima citados) que necessariamente acreditam em suas convicções. A questão relevante é como age o crente. Isso também é pessoal.

    Note ainda que crença e não crença são modos equivalentes de se crer em algo, pois a não crença nunca deixou de ser uma espécie de crença. É próprio do ser humano crer, seja lá no que for.

    Portanto, não tente distorcer os argumentos para atacar a crença alheia implicitamente.

  17. Geraldo D. Nora

    Se eu não creio em religiões, pois afinal todas elas tem seus mistérios e na maior parte das vezessem logica e dificel de entender, e o que é pior, muitos para não dizer a maioria de seus membros não observam e não praticam o que querem fazer a outros acreditarem e praticarem, Eu creio que existe um ser superior cuja grandeza nossa vã filosofia não alcança, que rege a natureza, que nos proporciona termos sentimentos, raciocinarmos, sermos solidários, afáveis, caridosos e tolerantes etc…cujos mistérios a ciencia não explica e nunca vai explicar, e que talvez depois de nossa morte podemos ter conhecimento. E tambem de um ser ou espirito do mal que nos atrai para os maus sentimentos e atitudes, ódio, vingança, calunias, preconceitos, inveja, guerras, intrigas, prepotencias etc… Estes dois seres ou espiritos ou ainda energia vital que flutua e se espalha pelo universo desde os povos mais primitivos até os de mais elevada cultura seria na minha vizão DEUS e o Diabo, e os povos com suas diferentes culturas, e diferentes graus de evolução de suas mentalidades e inteligencias, sentiram desde os primórdios a realidade da existencia destas forças, uma do bem e outra do mal, surgiram então em diferentes épocas e em diferentes partes do mundo pessoas iluminadas ou misticas que formularam idéias e concepçõesde uma divindade que tudo teria criado e a que tudo estava subordinado, e como a morte era uma realidade a pessoa obedecendo certos preceitos apenas com a morte passaria a uma nova vida, como a não observancia destes preceitos a levaria a condenação , pois também haveria uma entidade maligna que influenciaria as pessoas, e dentro destes principios foram surgindo atravéz dos séculos em diversas partes do mundo as religiões, umas mais evoluidas, outras beirando ao primitivismo selvagem, de acordo com a evolução das culturas. Com o passar do tempo estas religiões foram se transformando em fontes de poder politico e de dominação, até chegar aos nossos dias em que existem talvez milhares de religiões e seitas, cada qual querendo ser a verdadeira, a maioria formando verdadeiros impérios economicos, mais preocupadas em coisas materiais do que dar conforto espiritual aos povos, semeando discordias, promovendo guerras, (Como o Islam no presente e os Cristãos no passado) sendo fator de angustias espirituais, em conflito eterno com a cência, não acompanhando a evolução da humanidade, mantendo o povo na ignorancia deliberada para melhor poder domina-los . Por isto eu não creio em religiões, respeito a fé de quem acredita e não tento destruir esta fé, pelo contrario, se é isto que a conforta espiritualmente ainda a incentivo , mas eu não tenho como acreditar em doutrinas que a logica e a razão estão longe de ser a tônica . Dai eu pergunto a muitos teólogos (Alguns que aqui escrevem devem ser) e aos religiosos acima como eu sou visto pela Igreja Católica, já que fui católico batizado, crismado, primeira comunhão, casado pela igreja, filho igualmente batizado, crismado etc…durante 60 anos e hoje com 70 anos não mais creio na Igreja Católica e muito menos em outras, (Que pregam mais absurdos ainda) afinal eu queria saber como me enquadro nas suas classificações: Sou Ateu, sou Herege, sou um pecador sacrilego, Gostaria de saber suas avaliaçõe. Grato por alguma resposta !

  18. Olegario

    Sr. Geraldo Nora,

    Permita-me:

    O Sr. não é ateu, ainda.
    Mas lendo seu depoimento creio que sua visão de Deus se aproxima muito da doutrina espírita, o que é péssimo.
    Fico triste que o senhor tenha sido católico, batizado e crismado por 60 anos, e hoje, diante do poder da Igreja ( que o Sr. julga ruim )se afastou dela, pensando que ela ( a Igreja) por tê-lo ( o poder) faz parte de um “império dominante que aliena e aprisiona as pessoas”.
    Ora, seu Geraldo, o poder e o dinheiro não são situações ruins e nem sinonimos de pecado.
    Deus não condena o poder nem excomunga o rico.
    O que Deus faz é aborrecer o ditador (que tem o poder para oprimir e humilhar os fracos) e condenar aquele que faz o mal uso do dinheiro, agindo com soberba e vaidade.
    Portanto, o fato da Igreja ser uma instituição poderosa e possuir riquezas não faz dela uma empresa privada que visa o lucro ilícito nem a dominação ditatorial de ninguem.
    E a Igreja precisa de recursos financeiros porque por ele ela promove imensamente a caridade, tanto material quanto espiritual, dando o pão a quem tem fome, e vida espiritual aos ignorantes.
    E a Igreja não faz a “guerra” para provar que detem a VERDADE sobre as coisas divinas.
    Ela sabe muito bem o seu papel ao longo da história no mundo.
    Quem quer destruir isso são as seitas espahadas pelos becos.
    E mal sabem elas que combatendo a Igreja combatem a Cristo que é a Verdade.
    Portanto seu Geraldo, se eu fosse o Sr. pensaria muito na triste situação espiritual em que o sr. se encontra agora, neste momento.
    Reveja seus conceitos; reze uma Ave Maria todos os dias; retome sua amizade com Cristo; procure um sacerdote piedoso e faça uma confissão exemplar.
    Eu de minha parte, que não tenho “dinheiro” e nem “poder” farei pelo Sr. aquilo que a Igreja ” que tem poder e dinheiro” me ensinou a fazer pelo próximo: Rezarei 3 Ave Marias pelo seu retorno a casa de Deus.

    Que Nossa Senhora o guarde.

    Olegario.

  19. Wilson Ramiro

    Caro amigo

    Geraldo D. Nora.

    Paz no coração, paz que vem da fé.

    Suas dúvidas descritas em seu comentário não são suas, são pensamentos recorrentes que brotam na alma que cresce e que podem ser resolvidas com humildade e busca.

    Se eu não creio em religiões, pois afinal todas elas tem seus mistérios e na maior parte das vezessem logica e dificel de entender,

    Quem entende o coração do homem? Deus fala ao coração é preciso silêncio e o apoio da Igreja.

    Eu creio que existe um ser superior cuja grandeza nossa vã filosofia não alcança, que rege a natureza, que nos proporciona termos sentimentos, raciocinarmos, sermos solidários, afáveis, … …. E tambem de um ser ou espirito do mal que nos atrai para os maus sentimentos e atitudes, … … Estes dois seres ou espiritos ou ainda energia vital que flutua e se espalha pelo universo

    Você deve saber que a ideia de dois (espíritos/seres/energias), não é coisa nova. Santo Agostinho, homem brilhante, precisou das orações de sua mãe, Santa Mônica, para com a ajuda de Deus e da Igreja entender que isto é ilusão.

    sendo fator de angustias espirituais, em conflito eterno com a cência, não acompanhando a evolução da humanidade, mantendo o povo na ignorancia deliberada para melhor poder domina-los

    Eu acredito que o Sr com a idade que tem, e com a convicção que tem sobre o que afirma, deve ter lido muito e conhece toda a contribuição que a Igreja Católica deu para a evolução científica da humanidade.

    O senhor deve conhecer toda a participação da Igreja para que as universidade fossem iniciada já na idade média. Muitos dos que afirmavam que a Igreja mantinha o povo nas trevas, carregavam as lampadas que apenas a Igreja fornecia.

    Deve saber quantos padres, Frades, Monges e leigos foram fundamentais em campos tão dispares quanto economia, paleontologia e até eletrônica. Já leu Santo Tomas de Aquino, Padre Landel de Moura etc etc etc etc.

    afinal eu queria saber como me enquadro nas suas classificações: Sou Ateu, sou Herege, sou um pecador sacrilego, Gostaria de saber suas avaliaçõe. Grato por alguma resposta !

    Esta é fácil, se o senhor acredita que o mundo é melhor sem Deus, o chamaria de ateu. Se o seu Deus é do mesmo tamanho do seu diabo o senhor é dualista, se o senhor deseja da Igreja apenas algumas coisas que o satisfazem o senhor é um herege. Mas pelo que escreveu é apenas mais um pecadorzinho, igual a mim, com uma profunda preguiça pelas coisa da religião.

  20. Geraldo D. Nora

    Grato pelas respostas, estou meditando sobre elas, analisando, comparando e depois de acordo com o raciocinio seguir o caminho que nos leva até a eternidade. Mas uma parte ainda não me responderam, como crer profundamente que só a nossa religião é a verdadeira, (Não falo de seitas) se todas elas tem os mesmos argumentos e as mesmas teses para se dizerem serem as verdadeiras, inspiradas ou até fundadas por enviados dos céus, (Budismo, Islamismo, e Igrejas Cristãs como os Anglicanos e Ortodoxos) muitas mais antigas que o cristianismo, como os Judeus, fica a grande pergunta: Porque DEUS não se revelou a todos os povos de uma forma clara e precisa de uma vez só? porque Jesus Cristo escolheu um povo diminuto, colonia do Império Romano para se manifestar, ele que tudo pode e tudo criou, mesmo assim deixou grande parte de suas criaturas sem o conhecimento de sua existencia como DEUS, deixando os povos e civilizações procurarem por conta propia os seus Deuses ou seu unico Deus, que atravez dos séculos criaram inumeras formas de reverenciar a este ser supremo, atribuindo a ele tudo o que fugia da coomprenção limitada de suas mentes, será que a nossa religião também não é parte desta imensidade de crenças, onde cada uma quer ser a verdadeira? Tenho amigos orientais que seguem o Budismo, por tradição de familia, crenças que vem a séculos, são pessoas cultas, éticos de comportamento exemplar, (Isto não quer dizer que entre eles não tenham maus elementos, como alias em todas as crenças) e eles também se questionam e tem duvidas quanto a veracidade dos ensinamentos e a origen divina de suas religiões, questionam muito seus monges e sacerdotes sobre costumes e doutrinas antigas, que se chocam comn as verdades que a evolução do pensamento e da ciencia estão a desmentir a toda hora. Diante de tudo isto não é hora de as religiões evoluirem sua concepção de um DEUS unico, ou até de admitirem que possa haver mais de um DEUS? Que talvez Deus ou Deuses estejam se revelando a humanidade de uma forma que ainda não entendemos, que de acordo com a evolução do pensamento humano, está revelação vai aos poucos tomando forma de uma maneira bastante diferente do que pensamos tradicionalmente, As religiões, todas elas, tem entre os seus ensinamentos a distinção entre o bem e o mal, e a crença em uma outra vida, seja no paraiso(No céu) ou reencarnação etc… o que mudam são a maneira como foram criadas, a época, as condições de vida dos povos, a evolução dos conhecimentos e da cultura destes povos, por isto não podemos demonizar ou condenar outras crenças, embora muitas se mostrem bizarras demais para nosso entendimento, é o mesmo que costumes alimentares de povos diferentes, certas praticas alimentares para nós são absurdas (Comer escorpiões na China) e outras que nós praticamos para eles também parecem estranhas. Ficam as duvidas!!!

  21. Ygor

    Sr. Geraldo D. Nora,

    Atendendo a seu pedido, pelo que o sr. escreveu, eu o classifico (indevidamente) como um católico que não enxergou a Cristo dentro da Igreja.

    Perdoe-me ir além do seu pedido, mas, pelo que o sr. escreveu, eu te digo: Há muitas pessoas dentro da Igreja, “fora” do caminho de Cristo. E muitas pessoas dentro da Igreja, “dentro” do caminho de Cristo. Então se o sr. julgar a Igreja só pelos que estão “fora da estrada”, cometerá um erro ignorando os outros. A Igreja assim se encontra pela misericórdia de Deus e a parábola do joio e do trigo ilustra muito bem esta situação. Espero que o sr. retorne à Igreja algum dia, mas retorne com lucidez e sabendo porque retornou.

  22. Angelica

    Prezado Sr Geraldo D.Nora ,paz e bem.
    Não creio que o senhor seja ateu,pois percebo em vc a inquietude dos que querem ter fé e experienciar Deus.
    Creio que vc ainda não fez a experiência do Amor de Deus em sua vida e por isso acredita que todas as religiões estejam no mesmo patamar.
    Esta maneira de pensar é relativista e este é o grande mal do tempo em que vivemos:O relativismo.
    Deus escolheu se fazer HOMEM, e ele é 100 % DEUS e 100% HOMEM .E como é também humano, na pessoa de Jesus Cristo,escolheu uma raça e um povo para nascer,a raça hebréia.
    E ao longo da história foi preparando este povo com sua pedagogia , se revelando aos poucos até que este povo estivesse preparado para isto.
    Dai veio Jesus,no tempo certo, e na hora certa.Ele é Deus encarnado feito homem ,e nos revelou tudo o que precisamos para voltar ao encontro desta felicidade eterna que temos latente no coração já que somos imagem e semelhança de Deus.
    Assim sendo ,segui-lo é a única chance de ter esta felicidade.NÃO HÁ OUTRO CAMINHO,NEM OUTRA VERDADE NEM OUTRO MEIOR DE SE TER VIDA ETERNA.
    ALGUNS O ENCONTROM NO INÍCIO DA VIDA,OUTROS NO MEIO,OUTROS NO FINAL.
    O IMPORTANTE É O BUSCAR E QUEREM ENCONTRÁ-LO,SEGUINDO SUAS PISTAS.
    QUEIRA DEUS,E ACHO QUE ELE QUER,QUE VC O ENCONTRE E QUE ESTE ENCONTRO TRANSFORME SUA VIDA E SUA EXISTÊNCIA.
    QUE MARIA,A RAINHA DA PAZ,O ABENÇOE.
    PAZ E BEM.

  23. Angelica

    Completando,Jesus fundou uma Igreja,mais invisível que visível,como dizia o bem aventurado papa João Paulo II.E esta igreja é a CATÓLICA,APOSTÓLICA E ROMANA.
    Por que assim quis e escolheu.E cá entre nós ,ele tem este DIREITO.
    SOMOS COMO BEBÊS E COMO CRIANÇAS EM MATÉRIA RELIGIOSA E MAL SABEMOS O QUE SE PASSA DIANTE DE NOSSOS OLHOS(MESMO TENDO,20,40,60 OU 70 ANOS ),POR QUE QUESTIONAR ISTO OU AQUILO QUANDO NÃO NOS COMPETE ISTO PELA NOSSA PRÓPRIA DEFICIÊNCIA HUMANA E PARCIAL?
    PAZ E BEM.
    SIGA JESUS ,SIGA A IGREJA DELE.
    VC NÃO SE ARREPENDERÁ .
    É O QUE TENHO A LHE DIZER.
    DESEJO-LHE TUDO DE BOM E QUE VC ENCONTRE JESUS CRISTO,POIS ELE O PROCURA.

  24. Wilson Ramiro

    Caro amigo

    Geraldo D. Nora.

    Paz no coração, paz que vem da fé.

    Seu questionamento é muito pertinente. Eu jamais seria arrogante, pensando que EU pudesse responder por mim mesmo. Mas seguindo os doutores cristãos quem sabe.

    Quando Deus afirmou que o homem seria sua imagem e semelhança, não quis dizer que Ele tivesse: duas pernas; dois braços; barriga etc. A obra mais esplêndida de Deus era o homem, não o animal homem pois é provável que como animal nem seja o mais adequado, mas como filho.

    Criar um homenzinho marionete certamente seria possível para Deus, mas o que isto acrescentaria?

    A maior aventura divina é criar um ser, dar-lhe status de filho e permitir-lhe liberdade. Até que ponto Deus pode interferir na existência humana, sem que isto possa representar uma colocação de cordéis em um marionete?

    Porque DEUS não se revelou a todos os povos de uma forma clara e precisa de uma vez só?

    Amanhã cedo ao acordar e abrir os olhos, todos os ateus do mundo, ainda não verão a Deus. Embora insistam que negam a existência de Deus, eles lutam contra todas as religiões, suas desavenças e suas atuações nem sempre coerente na vidas dos povos. Deus poderia acabar com todas as dúvidas dos ateus e colocar todos os fiéis enfileirados e agindo como personagens de um presépio bem montado… e justamente aí seria melhor ele encaixotar tal presépio de esquece-lo.

    Deus sempre, de forma sútil, leva o homem para seu fim último, desejar ficar junto dEle.

    Desde a infância da humanidade o coração do homem carrega a certeza da existência de Deus, para pensar que não há Deus é necessário que sejamos muito sofisticados, e isto é coisa de arrogantes desocupados.

    cont…

  25. Wilson Ramiro

    Caro amigo

    Geraldo D. Nora.

    Paz no coração, paz que vem da fé.
    … cont

    Pode o homem penetrar no coração de Deus? É impossível para o ser humano conhecer a vontade divina se ela não nos for dita por Ele. Mas como conhecer a vontade de Deus sem que isto represente uma imposição irrevogável?

    E se EU decidir que não quero Deus? Sou livre o suficiente para isto?

    Se algumas pessoas que negam a existência de Deus, isto chega a ser compreensível conhecendo nossas limitações, mas muitas pessoas negam a existência do homem e então ficamos com a impressão de não termos entendido nada. Quando pelo amor de Deus fomos criados “separados” dele, foi sua sabedoria infinita agindo, não estava havendo um colossal erro. Fomos criados separados para assim permanecermos e ficarmos junto com Deus que nos criou e descansarmos nosso coração inquieto.

    Algumas doutrina ensinam que a felicidade consiste em voltar para a divindade, como o rio some no mar, não para junto de Deus, e sim, ser engolido por Deus. E pior, negam a existência de tudo, até de seus deuses, que tudo seria apenas um sonho de um suposto deus maior!

    Mas uma parte ainda não me responderam, como crer profundamente que só a nossa religião é a verdadeira,

    Uma questão interessante é o problema do sofrimento e como algumas doutrinas tratam-na.
    Que nesta vida tenhamos a nossa paróquia!

    Talvez alguma destas doutrinas exóticas tenha um documento assinado por Deus, que assegure que teremos uma vida sem sofrimentos, queremos que os parágrafos deste documento que garantem toda a liberdade possível não sejam apagados, até a liberdade de eliminarmos Deus de nossa vidas.
    A morte é injusta e nos faz sofrer, nós não queremos sair deste mundo, então nos reencarnamos mais e mais, e se algum sofrimento ocorrer será sempre uma correção de algo de outra reencarnação. A deficiência é que apenas Deus nos pode perdoar e para isto nos pede conversão não castigo, a conversão é mais difícil, mas não há opção.

    O Sofrimento não é fruto do mérito de boas ou más ações, sempre encontraremos corruptos que terão uma vida tranquila até o fim. O julgamento para estas ações ocorrerão na pior hora, para o delinquente.

    cont…

  26. Ygor

    Sr. Geraldo D. Nora,

    Sobre seu segundo comentário, percebi três perguntas basicamente:

    1)Como identificar a verdadeira religião?

    2)Por que Deus não se revelou a todos?

    3)Por que Deus escolheu o povo judeu?

    Para tentar responder às perguntas 2 e 3, vou me valer da Bíblia, no seu início. Se pensarmos nas consequências do pecado original (todos os que nascem, morrem em algum momento; todos carregam, de algum modo, a concupiscência; assim como os primeiros pais, todos estão afastados de Deus), veremos que, apesar do estilo simplificado do autor sagrado, este pecado foi muito e muito grave (e não sabemos todos os detalhes), a ponto de recair indefinidamente sobre qualquer geração. A ponto, também, da remissão deste pecado só ser possível pela encarnação do próprio Deus (imagine o que o maligno não aprontou?). A escolha de Adão e Eva foi livre, assim como é a nossa hoje. E penso que é exatamente aí onde se pode pensar uma resposta à pergunta 2. Ora, se pudéssemos ir ao encontro de Deus andando, certamente que só um louco não iria fazê-lo, porém sabemos que Deus é o sumo bem e nEle não habita o pecado. Como iremos a Ele manchados como estamos? Certamente morreremos! Então Deus quis nos dar o caminho para encontrá-lo. E de que maneira seria mais fácil para nós, limitados como somos, entendermos os desígnios de Deus? Através de profetas que falem por Deus! Ele quer nosso sim espontâneo por isso permite que o mundo esteja sob influência do maligno. Para que cada um escolha para si o que realmente deseja. Deus não quer escravos a seu lado mas amigos. E ser amigo de Deus implica em seguir no caminho de Cristo. Não há outra maneira revelada por Ele. Bom, isto seria uma tentativa de resposta à pergunta 2.

    Quanto à pergunta 3, um pouco mais adiante na Bíblia, podemos observar um homem rico na época, sem qualquer necessidade material, ouvir uma voz, sentir que era a do Todo-Poderoso (sem ter total certeza) e crer. Este foi o grande Abraão. E a promessa de Deus a Abraão é a resposta à pergunta 3, pois Deus prometeu abençoar todos os povos através da aliança feita com Abraão.

    Quanto à pergunta 1, uma maneira de se saber qual a verdadeira religião passa por três pontos importantes:

    a) Busque a verdade com afinco;
    b) Quando a encontrar, não se desvie dela, mas aceite-a;
    c) Se ainda persistir dúvida, peça a Deus com confiança, que certamente Ele sabe como lhe orientar da melhor maneira. Digo isto por experiência própria, pois só me tornei católico, em definitivo, quando Deus me deu sinais bem sutis mas de um modo que pude notar perfeitamente a resposta. E eu tinha pedido um forte sinal…

    Bem, tudo o que escrevi acima tem forte doze da minha fé e do meu entendimento. E podem não ser adequados ao seu entendimento. Mas só o que posso fazer é isto, lhe explicar o que entendo, mostrar um pouco da minha fé e lhe dar sugestões. É necessário que o sr. mesmo entenda e sinta com sua própria consciência.

    Espero tê-lo ajudado de alguma forma.

  27. Wilson Ramiro

    Caro amigo

    Geraldo D. Nora.

    Paz no coração, paz que vem da fé.
    … cont

    Um homem que se diz Deus, dentro de um povo como o povo judeu, que sempre acreditou ter relação próxima com o criador, não poderia ter sido melhor definida, “escândalo”, Jesus não veio colocar apenas mais uma pessoa no Deus único dos judeus, veio colocar mais duas pessoas e ainda assim manteve um Deus único.

    Os judeus contemporâneos de Cristo não duvidaram e nem poderiam duvidar que ele fizesse milagres, mas não queriam aceitar que estes milagres tivessem Deus como origem.

    … por isto não podemos demonizar ou condenar outras crenças, embora muitas se mostrem bizarras demais para nosso entendimento…

    Aceitar uma religião na qual Deus morreu numa cruz! Mesmo que o apostolo Paulo usasse de toda a sua eloquência na defesa desta fé, os filósofos gregos definiram como loucura. Nenhum deus grego os havia chamado de filhos nem oferecido seu amor, eles estavam certos, jamais seria imaginável qualquer um dos deuses do seu panteão crucificado por amor.

    Agora mesmo que todas as objeções filosóficas ou racionalistas fossem removidas, até onde fossemos capaz, isto seria insuficiente para obter um mínimo de fé. É preciso desejar, pedir a fé e ela nos será dada gratuitamente.

    A fórmula para obter a fé é a mesma para chegar ao reino do Pai e está inteira no sermão da montanha. Acorde manso de coração, pobre de espírito, humilde, pequenino… …retire o rancor da alma, elimine a arrogância, aceite o sofrimento, evite a soberba. Foi fácil escrever, quem sabe um dia antes de morrer eu chegue perto de tudo o que eu quero crer.

    desculpem por escrever demais…

  28. Flavio Machado Machado

    discutir reencarnação do ponto de vista religioso pra mim é perca de tempo. religião tem que se aprofundar em temas com o amor, a caridade, o perdão. porque a humanidade precisa mais do que saber da verdade é aprender a amar o próximo como a si mesmo e a Deus sobre todas as coisas. isto foi o que Jesus nos pedi-o. não que agente ficasse nosso tempo e nossa inteligencia pra saciar o nosso orgulho.