Quem como Ela?

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos 11 meses 23 dias atrás.

Um leitor do Deus lo Vult! pediu-me que comentasse uns textos absurdos divulgados por hereges protestantes [texto i, texto ii e texto iii], os quais cometiam a terrível blasfêmia de identificar a Gloriosa Mãe de Deus com um demônio vetero-testamentário. Ele próprio me adiantou que já havia uma refutação católica aqui; tendo isso em vista, passo eu próprio a tecer alguns comentários sobre o assunto. Falando mais sobre a alegação em si do que sobre os devaneios concretos dos quais os textos estão cheios.

Antes de qualquer coisa, cabe apontar que a acusação é totalmente gratuita e descabida, além de ilógica. Do fato de haver um demônio pagão à época do profeta Jeremias que se auto-denominava “rainha dos céus” não segue que não exista a verdadeira Rainha dos Céus, como o fato de Satanás querer tomar o lugar do Deus Altíssimo não implica na inexistência do próprio Deus Altíssimo, ou como (parafraseando Chesterton) uma nota falsa de cinqüenta reais não significa que não exista o Banco Central do Brasil. Aliás, é exatamente o contrário.

Satanás ousou apresentar-se como se fora o Altíssimo. Contra ele, levantaram-se as legiões de anjos fiéis ao Todo-Poderoso gritando-lhe: quis ut Deus?, quem como Deus? Se fossem protestantes as hierarquias angelicais, por certo que combateriam o próprio Deus Altíssimo sob o pretexto de que era exatamente isto o que afirmava de si o primeiro Anjo Caído. Aliás, coisa bastante parecida com isso já aconteceu – não com anjos, claro. E está registrada nos Evangelhos:

“Como pode este homem falar assim? Ele blasfema.
Quem pode perdoar pecados senão Deus?”
(Mc II, 7)

E este diabólico “quem (…) senão Deus?” dos escribas é materialmente muito parecido com o justíssimo “quem como Deus?” de São Miguel. Talvez estes judeus da época de Cristo tenham sido os legítimos antecessores dos hereges protestantes do século XVI – uns e outros negando a Nosso Senhor. Os fariseus e escribas eram incapazes de distinguir o Deus Verdadeiro dos demônios! Analogamente, os hereges dos tempos modernos que negam as honras devidas à Virgem Maria não conseguem diferenciar as santíssimas obras do Deus Altíssimo das pompas diabólicas dos sequazes de Satanás.

Ora, por qual motivo houve um dia um demônio que se apresentasse como rainha dos céus? Qual seria o porquê, senão pelo fato de haver a verdadeira Rainha dos Céus [inclusive registrada explicitamente nas Escrituras Sagradas: Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelasAp 12, 1], de Cujas honras e glórias os demônios são invejosos e as anseiam por roubar? Não é bastante óbvio que a falsificação diabólica aponta precisamente para a existência da obra santíssima do Todo-Poderoso? O fato dos orgulhosos demônios quererem para si este título não demonstra de maneira cabal que ele existe e já pertence por direito a uma Mulher que o inferno não é capaz de suportar?

É justamente a grandeza do Deus Verdadeiro que faz com que um demônio apresente-se aos homens como sendo ele próprio um deus. É também incontestável que o Deus Altíssimo não é a “rainha dos céus” – este título não Lhe é atribuído em lugar algum. Ora, considerando isso, é bastante claro que o demônio auto-apresentado como rainha dos céus não poderia senão estar desejando usurpar o lugar de Alguém – e quem seria Esta senão Aquela grandiosa Mulher coroada no Apocalipse, a Verdadeira Rainha dos Céus, Regina Caeli, a Gloriosa e Imaculada sempre Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa?

Satanás quis ser como Deus e foi resistido à face por São Miguel. Se há um demônio que deseja ser como a Virgem Santíssima, devemos resistir-lhe com coragem: não perseguindo a verdadeira Rainha dos Céus, mas perguntando ousadamente: quem como Ela? Aos demônios pagãos que se apresentam falsamente como rainhas do céu ou do mar, devemos responder com as palavras das Escrituras Sagradas: Quem é esta que surge como a aurora, bela como a lua, brilhante como o sol, temível como um exército em ordem de batalha? É certo que não pode ser demônio algum. É certo que Esta só pode ser aquela Mulher que um dia foi chamada de cheia de graça. Aquela que as Escrituras chamam de Mãe do Senhor. Aquela que todas as gerações proclamarão Bem-Aventurada.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

6 thoughts on “Quem como Ela?

  1. Lúcio Clayton

    Viva a Mãe de Deus e Nossa,
    sem pecado concebida;
    Salve a Virgem Imaculada,
    A Senhora Apareceida!

    Brilhante Jorge,

    Uma defesa magnífica e bela.
    Tu mostras um profundo amor por aquela a qual Deus dignou que fosse a Mãe do Salvador!

    Eis a Virgem poderosa,

    Eis aquela que é Filha de Deus Pai,
    Mãe de Deus Filho e Esposa de Deus Espírito Santo!

    Porém, como eu já disse em um outro recente post, não adianta afirmar isso, nem provar isso, pois os cegos hereges não ouvirão e virão apenas com as mesmas velhas respostas mofadas de sempre. Mesmo que fosse um anjo descido do Céu para testemunhar os louvores a grande Mãe de Deus, esses protestantes diriam que o anjo é um demônio.

    E se viesse o prórpio Cristo Nosso Senhor dá provas de amor a Sua bela Mãe, os protestantes diria que Nosso Senhor não entende nada da Bíblia…

    Quanto ao site desse protestante herege, não dê idéia, é um louco que fala de sonhos reveladores, combate uma seita maluca, mistura essa seita ao Papado, depois lança tudo isso num liquidificador, acrescenta nisso teorias da conspiração, mais uma Bíblia protestante, e o que ele aprendeu na “igreja” da graça de Deus, que é o lugar onde o infeliz “congrega”…

    é só mais um a propagar suas maluquices….

    Que a Mãe de Deus e Nossa, dê a ti Jorge a devida recompensa por tão bela defesa.

    abraços.

  2. Angélica

    Jorge,a JMJ e o encontro com o papa o encheram do Espírito Santo!Que Deus o use cada vez mais na evangelização ,seja através da internet ou outros meios,assim seja.

  3. Emerson Silva

    Parabéns pelo texto, Jorge.
    Que a Mãe de Nosso Senhor lhe seja favorável e lhe conceda toda a disposição possível para continuar no bom combate tão brilhantemente.
    Você poderia nos brindar mais com outros textos apologéticos, rebatendo as heresias de outro site.
    Tenho visitado a muitos… e me surpreendendo muito com sua forma de combate, por assim dizer. Sempre tão lógico e profundo, você apresenta uma maneira rica e até eloquente, gostoso de ler.
    Seria ótimo se abrisse uma seção para dúvidas e apologética.
    Meus sinceros cumprimentos.

    Pour l’honneur de Notre Dame et la Gloire du Saint Nom.
    Emerson Silva

  4. Karina

    Excelente texto!

    Os protestantes têm hora que são tão cabeça de vento que não pensam num princípio muito lógico: alguém por um acaso, gostaria de ouvir sua própria mãe ser chamada de demônio?? Ainda que fosse apenas isso, já seria o suficiente para honramos a Mãe de Deus!

    “Honrarás pai e mãe” – se há esse mandamento para nós, pais e mães terrenos e imperfeitos, o que se dizer da Ave, Maria, Cheia de Graça, que tem o Senhor junto a ela; a Mãe do Nosso Senhor?!

    Tenho impressão de que protestantes desconhecem, ignoram e até mesmo têm ogeriza ao Evangelho de São Lucas…

  5. Angélica

    É o que digo:os protestantes subestimam o poder de Deus achando que quando Maria aparece se trata da mesma ídola pagã da época de Jeremias .Deus permitiria uma impostora(como dizem os protestantes ser Maria qdo aparece) de se manifestar por tanto tempo? (se Maria fosse esta mesma ídola).CLARO E ÓBVIO QUE NÃO POIS DE DEUS NÃO SE ZOMBA E ELE MESMO PROFERIU UMA SENTENÇA DE CASTIGO RÁPIDO CONTRA OS SEGUIDORES DOS ÍDOLOS.
    Não seria a conclusão LÓGICA que uma não tem nada a ver com a outra?Mas não ,eles teimam em afirmar que são a mesma criatura.
    Por que eles acreditam que Enoc e Elias subiram aos céus e não acreditam que com Maria aconteceu o mesmo?
    Não está na Bíblia que milhares de milagres de Jesus não foram relatados nas escrituras e que se os fossem seriam necessários milhares de livros?

  6. Jordan J. Souza

    Lembro de um pensamento que eu tive uma vez, de que mesmo que escrevesse bibiliotecas inteiras dizendo e tentando provar que o céu ao meio dia é verde, isso não negaria o fato dele ser azul. A verdade é que, se os demônios são anjos (e não seres humanos) caidos, e a Virgem Maria é uma ser humano de carne e osso, COMO, que ela seria um demônio?
    ISSO É UM COMPLETO ABSURDO, E UMA MENTIRA ESFARRAPADA DESSES PROTESTANTES MALUCOS E PSICÓTICOS!!!
    E outra, Jesus Cristo, que o PRÒPRIO DEUS, que se fez Homem, vira de um…demônio??? É O CÚMULO DO ABSURDO!!!
    É evidente que essas alegações presentes nessas matérias protestantes são falsas, absurdas, ilógicas e totalmente difamatórias.
    Pegar uma passagem do Antigo Testamento, em que um demônio se auto entitulava como “rainha do céu”, e atribuir isso a devoção a Virgem Maria, nem bebados e doentes psicóticos fazem uma [CENSURADO] dessas.
    Depois esses arrogantes desses “evangélicos” neo-pentecotais dizem que eles são o verdario cristianismo (só se for a versão fake made in china).