As contradições do PT: sobre Bolsonaro e a suposta “quebra de decoro parlamentar”.

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos 8 meses 21 dias atrás.

Tomei conhecimento da mais recente polêmica envolvendo o deputado Bolsonaro, onde o parlamentar teria insinuado que a presidente Dilma Rousseff é homossexual e que, por isso, o PT iria representar contra ele no Conselho de Ética. Está lá – com todas as letras – na nota oficial divulgada pelo PT:

O Partido dos Trabalhadores repudia com veemência a nova manifestação preconceituosa, discriminatória e homofóbica do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), desta vez proferida na Tribuna da Câmara dos Deputados, onde atacou os programas federais contra a homofobia e agiu com total desrespeito à pessoa da presidenta Dilma Rousseff.

A contradição não poderia ser mais gritante: ou o homossexualismo é um valor positivo (no máximo neutro) e, portanto, chamar alguém de homossexual não pode ser jamais um “total desrespeito”; ou, ao contrário, o homossexualismo é uma coisa degradante e ofensiva que, portanto, não pode ser promovida pelo governo e o Bolsonaro está certo em suas críticas. As duas coisas ao mesmo tempo não dá. A contradição foi brilhantemente apontada pelo Carlos Ramalhete, em sua coluna da Gazeta do Povo de hoje:

Ao atacar essa nova tentativa de usar os homossexuais como bucha de canhão para aumentar o poder do Estado, aventou o deputado que talvez a presidente (desculpem, mas só escrevo “presidenta” quando puder escrever “estudanta”) seja ho­­mossexual.

A grita foi feroz! Mostrando claramente que a pregação de amor à homossexualidade é da boca para fora, o PT acusou o deputado de agir “com total desrespeito à pessoa” da presidente, pediu que a Comissão de Ética entre em ação, e tudo o mais. Ora, ou bem a homossexualidade é algo que se deva abraçar e festejar (como o PT prega), ou – como sempre foi o caso na cultura brasileira – é algo que se tolera, sem que se apregoe nem que se agrida. Neste segundo caso, e só nele, cabe acusá-lo de desrespeito.

Se se aceita, contudo, a pregação dos que querem se servir dos homossexuais como peões descartáveis, não há desrespeito maior em aventar que a presidente seja homossexual que em dizer, por exemplo, que ela talvez prefira vinhos tintos a vinhos brancos, ou caminhadas à musculação.

Eu fui procurar a íntegra do discurso do deputado. No referido dia eu achei dois, este e este; o primeiro, aliás, é de leitura particularmente deliciosa porque termina com um “cortem a palavra! Cortem o microfone da tribuna!” que me fez lembrar a Rainha de Copas com o seu off with his head!. Nenhum deles continha a tal inadmissível ofensa feita à sexualidade presidencial. Soube depois que “Domingos Dutra (PT-MA), que ocupava a presidência da sessão polêmica, determinou a retirada das declarações das notas taquigráficas atendendo a pedido do deputado Marcon (PT-RS)” – o que confirma uma vez mais que, para os parlamentares do partido da presidente da República, insinuar que a sra. Rousseff seja lésbica é equivalente a um crime de lesa-majestade, inominável a ponto de não merecer sequer registro histórico nas atas da Casa do Povo! E este é o mesmo governo que quer empurrar a sodomia goela abaixo das crianças nas escolas públicas, como se fosse a coisa mais natural e bonita do mundo!

É importante que estas contradições fiquem claras, até que a situação absurda que vivemos se torne insustentável e possamos nos livrar da ameaça ditatorial que paira ameaçadora sobre a nossa pátria. Diz o adágio popular que a mentira tem pernas curtas, isto é, não dá para sustentar uma farsa por muito tempo. A grande farsa ideológica do Governo de que a família de fato é perfeitamente equivalente à dupla de pederastas (ou, nos termos mais “politicamente corretos” da recente decisão do STF, que a “união homoafetiva” é idêntica à “união estável entre o homem [enxergada] como entidade familiar”) começou a cair, e foram os próprios farsantes do PT que tropeçaram na teia de engodos que eles mesmos teceram.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

76 thoughts on “As contradições do PT: sobre Bolsonaro e a suposta “quebra de decoro parlamentar”.

  1. Álvaro Fernandes

    Quintas,

    O próprio Cristo nos advertiu que nós teríamos falsos mestres! Eu posso citar aqui as parábolas e as exortações dele,de Pedro e de Paulo quanto aos falsos mestres,porém se existem muitos padres/pastores/cristãos em geral que não dão um bom exemplo,isto apenas mostra o que Cristo falou!Não confunda cristão com cristão verdadeiro!

    “eu respeito a crença dos sres enquanto me respeitarem. mas eu não creio que Cristo seja a verdade. no demais, foge do escopo e seria descortês para com o Jorge e os presentes declinar tal assunto”.

    Eu respeito o seu credo,mas se for possível e se tu quiseres,eu te pediria para tu explicares quem ou o que é a verdade na sua concepção.Eu só não tolero o desrespeito a Cristo,mas tu não és obrigado a crêr nele!

    Quanto a laicidade do Estado,este tema já foi amplamente discutido anteriormente e quanto a veracidade da bíblia e o mau uso que alguns fazem dela eu também gostaria que tu postasse mais a respeito antes da minha réplica!

    Jesus te ama!

  2. Álvaro Fernandes

    Quintas,

    Ninguém aqui nega que existem falsos mestres!

    Não confunda mestre com falso mestre e nem cristão com cristão verdadeiro!

    Existem padres que não são dignos do sacerdócio:

    http://www.istoe.com.br/reportagens/139241_PADRES+ORGIAS+E+BALADAS

    Existem pastores que não são dignos de serem chamados pastores e envergonham a nós evangélicos:

    http://www.youtube.com/watch?v=-m37vfx7TKs

    Quintas,

    Nós reconhecemos que existem os falsos mestres,então porque tu não reconhece que existem verdadeiros homens de Deus?

  3. Leniéverson Azeredo

    Olá, quintas, paz e bem!

    Vamos ao rito de defesa.Bom Quintas, vou tentar ser compacto desta vez.Vou separar seus argumentos por dupla de semelhanças:
    “o sr está equivocado. preceitos morais religiosos são baseados em um texto sagrado, tido como divinamente inspirado, inquestionável, incontestável. grupos e pessoas que defendem certos ideais se baseiam em idéias, em conceitos, alguns razoáveis, outros nem tanto, mas estão abertos ao debate, ao argumento, coisa que não é permitida nem tolerada em um sistema religioso fundamentalista”.

    “o sr pode pensar que não foi obrigado, mas a partir do momento em que aceitou as doutrinas, o sr abriu mão de sua liberdade e livre-arbítrio. simplesmente para ser e pertencer à uma congregação religiosa com um corpo doutrinário tão fechado [como o sr mesmo disse o ter] é necessário abrir mão de sua capacidade de questionar, de duvidar, de pensar por livre e espontânea vontade.”

    Em primeiro lugar, acho que você não entendeu.Eu sou cristão porque eu quis, ninguém me forçou para tal.Tenho os valores cristãos como princípio norteador da minha vida.Qual é o problema nisso?Se você tem problemas com eles, que tal convidar todos que pensam como vc a se mudarem para uma ilha e viver lá?Nenhum cristão irá incomodar vocês.Deixe os cristãos em paz.
    Em segundo lugar, é curioso você dizer que o cristianismo é um sistema fechado.Não, Quintas, o cristianismo é uma ideologia aberta,não para a livre interpretação, mas sim a todos que desejam viver a partir dela.Você sabe o conceito de amor a algo?Não, para você o cristão segue algo pela emocionalidade (vc tá confundindo com certas alas da RCC.

    “leniéverson, nem tudo que está escrito na bíblia deve ser entendido literalmente, este é um livro cheio de metáforas, é um texto conotativo e de ampla interpretação. quando Cristo diz que veio trazer a “espada” poderia estar se referindo à “palavra de Deus”, que frequentemente é comparada à uma espada. e como a proposta do evangelho era totalmente antagonica com o pensamento religioso da época, Cristo sabia que isto seria caso de brigas. não obstante, Cristo tambe´m disse “amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”. ao denegrir, perseguir, difamar e caluniar os homossexuais, os cristãos não estão seguindo os ensimanetos de Cristo.”

    Ai, ai, Quintas, você deve ser como certos ateus e agnósticos que acham que a Bíblia é uma fábula, um conto de fadas.Não, Quintas, é a palavra revelada que mostra um Deus que é amor, mas ao mesmo tempo é denunciador das estruturas de pecado.Nenhum Cristão “difama, denigre, persegue, calunia os gays”, apenas não concorda e nem incentiva o espancamento deles (já disse isso, por exemplo, ao Gustavo.É até compreensivel, seu discurso, Quintas, você acha que a bíblia deve ser adaptada a realidade, mas tem um problema nisso;Jesus é o mesmo: ontem, hoje e sempre.Ele não muda, portanto, sua palavra tbm não deve ser mudada.

    “evidente, posto que sou humano, como todos aqui presentes, no que inclui o sr.”

    Sim, Quintas, também sou humano e pecador, mas devo dar graças a Deus por Ele me ajudar a não ser herege como tu.

    “Não gosto de me repetir, mas o STF não legislou, apenas interpretou as leis [nossas leis são interpretativas, sabia?] e aplicou aquilo que era juridicamente perfeito para um processo em transito. caso o sr não saiba, processos são julgados pelo judiciário, não pelo legislativo. e a constituição não proíbe o casamento homossexual, além de garantir a todos, não a poucos privilegiados, o acesso à lei e aos direitos.”

    Você não gosta de se repetir, Quintas?Vc se achava um papagaio marxista?Não me parece que tenha mudado, continua o mesmo tolinho de sempre.Tolinho, porque não leu a entrevista do Marco Antonio Villas, professor de história da UFSCAR, até ele disse que o STF fez o que não devia, porque tem essa competência de criar leis e modificá-las é o legislativo.O Judiciário apenas julga a partir do que já existe e não dar uma de legislador para atender interesses de grupelhos minoritários que tem tráfico de influência, que tem poder, dinheiro.Alias, Quintas, porque no Brasil, só pobre, na maioria das vezes vai para cadeia?Porque que quando rico atropela alguem, não vai preso?Porque que até hoje nenhum envolvido no mensalão e quase nenhum politico corrupto é preso?Engraçado, né?
    Quanto a constitituição, vamos lá:
    “Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.

    § 1º – O casamento é civil e gratuita a celebração.

    § 2º – O casamento religioso tem efeito civil, nos termos da lei.

    § 3º – Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. (Regulamento)

    § 4º – Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.

    § 5º – Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.”
    Agora outra legislação sobre o assunto:
    LEI Nº 9.278, DE 10 DE MAIO DE 1996.

    Mensagem de veto
    § 3° do art. 226 da Constituição Federal

    Regula o § 3° do art. 226 da Constituição Federal.

    O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1º É reconhecida como entidade familiar a convivência duradoura, pública e contínua, de um homem e uma mulher, estabelecida com objetivo de constituição de família.

    Viu, Quintas, pela constituição e pela outra lei, o casamento é entre um HOMEM e uma MULHER, e não entre dois homens e duas mulheres.

    “não, lenieverson, eu espero que as pessoas sejam razoáveis e tenham argumentos mais criveis e racionais. o discurso de ódio nunca será racional, razoável ou crível.”

    O que é razoável pra vc?Pensar igual a tu, cara-pálida?Se assim, o fosse estaríamos perdidos.Quanto a questão do ódio, já disse acima que vc tá equivocado.Só gostaria de acrescentar que você defende aquilo que lhe convém.Paciência.

    “correto, lenieverson, mas isso não é suficiente em uma sociedade de direito. o que o sr descreve está mais para teocracia, ou pior, uma ditadura.”

    Hehehe!Eita, Quintas!Eu também não defendo teocracias, se bem que regimes teocráticos são comuns em países muçulmanos.No entanto, mantenho minha ideia de que políticos e o Estado seja imbuidos de valores que Cristo cultivava e cultiva em cada um de nós, menos vc, Quintas.

    “não é perfeito, mas não por culpa exclusiva do PT, mas por uma conjuntura cultural arraigada desde o período colonial.”

    Não, Quintas, atualmente tá demais, o PT e os partidos da base aliada estão extrapolando, ministros caindo por denúncias de corrupção, envio de dinheiro em Ong´s de fachada, desvio de verbas públicas para fins pessoais, doação de passaportes diplomáticos a pessoas não tipificadas pela legislação vigente sobre o assunto.Fora o superfaturamento das Obras da Copa do Mundo e das Olimpiadas.Depois querem ficar criticando a Jornada Mundial da Juventude, por uma deputada fluminense ter conseguido ver seu projeto onde se libera 5 milhões de reais para o evento.Um evento com lisura, com transparência, que gerará divisas para o país, além do bem espiritual.Mas, a TV Record está enchendo a paciência, mas isso é outra estória.Cuidado, Quintas, corra, pois o Papa vem aí.hehehehe.

    “esta é sua crença. ao afirmá-la, o sr apenas está confirmando meu ponto de vista, no que agradeço. no que me consta, a bíblia é extremamente discutível e questionável. no que me consta, não discutí-la ou questioná-la é o verdadeiro comportamento pueril, infantil e imaturo.”

    Não, Quintas, não é MINHA crença, é a crença cristã católica.Estou confirmando seu ponto de vista de tolo?Não precisa agradecer, os comentaristas agradecem por mais um capítulo do seu livro da sinceridade.Quanto a bíblia é verdade, quem é cristão aceita ou não a Verdade Revelada, não se pode ser Frio ou morno, tem de ser quente.Mas isso , me chama atenção porque quando FHC defende a legalização e a descriminalização das drogas, ninguém pode questioná-lo, porque além de sociólogo, ele é ex-presidente, não é?

    “interessante que o sr se esqueceu que a maioria também é católico. não existem coincidências. aliás, pesquisa realizada com uma amostra de 2 mil pessoas não são conclusivas.”

    Olha, Quintas, quer se a pesquisa fosse favoráveis aos gays, o número de pesquisados não faria diferença e seria conclusiva?Engraçado.

    “os demais me desculpem pelo destempero, mas eu continuo a ser atacado pelo lenieverson.”

    Se acalme, Quintas, não estou atacando você, minhas garras não são afiadas, pois minhas garras “inúteis” foram implantadas no Paraguai.Até onde eu sei, é você que tá nervoso, passeia em blogs católicos, como este e o do Carmadélio para desferir seu veneno herético.Se o Jorge e os demais comentaristas julgarem procedente sua acusação, são outros quintos.
    Saudações!

  4. roberto quintas

    estamos saindo do assunto, mas o debate deve seguir.

    alvaro:
    “Não confunda liberdade com libertinagem! Nós somos livres e muito mais livres dos que são escravos do pecado!”

    uma liberdade relativa e limitada, uma vez que o sr está limitado aquilo que a Igreja define como sendo “bom”, “correto” e “moral”.

    “Não existe perseguição dos cristãos aos homossexuais!”

    alguém avise a imprensa então, pois as ações de violência e homicídio contra homossexuais tem uma motivação religiosa.

    “Então por que eles queriam se intrometer na educação das famílias com o kit educativo gay?”

    o chamado kit gay é para promover a tolerância e coibir o preconceito, nada mais, nada menos.

    lenieverson:
    “Eu sou cristão porque eu quis, ninguém me forçou para tal.Tenho os valores cristãos como princípio norteador da minha vida.Qual é o problema nisso?”

    problema algum e eu disse-o alhures que o problema é o de pretender que isto seja uma verdade absoluta, inquestionável e indiscutível. também disse anteriormente que, ao aceitar e assimililar uma doutrina, o sr necessáriamente abre mão de sua liberdade e livre-arbítrio, pois para ser cristão o sr necessáriamente deve professar determinados conceitos, idéias e concepções.

    “você deve ser como certos ateus e agnósticos que acham que a Bíblia é uma fábula, um conto de fadas.”

    houve um tempo que eu pensava assim, mas atualmente eu considero como um [mas não único, inquestionável, incontestável] texto sagrado.

    “[…]não leu a entrevista do Marco Antonio Villas, professor de história da UFSCAR, até ele disse que o STF fez o que não devia, porque tem essa competência de criar leis e modificá-las é o legislativo.O Judiciário apenas julga a partir do que já existe e não dar uma de legislador[…]”

    eu li, mas o prof. não considerou que a) havia um processo em transito b) o processo foi a suprema instância c) não havia lei ou artigo da constituição que proibisse a união homossexual e d) a constituição garante o direito a todos, não a poucos privilegiados. o STF não criou lei, deu uma sentença a um processo, interpretando as leis, para decidir a causa em questão.

    “se a pesquisa fosse favoráveis aos gays, o número de pesquisados não faria diferença e seria conclusiva?”

    a priori, uma estatística divulga resultados quantitativos, não qualitativos. fazer qualquer análise de valor ou de julgamento mediante o resultado de uma estatística é extremamente equivocado.

  5. Álvaro Fernandes

    Quintas,

    “uma liberdade relativa e limitada, uma vez que o sr está limitado aquilo que a Igreja define como sendo “bom”, “correto” e “moral”.”

    Eu sabia que seria difícil para você compreender a verdadeira liberdade…mas estou sem paciência para te explicar isto teologicamente!!!!

    “alguém avise a imprensa então, pois as ações de violência e homicídio contra homossexuais tem uma motivação religiosa.”

    Me prove por estatísticas esta sua afirmação! Se o Sr não trouxer eu trago algumas aqui para te mostrar!

    “o chamado kit gay é para promover a tolerância e coibir o preconceito, nada mais, nada menos”.

    Agora é sua afimração é mentira!O kit criticava a “heteronormatividade”…pasmem somos (a)normais!!!!….e o kit “eucativo” é para doutrinar o gaysismo mesmo!

    Quanto as suas afirmações sobre o STF
    1-O artigo 226 afirma que a união estável é entre HOMEM(GÊNERO MASCULINO) e MULHER(GÊNERO FEMININO).O STF “rasgou” este artigo e “tomou a vez ” dos legisladores e constituintes! Grandes constitucionalistas foram contra aquela ridícula decisão,ademais,as instâncias inferiores não estão obedecendo ao STF…milhares de uniões “estáveis” já foram negadas por juízes não cristãos,mas de bom senso…

    2-O legislativo ainda pode derrubar aquela ridícula decisão!(SE a militância gay e a Sr Suplicy não atrapalharem…)

    3-O STF é a vergonha brasileira….. casos césare battisti,marcha da macoonha,uniãohomoafetiva,lei da ficha limpa nas eleições passadas negada….dentre outras barbariedades…e ainda mais é presidido pelo “honesto” e “íntegro” Gilmar Mendes…

    O cristianismo não é obrigatório! Vive-o e pratica-o quem quer!

    Voltando ao assunto…disserte sobre a laicidade do Estado e sobre a veracidade da Bíblia na qual tu questionastes…

    DEUS TE ABENÇOE!

  6. Leniéverson Azeredo

    “uma liberdade relativa e limitada, uma vez que o sr está limitado aquilo que a Igreja define como sendo “bom”, “correto” e “moral””.
    Será, Quintas?Fundamente isso.Defenda sua tese.

    “alguém avise a imprensa então, pois as ações de violência e homicídio contra homossexuais tem uma motivação religiosa.”

    Hahahaha, Quintas, se você não sabe, sou jornalista e sei que há imprensa e “imprensa” cada uma com sua tendência.É verdade que há chefes de redação acham a mesma coisa, mas há outros que não segue a sua concepção porque sabe que é inverídico.

    “problema algum e eu disse-o alhures que o problema é o de pretender que isto seja uma verdade absoluta, inquestionável e indiscutível. também disse anteriormente que, ao aceitar e assimililar uma doutrina, o sr necessáriamente abre mão de sua liberdade e livre-arbítrio, pois para ser cristão o sr necessáriamente deve professar determinados conceitos, idéias e concepções.”

    Não abri mão, eu faço porque eu quero e sou feliz com isso, coisa que vc não entende.Se a doutrina cristã te incomoda, paciência.

    “houve um tempo que eu pensava assim, mas atualmente eu considero como um [mas não único, inquestionável, incontestável] texto sagrado.”

    Se você é gosta de filmes do James Dean, e gosta da rebeldia com ou sem causa.Não gosta dos pontos da bíblia que tunga seus caprichos pessoais, tbm paciência.

    “eu li, mas o prof. não considerou que a) havia um processo em transito b) o processo foi a suprema instância c) não havia lei ou artigo da constituição que proibisse a união homossexual e d) a constituição garante o direito a todos, não a poucos privilegiados. o STF não criou lei, deu uma sentença a um processo, interpretando as leis, para decidir a causa em questão.”

    Não você não leu, se leu não entendeu.Vou transcrever.
    O Judiciário é o pior deles. Ao mesmo tempo em que é cioso da sua autonomia, interfere na esfera dos outros poderes. No caso da união civil entre pessoas do mesmo sexo, o STF fez uma leitura ousada e inconstitucional da Constituição. Não estou entrando no mérito do que é certo ou não, mas é triste ver um país que tem como guardião da Constituição um poder que a desrespeita. No próprio plenário os ministros descumprem a Constituição.

    Mais claro que isso, impossível.

    “a priori, uma estatística divulga resultados quantitativos, não qualitativos. fazer qualquer análise de valor ou de julgamento mediante o resultado de uma estatística é extremamente equivocado.”

    Você é como o Gustavo, roda, roda, roda, fala, fala, fala, não responde e fica tergiversando.Não disse nada.

  7. Jorge Ferraz Post author

    Aliás, nunca na minha vida eu vi uma notícia dizendo “Após matar travesti, pastor afirma ser o Anjo Vingador de Deus” ou “Procissão católica termina com depredação de boate gay. Dois homossexuais morreram e cinco estão internados em estado grave”.

    É simplesmente [mais uma] mentira do Quintas que a imprensa noticie que «as ações de violência e homicídio contra homossexuais tem uma motivação religiosa». Não apenas é mentira que a violência tenha motivação religiosa (a esmagadora maioria dos crimes contra homossexuais são cometidos pelos próprios homossexuais), é também mentira que a imprensa diga que tem motivação religiosa.

    – Jorge

  8. Wilson Ramiro

    As mortes de homossexuais são, ou motivadas por desacordo no pagamento de programas sexuais, ou motivadas por algo semelhante a crime passional.

  9. Álvaro Fernandes

    Leniéverson…(Mudando de assunto)

    Recebi um texto muito cômico (rsrsrsrsrsrsrs)de um espírita e tlvez eu mande por email….te enviarei também as provas lógicas do professor católico de teologia Evaldo Gomes…eu tenho um grande estudo bíblico que refuta o espíritismo por completo…biblicamente,logicamente,historicamente……

    O cara ainda disse que o espíritismo é imenso no Brasil…rsrsrsrsr(não passam de 2% e o número dos sem religiões é 7 vezes maior que o deles…sem falar que eles J dizem João Batista ser Elias, do “aparecimento” do “espírito” de Samuel em 1Sm.28, e de outras passagens isoladas e sem exegese que todo bom espírita deve conhecer decor (embora seja um completo ignorante do restante da Bíblia). Principalmente os Kardecistas que gostam de “usar a Bíblia”… eu refutei e o cara baixou o nível…é cômico…depois te envio…

    Quanto ao Quintas….

    Em outro post…(“O não a Deus produziu”….aquele do bento XVI…) vc admitiu ali que Cristo era verdade e agora vc já disse que não é….mas eu destaco aqui aas suas palavras quanto a Bíblia…

    “houve um tempo que eu pensava assim, mas atualmente eu considero como um [mas não único, inquestionável, incontestável] texto sagrado.”

    Pelo menos vc considera a Bíblia Sagrada um livro inquestionável…a única coisa que prestou do seu texto….

    Jesus te ama!!!

    Abraços,

    Álvaro Fernandes.

  10. roberto quintas

    tanto para alvaro e para o lenieverson, visto que falamos do STF, constituição e alhures:

    alvaro:
    “1-O artigo 226 afirma que a união estável é entre HOMEM(GÊNERO MASCULINO) e MULHER(GÊNERO FEMININO).”

    demonstre ONDE na constituição se proibe a união homossexual e darei a causa ao sr.

    lenieverson:
    “Não você não leu, se leu não entendeu.Vou transcrever.
    “ O Judiciário é o pior deles. Ao mesmo tempo em que é cioso da sua autonomia, interfere na esfera dos outros poderes. No caso da união civil entre pessoas do mesmo sexo, o STF fez uma leitura ousada e inconstitucional da Constituição. Não estou entrando no mérito do que é certo ou não, mas é triste ver um país que tem como guardião da Constituição um poder que a desrespeita. No próprio plenário os ministros descumprem a Constituição”

    mais uma vez, lenieverson: havia um processo em transito, a contituilção não proibe a união homossexual, mas garante o direito a todos, não a poucos e nossas leis são interpretativas. cabe ao judiciário julgar, não ao legislativo, então aonde não há lei que defina de forma indiscutivel que a união deva ser SOMENTE entre homem e mulher, coube ao STF dar uma sentença diante de uma causa em análise.

    Jorge:
    “nunca na minha vida eu vi uma notícia dizendo “Após matar travesti, pastor afirma ser o Anjo Vingador de Deus” ou “Procissão católica termina com depredação de boate gay”

    Jorge, vc lembra do caso do pastor cujo séquito invadiu e depredou imagens de santos em um templo espírita [ou algo parecido]? ninguém noticiou que havia motivação religiosa. sobre a violência cometida por homossexuais contra homossexuais, diga-se de passagem que há uma homofobia internalizada. a maioria dos casos até agora noticiada são de grupos de heterossexuais contra homossexuais. pode-se dizer que boa parte da motivação tenha raízes culturais, mas uma vez que a cultura brasileira foi construída tendo por base as doutrinas católicas, então o preconceito, a intolerância e a violência contra homossexuais tem base religiosa.[minha opinião]

    alvaro, existe um recurso de lógica que me permite falar de um conceito sem que eu, necessáriamente, acredite nele. quanto à bíblia ser indiscutivel, erro meu. o texto não ficou bem claro, mas para mim a bíblia é questionável e discutível.

  11. Álvaro Fernandes

    Quintas,

    “demonstre ONDE na constituição se proibe a união homossexual e darei a causa ao sr.”

    O STF o “guradião da Constituição” já “rasgou” a mesma diversas vezes….por exemplo na soltura do Césare Battisti…o artigo Quarto afirma que o brasil concederá asilo político a presos políticos e o Césare Battisti era um criminoso comu….”

    A CF afirma que união estável é homem e mulher…mas tu não consegues entender isto…

    Meu Caro é óbvio que existem padres,pastores …que cometem erros e isto não vem ao caso,mas tu terás que me provar com vídeos,estastísticas…que dentro dos templos existe incitação a violência contra os homossexuais!

  12. Leniéverson Azeredo

    “demonstre ONDE na constituição se proibe a união homossexual e darei a causa ao sr.”

    Olha, Olha, Quintas, tá ficando sem “munição” agora?
    Simples, Quintas, vou transcrever algo que vc mesmo colocou.

    ““1-O artigo 226 afirma que a união estável é entre HOMEM(GÊNERO MASCULINO) e MULHER(GÊNERO FEMININO).””

    A união estável É entre homem e mulher e não entre dois homens e entre duas mulheres.
    Segue o mesmo sentido isso:
    “Este é o meu corpo que será entregue a vós”. Do mesmo modo, ao fim da ceia, Ele pegou o cálice em suas mãos, levantou ao alto e disse aos seus discípulos: “este é o meu sangue, o sangue da vida que será derramado por vós.

    Não há ambiguidade, é claro, muito claro Quintas.

    “mais uma vez, lenieverson: havia um processo em transito, a contituilção não proibe a união homossexual, mas garante o direito a todos, não a poucos e nossas leis são interpretativas. cabe ao judiciário julgar, não ao legislativo, então aonde não há lei que defina de forma indiscutivel que a união deva ser SOMENTE entre homem e mulher, coube ao STF dar uma sentença diante de uma causa em análise.”

    Não havia um processo em transito, o que havia era um lobby gay endinheirado que procuraram a Procuradoria-Geral da República e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que intercederam por Eles.Os dois que ajuizaram a ação.
    Se você não sabe Qunitas, o STF fez duas coisas:
    1º julgaram a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4277 e a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 132, que reconheceram a união estável para casais do mesmo sexo.
    2ºExcluiram (fizeram manobra jurídica equivocada) qualquer significado do artigo 1.723 do Código Civil que impeça o reconhecimento da união entre pessoas do mesmo.
    Na sessão que decidiu isso, antes do relator, falaram os autores das duas ações – o procurador-geral da República e o governador do Estado do Rio de Janeiro, por meio de seu representante –, o advogado-geral da União e advogados de diversas entidades ( que entidades seriam essas?Seriam as de GLBT´s que recebem verba pública para financiar paradas gays?), admitidas como amici curiae (amigos da Corte).
    Fonte:http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=178931
    Entendeu agora, Quintas?
    Por isso, a frase do Villa:
    “No caso da união civil entre pessoas do mesmo sexo, o STF fez uma leitura ousada e inconstitucional da Constituição. Não estou entrando no mérito do que é certo ou não, mas é triste ver um país que tem como guardião da Constituição um poder que a desrespeita. No próprio plenário os ministros descumprem a Constituição.”

    O STF faz isso porque seus integrantes são indicados pelo PT e base aliada e tem aprovado todos os pontos da tal proteção as “minorias”.
    Tá vendo, Quintas, como um vagão puxa o outro?

  13. roberto quintas

    lenieverson:
    “vou transcrever algo que vc mesmo colocou.

    ““1-O artigo 226 afirma que a união estável é entre HOMEM(GÊNERO MASCULINO) e MULHER(GÊNERO FEMININO).””[argumento do alvaro, não o meu]

    A união estável É entre homem e mulher e não entre dois homens e entre duas mulheres.”

    nem vc nem o alvaro conseguiram o mais crucial: citar a lei onde se proíbe a união homossexual. a lei não diz que SOMENTE a união entre homem+mulher é estável.

    “Os dois que ajuizaram a ação”

    portanto, HAVIA uma ação, tal como eu argumentei.

    “o STF fez duas coisas:
    1º julgaram a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4277 e a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 132, que reconheceram a união estável para casais do mesmo sexo”

    por que houve uma ação proposta na corte suprema e, como não há lei que proíba a união homossexual nem restrinja a união SOMENTE para homem+mulher e a constituição garante os direitos A TODOS não a poucos, coube ao STF interpretar a lei e dar a sentença para a causa em questão, como eu venho tentando ad nauseam explicar.

  14. Leniéverson Azeredo

    Quintas, você tão tolo que não consegue perceber que a decisão do Supremo é inconstitucional.Em que ponto vc não percebe isso?Será que você é tão bobinho que não consegue ver o óbvio?Acho que não,né?Sua cabecinha, pobre cabecinha não consegue ver as coisas de forma clara.Leia a constituição diz a união estável é entre homem e uma mulher.Fora disso é anátema jurídico.Em que ponto vc não entende?kkkkk. aí, aí, quintas, os livros marxistas devem estar queimando seus miolos.

  15. roberto quintas

    lenieverson:
    “Leia a constituição diz a união estável é entre homem e uma mulher.”

    não diz que é apenas ou somente, não proibe a união homossexual. ora, se não é exclusiva nem restritiva [nem proibitiva] então coube ao STF mediante ação proposta interpretar a lei e dar a sentença cabivel.