E que venha 2012!

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos 7 meses 23 dias atrás.

Passou-se mais um ano. Esta noite nós damos adeus ao ano de 2011 e, ao mesmo tempo, esperamos um próspero ano novo. Os  votos que todas as pessoas fazem são sempre os mesmos: muita paz, muita saúde, felicidade, realizações, dinheiro. Sobre estes (indiscutíveis) bons votos eu não quero me demorar. Quero falar sobre outras coisas.

Primeiro, sobre uma tirinha excelente que eu vi no Facebook por estes dias, da Mafalda dizendo que o ano novo espera pessoas melhores mais do que estas esperam um ano novo melhor. E a garota está coberta de razão. Muitas vezes nós esperamos que os nossos problemas se resolvam num passe de mágica, ou achamos que existe alguma confluência de “bons fluidos cósmicos” ou seja-lá-o-quê no dia primeiro de janeiro capaz de transformar as nossas vidas. Quando na verdade é uma noite como todas as outras, e a função simbólica que ela possui – e indubitavelmente possui – não decorre de nenhuma característica que lhe é intrínseca, mas sim do que nós decidimos fazer com ela. As promessas de ano novo (já falei sobre isto algures) têm valor não por serem feitas no ano novo, mas sim por serem feitas, simplesmente. Se alguém tem mais esperança em um ano novo melhor do que tem o propósito de melhorar no próximo ano… esta pessoa está fadada a se decepcionar. Que o próximo ano nos encontre melhores, como já desejei aqui há dois anos.

Um corolário disto que foi exposto é que há geralmente algo de muito errado nos nossos votos de “feliz 2012”. Como eu disse, é perfeitamente justo e razoável que as pessoas desejem saúde, dinheiro, paz, amor, felicidade; o que não é razoável é que as pessoas não desejem as coisas que dependem do empenho humano e sem as quais todo o resto perde o sentido. Por isto, àqueles votos padrões de ano novo, eu gostaria de acrescentar mais alguns que considero de absoluta importância.

Que, em 2012, você seja mais santo. Se você não é católico (ou se é “católico não-praticante”), que encontre a Igreja de Cristo que lhe espera; se ja é católico, que possa aumentar a sua comunhão com o Corpo Místico de Cristo. Que, em 2012, você reze mais e reserve uma maior (e melhor) parte do seu tempo para Deus. Que você seja mais generoso e menos egoísta; que se empenhe em cumprir os seus deveres de estado com mais diligência do que tem empregado neles até então. Que você estude mais, trabalhe mais e ame mais. Não um estudo supérfluo e fútil, mas o estudo que conduz à contemplação das coisas divinas. Não um trabalho do qual se é escravo ou que se realiza como um vício, mas o trabalho que serve à maior glória de Deus. Não um amor naturalista confundido com “passar a mão na cabeça”, mas o amor jungido à Verdade que leva à salvação das almas. Que, em 2012, você seja um filho de Deus melhor do que tem sido até então.

Que venha 2012! Que, no ano novo, nós sejamos pessoas melhores. Os desejos de um santo ano novo têm implícitos os votos de que sejamos mais santos no ano novo que ora se inicia; que assim seja. Que a Virgem Mãe de Deus (de cuja festa solene já se celebram hoje as Vésperas) seja em nosso favor e, na presença do Seu Divino Filho, lembre-se de falar coisas boas a nosso respeito, apesar de nossas muitas faltas. Que Ela nos ajude. Feliz ano novo a todos os leitores do Deus lo Vult!

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

4 thoughts on “E que venha 2012!

  1. Cristiane

    Desejo um feliz Ano-Novo a você, Jorge, e a todos os leitores deste blog. Neste ano de 2012, que se aproxima, desejo ser uma pessoa melhor, e me empenharei ao máximo para isso. Pretendo rezar mais, reservar maior parte do meu tempo para Deus, ser mais paciente, mais generosa, pretendo ser uma filha melhor, uma irmã melhor, uma amiga melhor, enfim, uma católica e uma filha de Deus melhor do que eu tenho sido até hoje. Abraços e felicidades a todos!!!

  2. Sem. Rafael

    Que alegria para mim agora pouco ouvir, logo após a virada, uma apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica do SESI/SP regida pelo excelente maestro João Carlos Martins em plena Avenida Paulista, lotada por uma multidão de pessoas. E qual não foi minha surpresa ao ver o Pai-Nosso sendo rezado em meio à apresentação e logo em seguida a execução da Ave-Maria de Gounod, com seu texto latino! Em meio a uma festa tão paganizada, que interessante a reação de muitas pessoas… creio ter visto uma moça com lágrimas embargadas…
    O mundo precisa de Ti Senhor Jesus, e de ti Cheia de Graça, Mãe de Deus e nossa!

    Parabéns aos organizadores do evento, à prefeitura de São Paulo, a João Carlos Martins e ao cantor, que não me recordo o nome, por proclamar em alta voz o nome de Deus e da Virgem Maria!

  3. Fabiana

    Um feliz Ano Novo da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo ao Jorge e a todos os leitores do blog!
    Estou lendo o livro “O Diálogo” de Santa Catarina de Sena e a conclusão que eu chego é que: “Eu tenho muito o que amadurecer, rezar, me penitenciar e sobretudo amar, para que eu seja uma cristã de fato de verdade e não de nome apenas.”
    Um forte e fraternal abraço a todos,
    Fabiana