Aviso Técnico

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos 5 meses 21 dias atrás.

O template anterior do Deus lo Vult! estava apresentando uma série de problemas (sendo os mais comuns relacionados a tempo de carregamento da página, bugs com navegadores específicos ou de funcionamento dos plugins (em particular, o do Google Friend Connect)). Na verdade, aquele template era meio Frankenstein e já fazia tempo que eu queria dar uma organizada nele; aproveitei um fôlego extra matinal que tive hoje para [começar a] pôr ordem na casa.

Basicamente, a alteração do layout vocês devem ter visto. Optei por manter a interface voltada para facilitar o consumo de conteúdo, em estilo “minimalista” e sem muitos chamativos estéticos (como, aliás, já era uma das características do blog). Em particular, o Friend Connect foi removido porque o Google desativou o serviço no último dia 01 de março.

Gostaria de pedir que os problemas encontrados fossem relatados, bem como as coisas das quais vocês estão sentindo falta agora. Aproveitem também para sugerir o que deve ser tirado / colocado no blog; como comentei com uns amigos, a hora da faxina é agora. A minha meta é terminar estas alterações já no início da semana que vem, na terça-feira (para dar tempo de ouvir os comentários de quem acessa mais o blog nos dias úteis).

Peço desculpas pelo transtorno. Nós continuamos trabalhando para melhor servi-los.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

24 thoughts on “Aviso Técnico

  1. Alexandre Magno

    Jorge, estou gostando das mudanças! Mesmo que eu vá precisar alterar os scripts, que deixaram de funcionar. Quando as coisas estiverem estabelecidas, por favor, avise-nos.

    Minhas considerações:

    1) O estilo das fontes está muito mais agradável.

    2) Quanto aos comentários, penso que seria interessante se fazer tarjas nas linhas de identificação autoral (planos de fundo, a exemplo dos títulos na barra lateral), com a altura da imagem, numa cor clarinha.

    3) Para focar ainda mais no conteúdo, eu aplicaria outra cor, clarinha, ou uma textura (como a que é usada na nova interface do Youtube), em toda outra parte que não seja esta coluna central de conteúdo.

    4) Tenho impressão de que o blogblogs não é (era?) bom para o desempenho do site.

    5) Dá pra fazer as duas traduções dos checkboxes abaixo mais curtas e simples.

    6) RatingWidget.swf não marca para quem usa bloqueador de Flash. Por exemplo, no Firefox eu uso o Flashblock.

    7) Eu faria display:none no título e no subtítulo do blog, e colocaria aquela informação numa imagem de cabeçalho melhorada, com bordas e textos mais acabados.

  2. Alexandre Magno

    Estou quase voltando atrás quanto a 2.

    Em 5 eu acrescentaria “fazer todas as traduções pendentes”.

    Diante de 1 eu quero observar ainda que as margens inferior e superior das citações está exagerada. Já que a fonte e o recuo mudam, eu não faria destaque com essas margens.

    Obviamente, no caso da aplicação da textura (3), as fontes da barra lateral talvez precisassem de tons mais escuros.

    Mais sugestões:

    1) O texto “Your email address will not be published. Required fields are marked *” eu coloria em sans-serif.

    2) O texto de “Você já está cadastrado para receber estas notificações. Gerencie suas inscrições.” eu colocaria em sans-serif.

    3) Na barra lateral, seria interessante um mostrar/ocultar salvo em cookie. Seria a opção de mostrar apenas o essencial: Procure no site, Comentários recentes, Blogosfera, Focus, Internacional, Sites, Utilidades, N. S. Aparecida, salvai o Brasil!. Reduzindo e mantendo o Quem sou eu?. Aliás, isso poderia inclusive sumir com todo o rodapé (utilitário) dos posts.

  3. Alexandre Magno

    Como 1 e 2 do último comentário, também o texto «Pressione o botão “Preview” abaixo para visualizar o comentário que será postado».

    O finalzinho do 3 reescrevo assim:

    Aliás, isso poderia inclusive sumir com todo o rodapé (utilitário) dos posts, e seus subtítulos (ex.: “Posted by Jorge Ferraz (admin) on 03/03/2012. 2 comments”).

  4. Nuno CB

    Gosto do novo aspecto.

    Parece-me mais leve!

    No cabeçalho a 2ª frase é que se lẽ mal por estar em letras brancas, mas em letras pretas também não fica especialmente interessante.
    Talvez dê para manter as letras brancas mas com contornos pretos…

    Obrigado,
    Nuno CB

  5. Alexandre Magno

    Jorge, sugiro um widget “últimas postagens” na barra lateral.

  6. Alexandre Magno

    Não. “Comentários recentes” já temos. O que eu gostaria é que houvesse também uma lista, por exemplo, dos últimos 15 posts (artigos que você publicou no blog), para facilitar nossa navegação.

    Exemplo de uso: eu estou nesse post “Aviso Técnico” e que ver se tem coisa nova no  post sobre o Craig no Mosteiro de São Bento. Nesse momento, não existe comentário recente naquele post, então eu tenho link na lateral para clicar e ir lá.

  7. Jorge Ferraz

    Ahhh entendi. O problema com coluna de posts recentes é que eles duplicam conteúdo (na página principal do blog, p.ex., vai ter dois links pro mesmo artigo – o da página principal e o da barra). Mas “dentro” de um post ele faz sentido.

    Os comentários recentes não estão funcionando… :-) Eu preciso ajeitar.

    Abraços,
    Jorge

  8. Alexandre Magno

    Jorge, não sei se você usa o Disqus Comment System.  Naquela lista de “Disqus Features” diz que é possível “responder por e-mail”, segundo entendi. Tentei um teste mas parece que não funcionou. O recurso estaria desabilitado?

    Imagino que ficaria difícil validar a formatação HTML submetida por e-mail. Talvez seja melhor não poder responder por e-mail e ficar mais simples.

  9. Alexandre Magno

    Testando a resposta por e-mail.

    Em 6 de março de 2012 21:19, Disqus
    escreveu:

  10. Alexandre Magno

    Acho que não estou sabendo fazer. O que quer significar “Options: Respond in the body to post a reply comment.”?

    Update: penso que já entendi. Está no comentário acima.

  11. Alexandre Magno

    Oops! Consegui! É que atrasou um pouquinho. Um pouquinho, só.

  12. Alexandre Magno

    Lá vai um outro teste, com blockquote.

    Eu respondi por email os últimos três ou quatro comentários. Está

    Update: o disqus não aproveitou o HTML do Gmail. Talvez eu devesse escrever o próprio código HTML na redação do e-mail resposta.

  13. Alexandre Magno

    Testando com blockquote. Abaixo, tem apenas a mensagem HTML do disqus, sem qualquer marcação do Gmail. Suspeito que o disqus precise disso, pois já mandei dois e-mails (mensagens) só com meu texto resposta e elas não foram publicadas.

    Eu respondi por email os últimos três ou quatro comentários. Está

  14. Alexandre Magno

    Jorge, uma coisa curiosa: os comentários que faço por aqui, posso editar na boa, sem moderação. Mas parece que os comentários que são respostas dadas por e-mail, seu eu “Salvar edição” (ou seja: tentar reeditá-los), eles ficam marcados para moderação.

  15. Alexandre Magno

    Só mais um teste; escrevendo código HTML dentro do Gmail. Blockquote:

    Eu respondi por email os últimos três ou quatro comentários. Está funcionando, sim.

    Eu espacei o blockquote acima com um linha em branco acima e outra abaixo.
    Testando: negrito, itálico
    Testando também: riscado e sublinhado

    [image: DISQUS]

  16. Alexandre Magno

     Observo que em código oriundo do Gmail linhas em branco não fazem parágrafo.

    Além disso, não estou sabendo como evitar uma última linha confusa. Se eu deixo o “Em [data], Disqus […] escreveu:”, essa linha aparece no comentário. Se eu apago, aparece o “[image:DISQUS]…”.

  17. Alexandre Magno

    Testando e-mail resposta com texto não formatado. Ou seja, este e-mail resposta está indo em texto simples. O invólucro da mensagem (mail) por certo não incluirá uma versão HTML da redação. Talvez funcione melhor assim.

    Lá vai! Isto é um blockquote

    Código: print "mensagem"

    Fiz um parágrafo (linha em branco acima).
    Apenas quebra de linha, agora. Itálico: assim
    Apenas quebra de linha, outra vez. Riscado: assim

  18. Alexandre Magno

    Finalmente deu certo! Conclusão. Não deve ser uma mensagem HTML; deve ser uma mensagem de texto-simples com a redação codificada HTML.

    Update: isso me faz pensar que poderei aproveitar o Deus lo Vult TinyEd para redação de dentro do webmail.