Audiência Pública sobre Reforma do Código Penal: AMANHÃ (14 de agosto)

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos 1 mês 11 dias atrás.

Ainda com relação à Comissão de Juristas encarregada de analisar e votar o PLS 236/2012, o famigerado projeto de Reforma do Código Penal (já falamos sobre isso aqui recentemente), o Senado divulgou bem en passant na última sexta-feira que os juristas serão ouvidos no dia 14 (terça-feira) sobre o assunto.

A audiência pública está marcada para amanhã às 09h30. Dela participarão, além do ministro Dipp, “o desembargador José Muiños Piñeiro e (…) Luiz Flávio Gomes, membros da comissão de juristas que elaborou o anteprojeto de reforma do Código Penal”. Ao que parece, somente a trupe de revolucionários que, sendo os autores materiais da aberração jurídica, nada farão a não ser defender o monstro que eles criaram e se esforçar por mostrá-lo palatável, em um simulacro grotesco e nojento de democracia.

Afinal de contas, todo mundo vê que o projeto está sendo levado a toque de caixa, tramitando propositalmente a uma velocidade olímpica apenas para não dar tempo aos cidadãos de se manifestarem contra os diversos absurdos que estão tentando transformar em lei no Brasil. Permanece mais do que nunca válida a orientação já divulgada anteriormente: protestar junto ao Senado para chamar à realidade a casa legislativa.


O que falar: >>> “Solicito a Vossa Excelência que, no anteprojeto do novo Código Penal, não descriminalize nem crie novas exceções para o aborto e eutanásia. O direito constitucional à vida deve ser respeitado.” -OU- “Como cidadão, manifesto minha desaprovação à tentativa de descriminalizar o aborto e a eutanásia na reforma do Código Penal. Os nascituros e os doentes devem ser respeitados.” -OU- “Peço que, na reforma do Código Penal, seja mantida a incriminação do aborto em todos os casos e não seja descriminalizada a eutanásia. A vida é um valor fundamental.”

O prof. Paulo Fernando Melo, assessor parlamentar da Câmara dos Deputados e entrevistado pela ACI, afirmou taxativamente: «Urge a necessidade da população participar de maneira veemente quer utilizando o “Alô Senado” (0800 612211), ligando para o gabinete dos senadores e enviando fax/email para os gabinetes. Outro aspecto importante é utilizar as redes sociais para informar, debater e denunciar todas as manobras para aprovarem esse nefasto texto legal». E ele tem razão: a sociedade brasileira merece respeito. E, certamente, fazer uma aprovação relâmpago de um texto alienígena que vai na contramão de parcela enorme dos valores mais caros aos brasileiros não é respeitar o povo do Brasil, não é agir democraticamente, não é governar com legitimidade.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

10 thoughts on “Audiência Pública sobre Reforma do Código Penal: AMANHÃ (14 de agosto)

  1. Álvaro

    Já enviei emails para os Senadores e recebi respostas de suas assessorias.A maioria,graças a Deus,pareceu contrária as partes do projeto que nos incomodam!

  2. Renan

    SOCIALISMO/COMUNISMO = TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO/MARXISMO CULTURAL = DITADURA DO RELATIVISMO = uniões gays, aborto, famílias ou melhor, “granjas”…
    O socialismo/comunismo por meio de seus candidatos e partidos anexos, como o PT, PSOL, PC do B, PSDB, etc., apoiam a esquerdista Teologia da Libertação/Marxismo Cultural – TL/MC que é uma sedutora heresia cristã socialista, elo condutor ao socialismo-comunismo com vínculos com o protestantismo e maçonaria para minar a Igreja Católica Tradicional e a democracia por si e partidos coligados; essa nova via baseia-se em experiência anterior de o comunismo se impor pela violência e não obter bons resultados.
    É uma nova tática na mídia ou camuflados nas redes sociais, por meio de engenharia social da doutrina católica pró socialismo/comunismo, ou a comprando para se propagar ou infiltrando agentes da Internacional Socialista desde Stálin – há mais sociedades secretas auxiliares no processo de tentar implodir a Igreja, pela maçonaria e por apóstatas católicos, passando-se por sacerdotes e até bispos, como os ex freis Boff, Betto, Susin, Libânio e os sutis Pe Fabio de Melo e mais relativistas, socializando-lhe a doutrina, negando a transcendência, relativizando a ética-moral cristãs em ações que atiçam a inveja e cobiça por meio da luta de classes, facilitam a violência pelo desagregamento familiar e social, ao favorecerem as mazelas como aborto, BBBs da vida, pedofilia, seitas, esoterismos, etc., embora pareça ser religiosa, é imanente.
    Quanto à família, devido à repressão do pátrio poder, tornam-se “granjas” de produção de seres humanos para o Estado, o qual os educará em sua ideologia materialista e ateísta, pois um povo desagregado que se bate mutuamente favorecerá a instalação de futuro Estado totalitarista, opressor e ateu – Nova Era-NWO, supermercado de religiões ocultistas à escolha do cliente – já que se baseia nas teorias do satanista Marx, em que “nada subsiste de absoluto, definitivo e sagrado”.
    Note-se que nos doutrinamentos a esquerdista TL usa os mesmos termos eclesiais, apenas ideologizando-lhes o sentido, com poucas diferenças, facilitando a subversão em quem não souber do sofisma de camuflar a verdadeira intenção: enganar a pessoa por falsa doutrina. Aliás, A Editora Paulus participa com a socialista “BIBLIA. EDIÇÃO PASTORAL”, de Ivo Storniolo e Euclides Balancin. As refutações são do eminente teólogo D. Estêvão Bettencourt.
    O próximo passo seria o controle pessoal pelo microchip, previsão de instalação inicial para breve nos EUA. A TL é condenada por todos os S Padres unanimente, com exclusão automática a católicos que se filiarem, colaborarem sob qualquer forma ou pretexto, votar em candidatos e partidos SOCIALISTAS/COMUNISTAS e aliados – piores ainda os possuidores de militância ativa – por grave apostasia.
    Aliás, em sua ida à Alemanha, cidade de Erfurt, O S Padre Bento XVI classificou o Socialismo-Comunismo e Nazismo de “chuvas ácidas” e ao Socialismo-Comunismo de “peste vermelha” e ao Nazismo de “peste negra”, extensivos aos membros. Já o S Padre Leão XIII sentenciou: “os comunistas, socialistas e niilistas são uma peste mortal que se introduz como a serpente por entre as articulações mais íntimas dos membros da sociedade humana, e a coloca num perigo extremo”.(Encicl. Quod Apostolici Muneris).
    Necessitaríamos doutrinar e muito na direção de esclarecer e desencentivar o eleitor católico a NÃO VOTAR EM SOCIALISTAS OU COMUNISTAS – defensores de leis homicidas como o aborto e às outras anti cristãs por apostasiar-se, que é incluir-se desde já na agenda de Satanás para a eternidade, por colaborar na instalação do reino da injustiça.

  3. Wilson_Ramiro

    É mais simples compreender o ódio dos hereges pela Igreja,do que o “amor” de muitos católicos pela Igreja.

    É compreensível que alguém odeie o que vai de encontro com seus interesses e desejos pervertidos. Mas como entender quem diz que ama o que não conhece??

    Um amigo meu, “católico” dizia para não misturar religião com política, lhe disse que isto só seria possível se pudéssemos separar, política de vida.

    Outro amigo, também católico, candidato, pobre, a este me ofereci para mandar imprimir uma remessa de panfletos e cartazes para melhorar sua campanha, apenas iria deixar claro “CANDIDATO CATÓLICO” em tudo que eu fizesse, ele não disse o sim na hora como eu pensava que iria ouvir e falou que daria resposta depois. Jamais vou apoiar quem é católico na hora de comungar e ateu na hora de votar.

  4. Pingback: Audiência Pública sobre Reforma do Código Penal: esclarecimentos | Deus lo Vult!

  5. Gustavo

    O 0800 do senado funciona muito bem! Liguei lá e rapidinho me atenderam, pra mostrar minha rejeição à legalização do aborto.

  6. Rodolfo

    Coitado! Você deve ter entrado em coma em 1989 e só acordado agora! É mais um fanático patológico com mania de perseguição!

  7. Álvaro

    Prezado Victor Picanço,

    Aqui está!

    Relação de e-mails dos senadores: (Selecione todos os e-mails e insira-os no espaço para destinatário)[email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]

  8. Gustavo

    Alguém poderia disponibilizar um texto pronto pra enviar pros senadores (texto rejeitando o aborto, obviamente)? Eu não sei nem como eles devem ser tratados…

  9. Álvaro

    Gustavo,

    Tu podes preparar um pequeno texto(com as regras básicas de tratamento e civilidade) que a assessoria deles responde!