Aviso Técnico: Comentários

closeAtenção, este artigo foi publicado 4 anos 10 meses 27 dias atrás.

O DISQUS – que desde março último era o sistema de comentários utilizado no Deus lo Vult! – começou a apresentar alguns problemas do início da semana para cá. Insatisfeito com alguns aspectos do plugin, considerei este mais recente aborrecimento como a gota d’água: desabilitei-o e retornei para o sistema de comentários nativo do WordPress que, apesar de possuir muitas limitações, ao menos me oferece muito mais controle sobre o que acontece no blog do que a solução que estava sendo aqui utilizada.

A despeito dos (muitos) pontos positivos do DISQUS – de uma interface gráfica bonita à deliciosa possibilidade de moderar o blog / participar das discussões por email -, não pretendo reabilitá-lo aqui. A instabilidade do sistema (ocasionada principalmente pelas recentes atualizações na versão 2012 que está sendo desenvolvida), a impossibilidade de se configurar satisfatoriamente coisas simples como whitelists e blacklists, os privilégios nonsense de edição de comentários e a dificuldade de se acompanhar linearmente toda a thread de comentários de um determinado artigo, entre outros problemas menores, fizeram-me perder a paciência. Geralmente temos mais necessidade de uma coisa simples bem feita do que de um conjunto sofisticado de ferramentas que, às vezes e inexplicavelmente, não funcionam como nós esperaríamos.

Com este “muda-pra-lá-e-volta-pra-cá”, alguns comentários (recentes) passaram um tempo “desaparecidos” desde hoje de tarde até agora há pouco. Já foram recuperados; o Deus lo Vult! se encontra agora com o mesmo conteúdo que possuía quando utilizava o DISQUS, com a única diferença de que os comentários agora estão exibidos dentro do próprio template do blog, com a sua organização simples de um embaixo do outro, do mais antigo para o mais recente, distribuídos em páginas caso o número deles cresça em demasia. Mas aparentemente está tudo funcionando: a participação está liberada mais uma vez.

Agradeço a todos pela paciência. Estamos abertos novamente: sejam todos muito bem vindos.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

10 thoughts on “Aviso Técnico: Comentários

  1. Thiago

    Você pode perfeitamente usar a versão antiga do Disqus (não é necessário habilitar a de 2012), que é segura, simples e tem mais opções de customização.

  2. Fides et Ratio

    Um outro lado positivo é que você migrou de um produto de código fechado para um produto de código aberto.
    Agora, mudando de assunto, por que esse blog não tem propaganda? Você tem um trabalho de corno para postar tanta informação e ainda responder comentários (muitas vezes de trolls idiotas, como os anti-teístas admiradores do Dawkins) e não ganha nada? Está vivendo de luz?

    Aliás, publique logo uma conta do Paypal, que eu mesmo estou disposto a doar um pouquinho.

    Outra cosia: você já ouviu falar do Adethic?
    http://adethic.net/

    É uma plataforma de propaganda para blogs católicos. Ela evita propagandas escandalosas (baixaria erótica, contraceptivos artificiais, etc.).

  3. Fides et Ratio

    Eu atualizei o meu nome de “fides1et1ratio” para “fidesetratio999”, e coloquei o Public Display Name como “Fides et Ratio”. Era para atualizar acima, mas não atualizou.

  4. Jorge Ferraz (admin) Post author

    Fides et Ratio,

    De fato, é estranho. Atualizei manualmente, para ficar uniformizado.

    Thiago,

    É uma possibilidade a considerar. Mas mesmo a versão antiga do DISQUS tinha umas coisas que me tiravam do sério (tipo eu não poder alterar o nome do usuário exibido – aí o cara botava uma coisa escrota no nome e eu ou deixava exibir, ou rejeitava o comentário todo em bloco). Entrei em contato com a turma lá para solicitar esta feature e eles me responderam muito atenciosamente, mas dizendo que de fato não tinha como fazer por enquanto.

    Fides et Ratio (de novo),

    O Deus lo Vult! já teve Adsense. Nunca ganhei muita coisa, mas dava pra pagar a renovação da hospedagem. Tirei porque vez por outra eu abria o blog e tinha um anúncio tosco de “Curso de Doutrina Teosófica” ou “A Igreja da Babilônia – fugi meu povo!”, ou coisas assim, e aí me dava um trabalho infeliz ficar filtrando o que podia ou não aparecer, de modo que os trocados rendidos não valiam a pena. Como diz a música do Zeca Baleiro, “eu pago pelo meu sossego”. :)

    Tem (ou costumava ter – acho que deu problema nos últimos dias, vou verificar) um banner do Submarino aqui do lado. Este nunca me deu maiores problemas. Utilizei durante o Topblog do ano passado o Lomadee, mas tampouco gostei: era confuso e eu achava inútil no que concerne ao objetivo do blog. Tirei logo também.

    Não conhecia este Adhetic mas, pelo que tu falaste, resolve justamente os problemas que eu tive com o Google. Vou verificar, obrigado!

    Abraços,
    Jorge Ferraz

  5. Thiago

    Bem, eu estou muito satisfeito com a versão clássica do Disqus, que instalei no meu blog e no meu Tumblr. Ela oferece, por exemplo, a pré-moderação como recurso nativo e isso é essencial para mim.

    Sobre monenização, sugiro a Boo-Box e o programa de afiliados da Livraria Cultura. Na Boo-Box você controla qual a propaganda que vai aparecer, o formato dela e o sistema de ganhos que você quer ter (CP, CPA ou CPM – dependendo do blog um funciona mais que outro), além disso, os pagamentos são depositados a partir de 30 reais acumulados.

  6. Jorge Ferraz (admin) Post author

    Thiago, o que tu chamas de “pré-moderação”?

    Pra mim, o que era show de bola no DISQUS era a moderação por email. Simples e fácil: reply e “Approve” e o comentário aparecia, reply com um texto e ele já era postado abaixo do outro comentário (automaticamente aprovado). Um espetáculo.

    Sobre a Boo-Box (que eu também não conhecia) e o programa de afiliados Cultura eu vou olhar também, obrigado!

  7. Thiago

    Pré-moderação é você poder aprovar ou não um comentário antes dele aparecer. O Disqus 2012 não tem esse recurso como algo nativo (terá no futuro, segundo resposta recente que me deram), de modo que ele só pode ser abilitado por um caminho indireto. Além disso, na versão clássica é possível configurar muitas coisas via CSS, como o tamanho da fonte (que para mim é outra coisa essencial), e a tradução.

  8. Jorge Ferraz (admin) Post author

    Ah, sim, isto sem dúvidas é essencial pra mim também. Mas o wordpress já traz nativo. E o CSS é 100% meu, de modo que eu mudo como quiser. Acho que, realmente, para quem usa plataforma .blogspot o DISQUS é mais adequado mesmo.

  9. Thiago

    Eu considero em qualquer uma, pois pelo Disqus é possível acompanhar a conversação por vários sites. Eu faço um comentário no site do The Telegraph, um ótimo jornal inglês, ou num pequeno blog, e não perco o fio da meada.