“É exatamente de mudanças na lei que estamos falando, certo?”

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos atrás.

Ainda sobre as reações ao artigo do Guzzo sobre o estado do homossexualismo no Brasil (aqui de segunda mão), achei bastante interessante este texto do Carlos Orsi que se propõe a analisar o mesmo artigo da Veja que o Cardoso desastrosamente comentou outro dia. E o que é interessante aqui é um pequeno detalhe, lá no final do texto, que pode passar despercebido mas que encerra o cerne desta discussão (o negrito é meu):

Num determinado ponto do artigo há uma tentativa lamentável de tratar da questão da justificativa:

Mas a sua ligação [entre gays] não é um casamento – não gera filhos, nem uma família, nem laços de parentesco.

Que é uma outra falácia, esta clássica, a do petitio principii, que consiste em presumir o que se deseja demonstrar. O que o autor faz, nessa linha, é simplesmente definir as palavras “casamento”, “família” e “parentesco” de modo que elas signifiquem o que ele deseja — coisas predicadas necessariamente numa união heterossexual que gera filhos naturais.

Esta talvez seja a definição preferida do Vaticano, quem sabe até seja usada hoje na lei brasileira, mas, no primeiro caso, a coisa é irrelevante (Estado laico, lembra?); no segundo, bolas, é exatamente de mudanças na lei que estamos falando, certo?

Opa! Certo? Muito devagar com o andor nesta hora. Concordo que se precise falar de mudanças na lei; mas não me parece nada claro no discurso da militância homossexual que estejamos falando “exatamente” de uma mudança no conceito de “casamento” (muito menos nos de “família” e “parentesco” – mas fiquemos só com o primeiro por enquanto) dentro da sociedade brasileira. Aliás, muito pelo contrário até: as descabidas referências ao “casamento inter-racial” cuspidas ad nauseam pelos campeões da causa gay ou a bandeira do deputado Jean Wyllys pelos “mesmos direitos com os mesmos nomes”, por exemplo, parecem ir no sentido de apresentar a inexistência do “casamento gay” no Brasil como uma injustiça atroz exatamente porque a dupla de homossexuais (alegadamente) já se enquadraria naquilo que se entende por “casamento”.

Eu inclusive me arriscaria a dizer que esta é a única razão pela qual a causa consegue angariar a simpatia dos brasileiros mais levianos: por se apresentar como uma bandeira de injustiçados aos quais está sendo negado um direito que todos já têm (e – adendo elíptico – que eles, por conseguinte, deveriam possuir também), e não porque se está fazendo uma serena e desapaixonada discussão jurídica para substituir a instituição familiar no ordenamento jurídico brasileiro por um outro agrupamento social distinto daquela. A força de apelo da causa decorre justamente do fato das duplas homossexuais já se considerarem (e assim se apresentarem) como “família” e “casamento”, e jamais por não se encaixarem nos conceitos vigentes e desejarem criar outros novos.

Concordo que estamos falando em mudanças de conceitos. O que discordo é que este aspecto esteja presente no inflamado debate social que se está travando sobre o assunto. Ao contrário, ele me parece muito convenientemente escondido.

Se estivéssemos falando “exatamente de mudanças na lei”, por exemplo, o Supremo – que não tem competência de legislar e, portanto, não poderia jamais efetuar “mudanças na lei” – não poderia ter igualado a união estável constitucional à dupla gay. A argumentação dos senhores ministros, aliás, diz o contrário daquilo que o Orsi está querendo vender agora como se fosse óbvio: para a Suprema Corte, a Constituição Brasileira já recepciona perfeitamente as duplas homossexuais como se famílias fossem, sem que seja necessário fazer “redefinição” alguma. Citando ao acaso uma das muitas barbaridades que se disse então, o voto do Ministro Marco Aurélio: «Com base nesses fundamentos, concluo que é obrigação constitucional do Estado reconhecer a condição familiar e atribuir efeitos jurídicos às uniões homoafetivas». Ora, se as reivindicações das duplas sodomitas demandassem mudança constitucional (repitamos, como eu e todo o mundo que tem bom senso defende, contra os onze lunáticos do STF), estaria equivocado o entendimento da Suprema Corte sobre esta “obrigação constitucional do Estado” (sic!) de tratar as duplas gays exatamente como trata as famílias. Ao contrário, se existe de fato esta obrigação, então não é necessário mudança de conceito legal alguma. E terceira alternativa não há.

Ainda: se estivéssemos falando “exatamente de mudanças na lei”, as comparações com as leis anti-miscigenação americanas seriam gritantemente descabidas, pela simples e evidente razão de que não foi jamais necessário redefinir “casamento” para que negros pudessem se casar com brancos – coisa que, segundo o sr. Orsi, precisa ser feita aqui para que “casamento” englobe também as relações entre pessoas do mesmo sexo.

Em uma palavra: a aceitação legal do “casamento gay” implica em profundas e radicais mudanças na forma como o Estado e a sociedade entendem “casamento” e “família”, mudanças estas sem absolutamente nenhum paralelo conhecido. Deseja-se, como já dizíamos há muito tempo, inventar e impôr um inaudito conceito de “família” que é diferente daquele que as civilizações sempre adotaram e que (ao contrário da retórica que sói empregar-se) não guarda semelhança alguma com questões arianas ou de Apartheid, aliás muito pelo contrário: enquanto estas consistiam basicamente em proibições sobre coisas que sempre houve (posteriormente revogadas, sem que fosse necessário modificar os conceitos fundamentais do Estado de “família”, “casamento” e “parentesco”), a disputa atual pelo “casamento gay” exige o reconhecimento positivo de uma coisa que nunca existiu, o que implica em uma mudança gigantesca nos elementos basilares constituintes da sociedade.

Portanto, os inovadores aqui são os promotores do “casamento gay”. Estão reivindicando não o restabelecimento de um direito injustamente subtraído, mas uma revolução em conceitos-chave da organização social – cuja necessidade não se pode pretender evidente à mera força de analogias forçadas com as instituições já existentes. Semelhante pretensão exigiria uma apologia positiva serena e racional, e não pode ser empurrada goela abaixo da sociedade sob gritos de “e por que não?”, “preconceituoso!”, “homofobia!” e tutti quanti. Mas os revolucionários optam sempre por este segundo meio; e isto, por si só, já testemunha eloqüentemente em seu desfavor.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

42 thoughts on ““É exatamente de mudanças na lei que estamos falando, certo?”

  1. Leniéverson Azeredo

    Realmente, chego a conclusão de que os argumentos do Menke e do Gustavo estão alinhados com o discurso Marxista (e nem adianta dizer que não tem nada a ver com o post pois tem sim).Se a discussão é sobre o homossexualismo é simples, não existe gene gay(eu sei, eu sei, o daniel e o eduardo já disseram isso). O problema é que a miltância gay e sua tropa de cientistas tbm militantes, sempre trarão estudos com textos tendenciosos e nada originais.

  2. Wagner Menke

    Caro Daniel,

    Seguindo o debate torto:

    “Não há contradição porque a teoria de Darwin não prova nem refuta a ideia de um criador.”
    Por isso eu falei que ela não prova nada. Quem disse que ela contraria nossa fé aqui foi você.

    Eu disse que era contrária porque os criacionistas (teoria pseudocientífica mantida por crentes em geral) desconsideram a evolução com base em argumentação tosca, do tipo: “evolução é só uma teoria”, “a evolução nunca foi provada”, “a ciência é naturalista” e outras bobagens. Tudo para reafirmar sua fé numa figura “criadora”.

    Para confirmar essa afirmação, temos essa galera aqui e aqui. Tem essa turma aqui também. Há também os criacionistas tupiniquins aqui e aqui.

    Dentre vários.

    “Não há contradição porque a teoria de Lemaítre apenas diz que tudo no universo visível, provavelmente, estava junto no passado e que talvez ocupasse um volume bem pequeno. Por isso, essa teoria não descarta e nem comprova a existência de um criador.”

    Conforme eu disse. Se prova alguma coisa, prova é que a teoria ateísta de que o universo sempre existiu está errada.

    “Não existe problema algum em preencher os buracos da ciência usando a concepção pessoal da existência ou não de Deus, desde que isso seja feito em âmbito pessoal. O que não é certo de forma alguma é querer dizer que a ciência concorda e confirma a existência de deuses.”

    Foi o que falei sobre a inversão de planos, a ciência servir para descrever a natureza, cuidando de seus COMOS e a filosofia cuidando dos PORQUÊS. Mas você é analfabeto funcional.

    Claro! Tá na cara! Você não percebe, ateu insolente?! Foi Deus quem fez o choque de partículas! E se daqui há mais alguns anos a ciência descobrir o que de fato criou o choque de partículas, é porque é óbvio que foi Deus quem criou essa coisa! Deus criou todas as coisas que vieram antes das coisas! Só pode ter sido ele! Isso é lógica! Deus criou tudo que veio antes dele por definição! Como está escrito que Ele é o Criador, é porque ele sempre existiu! É logicamente impossível Deus ter sido criado, pois Ele é o criador! Não percebe?! Resumindo: qualquer coisa que vierem a descobrir que tenha acontecido antes do Big Bang é obra de Deus! Deus criou Ele mesmo! É a única hipótese plausível! Viva a filosofia lógica, seu analfabeto!

    “O curioso é que muitos cristãos já ridicularizaram ou ainda ridicularizam essa teoria. E agora, de repente, ela concorda com suas crenças!”

    Mostre onde nós, católicos, ridicularizamos uma teoria que nós mesmos criamos? Não respondo pelos rituais religiosos dos índios do burundi. Limite a conversa à nossa seara.

    Tem essa galera aqui, aqui e aqui.

    “Curiosamente essa é a opinião de vários cientistas, principalmente aqueles que trabalham no CERN.”

    Falácia ad verecundiam. e pior ainda: Usou a matéria errada. Ninguém aí diz que o universo sempre existiu, já que isso seria um absurdo lógico. Eu me referi aos ateus quando disse isso, não a cientistas. O seu próprio texto me dá munição: Contudo, a própria ideia de um “tempo antes do Big Bang” é um território impossível para os físicos. É uma área de pura especulação; “antes do tempo e o espaço como os cientistas os entendem, e onde as leis da física se rompem completamente.” – o resto é presunção de adorador da ciência.

    Exato, ninguém diz que o universo sempre existiu. Dizem que isso é apenas irrelevante, assim como deve ser para você saber se Deus sempre existiu ou não.

    “Beleza. Mas isso é, no máximo, filosofia, como você citou adiante.”
    Ah, “só filosofia”, como se fosse pouco importante. O que importa mesmo é a ciência, né? Filha da filosofia… Oh wait!

    Quanto a isso, me permito reproduzir aqui a citação do cientista do CERN da “matéria errada” que eu citei, comparando ciência e religião:

    Krauss afirma que a palavra (“verdade”) está no centro de “uma das diferenças fundamentais entre ciência e religião”. “Os que são religiosos acreditam que conhecem a verdade”, aponta. “E sabem a resposta antes de existir a pergunta. Com os cientistas é exatamente o contrário”. “Na ciência, embora usemos a palavra verdade, o que realmente importa é se funciona”. “Por isso, é um assunto sensível, porque se você sabe a verdade, não precisa lidar com esta perguntinha sobre se algo funciona ou não”.

    “Pelo visto, você só enxerga sentido nos argumentos que lhe convém… Em que pese o vídeo do Youtube estar cheio de links para os textos científicos, é provável que você não tenha sabido como localizá-los. Ou é mais provável que os tenha ignorado, para não ter sua fé contrariada.”
    Você pede fontes científicas e posta vídeos de youtube. É pra rir ou pra chorar?

    O campo de informações, logo abaixo do vídeo que postei no Youtube, tem TODAS as referências bibliográficas que o vlogueiro cita. É de chorar saber que ainda hoje tem gente que não sabe usar o Youtube…

    “Então me explica como nascem. Me mostre um dogma que nasceu de um discussão inspirada. Me mostra a fonte dessa inspiração (embora eu já tenha ideia do que se trata).”
    Através do debate fundamentado. Na própria Bíblia temos exemplos, como S. Pedro e S. Paulo debatendo sobre o acolhimento de gentios no seio da Igreja. Ex: Virgindade perpétua de Maria. Segundo Concílio de Constantinopla, 533 – Onde debateram o tema e aceitaram tal tese como dogma e caso fechado.

    Ah é? E quais foram as evidências em que eles se basearam para concluir que Maria foi concebida virgem?

    “Conheço historiadores que tem opinião diversa dos seus “historiadores sérios”. O meu preferido é este aqui.”
    Eu falei historiadores sérios, cara. Zeitgeist tem até poeta no meio dos créditos, incluindo nomes REPETIDOS. Levar a sério um documentário que diz que Hórus foi crucificado, cientista do youtube e da wikipedia?
    É um documentário TÃO vagabundo que em SETE MINUTOS ele é demolido por um profissional da área. http://www.youtube.com/watch?v=a-2HBSfPZpU
    O consenso dos historiadores é de que existiu, mas tem doido pra negar tudo, até o holocausto. Temos mais fontes primárias indicando a existência de Jesus que a de Julio Cesar, mas a utilidade pra vocês é negar a existência de Jesus, certo? Todo pau é bom pra bater na igreja.

    Eita! Tem até poeta nos créditos??? Que absurdo! Vai ver é porque os historiadores utilizam como fonte documental e histórica tradições orais, como lendas, canções e narrações, além de outras formas de manifestações culturais expressas na oralidade! Pergunta pro seu amigo Eduardo Araújo que ele te confirma.

    Eita(2)! Tem até um vídeo de somente SETE MINUTOS que demoliu os argumentos do Zeitgeist!!!

    Um vídeo, diga-se de passagem, de um professor doutor em história do Novo Testamento e membro da Sociedade de Literatura Bíblica e do Sínodo da diocese de Sydney, que, segundo essa autora: “(…) não é um egiptólogo nem mitólogo, e seus comentários demonstram uma falta de conhecimento nas áreas relevantes do Zeitgeist (o filme). Na verdade, Forbes faz vários erros, e suas observações parecem ser mais reflexo de seu papel como defensor e devoto cristão da fé, que fica evidenciado a partir de suas credenciais. No artigo que segue, refuto ponto a ponto as observações de Forbes, demonstrando os inúmeros erros do vídeo acima (esse que o Daniel citou), bem como de seu show de rádio, utilizando também o resumo de suas alegações sobre o “Zeitgeist: The Movie” na página da Wikipédia. A razão para todos os erros é que os estudiosos do Novo Testamento e os historiadores não são obrigados a estudar miticismo durante sua formação acadêmica, daí, eles não sabem destas informações.”

    E seguem páginas de refutação da “demolidora” tese do “profissional da área”, que como visto, não passa de um cristão defendendo sua fé.

    Eita(3)! Nenhum historiador sério nega a existência de Jesus? Então porque a Igreja Católica precisou criar as fraudes do Santo Sudário e das Cartas de Pôncio Pilatos???

    “A analogia impossível surge quando você iguala a gritaria desnecessária de uma prosaica discussão em um blog com o desespero de um pai que vê sua filha sendo estuprada.”
    Falácia red herring. Por que não cita e responde o exemplo do 2+2=7?? Eu estou errado se digo que a conta está errada, que 2+2=4 de maneira irritada? Você está é fugindo do assunto na mais pura safadeza, tentando deslocar o ponto da discussão, da validade de raciocínios lógicos para as comparações usadas. Desonestidade pura.

    “O que se alega cientificamente é a má formação de testosterona. Se você tivesse visto algum link do vídeo que eu postei, saberia disso…”

    Ah, então você entende o que é desviar o assunto? Algo que já venho denunciando deste os comentários anteriores, de sua parte. Transformou um post sobre casamento de homossexuais em discussão sobre a existência de Deus…

    E bom, já que você é contra o Red Herring, será que precisamos comentar o resto?

    Abs

  3. Leniéverson Azeredo

    “Eu disse que era contrária porque os criacionistas (teoria pseudocientífica mantida por crentes em geral) desconsideram a evolução com base em argumentação tosca, do tipo: “evolução é só uma teoria”, “a evolução nunca foi provada”, “a ciência é naturalista” e outras bobagens. Tudo para reafirmar sua fé numa figura “criadora”.

    Tudo que é relacionado a fé cristã para você, é bobagem. Coisa que não é, o ateísmo que é uma ideologia intolerante, dissimulada que acusa os crentes de perseguição. Sim, Deus é criador, queira vocês ou não.,

    “Foi o que falei sobre a inversão de planos, a ciência servir para descrever a natureza, cuidando de seus COMOS e a filosofia cuidando dos PORQUÊS. Mas você é analfabeto funcional.”

    Chama as pessoas de analfabeto funcional, mostra o quanto vocês são “cortês” com as pessoas.

    “O campo de informações, logo abaixo do vídeo que postei no Youtube, tem TODAS as referências bibliográficas que o vlogueiro cita. É de chorar saber que ainda hoje tem gente que não sabe usar o Youtube…”
    Julgamento barato detectadooooo

    “E seguem páginas de refutação da “demolidora” tese do “profissional da área”, que como visto, não passa de um cristão defendendo sua fé.

    Eita(3)! Nenhum historiador sério nega a existência de Jesus? Então porque a Igreja Católica precisou criar as fraudes do Santo Sudário e das Cartas de Pôncio Pilatos???”

    Evidente, assim como ateu usa video de quem defende o ateismo. Cada um usa o instrumental que lhe é peculiar, bobinho.

    “Desonestidade pura.

    “O que se alega cientificamente é a má formação de testosterona. Se você tivesse visto algum link do vídeo que eu postei, saberia disso…”

    Ah, então você entende o que é desviar o assunto? Algo que já venho denunciando deste os comentários anteriores, de sua parte. Transformou um post sobre casamento de homossexuais em discussão sobre a existência de Deus…

    E bom, já que você é contra o Red Herring, será que precisamos comentar o resto?

    Abs”

    Ninguém desvia assunto, é você que to(n)rto mesmo.(pausa para gargalhadas).

  4. Wagner Menke

    Chama as pessoas de analfabeto funcional, mostra o quanto vocês são “cortês” com as pessoas.

    Leniéverson… camarada… na boa: não dá pra nem pra debater com Vossa Senhoria. Você caiu de paraquedas nesse post, chegou falando um monte de groselha e nem viu que foi o Daniel que me chamou de analfabeto funcional…

    Epic fail.

  5. Daniel Pires

    “Eu disse que era contrária porque os criacionistas (teoria pseudocientífica mantida por crentes em geral) desconsideram a evolução com base em argumentação tosca, do tipo: “evolução é só uma teoria”, “a evolução nunca foi provada”, “a ciência é naturalista” e outras bobagens. Tudo para reafirmar sua fé numa figura “criadora”.”

    E quem disse que pra ser religioso tem que ser criacionista? Você não sabe separar conceitos ou é muito desonesto. Acho que um pouco de cada.

    E a teoria da evolução carece de comprovação. Você crê nela e´por dogma. Se estão errados quando fazem essas afirmações, mostre suas provas. Se você não quer ir recolher os prêmios por provas da evolução, eu quero.

    Note que apesar de estar diferenciando criacionismo de cristianismo, eu não dou descrédito em momento algum para essa tese. Tanto ela quanto a teoria da evolução tem falhas e acertos.

    “Claro! Tá na cara! Você não percebe, ateu insolente?! Foi Deus quem fez o choque de partículas! E se daqui há mais alguns anos a ciência descobrir o que de fato criou o choque de partículas, é porque é óbvio que foi Deus quem criou essa coisa! Deus criou todas as coisas que vieram antes das coisas! Só pode ter sido ele! Isso é lógica! Deus criou tudo que veio antes dele por definição! Como está escrito que Ele é o Criador, é porque ele sempre existiu! É logicamente impossível Deus ter sido criado, pois Ele é o criador! Não percebe?! Resumindo: qualquer coisa que vierem a descobrir que tenha acontecido antes do Big Bang é obra de Deus! Deus criou Ele mesmo! É a única hipótese plausível! Viva a filosofia lógica, seu analfabeto!”

    Não adianta tentar criar um espantalho. A ciência CONTINUA servindo somente para descrever o mundo natural e as explicações maiores cabem à filosofia, mãe da própria ciência. Você não sabe disso porque sua religião cientificista não permite saber.

    Até agora refutar o argumento cosmológico e o da primeira causa incausada que é bom, NADA. Só sabe mudar de assunto porque ama a mentira e o próprio ego.

    “Tem essa galera aqui, aqui e aqui.”

    Mentiroso. O primeiro e o terceiro link são protestantes, o segundo reflete opinião pessoal, não ensinamento da Igreja e . Você obviamente é um analfabeto funcional, não sabe ler e responder uma pergunta objetivamente. Só sabe distorcer e mentir, e o oponente retórico que se vire com seu emaranhado de mentiras.

    “Exato, ninguém diz que o universo sempre existiu. Dizem que isso é apenas irrelevante, assim como deve ser para você saber se Deus sempre existiu ou não.”

    Rapaz, você é 100% desonesto. Agora tenho certeza. É CLARO que existe quem diga que o universo sempre existiu – Você mesmo defendeu isso e agora mudou de opinião porque provei que isso é baboseira. Uma breve pesquisa no google por “universo sempre existiu” mostra que eles compartilham da sua crença. Começou comigo dizendo que ela é estapafúrdia, com você tentando mostrar que ha´cientistas que concordam com ela e terminou com você desconversando.

    “Krauss afirma que a palavra (“verdade”) está no centro de “uma das diferenças fundamentais entre ciência e religião”. “Os que são religiosos acreditam que conhecem a verdade”, aponta. “E sabem a resposta antes de existir a pergunta. Com os cientistas é exatamente o contrário”. “Na ciência, embora usemos a palavra verdade, o que realmente importa é se funciona”. “Por isso, é um assunto sensível, porque se você sabe a verdade, não precisa lidar com esta perguntinha sobre se algo funciona ou não”.”

    E daí se é cientista, desonesto? Em que isso o qualifica pra falar de uma área que não é a dele, epistemologia? O que ele sabe de teologia pra dizer que decidimos a verdade antes de saber a pergunta? É como você que tinha preconceito a respeito do dogma, que eu aqui destruí: Um mero ignorante. Como falar se um raciocínio abstrato, fora do mundo material funciona materialmente? É óbvio que está sujeito é à lógica, não a um tubo de ensaio! Quem decide de antemão que não quer acreditar são vocês: “Deus não existe, milagres não podem acontecer,agora vou buscar fundamentos pra isso. E se alguém me mostrar um milagre, partirei do pressuposto de que é 100% certo de que se trata de uma fraude”. – E NÓS QUE NÃO SABEMOS ESTUDAR UM ASSUNTO??

    “O campo de informações, logo abaixo do vídeo que postei no Youtube, tem TODAS as referências bibliográficas que o vlogueiro cita. É de chorar saber que ainda hoje tem gente que não sabe usar o Youtube…”

    Vídeo é o cacete, quero FONTES. Fontes PRIMÁRIAS com pesquisas DE RESPEITO – Se causa genética do homossexualismo tivesse sido descoberta, isso estaria em todos os jornais. Desonesto!

    “Ah é? E quais foram as evidências em que eles se basearam para concluir que Maria foi concebida virgem?”

    Não interessa. O tema debatido é a sua afirmação de que os dogmas surgem do nada, arbitrariamente, sem debate ou ponderação. Vai ler sobre o Segundo Concílio de Constantinopla e descubra os fundamentos. Isso é, se sua cabecinha conseguir acompanhar raciocínio filosófico e teológico.

    Diga-se de passagem que nossa fé em Jesus Cristo se baseia nas fortes evidências HISTÓRICAS de que Ele veio na terra, ensinou uma filosofia perfeita, morreu e ressuscitou, além de pressupostos LÓGICOS que demonstram filosoficamente a existência de um Ser Superior.

    “Eita! Tem até poeta nos créditos??? Que absurdo! Vai ver é porque os historiadores utilizam como fonte documental e histórica tradições orais, como lendas, canções e narrações, além de outras formas de manifestações culturais expressas na oralidade!”

    Pois é, e disso resultam teses. Só que não se pode basear nada na tese de quem nem historiador é. De quem não tem crédito. O fato de ter nome repetido ali nem te preocupa, hein?

    “Um vídeo, diga-se de passagem, de um professor doutor em história do Novo Testamento e membro da Sociedade de Literatura Bíblica e do Sínodo da diocese de Sydney”

    E daí se ele é dessa universidade? LOL! Argumento ad hominem! Como se o fato do cara ser religioso o desqualificasse profissionalmente, como se nós não pudéssemos ser historiadores nos utilizando de métodos céticos para se chegar à verdade, coisa que fizemos bem mais de uma vez!

    O show de horrores que se segue é o seguinte: Uma mulher diz que ele fez isso porque é religioso, e diz que em seguida vai provar isso. Você ao invés de postar os ARGUMENTOS da autora, posta as FALÁCIAS e devemos presumir que dentro desse monte de blablablá aí existem provas irrefutáveis de que ela está certa? É a palavra dela e a sua. Duas pessoas das quais nunca ouvi falar defendendo um vídeo fraudulento. “refutei seu ponto postando um link” – Até eu quando pequeno sabia que Hórus não foi crucificado e Isis não era virgem, e que não tinha nada disso de 12 apóstolos. NENHUM historiador sério acredita nisso, e até o Richard Dawkins admite que Jesus existiu. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=tUB5fDW5xq8#! – Você é TÃO desonesto que acha que pelo cara ser religioso isso te dá o direito de desconsiderar seu doutorado chamando-o de “profissional da área”. O que VOCÊ entende de fontes e profissionalismo se posta links protestantes como se católicos fossem? O que esse Acharya S, que nem nome é, mas PSEUDONIMO, o que o descredita ainda mais, foi responder a quem derrubou sua tese.

    “o livro “Conspiração Cristo” de Acharya S, é um semi-plágio do livro “The World’s Sixteen Crucified Saviors” (Os 16 Redentores Crucificados) do autor mesmerista Kersey Graves.

    Por sua vez, o livro “The World’s Sixteen Crucified Saviors” é um semi-plágio do livro “Anacalypsis” do autor maçom Godfrey Higgins, que o próprio Kersey Graves afirmou a “cópia quase total” na explanação inicial de seu livro.”

    É nisso que você quer que eu acredite? Num cara sem credibilidade que diz que Hórus é o Deus Sol e quer fazer trocadilho entre o nome de Cristo em inglês e egípcio? Se o seu argumento é de que o Dr. Forbes é religioso, então te lembro que o Acharya é ateu e você também é. E AÍ?

    “Nenhum historiador sério nega a existência de Jesus? Então porque a Igreja Católica precisou criar as fraudes do Santo Sudário e das Cartas de Pôncio Pilatos???”

    Porque não precisou. Nossa fé estaria de pé independentemente de relíquias, tal que nos baseamos em documentos, fontes primárias que indicam sua existência e o sudário é plus. Apesar disso, sua afirmação de que o Santo Sudário é falso não somente demonstra desonestidade mais uma vez, mas também uma profunda vontade de acreditar nas afirmações ateístas. Os testes de carbono 14 que haviam descreditado o SS foram demonstradas falhas e renegadas PELO PRÓPRIO CIENTISTA QUE CONDUZIU O EXPERIMENTO. A questão permanece inconclusiva e você faz afirmações a respeito é por pura fé, por puro fanatismo ateu, desrespeitando a ciência e fazendo-a se tornar um joguete pra agrado do ego como gostam de fazer.

    Se por cartas de pilatos você se refere ao evangelho apócrifo de Pilatos, queria saber por que nos acusa de forjar algo APÓCRIFO, que ora portanto não usamos e nem precisamos usar.

    Você inclusive sabe que isso não prova nada, mas como não possui um pingo de decência, quer usar a falácia de tomar como prova o que não é prova.

    “Ah, então você entende o que é desviar o assunto? Algo que já venho denunciando deste os comentários anteriores, de sua parte. Transformou um post sobre casamento de homossexuais em discussão sobre a existência de Deus…”

    Foi o que você acabou de fazer. Para não reconhecer seu erro ao dizer que quem está irritado está errado, coisa de uma estupidez tremenda, começou a enrolar. Resumindo: Você tá errado, cara. Mais uma vez errado, quem tá certo, relatando um fato lógico, comprovado, pode estar cuspindo marimbondos que continua estando certo.

    E no mais, você veio trazer escravidão à baila e quer falar que nós misturamos o assunto? Quem trouxe Deus ao assunto foi você, com sua canalhice de dizer citar Carl Sagan pra nos agredir, dizendo que desprezamos as evidências. Tome vergonha na cara!

  6. Daniel Pires

    “Chama as pessoas de analfabeto funcional, mostra o quanto vocês são “cortês” com as pessoas.”

    Não tem problema se o Lenieverson achou que era vc dizendo isso. Eu mesmo respondo: É uma mera constatação de fato. Realmente não sou cortês com gente desonesta.

  7. Daniel Pires

    “According to her website, Murdock received a Bachelor of Liberal Arts degree in Classics, Greek Civilization, from Franklin and Marshall College, after which she spent a year at the American School of Classical Studies at Athens, Greece.[5]”

    É isso aí que você quer contrapor ao Dr. Forbes? É só mais uma conspiracionista de qualificação modesta forçando conclusões.

  8. Leniéverson Azeredo

    Foi isso que eu quis dizer, Menke, como a sua revolta contra o cristianismo, te deixa lento mentalmente, né?E o que vc pensa de mim, não me importa, tu já sabes tudo que eu penso a respeito.

  9. Wagner Menke

    “Eu disse que era contrária porque os criacionistas (teoria pseudocientífica mantida por crentes em geral) desconsideram a evolução com base em argumentação tosca, do tipo: “evolução é só uma teoria”, “a evolução nunca foi provada”, “a ciência é naturalista” e outras bobagens. Tudo para reafirmar sua fé numa figura “criadora”.”

    E quem disse que pra ser religioso tem que ser criacionista? Você não sabe separar conceitos ou é muito desonesto. Acho que um pouco de cada.

    E a teoria da evolução carece de comprovação. Você crê nela é por dogma. Se estão errados quando fazem essas afirmações, mostre suas provas. Se você não quer ir recolher os prêmios por provas da evolução, eu quero.

    Note que apesar de estar diferenciando criacionismo de cristianismo, eu não dou descrédito em momento algum para essa tese. Tanto ela quanto a teoria da evolução tem falhas e acertos.

    Quem disse que religioso é criacionista??? Muito simples: quem é religioso acredita num criador de todas as coisas, o que é a essência do criacionismo! Isso é minimamente compreensível pra você???

    Se a evolução carece de comprovação ou é porque você é um zé mané desinformado ou é porque prefere acreditar naquilo que te faz *feliz*. Me diga exatamente onde a evolução carece de comprovação para que eu possa te provar com fartas evidências que você está redondamente enganado. Mas antes de falar groselha, consulte uma fonte minimamente robusta de evidências, e não esses sites cristãos obscurantistas especializados em fazer lavagem cerebral e lobotomizar ignorantes como você, com o único propósito de tentar ridiculamente manter alguma coerência do que está escrito na Bíblia…

    E criacionismo não tem acertos. Nem mesmo uma mísera comprovação disso, a não ser que você prove.

    “Claro! Tá na cara! Você não percebe, ateu insolente?! Foi Deus quem fez o choque de partículas! E se daqui há mais alguns anos a ciência descobrir o que de fato criou o choque de partículas, é porque é óbvio que foi Deus quem criou essa coisa! Deus criou todas as coisas que vieram antes das coisas! Só pode ter sido ele! Isso é lógica! Deus criou tudo que veio antes dele por definição! Como está escrito que Ele é o Criador, é porque ele sempre existiu! É logicamente impossível Deus ter sido criado, pois Ele é o criador! Não percebe?! Resumindo: qualquer coisa que vierem a descobrir que tenha acontecido antes do Big Bang é obra de Deus! Deus criou Ele mesmo! É a única hipótese plausível! Viva a filosofia lógica, seu analfabeto!”

    Não adianta tentar criar um espantalho. A ciência CONTINUA servindo somente para descrever o mundo natural e as explicações maiores cabem à filosofia, mãe da própria ciência. Você não sabe disso porque sua religião cientificista não permite saber.

    Até agora refutar o argumento cosmológico e o da primeira causa incausada que é bom, NADA. Só sabe mudar de assunto porque ama a mentira e o próprio ego.

    Eu não refuto o argumento cosmológico e o da primeira causa incausada porque ele não me foi apresentado. O engraçado aqui é a soberba: EXISTE uma causa; essa CAUSA é um DEUS; e esse DEUS é o DEUS que EU acredito, mesmo que dentre um imensurável panteão de deuses, o meu é que criou isso tudo! Haja mimimi! E falta argumento…

    “Exato, ninguém diz que o universo sempre existiu. Dizem que isso é apenas irrelevante, assim como deve ser para você saber se Deus sempre existiu ou não.”

    Rapaz, você é 100% desonesto. Agora tenho certeza. É CLARO que existe quem diga que o universo sempre existiu – Você mesmo defendeu isso e agora mudou de opinião porque provei que isso é baboseira. Uma breve pesquisa no google por “universo sempre existiu” mostra que eles compartilham da sua crença. Começou comigo dizendo que ela é estapafúrdia, com você tentando mostrar que ha´cientistas que concordam com ela e terminou com você desconversando.

    Desonesto é quem põe palavras na minha boca. Desde o início afirmei que era irrelevante saber o que havia antes do Big Bang assim como deveria ser irrelevante pra você saber o que havia antes do surgimento de Deus. Só posso me responsabilizar pelo que digo, não pelo que você interpreta.

    “Krauss afirma que a palavra (“verdade”) está no centro de “uma das diferenças fundamentais entre ciência e religião”. “Os que são religiosos acreditam que conhecem a verdade”, aponta. “E sabem a resposta antes de existir a pergunta. Com os cientistas é exatamente o contrário”. “Na ciência, embora usemos a palavra verdade, o que realmente importa é se funciona”. “Por isso, é um assunto sensível, porque se você sabe a verdade, não precisa lidar com esta perguntinha sobre se algo funciona ou não”.

    E daí se é cientista, desonesto? Em que isso o qualifica pra falar de uma área que não é a dele, epistemologia? O que ele sabe de teologia pra dizer que decidimos a verdade antes de saber a pergunta? É como você que tinha preconceito a respeito do dogma, que eu aqui destruí: Um mero ignorante. Como falar se um raciocínio abstrato, fora do mundo material funciona materialmente? É óbvio que está sujeito é à lógica, não a um tubo de ensaio! Quem decide de antemão que não quer acreditar são vocês: “Deus não existe, milagres não podem acontecer,agora vou buscar fundamentos pra isso. E se alguém me mostrar um milagre, partirei do pressuposto de que é 100% certo de que se trata de uma fraude”. – E NÓS QUE NÃO SABEMOS ESTUDAR UM ASSUNTO??

    Rá! Pelo visto está sujeito à sua lógica de altar, que em resumo é: “Se Deus não existe, meus fiéis, o que é que nós estamos fazendo aqui nessa igreja???”. Muito bem formulada…

    O que ele e eu sabemos de teologia? O suficiente pra saber que os teólogos devem logicamente justificar o seu objeto de estudo. Imagina o que seriam deles se admitissem que deuses possam não existir…

    “O campo de informações, logo abaixo do vídeo que postei no Youtube, tem TODAS as referências bibliográficas que o vlogueiro cita. É de chorar saber que ainda hoje tem gente que não sabe usar o Youtube…”

    Vídeo é o cacete, quero FONTES. Fontes PRIMÁRIAS com pesquisas DE RESPEITO – Se causa genética do homossexualismo tivesse sido descoberta, isso estaria em todos os jornais. Desonesto!

    Ok, já que você está ávido para ler os artigos, mas não sabe como encontrá-los no vídeo que postei, aqui vão eles:

    Vídeos do Guilherme sobre homossexualidade ser doença, e como foi pra ele “sair do armário”:

    http://www.youtube.com/watch?v=Drm4-JkRa7I
    Vídeo do Yuri sobre homossexualidade e seu falso determinismo:

    Vídeos do Carlos Amaral sobre o assunto:

    http://www.youtube.com/watch?v=lGXFTPkvPW0

    Sobre mudança sexual natural (em inglês)
    http://en.wikipedia.org/wiki/Sex_change
    Em peixes:
    http://www.bio.davidson.edu/Courses/anphys/1999/Rice/Rice.htm
    em sapos:
    http://newton.dep.anl.gov/askasci/bio99/bio99128.htm
    Explicação sobre cromossomos sexuais (Wikipédia, mas tá muito bom!):
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cromossomo_sexual
    Sobre os problemas em determinar genes sexuais em peixes:
    http://www.bv.fapesp.br/pt/projetos-regulares/26770/elucidacao-mecanismos-det
    Cromossomos sexuais em aves:
    http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/7289/6440
    Comportamento homossexual em tartarugas:
    http://ibnlive.in.com/news/tortoises-turn-gay-in-zoo/187926-60-121.html
    Exemplos conhecidos de animais com comportamento homossexual:
    http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_animals_displaying_homosexual_behavior
    Diferenciação sexual cerebral:
    http://www.biologicalpsychiatryjournal.com/article/S0006-3223%2807%2900198-9/
    http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0278584697001589
    Brincadeiras de criança entre chimpanzés:
    http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1340211/Why-natural-girls-play
    http://download.cell.com/current-biology/pdf/PIIS0960982210014491.pdf?interme
    Transsexualidade:
    http://tgmeds.org.uk/diffa.html
    http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302001000400014&script=sci_ar
    Explicação sobre a origem hormonal da orientação sexual:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Prenatal_hormones_and_sexual_orientation
    http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0018506X06001462
    http://www.viewzone.com/homosexual.html
    http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0091302211000252
    Stress na gravidez e homossexualidade:
    http://www.springerlink.com/content/q6q2180250341315/
    http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/00224498809551449
    http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0031938401005649
    Profissão Repórter sobre homossexualidade (a parte 2 é onde tem o depoimento do rapaz):

    http://www.youtube.com/watch?v=zoOdbPtOuTM&feature=relmfu

    Meninos que foram criados como meninas (olha o último link, QUE ABSURDO):
    http://en.wikipedia.org/wiki/Aphallia
    http://majorityrights.com/weblog/comments/human_protandry_girls_who_turn_into
    http://noticias.r7.com/saude/noticias/ma-formacao-do-penis-atinge-um-em-cada-
    http://www1.folha.uol.com.br/bbc/835267-documentario-conta-drama-de-gemeo-cri

    Divirta-se!

    “Ah é? E quais foram as evidências em que eles se basearam para concluir que Maria foi concebida virgem?”

    Não interessa. O tema debatido é a sua afirmação de que os dogmas surgem do nada, arbitrariamente, sem debate ou ponderação. Vai ler sobre o Segundo Concílio de Constantinopla e descubra os fundamentos. Isso é, se sua cabecinha conseguir acompanhar raciocínio filosófico e teológico.

    Traduzindo: “Não tem evidências e ponto, não interessa. Como sou intelectual, acreditei piamente, com fidelidade canina e como bom devoto que sou, a tudo que disseram.”

    Boa, “jênio”!

    Diga-se de passagem que nossa fé em Jesus Cristo se baseia nas fortes evidências HISTÓRICAS de que Ele veio na terra, ensinou uma filosofia perfeita, morreu e ressuscitou, além de pressupostos LÓGICOS que demonstram filosoficamente a existência de um Ser Superior.

    Bom, como já me dei ao trabalho de postar link e fontes sobre aquilo que afirmei pro Eduardo Araújo, poderia você se dar ao trabalho de fazer o mesmo e submeter suas fontes à minha análise, para que eu possa contestá-las. Que tal???

    “Eita! Tem até poeta nos créditos??? Que absurdo! Vai ver é porque os historiadores utilizam como fonte documental e histórica tradições orais, como lendas, canções e narrações, além de outras formas de manifestações culturais expressas na oralidade!”

    Pois é, e disso resultam teses. Só que não se pode basear nada na tese de quem nem historiador é. De quem não tem crédito. O fato de ter nome repetido ali nem te preocupa, hein?

    “Um vídeo, diga-se de passagem, de um professor doutor em história do Novo Testamento e membro da Sociedade de Literatura Bíblica e do Sínodo da diocese de Sydney”

    E daí se ele é dessa universidade? LOL! Argumento ad hominem! Como se o fato do cara ser religioso o desqualificasse profissionalmente, como se nós não pudéssemos ser historiadores nos utilizando de métodos céticos para se chegar à verdade, coisa que fizemos bem mais de uma vez!

    O show de horrores que se segue é o seguinte: Uma mulher diz que ele fez isso porque é religioso, e diz que em seguida vai provar isso. Você ao invés de postar os ARGUMENTOS da autora, posta as FALÁCIAS e devemos presumir que dentro desse monte de blablablá aí existem provas irrefutáveis de que ela está certa? É a palavra dela e a sua. Duas pessoas das quais nunca ouvi falar defendendo um vídeo fraudulento. “refutei seu ponto postando um link” – Até eu quando pequeno sabia que Hórus não foi crucificado e Isis não era virgem, e que não tinha nada disso de 12 apóstolos. NENHUM historiador sério acredita nisso, e até o Richard Dawkins admite que Jesus existiu. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=tUB5fDW5xq8#! – Você é TÃO desonesto que acha que pelo cara ser religioso isso te dá o direito de desconsiderar seu doutorado chamando-o de “profissional da área”. O que VOCÊ entende de fontes e profissionalismo se posta links protestantes como se católicos fossem? O que esse Acharya S, que nem nome é, mas PSEUDONIMO, o que o descredita ainda mais, foi responder a quem derrubou sua tese.

    “o livro “Conspiração Cristo” de Acharya S, é um semi-plágio do livro “The World’s Sixteen Crucified Saviors” (Os 16 Redentores Crucificados) do autor mesmerista Kersey Graves.

    Por sua vez, o livro “The World’s Sixteen Crucified Saviors” é um semi-plágio do livro “Anacalypsis” do autor maçom Godfrey Higgins, que o próprio Kersey Graves afirmou a “cópia quase total” na explanação inicial de seu livro.”

    Se você tivesse coragem e colhões para ler a contestação dela, veria que ela se baseia em diversos egiptólogos para fazer suas afirmações sobre a mitologia egípcia. Mas é frouxo demais pra isso…

    “Nenhum historiador sério nega a existência de Jesus? Então porque a Igreja Católica precisou criar as fraudes do Santo Sudário e das Cartas de Pôncio Pilatos???”

    Porque não precisou. Nossa fé estaria de pé independentemente de relíquias, tal que nos baseamos em documentos, fontes primárias que indicam sua existência e o sudário é plus. Apesar disso, sua afirmação de que o Santo Sudário é falso não somente demonstra desonestidade mais uma vez, mas também uma profunda vontade de acreditar nas afirmações ateístas. Os testes de carbono 14 que haviam descreditado o SS foram demonstradas falhas e renegadas PELO PRÓPRIO CIENTISTA QUE CONDUZIU O EXPERIMENTO. A questão permanece inconclusiva e você faz afirmações a respeito é por pura fé, por puro fanatismo ateu, desrespeitando a ciência e fazendo-a se tornar um joguete pra agrado do ego como gostam de fazer.

    Você por um acaso está se referindo ao Shroud of Turin Research Project? Que dentre a extensa equipe de 40 cientistas ,em que apenas um não era religioso, e se retirou logo no início por ter suas análises rejeitadas sem explicações pelos demais e onde não fora autorizado o teste de carbono-14? Poderia me indicar a fonte disso, por gentileza?

    Se por cartas de pilatos você se refere ao evangelho apócrifo de Pilatos, queria saber por que nos acusa de forjar algo APÓCRIFO, que ora portanto não usamos e nem precisamos usar.

    Você inclusive sabe que isso não prova nada, mas como não possui um pingo de decência, quer usar a falácia de tomar como prova o que não é prova.

    Indecência é usar de falsificações para manter mitos…

    “Ah, então você entende o que é desviar o assunto? Algo que já venho denunciando deste os comentários anteriores, de sua parte. Transformou um post sobre casamento de homossexuais em discussão sobre a existência de Deus…”

    Foi o que você acabou de fazer. Para não reconhecer seu erro ao dizer que quem está irritado está errado, coisa de uma estupidez tremenda, começou a enrolar. Resumindo: Você tá errado, cara. Mais uma vez errado, quem tá certo, relatando um fato lógico, comprovado, pode estar cuspindo marimbondos que continua estando certo.

    E no mais, você veio trazer escravidão à baila e quer falar que nós misturamos o assunto? Quem trouxe Deus ao assunto foi você, com sua canalhice de dizer citar Carl Sagan pra nos agredir, dizendo que desprezamos as evidências. Tome vergonha na cara!

    Me pareceu tão oportuno citar Sagan antes como agora…

    Releia todos os comentários anteriores e veja que foi que mudou de assunto.

    Abs

  10. Daniel Pires

    “Quem disse que religioso é criacionista??? Muito simples: quem é religioso acredita num criador de todas as coisas, o que é a essência do criacionismo! Isso é minimamente compreensível pra você???”

    Essa afirmação é tão idiota que nem vou ler o resto do bloco de texto. Se você tem que mentir e distorcer o que falo é porque você não quer chegar à verdade e cansei de jogar pérolas aos porcos já. Eu sei do que to falando, você não sabe. Te dar aula não vai mudar em nada.

    Vá estudar, burro.

  11. Pingback: Deus lo Vult!: Restrospectiva 2012 | Deus lo Vult!