Protestantes confessam: os Padres da Igreja são, de fato, os pais da Igreja Católica Romana!

closeAtenção, este artigo foi publicado 4 anos 11 meses 23 dias atrás.

É raro encontrar honestidade entre os hereges protestantes, mas este artigo do “Sola Scriptura TT” bem que merecia ser lido e relido por todos os filhos de Lutero que pretendem manter a própria honestidade intelectual acima de compromissos ideológicos que a História já demonstrou fracassados.

O texto é propositalmente longo, mas a sua tese central (demonstrada à profusão de citações) é sucinta: basicamente, estes protestantes confessam que «os “pais de igreja” são de fato os pais da Igreja Católica Romana». Ou, de modo mais extenso:

Todos os “pais de igreja” foram infetados com alguma falsa doutrina, e a maioria deles foi seriamente infectada. Até mesmo os denominados pais apostólicos do segundo século estavam ensinando o falso evangelho que o batismo, o celibato, e o martírio proveriam perdão de pecados (Howard Vos, Exploring Church History, pág. 12). E, a respeito dos “pais” posteriores, — Clemente, Orígenes, Cirilo, Jerônimo, Ambrósio, Agostinho, Teodoro, e João Crisóstomo — o mesmo historiador admite: “Nas suas vidas e ensinos, achamos a semente de quase tudo aquilo que surgiu depois. Em forma de semente aparecem os dogmas do purgatório, transubstanciação, mediação sacerdotal, regeneração batismal, e o inteiro sistema sacramental” (Vos, pág. 25).

Se por um lado é um alívio encontrar protestantes assumindo aquilo que nós católicos sempre dissemos (i.e., que a Igreja é e foi desde sempre Católica no mesmo sentido que o termo tem hoje em dia), por outro causa desconcerto a cegueira espiritual à qual podem ser levados os homens quando abandonam a Fé. A contradição chega a ser inacreditável: mesmo admitindo que o Cristianismo historicamente sempre foi aquilo que hoje em dia é pregado pela Igreja Católica, os hereges insistem em continuar protestantes!

O texto divide os Padres da Igreja em quatro grupos: pais apostólicos, ante-nicenos, nicenos e pós-nicenos. E não poupa a nenhum deles das acusações de “heresia” que, hoje em dia, os seguidores de Lutero gostam de vomitar sobre os que guardamos íntegra a Fé que recebemos dos Apóstolos. O texto não poupa sequer Santo Inácio de Antioquia! Ora, Santo Inácio é do primeiro século, foi discípulo de São João. Se nem no primeiro século havia Cristianismo nos moldes em que pregam atualmente os protestantes, cabe perguntar: e quando foi, então, que existiu Cristianismo sobre a terra? Se o registro histórico do Cristianismo dos primeiros séculos apresenta-O com as mesmas características que, hoje, encontram-se na Igreja Católica, que outra conclusão se pode tirar deste fato a não ser que o Catolicismo é, de fato, a fiel expressão histórica do Cristianismo? Se um herege encontra a Igreja Primitiva exuberantemente ensinando toda a Doutrina Católica que ele aprendeu a chamar de “heresia”, como não se perguntar se isto que lhe ensinaram ser “heresia” não é, na verdade, historicamente demonstrado, a mais legítima e pura expressão da Doutrina Cristã?

Para fugir a estas incômodas conclusões, os protestantes do referido site refugiam-se em um fideísmo francamente ridículo. Afirmam, sem o menor suporte racional para semelhante alegação, que a Igreja Católica destruiu todos os escritos dos primeiros cristãos (!) que continham a doutrina protestante. E, mesmo sem possuir nenhum indício desta pretensão absurda e irracional, não coram de vergonha ao afirmar o seguinte: «Isto não prova que a maioria das igrejas teve então a doutrina católica romana. Somente prova que esses escritos simpatizantes para com Roma foram permitidos sobreviver». A pergunta evidente a se fazer aqui seria, simplesmente, como é possível que os livros da Bíblia (que, segundo os protestantes, condenam as doutrinas católicas) tenham conseguido sobreviver a esta extraordinária reescrita da História do Cristianismo que a Igreja foi capaz de realizar?

Ora, se a Bíblia condena a Doutrina Católica, não teria sido fácil à Igreja (que «esteve no poder por um inteiro milênio», cuja «Inquisição alcançou os cantos mais distantes de Europa e além» e que  «fez tudo em seu poder para destruir os escritos daqueles que divergiam dela», como diz o artigo protestante) convenientemente apagar estes livros (ou as passagens destes livros) que A condenavam? Isto, no entanto, não foi feito. E, contraditoriamente, os protestantes seguem a Bíblia da Igreja ao mesmo tempo em que afirmam que Ela destruiu todos os escritos dos primeiros cristãos que combatiam o catolicismo então existente. Isto faz sentido para alguém?

Digno de nota também é o final do texto: lá, é feito um “alerta” a respeito do “poder dos Pais da Igreja em levar a Roma” (!), e são citados exemplos de convertidos famosos como o Beato John Newman e o Scott Hahn. Ora, ao invés de admitir o acerto desses ex-protestantes que preferiram abjurar de suas falsas crenças ao serem confrontados com as evidências de que a Igreja dos primeiros séculos era tão Católica Romana quanto a que hoje é guiada pelo Papa Bento XVI, os autores deste texto preferem “alertar” os seus leitores para que tomem “cuidado” com os textos dos Primeiros Cristãos! Ou seja, a tese deles é que os cristãos de literalmente todos os séculos são hereges: os únicos detentores do verdadeiro Cristianismo são os protestantes, e se falta suporte histórico para semelhante pretensão é justamente porque a Igreja – que sempre existiu – cuidou de varrer da história tudo que A podia desmascarar. Com este tipo de “lógica” não é possível debater.

Mas é bom divulgar textos assim para que os protestantes de boa fé possam, quiçá, com a graça de Deus, libertar-se das garras de Satanás e voltar ao seio da Igreja Católica, única e verdadeira Igreja de Cristo. Afinal, diante de tudo isso, talvez alguns protestantes de hoje (à semelhança de tantos outros) possam se libertar da sua heresia. Talvez a Virgem Santíssima os auxilie e eles, iluminados pelo Espírito Santo, ao perceberem que os primeiros cristãos eram católicos romanos, possam tirar a conclusão mais lógica: não que os primeiros cristãos eram hereges, mas sim que é impossível negar que o catolicismo romano seja, na verdade, o verdadeiro cristianismo.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

139 thoughts on “Protestantes confessam: os Padres da Igreja são, de fato, os pais da Igreja Católica Romana!

  1. Sandro de Pontes

    Leandro,

    Você escreve, meio a contragosto, não querendo dar muito o braço a torcer, mas tendo que, de certa forma, ainda que totalmente contrariado, fazê-lo:

    “Se te ofendi, sinceramente me perdoe!”.

    Percebi que doeu bastante em você ter que proferir esta pedido, não muito pedido, de desculpas. Mas um meio-pedido contrariado e totalmente a contragosto é melhor que nenhum pedido de desculpas.

    De qualquer maneira, vamos aquilo que interessa: aos seus erros doutrinais, pois eles ficam patentes a cada mensagem que você envia. Primeiro, você alegou uma suposta “experiência pessoal” para indicar a falsidade do catolicismo. Ora, a sua “experiência pessoal” vale tanto quanto as experiências de qualquer protestante, macumbeiro, espírita, carismático, budista, muçulmano, bramanista, vale tanto quando a experiência pessoal de qualquer pessoa de qualquer falso segmento religioso: absolutamente nada!

    Nosso Senhor, quando passou por este mundo, não nos mandou fechar os olhinhos em meio a musiquetas pseudo-evangélicas para a partir de uma explosão de choro estimulado pelos sentimentos conhecermos a verdade. Não é assim que se conhece o evangelho, não é assim que se obtém a verdade.

    Ao contrário, Cristo disse para CONHECERMOS a verdade, porque ela liberta. E o autor bíblico também diz que a fé vem pelo ouvido. Ora, tanto conhecer como ouvir para compreender são atos racionais da inteligência, que opera em favor da vontade, sufocando os sentimentos, que podem nos fanatizar.

    Sim, existe uma hierarquia no ser humano, Leandro: a inteligência opera em favor da vontade, e ambas são superiores aos sentimentos. Um ser humano sentimental como você e todos aqueles que tratam estas experiências pessoais como verdadeiras acabam fanatizados, como de fato são.

    Agora mesmo estou debatendo com uma pessoa testemunha de Jeová, que não acredita na Santíssima Trindade. E sabe o que ele alega? Que em 1993 teve uma experiência com “Jeová” que o revelou a falsidade da Santíssima Trindade, que é um ídolo pagão. Assim, quem é que vai convencer este infeliz que a Santíssima Trindade é bíblica, sendo que, como todos os protestante, ele acredita que o próprio Deus lhe revelou diretamente o contrário? E qual a diferença entre a experiência dele e a sua, Leandro? Respondo-lhe: nenhuma! Ambas tem suas origens ou em suas próprias fantasias ou no demônio.

    Agora vamos ao que interessa, a acusação que você faz de que a Igreja Católica é falsa, que ela sustenta dogmas extra-bíblicos. A origem deste debate está em você dizer lá atrás que o papado surgiu no quarto século. Deus do céu! Então,vamos ver o que diz a bíblia.

    Vou colocar aqui uma passagem de Isaías, cap. 22, versículos 20 a 23. Veja, para que depois possamos analisá-la:

    “(…) E será naquele dia que chamarei a meu servo Eliaquim, filho de Hilquias;
    E vesti-lo-ei da tua túnica, e cingi-lo-ei com o teu cinto, e entregarei nas suas mãos o teu domínio, e será COMO PAI para os moradores de Jerusalém, e para a casa de Judá. E POREI A CHAVE DA CASA DE DAVI sobre o seu ombro, e abrirá, e NINGUÉM FECHARÁ; e fechará, e NINGUÉM ABRIRÁ. E fixá-lo-ei como a um prego num lugar firme, e será como um TRONO DE HONRA para a casa de seu pai”.

    O que temos aqui, Leandro? Uma profecias onde Isaías fala a respeito de um futuro rei, Eliaquim, que seria escolhido pelo próprio Senhor dos Exércitos para governar Israel. Não entraremos agora em pormenores relacionados a pessoa de Eliaquim, nem sobre se ele foi fiel a sua missão, ou qualquer outra coisa do tipo.

    O que iremos tratar nesta passagem é aquilo que nos interessa, a saber: o que o autor sagrado revela sobre a pessoa que, escolhida por Deus, recebe as chaves dos céus? Ora, isso está CLARAMENTE EXPLICITADO neste texto. A pessoa escolhida por Deus e que recebe as chaves se torna PAI dos fiéis (lógico, abaixo de Deus, o verdadeiro pai) e fazendo uso destas chaves, enquanto pai, portanto, enquanto PAPA, ela abre ou fecha o caminho para aqueles que obedecem ou desobedecem, ele se torna “trono de honra” para Deus e Israel.

    Ora, é isso que temos na bíblia, não? Esta passagem é claríssima a respeito do pensamento dos judeus no que se refere a Deus entregar as chaves dos céus para um homem.

    Agora, eu te pergunto: Cristo entregou as chaves para alguém? Sim ou não? Se ele entregou as chaves para Pedro, por que então Pedro não se tornou para você pai na fé? Por que recusa ser pastoreado por aquele que, além de receber as chaves do próprio proprietário das chaves ainda ouviu Dele: “apascenta minhas ovelhas, apascenta meus carneiros”?

    Ou você não é ovelha de Cristo? Se for, TEM QUE ACEITAR SER PASTOREADO POR PEDRO, Leandro. Ou você é maior do que a bíblia, ao querer dizer que ela não diz aquilo que é evidente que diz?

    Aguardo muito ansiosamente a sua resposta, para ver de que forma você irá explicar Isaías 22,

    Sandro de Pontes

    Obs.: estou tratando apenas da bíblia, hein? Depois te coloco trezentos autores dos séculos I, II e III para mostrar como o cristianismo primitivo já aceitava o papado, MUITO ANTES do quarto século.

  2. Leandro

    Caro Sandro, boa noite. Quando pedi desculpas, não fiz com nenhum pesar. Entendo que se ofendi quem quer que seja, o mínimo a fazer é pedir desculpas. Quanto à minha experiência pessoal, você passou longe do ocorrido. Pense em algo como ocorreu com Saulo, que você começará a entender (pelo menos intelectualmente). Espero que um dia você tenha a mesma oportunidade que eu e o apóstolo Paulo tivemos. Aliás, pelo que escreve, você se parece muito com ele antes de Damasco. Moderno fariseu! Cheio de letras e dogmas! Quanto a Isaías 22, quanta ignorância! Será que você não compreende que ele está se referindo ao próprio Cristo? Se não crê em mim, creia na Bíblia. Compare com Apocalipse, nas cartas às igrejas nos caps. 2 e 3, onde Jesus se apresenta como sendo Aquele que possui a chave de Davi. A porta que Ele abre ninguém fecha e a que Ele fecha ninguém abre! Fanático é você, que coloca sua religião apóstata acima de Deus! A propósito, cansei de gastar meu tempo contigo. Sinto-me atirando pérolas aos porcos! Você tem o direito de replicar e eu lerei sua resposta, mas não irei responder. Minha resposta a partir de agora será a mesma de Jesus aos seus opressores: o silêncio. Espero sinceramente sua conversão a Cristo. Pr. Leandro.

  3. Sandro de Pontes

    Leandro, bom dia!

    Claro que “alguém poderia responder a algumas questões” levantadas por você. Elas são velhas, surradas e fáceis de se refutar. Assim, se você tiver humildade verá que estas questões vêm sendo respondidas há séculos pelos católicos, de forma que se você tivesse ido se informar antes não teria aderido a heresia e muito menos apostatado.

    Porém, vamos fazer o seguinte: um assunto por vez, pode ser? Quem quer tratar de “trezentos” temas simultaneamente acaba por não tratar de nenhum. Desta forma, você iniciou o debate abordando o papado, afirmando que foi implantado tardiamente, contra o texto bíblico.

    Eu lhe respondi dizendo que devemos então começar pela bíblia. E lhe citei, primeiramente, Isaías 22, onde o autor sagrado profetiza sobre Eliaquim, escolhido por Deus para ser rei temporal e espiritual dos judeus. Vimos nesta passagem que Eliaquim receberia as chaves do reino, passando a PARTIR DESTE MOMENTO a ser pai do povo (logico que não pai como Deus é pai verdadeiro, mas pai em sentido espiritual, aqui na terra, como Moisés, Abraão, Isaac e Jacó foram). Ou seja, sacerdotes de Deus, pontífices reinando visivelmente sobre os fiéis!

    Claro que ao citar a bíblia a um pastor protestante esperei uma boa resposta bíblica, recheada de citações demonstrando os erros, as heresias e os desvios dos católicos, Procurei em vão esta refutação bíblica em sua mensagem, e um tanto quanto decepcionado, constatei não a ter encontrado.

    Assim, Leandro, ou você refuta este Isaías 22 e SEU SENTIDO ÓBVIO ou então reconhece justamente que não pode dizer nada contra passagem tão cristalina, que demonstra que aquele que recebe as chaves dos céus se torna pai dos fiéis, ou seja, se TORNA PAPA, e uma vez de posse das chaves celestiais (que pertencem a Cristo) tal pessoa tem o poder de LIGAR E DESLIGAR os mortais deste mundo. E isso que a bíblia indica claramente nesta passagem de Isaías, ou não? Claro que é, você vai ter que dar “nó em pingo d´água” para responder isso que estou lhe colocando.

    Então, meu amigo, a palavra está com você. Depois abordaremos um por um todos os assuntos levantados em sua mensagem. Mas precisamos de ordem por aqui: um assunto por vez. Primeiro, o papado, o restante depois.

    Esperando ansiosamente,

    Sandro de Pontes

  4. Jorge Ferraz (admin) Post author

    Sr. Leandro,

    Respondendo sucintamente:

    Por que Jesus não deu a ênfase que os católicos dão a Maria?

    Nosso Senhor A fez “cheia de Graça” (Lc I 28) e Mãe de Deus (cf. Lc I 43); era-Lhe “submisso” (Lc II 51) e realizou o Seu primeiro milagre quando a Sua hora “ainda não era chegada” (cf. Jo II 4) a pedido d’Ela. Quer mais ênfase do que isso?

    Por exemplo. Quando ela e os seus filhos foram procurarJesus, ele afirmou que Sua mãe e seus irmãos eram os que fazem a vontade de Deus.

    E quem fez mais a vontade de Deus do que Aquela que disse «Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra» (Lc I 38)?

    (…) Ele rrspondeu porém que antes bem-aventurados são os que ouvem a Palavra de Deus e a praticam!

    E quem mais perfeitamente ouviu a palavra de Deus e a praticou do que Aquela de quem disse o Espírito Santo: «Bem-Aventurada és tu que creste, pois se hão de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas» (Lc I 45)?

    Que dizer então da expressão: “mulher, que tenho eu contigo?”!

    Um hebraísmo. Ou – parafraseando Santo Agostinhovocê acha que Nosso Senhor foi a uma festa de casamento para ensinar os homens a desprezar suas mães?

    Aliás, veja que coisa interessante o Bispo de Hipona fala nesse mesmo tratado:

    What says the old serpent, of old the hissing instiller of poison? What says he? That Jesus had not a woman for His mother. Whence do you prove that? From this, says he, because Jesus said, “Woman, what have I to do with you?” (Sto. Agostinho, Tractates on the Gospel of John, Tractate 8)

    É incrível como os séculos passam, mas a velha Serpente sempre consegue encontrar homens dispostos a sustentar as suas velhas mentiras…

    Tudo por Jesus, nada sem Maria? Vocês inventaram a quarta pessoa da Trindade???

    Non sequitur. O que tem uma coisa a ver com a outra? Se eu digo “tudo sem Jesus, nada sem a Sua Santa Cruz”, por acaso eu estou inventando que um pedaço de madeira é a Quarta Pessoa da Trindade?! E o sujeito ainda vem dizer que teve os seus olhos abertos…

    A verdade é que não existe Cristo sem Maria, uma vez que foi por meio d’Ela que Ele veio ao mundo, Ele que é a nossa Salvação e, portanto, foi Ela que trouxe ao mundo a Salvação. Os que negam a Santíssima Virgem negam também a Cristo.

    Maria foi uma serva de Deus.

    Sem dúvidas. E muitas outras pessoas foram e são servos de Deus. Mas a Santíssima Virgem Maria foi e é também Mãe de Deus (cf. Lc I 43), e esse privilégio somente Ela possui e mais ninguém.

    Nós os protestantes a honramos da forma correta

    Quem disse que é a forma correta? Você? E por que eu deveria acreditar na palavra de um herege ao invés de confiar na infalível Igreja de Deus?

    Na verdade, os hereges protestantes se colocam fora daquela profecia neo-testamentária que diz que «me proclamarão Bem-Aventurada todas as gerações» (Lc I 48). Foi o Espírito Santo que falou. Os católicos cumprimos essa profecia, e todos os dias repetimos que a Santíssima Virgem é «Bendita (…) entre as mulheres». Os hereges protestantes nunca proclamam que a Virgem Maria é Bem-Aventurada, muito menos «todos os dias» como exigem as Escrituras que eles juram acreditar ser a palavra de Deus! Imagine se não acreditassem!

    Ao contrário de muitos de vocês, que morrerão em seus pecados e tradições! Não entrarão e tentarão impedir que outros entrem no Céu!

    Não me consta que o Deus Altíssimo tenha constituído o senhor porteiro do Céu. Recolha-se, portanto, ao lugar que lhe cabe. Não aceito que um herege tenha a arrogância de entrar num blog católico para “profetizar” (HAHA!) que os católicos irão morrer em pecado e não entrarão nos Céus. Eu, ao contrário, desejo que o senhor se arrependa dos seus pecados e blasfêmias e possa chegar ao Céu um dia. Ao que parece está difícil, mas o meu Deus é o Deus do impossível e que não Se deixa vencer em misericórdia.

    Aliás, não disse Paulo a Timóteo que há um só mediador entre Deus e os homens (Jesus Cristo homem)

    Sim, e há outros mediadores entre os homens e Jesus Cristo. São Paulo diz que «todo pontífice» é «constituído a favor dos homens como mediador nas coisas que dizem respeito a Deus» (Hb 5, 1). E o herege ainda vem me dizer que conhece as Escrituras!

    Vocês reconhecem que a ICAR foi fundada por um imperador romano somente no IV Séc. d.C.? Se

    Não sei de onde você tirou esse absurdo histórico. Qualquer leitura dos escritos cristãos dos séculos I, II e III (mesmo da Bíblia!) mostra que já havia uma Igreja fundada desde Nosso Senhor. E se essa Igreja não fosse a Católica, a única que reclama para Si tal origem, qual seria? Porventura seria a tua seita, cujo nome tu tens até vergonha de dizer aqui em público?

    Conheça a Verdade, senhor Leandro. Não é dando ouvidos a doutrinas espúrias inspiradas por Satanás que o senhor vai se libertar.

    Abraços,
    Jorge Ferraz

  5. Sidnei.

    Jorge e Sandro Pontes, me corrijam se eu estiver errado, mas traçando um paralelismo entre o A.T. mais precisamente Isaias 22 com o N.T. mais precisamente Mat. 16 e Ap. 3,7, veremos que no A.T. em Isaias 22 quem tem a chave da casa de Davi é DEUS PAI, que entrega a Eliacim para dirigir e administrar a casa de Davi, embora o texto de Isaias 22 não diga que é DEUS PAI que detém esta chave, porém, é obvio dizer que sim pois é DEUS PAI que entrega esta chave a Eliacim é porque ELE que a detém. No N.T. vemos que é JESUS, DEU FILHO, que detém esta chave, e ELE a entrega agora a Pedro que se torna como um novo Eliacim, um novo administrador não somente da casa de Davi, masd a casa de DEUS que é a Igreja. Portanto, traçando um breve paralelismo temos:

    A.T. > DEUS PAI, entrega a chave da casa de Davi a Eliacim.

    N.T. > DEUS FILHO (JESUS CRISTO), entrega a chave da casa de Davi, da Igreja do Reino dos céus a Pedro.

    Portanto, é inegável vermos em Mateus 16 o cumprimento da profecia de Isaías 22, só não vê quem não quer.

    Procede este meu pensamento, Jorge e Sandro, ou estou equivocado?.

  6. Sandro de Pontes

    Prezado Sidnei, salve Maria.

    A bíblia não revela muito sobre quem seria este “Eliaquim, filho de Hilquias”, profetizado por Isaías. De acordo com alguns comentaristas ele teria cometido nepotismo após chegar ao trono de Israel. Ou seja, fez mal uso das chaves, coisa que qualquer papa pode fazer, pois ao entregar as chaves Deus não retira o livre arbítrio da pessoa. E tivemos, isso é inegável, alguns papas maus na história, como Israel teve alguns reis ruins que se desviaram (o próprio rei Davi, Salomão e outros).

    No restante, é inegável o paralelismo que você fez entre o antigo e o novo testamento, não tem como negar aquilo que você traçou. Isso demonstra que a Igreja Católica é a ÚNICA que defende a verdadeira interpretação de Mateus 16. E o que os protestantes podem fazer sobre isso? Somente blasfemar contra a Santa Igreja sem apresentar nenhum argumento, como é próprio deles. E atacar vergonhosamente, e mentirosamente, a Igreja, como é próprio deles. Mas no Apocalipse está escrito que os mentirosos não herdarão o reino (Ap. 21), então, rezemos por eles.

    Sobre Ap. 3, 7 citado por você, a importância desta passagem é imensa: demonstra que somente Cristo, ou Deus, ou mais precisamente a Santíssima Trindade são os proprietários das chaves. Quando tais chaves são entregues a alguém, este alguém não é dono delas, pois como disse o dono é Deus. Mas quem recebe as chaves (como Eliaquim ou Pedro) tem POSSE da chave, ou seja, está em posse de algo que não possui de fato. Vou dar um exemplo.

    Imagine que seu pai lhe empreste o carro dele para você viajar. No caminho, a polícia lhe para e pergunta se o veículo que você dirige pertence a você. Você responde que pertence a seu pai, e que seu pai lhe entregou as chaves para você viajar. Assim, o carro não lhe pertence, prezado Sidnei, pertence a seu pai, mas você está de posse deste carro, e esta posse é legítima, está de acordo com a lei, ninguém pode te impedir de continuar dirigindo este carro que, apesar de não lhe pertencer, foi-lhe entregue pelo verdadeiro dono.

    O papa possui a chave, e faz uso legítimo dela, pois lhe foi entregue pelo proprietário delas. É por isso que o papa tem poder de ligar e desligar a humanidade, e no caso dos protestantes, todos eles foram desligados há séculos. Portanto, rezemos por eles.

    Assim também a Igreja Católica não é a verdade, pois a verdade é Cristo. Porém, a Igreja Católica tem posse da verdade,
    pois Cristo é a cabeça do corpo desta Igreja, e o Espírito Santo a alma deste mesmo corpo.

    Cordialmente,

    Sandro de Pontes

  7. Sidnei

    Obrigado Sandro, seu comentário veio a elucidar ainda mais o meu entendimento que tinha deste assunto, espero que elucida muito mais a cabeça destes protestantes que não enxergam o óbvio e só não vê porque não querem.

  8. Angela Vitoria

    maria foi santificada atravez de Jesus e não o contrario! a biblia nos mensiona q Jesus disse q tudo q pedirdes ao Pai em MEU NOME Ele o fara para q o Pai seja glorificado atravez do filho! infelizmente fizeram uma mistura, colocaram coisas pagãs no meio da IgrejA… TEM MUITA GENTE q coloca Maria em primeiro lugar, sendo q ela não pode fazer mais nada pois a mesma dorme.. Agora Jesus esse sim pode fazer tudo por nós, pois esse vive e reina para sempre! Maria e digna de respeito e não de adoração!!!

  9. Sidnei.

    “maria foi santificada atravez de Jesus e não o contrario! ”

    Há, que grande novidade para nós católicos isto, conta outra que esta é velha.

    ” TEM MUITA GENTE q coloca Maria em primeiro lugar, sendo q ela não pode fazer mais nada pois a mesma dorme.. ”

    Dorme mesmo?!, pois é, tem gente que se considera viva, mas esta morta (Ap. 3,1).
    E se tem gente que coloca Maria em primeiro lugar, saiba que não é a Igreja que ensina isto, mas é da ignorância das pessoas que não sabem colocar Maria no seu devido lugar, que é a baixo de DEUS, PAI, FILHO E ESPIRITO SANTO, e acima de todos nós dos Anjos e dos Santos.

    “Agora Jesus esse sim pode fazer tudo por nós, pois esse vive e reina para sempre! ”

    Se ELE pode fazer tudo por nós, porque ele não faria por sua mãe em de fazer ela viver ao seu lado nos céus, e de participar no seu reinado?, por acaso não é isto que também acontecerá com nós todos?.

    “Maria e digna de respeito e não de adoração!!!”

    Outra grande novidade, Angela Vitoria, vai encher o saco em outro lugar vai, se é para vir aqui dizer bobagem, fica na tua que é melhor. Não costumo em ir a site protestantes, espiritas, ateus e afins para encher o saco de ninguém agora que você venho aqui encher o nosso, e já deu seu recado estupido, ótimo, agora volta para teu mundinho protestante aonde você é feliz e deixa nós aqui em paz que aqui nós também somo muitíssimo felizes.

    Inté.

  10. Sandro de Pontes

    Ângela, salve Maria Santíssima, mãe de Deus e nossa!

    “Eu sou o deus de Abraão, Isaac e Jacó. Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos!”.

    Acorda, minha filha, te enganaram direitinho e você caiu como uma patinha…vai escutando o que diz o teu pastor e verá onde irá parar: lá onde o calor de um microondas parece o polo norte!

    Sandro de Pontes

  11. Lampedusa

    Curioso que o ‘pastor’ Leandro parece desconhecer que houve uma inquisição protestante e muito atuante…

  12. Alien

    Houve na verdade inquisição e intolerância em TODAS as religiões do mundo (quando não por parte dos seus sacerdotes, por parte de alguma facção de seus seguidores). Ao que se saiba, a única religião (ou seria ideologia?) que nunca foi manchada de sangue foi o budismo… :-/

  13. Wilson Ramiro

    Alien… A paz budista é alienação, quando não alienam, matam. Sou pacífico enquanto nada me prejudica, e é muito fácil ser “pacífico” assim.

    http://www.vice.com/pt_br/read/a-violencia-contra-muculmanos-em-mianmar-esta-sendo-liderada-por-budistas-neonazistas

    https://www.youtube.com/watch?v=Sb0a7pE0J7U

    http://www.berzinarchives.com/web/pt/archives/study/islam/kalachakra_islam/holy_wars_buddhism_islam_myth_shamb/holy_war_buddhism_islam_shambhala_short.html

    O pior assassinato quem deseja é o budista, porque precisa matar a “Vida Eterna”.
    No budismo os deuses são eternos, mas não os homens, que se derretem no todo divino e perdem sua identidade.

  14. Mraaaaaaaaaaaaaa

    Dá nauses mexer com esses protestantes ignorantes e atoa. Tanto são atoa, que acham tempo tempo para ficar correndo de inveja da Igreja católica. Essa casa tem mãe, tem luz, tem verdade, saiam das trevas.

  15. Anderson

    os pais da igreja quem ele se refere são os hereges da época apostólica que se aliaram a Roma e Cosntantino para fazer milhares de Heresias conhecido como Igreja Católica Apostólica Romana sendo assim os verdadeiros pais da igreja moderna são Martinho Lutero e João Calvino da Santa Reforma Apostólica da Igreja de Jesus Cristo dos Santos remidos SARAIJA que hoje dia
    31 Outubro de 1517 a verdadeira fé Cristã foi exclamado com o gestou que quase matou Martinho Lutero a 95 Teses sobre os pecados da Igreja Romana

  16. Sandro de Pontes

    Anderson, bom dia.

    Faltou você inserir o seu nome entre os pais da Igreja. Aliás, você é luterano? Concorda com tudo o que disse e ensinou Lutero? Lutero defendeu até morrer que Maria foi sempre virgem. Ou você seria calvinista? Você crê como estes dois “pais da igreja”?

    Sandro de Pontes

  17. Adriana Pereira Barbosa

    nossa que coisa chata vcs ficarem discutindo !!!!!!!!!!!! affffffffff vão orar povo !!!!!!!!!!! afffffffffff

  18. EDMILSON SILVA

    ESSE LEANDRO NÃO PASSA DE UM HEREGE VAGABUNDO DE 50 MIL SEITAS A ABERRAÇÃO NEM SABE O QUE SÃO FONTES PATRÍSTICAS E FONTES OBRIGATÓRIAS E MUITO MENOS QUAIS QUALIDADES É PRECISO UM ESCRITOR PRIMITIVO TER PARA GANHAR O TÍTULO DE PADRE DA IGREJA