Rápidas sobre o “casamento” gay no Brasil e no mundo

closeAtenção, este artigo foi publicado 4 anos 8 meses 4 dias atrás.

Enquanto por aqui a Veja tenta transformar o “casamento” gay em «uma questão inadiável no Brasil» (sic!), na França o Senado «aprova lei do casamento homossexual» a despeito de todos os protestos dos cidadãos franceses que enchem as ruas de Paris às centenas de milhares contra esta infâmia.

As esdrúxulas tentativas da mídia tupiniquim de forjar apoio popular para o tema chegam ao cúmulo de G1 ter simultaneamente duas enquetes sobre o mesmo assunto: uma encerrada ontem e, outra, no dia 08/04. Duvida-se, no entanto, que a opinião popular mereça qualquer respeito da parte dos nossos delirantes governantes.

Também enquanto isso, Lech Wałęsa, Nobel da Paz, «diz que minoria gay “persegue e castiga” heterossexuais». Acto contínuo, confirmando involuntariamente e em menor escala tudo o que Wałęsa falou, políticos gays protestam na Polônia contra as declarações do ex-presidente. Para demonstrar a validade universal da denúncia, aqui no Brasil um casal de famosos cantores diz que a sua vida virou um inferno após a mulher ter se manifestado contra o “casamento” gay.

E assim segue a vaca para o brejo. De nossa parte, cabe lutar contra esta vergonhosa exaltação do vício contra a natureza. Principalmente, nestes tempos em que bordões parecem valer tanto, importa deixar bem claro: não nos representam. Estão agindo contra o Brasil e contra os brasileiros.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

8 thoughts on “Rápidas sobre o “casamento” gay no Brasil e no mundo

  1. Leniéverson Azeredo

    Pois é, Jorge Ferraz, é a pressão para que o projeto socialista seja consolidado no Brasil. Vai aparecer com certeza defensores dessa aberração aqui.

  2. Ricardo

    No dia que aprovarem o casamento gay no mundo tudo Jesus volta e o mundo acaba. Claro, se a humanidade já não tiver sido extinta antes. Porque certamente isso tudo é uma conspiração para acabar com a espécie humana.

  3. Emerson Lima Gondim Filho

    É realmete uma grande infelicidade que o estado teime em chamar de “casamento” algo que deveria ser tratado pelo que é: união civil.
    Por se apropriar da imagem do verdaeiro casamento, o religioso (que por ser um ato divino é o único verdaderio, já que somente de Deus advêm toda a verdade), tal união provocará inúmeros probremas na sociedade, no entanto mesmo que outras batalhas tenham sido perdidas em outros paises não podemos abandonar a nossa, temos o dever de continuar testemunhando a verdade até o fim, temos que seguir o exemplo deixado por Jesus e defender a verdade até na crúz, pessamos todos que se possivel que Deus afaste de nós esse cálice, mas se for da vontade Dele que Ele nos dê força pra carregar essa cruz assim como os cidadãos franceses terão que fazer de agora em diante, na esperança de que através dela seremos glorificados, infelizmente muitos cairão como o mau ladrão vendo Deus sofrendo por ele bem na sua frente, mas devemos seguir o exemplo de São Dimas que teve a honra de ser santificado pelo próprio Salvador em pessoa graças a ter reconhecido Ele pregado na cruz.
    Vamos combater o bom combate contra o “casamento” gay, na certeza que nossa vitória é garantida, mesmo que seja necessário passar pela crucificação entes!

  4. Sérgio

    Lech Walesa? A-ha! O cara saiu escorraçado do poder, pois demonstrou ser um canalha autoritário! A declaração dele tem tanta importância quanto a dos fascistas que postam aqui!

  5. Natália

    Fascistas isso, fascistas aquilo, se ganhasse um centavo para cada vez que vejo esse termo sendo usado pelos libertinos amorais do mundo atual, ai ai, Rockfellers que se cuidassem. Além, é claro,da outra palavra favorita, os reacionários, reaças, reaças malditos, malditos reaças!!
    Pf, discursinho mais antiquado minha gente, vamos atualizar o vocabulário, chavões do século XX são muito démodé, não combina com vocês, pessoas avançadas e evoluídas.

  6. Gregório

    Fascistas nem sempre admitem que o são. Mas suas práticas os denunciam.

  7. Wilson Ramiro

    Como católico que preserva coisas antigas de valor…

    Não existe tal poder na sentença e comando de tolos que por seu voto a natureza das coisas possa ser revertida
    (Marcus Tullius Cicero).

    Uma lei não começa a existir quando é escrita pela primeira vez, mas quando ela ganha a existência primeira, isto é, quando a mente divina que a cria leva-a a primeira existência.
    (Marcus Tullius Cicero).

    A verdade não tem idade…

  8. Danielli Santana

    Pessoas que acham que são melhores que as outras pelo simples fato de terem opiniões sexuais diferentes cabem por jugar sem nem ao menos conhece-lo para terem uma opinião formada!

Deixe um comentário: