4ª Campanha Nacional de Consagrações à Santíssima Virgem

closeAtenção, este artigo foi publicado 3 anos 7 meses 26 dias atrás.

À semelhança do que já ocorre há alguns anos, o «Consagra-te!» lançou agora a 4ª Campanha Nacional de Consagrações à Virgem Maria. Trata-se, como a maior parte dos meus leitores já deve saber, da «Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem» à qual São Luís de Montfort consagrou o seu Tratado.

Recomendo vivamente que todos ao menos conheçam essa santa devoção. E aos que se sentirem inspirados a fazê-la, eu digo sem medo de errar: sejam generosos em se entregar a Nosso Senhor por meio das mãos imaculadas da SSma. Virgem Maria! Acho que foi Bento XVI quem disse certa feita aos jovens que eles fossem generosos para com Deus, porque Ele não tira nada, ao contrário: dá tudo. O mesmo posso dizer eu com relação à santa escravidão de amor. Se a idéia de entregar completa e irrevogavelmente os próprios méritos à Virgem Santíssima pode parecer assustadora para alguns, eu digo que é ao contrário: é libertador.

Ao contrário do que possa parecer à nossa experiência materialista mais imediata, depositar todas as graças aos pés da Mãe de Deus nos torna muito mais agraciados do que quando as retínhamos para nós. Ou porventura alguém acha que pode vencer a Santíssima Virgem em generosidade? Ou algum filho da Igreja realmente acredita ser capaz de entregar à Virgem Santíssima mais do que Ela própria é capaz de lhe alcançar?

Na lógica do Evangelho, nós temos mais quando mais damos. Isso vale também (e talvez até principalmente) para tesouros espirituais: seremos tanto mais ricos quanto mais entregarmos tudo a Nossa Senhora. Ou poderia ser diferente? Ou algum servo da Rainha dos Anjos poderia ser mais pobre do que antes de dedicar-se integralmente aos serviços d’Ela? É Boa a Senhora de quem nos fazemos escravos! Alguém realmente A conhece tão pouco a ponto de imaginar que Ela seria capaz de deixar os Seus servos na indigência?

Aproveitemos esta oportunidade. Informações detalhadas podem ser encontradas no «Consagra-te!» (não deixem de acessar), incluindo dicas para a organização de grupos de estudo e materiais de apoio (como o próprio Tratado). Como nos outros anos, o dia escolhido para a Consagração é o 08 de Dezembro, solenidade da Imaculada Conceição. Preparemo-nos para este grande dia. Digamos com coragem que somos todos d’Ela, e que tudo o que possuímos é d’Ela. E veja-se se não seremos mais felizes. Veja-se se a nossa vida espiritual não será muito mais rica do que era até então.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

One thought on “4ª Campanha Nacional de Consagrações à Santíssima Virgem

  1. Henrique Sebastião

    Prezadíssimos irmãos em Cristo leitores do Deus lo Vult!, do qual sou leitor assíduo e considero uma referência dos fiéis católicos na internet,

    Humildemente, gostaria de pedir a vossa ajuda. Sou o responsável e administrador pelo blog “Fiel Católico”, (antigo ‘Voz da Igreja’). Sou estudante de Teologia e redator/editor de uma publicação católica. Recentemente, um repórter da revista “Isto É”, chamado João Loes, contatou-me por telefone, pedindo opiniões sobre o Papa Francisco. Insistia ele em saber o que os conservadores acham do Papa. Passei algumas informações bastante superficiais, deixando claro que reconheço a autoridade do Papa e a ele me submeto. A matéria saiu um tanto quanto distorcida, classificando-me como um suposto “ultraconservador” que está contra o Papa…

    Na página virtual da referida revista, multiplicam-se os comentários de pessoas que nada compreendem das coisas da fé, com grandes bobagens ditas como se fossem verdades eternas. Como não vi nenhum católico de fato por lá, pensei em equilibrar um pouco as coisas, convocando os que quiserem a compartilharem suas opiniões.

    Agradeço imensamente a oportunidade, Segue o endereço:

    http://www.istoe.com.br/reportagens/paginar/321918_OS+ULTRACONSERVADORES+CONTRA+O+PAPA+FRANCISCO/5

    A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos