Clássicos católicos para o Kindle: Lúcio Navarro e Tanquerey

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 meses 11 dias atrás.

A quem interessar possa, a Amazon está vendendo, em formato Kindle, dois livros excelentes em português. Cliquem nas capas para os obter.

Legítima Interpretação da Bíblia, de Lúcio Navarro. Obra seminal da apologética contra o protestantismo, durante muitos anos esteve fora de edição; lembro-me inclusive de que há alguns anos um grupo de católicos daqui de Recife dividiu entre si as xerox dos capítulos do livro para que ele pudesse ser transcrito e reeditado — um trabalho colaborativo muito tempo antes de existir o crowdfunding. A obra é verdadeiramente clássica e vale muito a pena para conhecer mais a fundo a doutrina católica extraída das Escrituras — e como a interpretação dos protestantes é totalmente insustentável diante da Bíblia que eles próprios têm por sagrada.

Compêndio de Teologia Ascética e Mística, de Tanquerey. Outro clássico da vida espiritual, cuja única tradução comercial para o português, até onde eu conhecia, era a da Permanência que hoje, salvo engano, encontra-se esgotada. Eu costumo ter medo de “novas traduções atualizadas”, mas este compêndio possui uma autoridade multissecular — difícil, quero crer, de ser obscurecida por eventuais problemas de tradução. De qualquer modo o produto está bem avaliado no site da Amazon, e não encontrei críticas ao trabalho do Dalton César Zimmermann. Quem quiser comparar com uma edição tradicional pode baixar a do pe. João Ferreira Fontes aqui.

E se você ainda não tem um Kindle, ele está em promoção na Amazon; considere adquirir. Vale muito a pena.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

2 thoughts on “Clássicos católicos para o Kindle: Lúcio Navarro e Tanquerey

  1. Marcelo

    Esse Kindle lê também PDFs comuns? Ou somente o formato proprietário/protegido da Amazon?

  2. Jorge Ferraz (admin) Post author

    Não sei Marcelo, talvez algum outro leitor do blog possa informar melhor.

    Eu tenho má experiência com arquivos pdf em leitores de ebook. Dizem — não sei porque nunca tive e nem nunca usei — que o LEV, da Saraiva, tem uma tecnologia que trabalha bem com arquivos pdf. Mas, no Kobo, a leitura dos pdfs é sofrível (além de consumir uma bateria estúpida) e, no Kindle, eu nunca tentei.

    A melhor coisa que se pode fazer é manter o Kindle exclusivo para o formato proprietário/protegido da Amazon. Fica tudo muito mais organizado, disponível na nuvem para leitura em qualquer lugar, é possível conseguir livros a preços muito razoáveis no site etc.

    De qualquer modo, é possível mandar arquivos “piratas” para o Kindle de qualquer formato de ebook válido, seja i) convertendo com o Calibre e mandando para o dispositivo, seja ii) através do email que a Amazon disponibiliza para converter os arquivos e os disponibilizar em uma área separada da sua conta.

Deixe um comentário: