Curtas, mas importantes

1. “[S]e algum chargista tivesse feito a brincadeira de colocar o padre  [Fábio de Melo] dançando um samba, aposto que uma onda de revoltosos se levantaria para criticar a iniciativa. (…) Aí temos o chargista e a caricatura de um sacerdote… E se dirá que Cristo o faria? Não, Cristo não o faria”. O desabafo é do Wagner Moura. O motivo? O padre Fábio de Melo na Beija-Flor. O Adversus Haereses também alfinetou, mostrando diversos sambas de enredo da escola que têm temática fortemente pagã. Vale perguntar: porventura somos nós…

Read more