Por quê, afinal de contas, um Deus amoroso criou o Inferno?

Recentemente, iniciou-se uma interessante discussão no Deus lo Vult! a respeito da existência real (e eterna) do Inferno, bem como da sua compatibilidade com a noção de um Deus justo e amoroso. Como o assunto vez por outra surge aqui e em outros lugares, vale talvez a pena buscar sistematizá-lo um pouco. Basicamente, as objeções dos incréus são duas: a) é totalmente desproporcional impôr uma punição infinita por uma ofensa finita; e b) um Deus amoroso não poderia torturar eternamente um Seu filho no inferno. É até possível respondê-las por via…

Read more

“A Dignidade Cristã da Mulher” – Alice Von Hildebrand

[Excelente texto para o dia de hoje! Trago apenas um excerto para meditação. Que as mulheres nunca se esqueçam da especificidade do seu valor; que elas não sacrifiquem a sua feminilidade nos altares quiméricos da falsa “igualdade” pregada nos dias de hoje; que elas não caiam no canto-de-sereia das feministas que tanto mal causaram nos últimos anos – não apenas às mulheres, mas a toda a humanidade.] Não se esqueça de que Ele, a Quem o universo inteiro não pode conter, foi “escondido” no ventre da Santa Virgem por nove…

Read more

Ateísmo Irracional

[Texto anterior: O agnóstico ateu] Ateísmo irracional Chegamos portanto àquele que é, a meu ver, o principal motivo pelo qual o ateísmo não se difunde tão facilmente nos nossos dias quanto o Cristianismo se difundiu na Idade Média: não é de modo algum evidente que Deus com certeza não exista, e esta idéia só a muito custo penetra na mente das pessoas. É necessário um verdadeiro bombardeio de falsos argumentos, unido ao desejo interior e a priori de que Deus não exista, para que alguém “se convença” de tão anti-natural…

Read more