Ajoelhando-se diante de Deus

Eu li no Fratres in Unum sobre o Arcebispo que deseja «formar [!!] o povo a não comungar de joelho para evitar transtornos no momento da Celebração Eucarística». Melhor seria dizer deformar. A determinação é tão absurda que carece de qualquer legitimidade. Ninguém precisa obedecer a este tipo de abuso, como é fácil de se ver. Por onde eu começo? A Eucaristia é o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo – e, portanto, deve ser adorada. Ora, prostrar-se de joelhos é – na cultura ocidental ao…

Read more