Sobre o “Noé” de Aronofsky que ainda não assisti

Eu não assisti ainda ao Noé de Aronofsky, mas acompanhei ultimamente muitas discussões sobre o filme entre os mais diversos círculos de amizade. De todas elas o que mais me chamou a atenção foi este texto – cuja leitura eu recomendo na íntegra. A tese do autor (Brian Mattson) é a de que o cineasta não tomou “liberdade artística” nenhuma com a história de Noé que nós conhecemos do Antigo Testamento, mas simplesmente a contou sob a ótica bem exata e bem fidedigna da Cabala. A despeito de ser um pouco longa, a…

Read more

Alguns filmes en passant

[Atenção! Contém spoilers!] – Efeito borboleta 3, no cinema. Não assisti o segundo (e, também, me disseram que não era tão legal assim), mas gosto da idéia “fatalista” expressa na série: em resumo, “quanto mais mexe, mais fede”. Ou melhor: só adianta agir no presente porque, no passado, o que está feito, feito está. Esta “filosofia de vida” se aproveita do filme (que, a propósito, contém cenas de sexo e de violência bem desnecessárias). Mas o final é um pouco perturbador. No início do filme, o protagonista conversa com o…

Read more