Por que dizemos que certas músicas influenciam o sexo livre?

Com relação à polêmica envolvendo o professor de Filosofia que ousou colocar “Valesca Popozuda” e “grande pensadora contemporânea” na mesma frase sem que os dois termos estivessem ligados por uma relação semântica de veemente oposição, uma amiga apontou com muita pertinência que a funkeira pode até não ser estritamente uma “pensadora”, mas sem dúvidas populariza certas concepções de mundo que são abraçadas e defendidas por muitos pensadores contemporâneos. Parece-me claro que a música tem um poder de penetração popular muito maior na nossa sociedade do que a literatura ou a…

Read more

Sou cristão

Vi estes versos no Facebook de Dom Antonio Keller. Não os conheço, mas jogando-os no Google encontrei o canto neste Cancioneiro Popular. A música religiosa tradicional nos legou verdadeiras jóias de piedade; que diferença para as canções que ressoam hoje inclusive em nossas igrejas! Urge valorizar este o patrimônio dos que nos precederam. É importante redescobrir a beleza da identidade católica subjacente às realizações artísticas populares. O nosso catolicismo brasileiro produziu obras valiosas demais para que as possamos deixar esquecidas sob as tristes manifestações de evidente deficiência estética contemporâneas. SOU…

Read more


Virgem Mãe Aparecida

Salve a Virgem Aparecida, Padroeira e Imperatriz do Brasil! Salve Aquela por meio da Qual a nossa Pátria recebe todas as graças. Salve Aquela que é Rainha do Brasil e a Quem – malgrado os esforços dos prosélitos irreligiosos – o país homenageia pública e oficialmente neste dia de hoje, a Ela consagrado. Salve Nossa Senhora da Imaculada Conceição Aparecida! É a homenagem dos Seus Filhos. Que Ela digne-Se olhar para nós. Que Ela recorde-Se de falar, na presença de Deus, coisas boas a nosso favor – a despeito de…

Read more

Sobre jovens inglesas e francesas [a respeito da morte de Amy Winehouse]

A Amy Winehouse foi encontrada morta em Londres hoje. Provavelmente as únicas músicas que ouvi da garota foram as que, indistinguíveis, nos chegam aos ouvidos no meio da poluição sonora das cidades; não seria capaz de me lembrar, agora, de nenhuma delas. Mas o que me espantou foi saber que a Amy, morta aos 27 anos, “seguiu o mesmo roteiro trágico de outros ídolos mundiais da música pop, como Janis Joplin, Kurt Cobain, Jim Morrison e Jimi Hendrix”. Porque do Nirvana e do The Doors eu sei, sim, algumas músicas.…

Read more

Dos soutiens às cachorras

Aviso aos leitores mais sensíveis que este post contém uma certa dose – maior do que a que eu me permito usualmente – de expressões chulas, maliciosas e de duplo sentido. Julgo necessário fazê-lo para tratar com mais propriedade do assunto que desejo comentar. Disclaimer feito, vamos ao texto. Li hoje sobre um projeto de lei – “assinado por 11 deputadas do estado da Bahia” – contra a desvalorização da mulher na música (baiana, em particular, mas eu diria que isto se estende à música brasileira em geral). Trata-se do…

Read more

“Grito Silencioso”

Da série “recordar é viver”. Nem me lembro quando foi a primeira vez que ouvi esta música; deve fazer perto de uma década. Nos meus tempos de redescoberta da Fé da minha infância. Quando voltava para a Igreja da Qual nunca tinha saído mas que indubitavelmente abandonara… O vídeo tem imagens fortes, aviso logo. Mas ficou perfeito, uma vez que a letra também evoca imagens fortes. Porque o assunto é feio, e não tem como falar sobre ele de maneira “politicamente correta”, através de eufemismos e maquiagens. O assunto é…

Read more

Basta ouvir os fados

Voltando para Recife, relembrando com gosto o tempo de férias. De descanso; viajar rejuvenesce e dá novas forças. Novas idéias. Abre novos horizontes. A parada forçada em Lisboa fez-me adquirir um CD de fado. Gosto da triste música portuguesa (ok, não é sempre triste; mas gosto particularmente do fado triste português). Em particular, hoje fui e voltei do trabalho ouvindo “Não venhas tarde”. É um primor. “Não venhas tarde”, / dizes-me tu com carinho. / Sem nunca fazer alarde / do que me pedes baixinho. / “Não venhas tarde!”, /…

Read more

A música litúrgica e a mediocridade

Hoje foi a comemoração dos 100 anos da elevação da Diocese de Olinda a Arquidiocese de Olinda e Recife. Missa no Marco Zero com todo o clero, muitos bispos de toda a província eclesiástica, alguns outros bispos da Regional Nordeste II e o Núncio Apostólico, Dom Lorenzo Baldisseri, que presidiu a celebração. A celebração foi longa: eram por volta das 17:00 quando lá cheguei (pouco antes da procissão de entrada), e eram 20:30 quando recebi a bênção solene. Merece menção o coral polifônico: um exemplo de como é possível manter…

Read more

OFF – All the lonely people

Registre-se para perpétua memória: eu estive no show de Paul McCartney do Morumbi. Em um impulso de prodigalidade, mandei-me às pressas para São Paulo. Fui. Vi. Voltei. Escrevo já em Recife, com apenas ligeiras horas de sono durante o vôo, mas ainda com as músicas da noite nos ouvidos. Valeu cada centavo, cada hora de sono perdida, cada músculo do corpo dolorido. Entrei no Morumbi (pista) quase às nove e meia, pouco antes do show começar. Ao meu redor, todas as arquibancadas lotadas. À minha frente, todo o campo do…

Read more