A bebida, o cigarro, as guloseimas infantis

Gostei às avessas da coluna do Gilberto Dimenstein de hoje. Não que eu a tenha detestado; apenas senti um alívio reconfortante ao ver o colunista esbravejar contra o “Lei Seca” que dá nome à nossa legislação que proíbe o álcool no volante. Praticamente todas as sandices que ele diz podem facilmente se transformar em verdades até bem óbvias, bastando que a gente retire algumas negativas. Veja-se: é verdade que a Lei Seca brasileira é «moralista, repressora e ineficiente», que com ela «o poder público está reprimindo um direito individual» e…

Read more

Senhora da Conceição, minha Mãe, minha Rainha!

No Youtube, encontrei somente o áudio desta propaganda (o que é uma pena, porque a de “Davanira” tem o vídeo – e tenho a impressão de que são mais ou menos da mesma época…) das Casas José Araújo de mil novecentos e antigamente. Em homenagem à Virgem da Conceição hoje celebrada; belo exemplo de respeito à cultura do povo recifense! Lembro-me de que a via quando era criança. Nunca esqueci esta música. Eu vou subir o morro agora. Na procissão da Imaculada, suplicando-Lhe a proteção. Renovando-Lhe a consagração. Oferecendo-Lhe, junto…

Read more

Para toda a vida

Esta eu vi no blog do Carmadélio. Lembrei-me de outra propaganda da KFC que já pusera aqui; objetivos bem diferentes (afinal, neste caso é uma figura representativa da fidelidade conjugal sem outro objetivo que não enaltecer a própria vida conjugal), mas um mesmo plano de fundo. Uma mesma idéia de comunhão de almas até o fim. Uma mesma defesa apaixonada daquela união que é, segundo a Doutrina Católica, imagem no mundo da união entre Cristo e a Igreja. Entrega total e fiel por todos os dias da vida, até que…

Read more

McLaren e Marlboro

Um amigo me mostra que a McLaren completa 700 GPs no próximo domingo. Em comemoração, o site oficial da equipe lança um Wallpaper com os carros das provas centenárias. Mas o que me surpreende é que estes modelos estão adulterados: «Como se nota, as inscrições publicitárias com marcas de cigarro (Marlboro e West) foram apagadas». Como assim, “foram apagadas”?! Está porventura em curso algum processo de reescrita da história, onde se quer “varrer para debaixo do tapete” aquilo que (supostamente) é “feio”, é “mau”, é “sujo”? Oras, na minha época…

Read more

Love is forever

Eu fico feliz quando encontro este tipo de propaganda – que tem a coragem de enaltecer valores eternos mesmo diante de um mundo hedonista. Curta, bonita, bem bolada e bem-feita. Encantadora. Vale muito a pena: A idéia é do KFC. Virei consumidor.

Read more

Tristeza, por favor, vá embora…

Eu sempre achei essa propaganda genial. Sem cenas apelativas, sem músicas de péssimo gosto, sem basear-se exclusivamente em personagens famosos (a presença de Marcos Palmeira é completamente acidental), sem mensagens subversivas, sem nada. Apenas apontando uma característica do brasileiro com a qual todo mundo se identifica: a alegria, o bom humor, a capacidade de encontrar motivos para diversão até mesmo diante das adversidades. Há quem diga que esse é um dos motivos pelo qual o país “não vai para frente”, porque os brasileiros não conseguem levar nada a sério, estão…

Read more

“Provavelmente, não existe motorista”

Esta eu vi no Fratres in Unum e é muito boa. Refere-se à campanha ateísta que começou recentemente – mas que já havia sido noticiada há algum tempo – na Grã-Bretanha, composta de slogans nos ônibus dizendo (tradução livre) “Provavelmente, Deus não existe”: Provavelmente, não existe motorista. Grã-bretanha. Segundo a rádio britânica (“Britische Rundfunk”), o motorista crente Ron Heather de Southampton, em Südengland, negou-se a dirigir um ônibus público com um slogan ateísta. Ao entrar em serviço, Heather viu o seguinte anúncio publicitário no ônibus: “Provavelmente, Deus não existe. Pare…

Read more

Acendendo um cigarro

Vi na Folha de São Paulo que “Mercosul e Venezuela querem proibir anúncios de cigarros”. A idéia nonsense e arbitrária não é novidade; no Brasil, isso já acontece há bastante tempo. A mesma Folha de São Paulo, em uma outra notícia, questiona o mito de que os fumantes fumam porque são movidos a isso pela propaganda tabagista. Mario Cesar Carvalho, repórter da FOLHA, afirma com muita propriedade: “É claro que a publicidade ajudou o fumo a alastrar-se pelo mundo, e a indústria do cigarro é das que mais investem em…

Read more