Que há de extraordinário…?

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 11 meses 30 dias atrás.

De internis,  nisi Ecclesia.
[Orlando Fedeli, in A capela vazia]

As intenções, aquilo que é interno, o que passa no coração dos homens, nem a Igreja julga. É o que diz o conhecido ditado eclesiástico, repetido pelo prof. Fedeli na sua última crônica, último capítulo – espero – sobre a saída do IBP do Brasil.

Impossível não concordar. E impossível não se entristecer com os acontecimentos recentes. Primeiro, um instituto pontifício “polariza-se” no Brasil e, nascido e criado em atmosfera tupiniquim insalubre, tem a sua atuação enviesada por interesses que não estão perfeitamente alinhados com os da Santa Igreja. Depois, ao invés de se ajustarem as velas e prosseguir o caminho correto, a saída… finalmente, ao invés de se procurar tirar da atitude corajosa do IBP um bom ensinamento e um sinal de esperança, a perda de tempo com discussões inúteis sobre pessoas. Não raro, esquecendo-se do de internis.

As pessoas são falhas. Necessariamente falhas. Como perguntava retoricamente São Francisco de Sales, “que há de extraordinário em que a enfermidade seja enferma, e a fraqueza fraca, e a miséria miserável”? Por que, então, deter-se tão demoradamente e com tanto afinco nas desgraças das pessoas?

A situação atual perde-se na polêmica vazia; a última crônica da Montfort [em epígrafe] só vai exaltar os ânimos dos defensores da Associação. E quanto aos problemas reais, os que permanecem? E quanto aos estatutos do IBP, sem os quais é simplesmente impossível acusar de traição ou de interpretação errada qualquer um dos lados? Nem uma palavra…

Uma ave-maria pelo Santo Padre, pela exaltação da Santa Madre Igreja, pela extirpação das heresias; outra ave-maria pelo prof. Orlando, pelo pe. Renato, pelo pe. Navas, pelo pe. Laguerie e por todos os que estão envolvidos diretamente na dolorosa situação; e uma ave-maria por nós todos, é o que peço aos que por aqui passarem.

Ave Maria
Ave Maria
Ave Maria

Nossa Senhora, Refugium Peccatorum,
ora pro nobis!

P.S.: A tradução do latim em epígrafe está errada. Veja por quê.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Que há de extraordinário…?

  1. Captare

    Pelo menos uma coisa do que disse o Professor Fedeli é verdade: Enquanto isso os modernistas riem…

  2. Rodrigo Ruiz

    Ainda não é o último ato dessa tosca encenação montfortiana, chamemo-la de Orlando Furioso.

  3. Católico

    Senhor, entre os erros que se podem encontrar em tuas palavras, o mais flagrante é sem dúvida a tradução que fazes das palavras “De internis, nisi Ecclesia”. Não significam elas, como dizes, “aquilo que é interno, o que passa no coração dos homens, nem a Igreja julga”, mas antes justamente o contrário, isto é, “Aquilo que é interno, SOMENTE A IGREJA [ninguém senão a Igreja] o julga”. Ora, feita tal correcção, muito pouco resta do teu argumento.

  4. Jorge Ferraz

    Caríssimo “Católico”,

    O senhor está correcto!

    De facto, nas Escrituras Sagradas, pode-se ler:

    omnia mihi tradita sunt a Patre meo et nemo novit Filium nisi Pater neque Patrem quis novit nisi Filius et cui voluerit Filius revelare
    (Evangelium secundum Matthaeum 11,27)

    O que significa mais ou menos

    “Tudo me entregou o meu Pai, e ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aquele a quem o Filho O quiser revelar”.

    Perdão. Fui induzido pelo erro… pelo sr. Orlando Fedeli! Pois consta no site da Montfort o seguinte:

    Não entro no foro das intenções, onde nem mesmo a Igreja entra: “De internis, nisi Ecclesia”.

    O ditado correcto é De internis, nec Ecclesia, porque “de internis, nisi Ecclesia” não existe. Certamente foi ao primeiro que o professor Orlando quis fazer referência e, assim, a despeito da citação latina errada, o sentido está correto e, por conseguinte, todo o texto permanece.

    Obrigado, mais uma vez, pelo reparo. Vou pôr uma nota.

    Abraços, em Cristo,
    Jorge

  5. Pingback: Errata « Deus lo vult!

  6. presentepravoce

    Oi

    Ao corrigir o Jorge,
    Apontaste um erro de Fedeli !

    Que legal,
    Depois tem gente que ainda acha que ele é perfeito
    e estão morrendo de pena do velhinho triste.

    Já disse a ele.

    Quem caminha de costas para a luz,
    Sempre haverá um sombra negra à sua Frente!

    Quem Grita em Frente a uma enorme parede,
    Certamente ouvirá seu próprio eco !

    O que você pretende ver ao olhar para um Espelho.
    Certamente encontrarás sua própria imagem refletida lá,
    Isto não será causa de espanto e nem lhe há de surpreender, porque era o que se esperava ver.

    Portanto o que o que o Sr. Orlando Fedeli experimenta hoje é o fruto de tudo aquilo que sempre plantou, e pelo que li em seu lamento supremo em forma de Crônica, podemos esperar que continuará ensinando o mesmo de sempre, porque foi justamente esta a reclamação do Padre que se foi,

    “Não fui aceito como um Pai”.
    Um Pai ensina !
    Um Pai Conduz !
    Um Pai guia !

    Neste Caso quem conduzia, guiava ou ensinava todas as coisas era sempre o Sr. Orlando que jamais aprende nada, só ensina.

    Nosso aprendizado na vida é uma troca de experiências de mão dupla, até mesmo Deus nos ouve e muda suas atitudes em relação ao mundo, fato descrito na covardia de Abrãao “que deixou escapar a Salvação de uma cidade inteira por nove pessoas apenas, deveria ter confiado na fidelidade de um único homen, seu sobrinho Lot” ou na exatidão da resposta de Jonas em Nínive, mesmo inesperadamente após sua fuga frustrada, atingiu o objetivo Divino e Salvou toda uma grande Cidade pecadora.

    É isto mesmo !
    Deus ouve as nossas orações.

    Mulher, o que temos nós com isso ?
    Lembra desta frase ?
    E desta resposta confiante ?
    Fazei tudo que Ele vos Disser !

    Orai sem cessar.

    Pelo Papa e pela Unidade da Igreja.

    (São João 17,21)
    Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que tu me enviaste.
    http://www.bibliacatolica.com.br/busca/01/1/sejam+um

    Quem insistir em ser contra esta vontade de Jesus certamente somente encontrará um Sacrário Vazio.

    Evidentemente podemos afirmar com certeza:
    Segundo o que ele mesmo ensina contra o CV II…
    Jesus não está mais naquele Lugar.

    Eu diria outra coisa, mas é assim que ele vê esta situação.

    Deus vos abençoe.

  7. Luiz Eduardo de Carvalho

    Bem o que aconteceu com IBP. Mas, lamento o ocorrido.
    Participei de uma missa rito tridentino celebrada no Mosteiro de São Bento com o Padre Renato do IBP e lhes digo, foi o melhor sermão que já ouvi, tanto assim, que um casal que estava comigo ( que se encontravam afastados da fé) decidiram abraçá-la novamente. Pois, ficaram tão maravilhados com a missa e com o sermão do Padre Renato.
    Diante de ocorrido, solicito a todos que lerem este comentário se souberem o e-mail ou o endereço onde localizo o Padre Renato que me passem.
    Obrigado

  8. Luiz Eduardo de Carvalho

    Bem, o que aconteceu com IBP. Mas, lamento o ocorrido.
    Participei de uma missa rito tridentino celebrada no Mosteiro de São Bento com o Padre Renato do IBP e lhes digo, foi o melhor sermão que já ouvi, tanto assim, que um casal que estava comigo ( que se encontravam afastados da fé) decidiram abraçá-la novamente. Pois, ficaram tão maravilhados com a missa e com o sermão do Padre Renato Leite.
    Diante de ocorrido, solicito a todos que lerem este comentário se souberem o e-mail ou o endereço onde localizo o Padre Renato que me passem por favor.
    Obrigado